História My boyfriend likes boys. 《BTS》/HIATUS\ - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Visualizações 9
Palavras 1.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Orange, Romance e Novela, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Dps coloco a capa.
Taehyung tem 18 anos.
Jimin tem 17 anos.
JungKook tem 16 anos.
YoungJae tem 16 anos.
Yoongi tem 17 anos.

Capítulo 2 - 《 Rosé's PAST 》


⬆EXPLICAÇÃO ⬆

《 J U N G K O O K 》


Lisa e Jimin debatiam sobre a escola, tia Kim estava no celular, mexendo no ecrã pequeno com uma lentidão enorme e eu estava concentrado, dirigindo e pensando no passado.


10 anos atrás.


Eu e Taehyung estávamos a procura do duende doce, ele leva as crianças para o mundo dos doces e ele é feito de biscoito de mel, fica à espera das crianças que não comem sobremesa depois do almoço para uma banquete no Mundo dos Doces.

Nós vamos achar esse duende! Eu prometo!

Meus pés estão doendo, Hyung!

Aigo, você não quer ir pro Mundo dos Doces?

Claro que sim! Só que…

Sobe aqui, ô.

Falou, apontando para as próprias costas, eu apenas me aconcheguei ali, é acabei dormindo.


פפפ×


Junkie? Acorda!

Onde estamos, Hyung?

No quintal da minha casa, acabamos dormindo.

Tae, eu quero minha mamãe!

Falei, com um bico nos lábios e os olhos marejados.

Você não quer dormir na minha casa, não?

S-sim

Falei, sentindo as lágrimas salgadas percorrerem minhas bochechas.

Se você entrar em casa chorando minha mãe vai ligar para a sua. Pode parar de chorar?

T-tudo bem…

Falei, sentindo um abraço e a respiração calma de Taehyung.


Agora.


Lembro-me que chorei por dois dias quando tia Kim decidiu voltar para Daegu, quando eu tinha meus 8 anos e Taehyung seus 10.

— Chegamos. Vou ligar para Tae. Vai descer comigo, Jeon?

— Hã...sim. Eu já volto, Lisa.

Desci do carro e acompanhei Jimin até a frente do aeroporto, o mesmo que há 8 anos vi meu amigo subir em um avião e ir morar a quilômetros de distância.

— JIMIN!!

Escutei um grito, que, obviamente, tinha chamado a atenção das pessoas de todo o aeroporto.

— JUNKIE!

Abraçou primeiro Jimin e depois abraçou a mim, tão forte e depois, senti água no meu ombro, molhando minha blusa da escola.

— Senti sua falta, Junkie.

— Também senti sua falta, Taehyungie

Respondi, retribuindo o abraço.

— Eu tô aqui, sabia?

Jimin falou, com os braços cruzados. Não sei se o ciúme é de mim ou do Tae.

— Desculpa, Jimin. Você já é da família, ‘tô até enjoado da ‘tua cara.

— Eu só fui te visitar nas últimas férias.

— Nos últimos oito anos de férias.

— Sua mãe e a namorada do Jungkook estão no carro. — Jimin falou e Taehyung virou seu rosto para mim, arregalando os olhos. — Vamos logo, não quero perder a segunda aula.

— Você tem uma namorada?

— Sim, o nome dela é Lalisa Manobam.

— Ah...Quero conhecê-la!

— Vai conhecer.

Respondi, caminhando até minha BMW.

— ‘Eta carrão bunito.

Taehyung falou, e depois entrou no carro. Fiz o mesmo no Banco do motorista.

— Lisa, esse aqui é o meu amigo de infância, Kim Taehyung.

— Oi, meu nome é Lisa.


《 T A E H Y U N G 》


— Oi, meu nome é Lisa.

Nesse momento, eu já estava morto.

Nunca na minha vidinha eu pensei que Jeon Jungkook, aquele projeto de lombriga iria se tornar um cara desse porte físico — ou melhor, homão da porra — e ainda mais, H-E-T-E-R-O!

