História My Brothers - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yuma Mukami
Tags Azusa Mukami, Ellie Mukami, Kou Mukami, Ruki Mukami, Yuma Mukami
Exibições 813
Palavras 691
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltei :3
Esse foi um capítulo curto, me desculpe!

Ainda estou com um pouco de bloqueio de criatividade! Mas eu não vou deixar vocês sem capítulos.

Boa leitura ^^

Capítulo 18 - Capítulo 17


Fanfic / Fanfiction My Brothers - Capítulo 18 - Capítulo 17

『My Brothers』


✎ Capítulo 17 - Relembrando o passado [Parte 1]

Pov's Desconhecida 

Eu não queria abandonar ela, aquela bebê não tinha culpa de nada... Hoje deve estar grande, com 15 anos!

— Arrependimento vem, arrependimento vai! — Meu marido, o pai de Aiko, Park Aiko, falou.

— Devo procura-lá? — Suspiro profundamente e o mesmo me olha.

— Não podíamos ficar com Aiko, não temos culpa de absolutamente nada! Mas eu quero conhecer minha filha... — Seus olhos brilharam e eu pude ver uma lágrima solitária rolar pelo seu rosto.

— Vamos procurar Aiko... — Falei já sentindo as lágrimas teimosas molharem meu rosto.

Pov's Ellie

— Minha "mãe"? Porcão me falou que o seu nome é Chae e o nome do meu "pai" é Yong. — Falei pensativa. Eu não ligo para isso, meus irmãos, meus primos e as noivas são minha família.

— Oh... Desculpe! — Joo sorri sem jeito.

— Eu não me importo! — Sorri sincera. Esse assunto de pais já me afetou uma época da minha vida... Eu tinha 8 anos.

FlashBack...

—Azu-chan? — Sentei-me na grama, observando o céu estrelado junto com meu irmão.

— Fale... Nenê! — O mesmo sorriu, arrumando uma de suas faixas.

— O sensei falou sobre família, e eu tenho uma dúvida... Quem são meus pais? Minha mãe? Meu pai? — Perguntei receosa e o vejo engolir o seco, extremamente desconfortável.

— Venha... Já está... Tarde... — Azusa se levantou e entrou na mansão.

. . .

— Ellie... Você não está pronta para ouvir a verdade! — Ruki me explicava com calma e paciência.

— Por favor... Eu preciso saber! Irmãos, eu imploro! — Lágrimas grossas molham meu rosto.

— Ellie... Olha, eu... — Ruki parou de falar — Eu conto! — Suspirou derrotado.

— Conte. — Falei abraçando Sweet.

— Quando um de nós achou você na porta da mansão, você chorava muito e estava em uma cesta, junto com um bilhete. — Ruki fechou fortemente os olhos, como se lembrasse da cena — Nele estava escrito sua data de nascimento e o nome de seus pais. — Continuou — O nome de sua mãe é Chae e de seu pai... É Yong... — Meu irmão abriu os olhos — No bilhete não dizia o motivo de terem abandonado você. — O mesmo riu, secando rapidamente uma lágrima — No começo não sabíamos ao certo se ficaríamos com você, era uma responsabilidade gigantesca... — Ruki sorriu, junto com o resto dos meus irmãos — Então adotamos você... Como nossa irmãzinha Mukami. — Concluiu.

— Yong e Chae... — Murmuro baixinho, tirando meus óculos.

FlashBack Off...

— Você está bem? — Akina me cutucou.

— Está olhando pro nada a quase 5 minutos! — Joo suspirou.

— Você lembrou de algo, não é? — Wilma sussurrou para mim e eu concordo.

— Er... Gente, eu acho que vou subir... — Abraço as meninas e subo apressada.

— "O que foi? Você está estranha." — Sweet comenta.

— Não aconteceu nada! — Disfarço.

— "Eu te conheço a muito tempo, e sei quando você está mentindo." — Sweet é mais inteligente do que parece.

Pov's Desconhecido 

— Estou ansiosa... — Minha esposa sorri olhando para o chão.

— Como será que ela está? Eu lembro que ela se parecia contigo. — Balanço a cabeça, tendo pequenos flashbacks.

— Será que ela virou uma boa garota? — A mesma se perguntava, sorrindo boba.

— Tenho certeza que sim! — Rio baixo, ligando o carro prateado.

— Há! Espero que sim. Minha filha deve estar grande e bonita. — A morena sorri — Vamos Kokona. — Minha esposa cutuca nossa filha mais velha. Kokona tem 18 anos, 3 anos mais velha que Aiko.

— Por quê vocês querem tanto achar essa menina? A guria nem deve saber o nome de vocês, e outra, ela deve ter uma família! — Kokona reclama — Ela não virá com vocês. — A mesma bufa irritada.

— Virá sim! Com certeza ela vem comigo, sou a mãe dela. — Chae revira os olhos.

— Meninas, chega de brigas! — Rio com os pensamentos negativos de Kokona.

— Só disse a verdade. — Minha filha murmurou.

—  Yong, não irei discutir mais. — Chae arruma seu cabelo.

— Vamos aonde mesmo? — Kokona pergunta entediada.

— Para a mansão da floresta, aonde largamos Aiko. — Sorrio.

















Continua?...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...