História My Body Guard (Imagine Jimin-BTS) - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~bijoubieber

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais
Tags Filha Do Presidente, Jimin, Segurança
Visualizações 270
Palavras 494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello Hello


Amores eu sei que vcs devem tá achando os capítulos pequenos mais é escrito pelo celular ai fica difícil de deixar muito grande,por isso peço desculpas,vou tentar fazer maior OK... *_*



Boa Leitura❤❤

Capítulo 9 - Prove


Fanfic / Fanfiction My Body Guard (Imagine Jimin-BTS) - Capítulo 9 - Prove

MY BODY GUARD

Capítulo 9

_prove_

Minha culpa aumentava a cada rua que deixávamos para trás.

Me sentia uma estúpida por estar ali, a procura de uma prova da qual eu não tinha o mínimo direito. Ele mentiu,e daí,quem nunca fez isso?!

- sabe que não precisa fazer isso,não sabe? - disse chamando sua atenção.

- chegamos. - disse parando o carro.

Olhei para o lado e vi um gigantesco pátio colorido com um chafariz desligado no centro. O lugar era grande,parecia um hospital.

- você não vem? - arqueou as sobrancelhas.

- aham. - assenti, deixando o carro.

Andamos lado a lado em um absoluto silêncio constrangedor. Um senhor de idade abriu o portão para nós,sorrindo abertamente.

- Jimin,já estávamos sentindo sua falta. - o homem comentou o abraçando desengonçado.

- eu também já estava com saudades de vocês, Will. - ele retribuiu o gesto.

- esta mocinha, sua namorada? - o homem me encarou formidável.

- esta é Fayer... - ele começou, porém o interrompi.

- Fay, apenas, Fay. - me apresentei sem formalidade.

- prazer. Entrem lá. - ele me cumprimentou e nos indicou o caminho.

Jimin o tomou primeiro e eu o segui, indo logo atrás. Pássavamos por algumas salas. Tudo nas paredes eram infantis, coloridos, artificiais. Algumas pessoas de jalecos e outras caracterizadas de personagens animados passavam por nós, todos, sem excessão, cumprimentavam Jimin.

Paramos em uma grande vidraça que refletiam crianças, aquelas visivelmente doentes. Umas com medicação, outras carecas e algumas de máscaras.

A culpa apertava meu coração.

Em conjunto, todas as crianças acenaram para ele, que retribuiu gentilmente. Um Jimin totalmente diferente do que eu conhecia.

- não precisava ter me provado nada. - murmurei sem graça, sem tirar os olhos das crianças.

- Dakota viveu aqui por muitos anos, até que a doença a levou. - contou com os olhos marejados.

- eu sei como se sente. Acredite, passar por isso duas vezes não muda nada, é a mesma dor sempre. - me encontrava da mesma maneira.

- eu não consegui salvá-la, mas talvez um deles tenha mais sorte. - sorriu para uma garotinha que lhe acenava.

- eles gostam muito de você. Com certeza tá fazendo o possível por elas. - toquei seu braço.

Aquela sensação de incapacidade me acompanhava desde a morte da minha mãe. Toda vez que eu encarava a foto dela e de Harry eu penso no que poderia ter feito. Minha mãe morreu após me salvar do incêndio. Ela conseguiu me tirar pela janela, mas quando foi sua vez, uma labareda caiu, a queimando diante dos meus olhos e apelos. Harry se foi só para me poupar das brigas que tinha com meu pai. Agora eu estava fazendo Jimin reviver tudo o que ele queria e merecia esquecer. Eu não tinha que ter aceitado prova nenhuma. Eu era uma estúpida. Fútil.

- me perdoa... - deixei as lágrimas caírem e saí correndo, não o deixando falar nada.

O corredor parecia uma estrada interminável.

- Fayer, espere! - ele vinha logo atrás.

Passei pelo portão, deixando Will preocupado.Parei em frente ao carro e desabei, sentindo uma mão tocar meu ombro.


Notas Finais


Gente eu quero agradecer aos favoritos.
E gostaria de saber a opinião de vcs, se estão gostando.... Me digam .


Xoxo até o próximo :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...