Fiquei meio chateado, achei mesmo que iria conquistar o senpai.

— Oi, meu nome é Taehyung.

Respondi a menina de cabelos castanhos, olhos castanhos e pele Branca.

— Oppa, eu aviso aos professores que você não pôde ir para a escola, aposto que Taehyung vai precisar de ajuda.

— Como pode alguém ser tão fofa quanto você, garota?

— A-ah, obrigada.

Falou, corada. Se ela não fosse namorada do MEU biscoito, eu até poderia ser melhor amigo dela.

— Jimin, Rosé e Yoongi vão vir amanhã, tenho que ir buscá-los

— A tia Kim está viva?

Jimin perguntou, olhando para a senhora deitada, roncando alto.

— Nem tinha percebido minha mãe aí. Nem para acordar e falar com seu filho querido.

— Cala a boca, Taehyung…

Minha mãe falou, de olhos fechados. Logo depois se aconchegando mais e voltando a dormir.

— Então tá.


פפפ×


Depois de deixarmos Lisa e Jimin na escola, eu Jeon e mamãe fomos para a casa da tia Park. Mencionei que Jimin é meu primo? Pois é.

— Rosé vem mesmo? Quer dizer...ela nunca gostou muito da família biológica e…

— JunKie, ela vem mesmo, e ela gosta muito dos pais biológicos, só que ela preferia ficar em Daegu, onde ela tinha as amigas dela.

A história de Rosé é difícil, difícil de explicar e entender.

O nome dela é Park ChaeYoung  — ou Roseanne Park — ela foi adotada pela minha mãe e ela sempre soube disso, quando ela tinha 2 anos eu nasci.

Quando eu tinha 1 ano fomos morar em Busan, onde eu conheci meu primo Jimin que tinha meses.

Quando JungKook nasceu — eu tinha dois anos quando ele nasceu — Rosé inventou de querer saber quem eram seus pais biológicos, isso afetou não só a mim como a minha mãe e ela mesma.

O fato era que os pais de Rosé são meus tios, os Park, então Jimin e ela são irmãos. Quando Rosé descobriu ela explodiu, e foi morar com meu tio que morava em Daegu, o tio Min — pai de Min Yoongi e Min YoungJae. Mas isso é outra história que vai ser contada depois.

Eu fiquei em Busan até meus oito anos e tivemos que voltar para Daegu quando o tio Min morreu num acidente envolvendo um carro, o rio Han e uma ambulância. Mamãe teve que cuidar de Min YoungJae o meu “irmão mais velho”, já que a tia Min não iria cuidar de um filho bastardo.

Depois de oito anos,estou com meus 18 aninhos na cara, com dois irmãos mais velhos — Rosé tem 20 e YoungJae 21 — e uma mãe ocupadíssima.

No final, voltamos para Busan.

— Vocês vão ficar onde por enquanto?

— Na casa dos pais do Jimin.


《 Y O O N G I 》


A aula finalmente tinha acabado e todos nós fomos liberados para o recreio.

— Rosé e YoungJae vão vir morar aqui, sabia, Yoon?

Jimin falou, me abraçando de lado

— O que?

— Taehyung veio hoje, por isso cheguei atrasado, tivemos que ir buscar ele no aeroporto.

— E o que YoungJae tem haver com isso?

— Você não sabia que o tio Min morreu?

Olhei com os olhos arregalados para Jimin. Por isso minha mãe tem chegando bêbada em casa e nem teve a decência de me contar.

— Quando?

— Há oito anos atrás.

— OITO ANOS?

Como achei que minha mãe iria pelo menos sentir a perda do meu pai, aquela mulher não gosta nem de si mesma.

— Sim, eles voltaram agora porque queriam recomeçar.

— Jimin eu não sabia de nada sobre isso.

— E-eu...D-desculpe…

— Você não tem culpa.

— Você vai rever seu irmão, né?

— Meio irmão.  — corrigi.

— É, meio irmão.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...