História My Body Guard (Imagine Jimin-BTS) - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~bijoubieber

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais
Tags Filha Do Presidente, Jimin, Segurança
Visualizações 257
Palavras 535
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura❤❤

Capítulo 10 - Let Me Know


MY BODY GUARD

Capítulo 10

_let me know_

Sua mão apertava meu ombro, numa tentativa falha de me confortar.

Eu era definitivamente uma estúpida. Eu fiz com que ele revivesse um dos piores acontecimentos da sua vida, e ainda me fiz lembrar das perdas que jamais seriam preenchidas, mas que podiam estar seguras dentro de mim, escondidas, porém jamais esquecidas.

- você não devia ter me provado nada. Todos mentimos. - me virei, o encarando.

- tudo, exatamente tudo o que eu disse ontem é mentira. - ele se aproximou, me prensando no carro.

- do que tá falando? - franzi o cenho, enquanto repousava minhas mãos em seus ombros, debrulhando o tecido de seu blazer entre meus dedos.

- você é muito mais do que o meu tipo, Fayer. Eu só disse aquilo porque não posso te pôr em perigo, não posso e não tenho como desafiar o seu pai. - ele depositou as mãos em meu quadril.

Ficava difícil acreditar que eu era o seu tipo, e o pior, que ele mesmo me confessava isto.

- tá falando sério ou tá tirando uma onda comigo? - perguntei.

- você quer que eu prove? - ele se aproximou perigosamente.

- não devemos transformar isso num caso, lembra? - eu arqueei as sobrancelhas, lhe refrescando a memória.

- foda-se. - deu de ombros e me puxou para si, me tomando em um beijo lento e desejado.

Suas mãos eram quietas, porém severas em cada toque. Sua língua era ágil, e seus braços me domavam, quase que me deixando imóvel. Eu não queria parar.

O ar faltou, nos obrigando a apelar pela separação.

Seus olhos ainda estavam em mim, me deixando constrangida.

- o que foi? - sorri sem graça, encarando meus pés.

- não quer me contar por que saiu daquele jeito? - ele agarrou meu rosto entre suas mãos e acariciou o mesmo com seus polegares.

- eu não quero me lembrar. - neguei, afastando suas mãos.

- você já sabe o que aconteceu na minha vida. Me deixe saber sobre você. Eu quero saber tudo, Fayer. - ele insistiu.

Respirei fundo, me dando por vencida.

- o que quer saber exatamente? - perguntei adentrando o carro.

Ele fez o mesmo em seguida.

- que tal me contar o que te fez sair daquele jeito, huh? - disse sorrindo fraco e dando partida.

- é tão ruim se sentir impotente diante de algo ou alguém. - engoli a seco - há alguns anos, nossa antiga casa pegou fogo, a origem do mesmo é desconhecida. Todos já haviam saído, mas eu, teimosa, voltei para pegar minha boneca favorita, e aí eu acabei ficando presa. Minha mãe voltou para me salvar, e ela conseguiu, mas acabou pagando com a própria vida. Ela morreu na minha frente, diante de mim. - eu desabafei, deixando lágrimas rolarem.

- eu sinto muito. - tocou minha mão e eu lhe forcei um sorriso.

- não quer me contar mais nada?- disse parando o carro.

- me procure para saber mais, eu conto o que quiser. - sorri e saí do carro, adentrando a casa e dando de cara com Maggie ao pé da escada.

- onde estavam? - ela perguntou olhando por cima de meu ombro, onde via Jimin.

- ele é um bom álibe.- disse para ela e dei de ombros, subindo para meu quarto e sorrindo para Park.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...