História My boy - Namjin HIATUS - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Tags Bts, Namjin, Romance
Exibições 274
Palavras 1.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTE
Obrigado de CORAÇÃO ♥ pelos favoritos, sério.
VOCÊS SÃO DEMAIS ♥
Espero que gostem de desse capítulo! BEJÃO

Capítulo 6 - Hyung


~ NAMJOON ON ~

Eu apenas fiquei observando o garoto se retirar da casa. Olhei para a Ha Ni, que ao perceber meu olhar sobre ela sorriu rapidamente, ficamos conversando sobre assunto diversos e até mesmo bobos, eu estava simplesmente tentando aceitar o fato de que a vida não é como você quer.

~ JIN ON ~

Eu me levantei da cama, peguei meu celular e desbloqueei. Eram quatro horas da tarde, eu acabei dormindo.

Fui até a cozinha e minha Omma parecia não estar. Abri a porta da geladeira e peguei uma maçã, quando iria fechar a porta ouvi risadas vindo da sala, uma parecia vir da minha Omma, mas a outra... Era uma masculina, e parecia fina.

Fui até a sala e fiquei estático ao ver quem era...

MEU DEUS.

— Hyung! — Eu corri até o garoto que estava parado no meio da sala me olhando sorridente, dei um abraço nele. — O que está fazendo aqui? — Eu perguntei desfazendo o abraço.

— Minha Omma esta passando uns meses na casa da minha avó que é aqui na cidade ao lado... E bom, vim ver você! — Ele falou sorridente.

Kim Ko, meu primo, o que também considero com um grande amigo. O garoto tem 18 anos, e sempre fui um grande amigo dele, praticamente vivemos juntos. Não nos víamos há muitos meses.

— Que bom que veio Hyung, estava com tantas saudades! Venha, vou te mostrar meu quarto. — Eu falei puxando seu pulso até meu quarto.

Ele se sentou na minha cama e eu me sentei ao seu lado.

— Eai, o que sua Omma foi fazer em Dasan-Dong? — Falei cruzando minhas pernas e ficando de frente para o garoto que fez o mesmo.

— Minha Omma terminou com meu pai, mas eles ainda têm a ligação amigável, e ela veio passar um tempo com a vovó. — Falou

— Ah, nossa.

— Mas e ai, como vai às coisas? — Ele perguntou.

— Ah, como sempre... — Eu pensei um pouco. — Ainda “sofrendo” por Namjoon e seus amiguinhos.

Ko era o único que sabia da minha “paixonite” por Namjoon, eu contava tudo para ele, claro que por mensagens, chamadas de Skype e ligações. Mas não era a mesma coisa.

— O que eles fizeram dessa vez, eu vou estourar a cara deles! — Ele disse fingindo estar bravo, mas riu logo em seguida.

— Eles apenas roubaram o meu dinheiro do lanche. Mas, acalme-se, Namjoon devolveu logo depois. — Eu disse sorrindo. — Mas não vamos focar nisso! Ainda não caiu a minha ficha, de que você esta aqui e eu estou te tocando! — Falei tocando o rosto dele, o mesmo sorria divertidamente.

— Eu realmente não sabia que viríamos. Minha apenas disse “Ko, vamos para Dasan-Dong. Arrume sua mala!” E ai veio rapidamente na minha cabeça, a ideia de eu vir te visitar.

— Huum, mas, eu quero te mostrar a cidade! — Falei e o menino assentiu.

Eu mandei Ko esperar um pouco e eu me arrumei, descemos e avisamos minha Omma e saímos de casa.

No caminho conversávamos sobre vários assuntos, como iam nossas vidas, e até uns assuntos irreverentes. Mostrei para ele a frente da escola onde estudava e seguimos para uma praça. Ele sugeriu que tomássemos sorvete e que ele pagaria, no começo da nossa pequena “discussão” sobre quem iria pagar eu hesitei em deixar o menino usar seu dinheiro, mas depois de muito insistir eu acabei desistindo e ele pagou um sorvete de morango para mim e um de chocolate para ele. Sentamos em um dos banquinhos — Que ficava em volta de uma fonte — e voltamos a conversar.

— É tão bom te ver aqui Hyung, há tantas coisas que eu quero te contar, sério! — Eu sorri me virando de frente para o garoto e comecei a falar sobre diversas “novidades interessantes” da minha vida.

~ NAMJOON ON ~

Eu estava saindo da casa de Ha Ni, e particularmente falando. O meu plano para poder esquecer um pouco de Jin estava indo por água a baixo. Estava caminhando indo em direção à minha casa, passeando pelas ruas e uma hora ou outra esbarrava em algumas pessoas — porque andavam com a cabeça baixa — que passavam por ali, algumas reclamavam, outras apenas me ignoravam e seguia em frente. Estava bem próximo da minha casa e estava passando pela praça que havia ali, olhei em volta e lembrei-me do garotinho que estava perdido ali, ele lembrava-me inocentemente o Jin, sim ele me lembrava. Seu cabelo levemente arrumadinho castanho e seus óculos pretos que às vezes insistiam em cair. Olhei para o lado e vi dois meninos conversando comendo picolés. Forcei minhas vistas e pude ver os cabelos castanhos esvoaçantes no ar. Era Jin, mas, quem era aquele garoto?

Quem era ele?!

Era realmente torturante ver Jin com outro garoto, mas é aquele ditado “a fila anda”. Eu estava ai, tentando furar a fila. (literalmente). Eu estava com Ha Ni, mas, não é ela quem eu quero que esteja ali do meu lado, é Jin. E ver ele se divertindo com outro era realmente de partir o coração.

AISH NAMJOON! Por que você se tortura tanto com esse menino? Pode ser o namorado dele, ou sei lá. Apenas se satisfaça com Ha Ni e pronto, mas que droga. Eu realmente destruo meus sentimentos por conta própria.

Vi o garoto que estava acompanhando Jin se levantar e ir em direção a uma barraquinha de sorvete, Jin ficou ali sozinho. Acho que ele notou que alguém estava observando ele, pois ele olhou para os lados e logo nossos olhares se cruzaram, eu sorri vergonhosamente. O garoto apenas ficou vermelho, eu não sabia o que fazer então as minhas pernas extremamente BURRAS começaram a tomar decisões não autorizadas pelo meu cérebro. Eu comecei a caminhar em uma ação involuntária em direção ao Jin.

— O-olá! — Eu falei involuntariamente.

O que é isso? Meu corpo esta conspirando contra mim?

— O-olá! — Ele parecia estar nervoso.

— Quem é aque... — Fui interrompido.

— Sou Ko, Kim Ko. — Ele me olhou sério, mas logo depois sorriu. — E você, é Kim Namjoon?

Assenti.

— Sim, eu sou. — Olhei Jin, e depois voltei meu olhar para Ko.

Mas que merda.

Eu estou com ciúmes de Jin?


Notas Finais


Eai, oq acharam?
Comenta ai!
Hahaa

Sabado tem maaaais ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...