História My Boss - Imagine - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, V
Tags Amor, Boss, Bts, Imagine, Taehyung
Exibições 104
Palavras 683
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeonghaseyo!!! Bom, dessa vez eu não demorei né? Kkkk

~Boa leitura❤

Capítulo 10 - Rain


Fanfic / Fanfiction My Boss - Imagine - Capítulo 10 - Rain

-Tae... - ela fecha os olhos e suspira- Afinal, qual é a nossa relação?

-Em breve você vai descobrir. - eu disse e destranquei a porta logo em seguida saindo.

Kim Taehyung Pov's Off

Ele era sempre assim, me deixava curiosa e logo saia em seguida. Essa reação dele as vezes me irritava, ele sabe mesmo como ser misterioso.

Eu saí do transe e tentei voltar ao meu trabalho, só restavam algumas horas e logo eu poderia sair e ir embora.

(...)

Finalmente havia chegado o fim do dia, eu não aguentava mais ficar naquela empresa, meu dia foi extressante.

Eu caminhava em direção à porta da saída e eu pude ver Yumi na recepção, com uma cara de desdém, eu a ignorei e continuei andando, pude ouvir uma risada baixa vindo dela, eu outra vez ignorei e sai pra fora.

Eu fui até o ponto de ônibus esperar pelo mesmo. De repente o sol se esconde e nuvens escuras aparecem, iria chover? Não acredito. Eu estou sem guarda-chuva e irei me molhar! Senti leves pingos de chuva caírem no meu rosto e eu levantei meu olhar, olhando para todos os lados, vendo se tinha algo para que eu pudesse ficar em baixo por enquanto esperava o ônibus.

Encontrei um beco um pouco escuro, mas havia uma cabana, era ali ou na chuva. Engoli em seco e entrei pra debaixo daquela cabana, eu tinha pavor de becos, eu sentia pressentimentos ruins e algo me incomodava.

A chuva resolveu engrossar cada vez mais, eu me encolhi na parede ao sentir um vento forte, eu estava com medo e frio. Vi uma sombra se aproximar de mim e em um movimento rápido, um homem tapa minha boca, me levando pro fundo do beco.

— Me solta!!!!! — Eu me debati

— Calma mocinha... — o misterioso homem diz.

Eu tentei me soltar, mas era em vão, ele era forte de mais. Mordi a mão dele e finalmente me vi livre, nem tanto, ele segurava minha cintura. Eu gritei o mais alto que podia, pedindo por socorro, ninguém me ouviria, mas não custa tentar. O homem me interrompe colocando um pano em minha boca, me impedindo de fazer qualquer som.

Eu estava sendo sequestrada, vi uma van parada logo no asfalto, devia ser a van dele, ele apertava meus pulsos fortemente e eu já não tinha força alguma pra poder chutá-lo e sair correndo. Eu desisti, estava arruinada, minha vida estava em risco... Tae... onde você está? Tae... não me deixe.

— Desistiu, amor? — o homem disse em um tom irônico.

— O que você quer de mim?

— Não faça perguntas, venha comigo. — ele dá um tapa na minha coxa.

Ele me arrasta até o outro lado do beco, eu juntei minha última e única força que tinha pra tentar segurar em um suporte de ferro que havia na parede, eu não queria ir, não precisava ir.

Ouvi um barulho semelhante à algo caindo no chão. Com minhas mãos trêmulas, eu lentamente me segurei mais firme no suporte e fui me virando, vendo o misterioso homem caído no chão, eu estava livre! Mas espera... como? Levantei meu olhar e vi quem eu mais precisava ver: Tae. Ele havia dado um soco no crânio e o homem caira desmaiado.

— T-Tae...? — eu falei baixo, estava em estado de choque.

— S/N! Você está bem? — ele disse me segurando, pois a qualquer hora eu poderia desmaiar, levei um choque enorme.

— Tae... eu... — comecei a chorar.

— Eu estou aqui, não tenha medo... — ele me abraça.

— Eu tive tanto medo... — já chorava no seu peito, minhas lágrimas nem eram perceptivas, a chuva caía sobre nós e nos deixara molhados.

— Vamos embora... você está abalada... — ele me pega no colo e me coloca dentro do carro dele.

(...)

Eu acordei em um lugar diferente, em uma cama macia, e em um quarto luxuoso... onde estou?

— S/N? Você acordou? — Tae entra no quarto e se senta na cama.

— Tae? Onde estou?

Na minha casa.

...continua


Notas Finais


Aigo... ficou um pouco curto T.T
Mas no próximo eu recompenso 😏
Eu postarei em breve, pois eu já tenho o próximo capítulo pronto😉
Gostaram?!

Kissus e até a próxima ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...