História My Brother's Boyfriend - Mensagens - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Channie, Jennie, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Lisoo, Namjin, Rap Monster, Rose, Suga, Yoonseok
Exibições 8
Palavras 1.282
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - New Little Brother


Fanfic / Fanfiction My Brother's Boyfriend - Mensagens - Capítulo 2 - New Little Brother

Estava tão distraída com a bela paisagem que passava do outro lado do vidro que nem ouvi meu pai e Kyuhe me chamarem. Após ouvir meu pai pronunciar meu nome num tom elevado me endireitei bruscamente e olhei em frente confusa.

- Sasha, você ouviu que que a gente estava falando? - perguntou Kyuhe

- Na verdade não. Peço desculpa. - soltei uma risada baixa

- Não tem problema. - meu pai sorriu – A gente estava falando sobre seu novo irmão.

- Novo irmão? Como assim? - ergui uma sobrancela

- Eu tenho um filho Sasha. - Kyuhe sorriu – E ele vai ser seu novo irmãozinho.

- Ele é mais novo que eu? - falei sorridente

- É sim. - falou Kyuhe – Ele se chama Jungkook.

- Acho que vai ser legal ter um irmão. - sorri

Desde sempre fui filha única, ou seja, sempre foi muito mimada por meus pais e não faço ideia do que é partilhar o amor paternal, mas acho que não deve ser tão ruim assim.  

A viagem não demorou muito e a condução de Kyuhe era fantástica. Acho que ela não se encaixa no padrão que os homens machistas fizeram questão de inventar. “Mulheres não sabem conduzir.”, minha rola que elas não sabem conduzir. Ups, não era suposto eu dizer palavrões, mas ninguém ouve por isso não importa.

Eu sou bem tímida com a maioria das pessoas que não conheço, mas depois de me conhecerem eu viro um monstrinho irritante e sorridente.  

Passados uns curtos 10 minutos o carro parou na frente de uma bela casa ou melhor, mansão. Era bem moderna maioritariamente branca com vidros reluzentes em todo o lado.

Meu pai e Kyuhe saíram do carro batendo a porta de uma forma brusca, o que me assustou e me acordou do transe. Abri a porta lentamente e sai do carro olhando para a casa, tal como uma cena de um filme. Desviei o meu olhar um pouco mais para cima e vi uma pequena sombra na janela mais elevada da casa, provavelmente era meu novo irmãozinho Jungkook. Meu pai pegou na bagagem dele, eu na minha e junto com Kyuhe entramos no nosso novo lar.

- É realmente linda! – falei sorrindo

- Eu e Jungkook a decoramos juntos. – falou Kyuhe sorridente

Naquele momento um garoto de cabelos morenos aparece no final da escada, se encosta na parede e cruza os braços. Então este é o Jungkook.  

- Você é o Junhkook certo? – meu pai falou – Eu sou Ethan.

- Minha mãe me falou muito de você. – ele sorriu – Mas quem é a menina?

- Essa é a filha do Ethan. Sasha. – disse Kyuhe

- O-Oi. – falei tímida  

- É tímida, que fofa. – o moreno riu

Senti meu rosto ficar quente e vermelho e baixei lentamente minha cabeça para ninguém ver. Senti que meu pai estava segurando o riso e dei um leve tapa no seu braço.

- O-Onde fica meu quarto? – falei

- Lá em cima. Primeiro quarto à esquerda, na frente do quarto do Jungkook. – falou Kyuhe

- Obrigada. – falei e subi

Me apressei enquanto subia as escadas e passei igual um carro de corrida do lado de Jungkook. Ser tímida é do caralho, só queria ser como sou por dentro.  

Parei na frente de um quarto e olhei a porta. Era branca e tinha o meu nome escrito em azul nela e um monte de detalhes também azuis em volta junto com umas luzes muito fofas. Fiquei apreciando a porta quando de repente sinto alguém se aproximar.

- Bonita né? Minha mãe que pintou. – falou o moreno no meu ouvido

- E-Ela fez um ótimo trabalho. – sorri boba – São minha cores favoritas.

- Branco e azul? – ele ergueu uma sobrancelha – Pela cor do seu cabelo deduzi que fosse uma princesinha.

- Princesinha? Precisa me conhecer melhor maninho. – ri  

Comecei a me libertar um pouco com Jungkook, afinal ele é meu irmão agora e eu preciso falar com ele para vivermos uma vida normal. Já se viu dois irmãos não falarem por timidez? Não né.

- Agora já não está tímida. – ele riu – Quer ajuda com suas coisas?  

- Eu consigo sozinha obrigado. – sorri docemente  

- Bom, então vou sair. – ele sorriu de volta

- Se divirta maninho.  

O moreno depositou um beijo doce em minha testa e sorriu para mim indo embora. Que fofo, parece um coelhinho sorrindo.  

Entrei no meu mais recente quarto e soltei um “uau” quando vi aquele paraíso de quatro paredes. A casa em si já era bem decorada, moderna e dizia: "somos milionários", mas meu quarto ultrapassava tudo isso.  Logo na entrada já dá para ver o belo e confortável sofá branco e uma poltrona e na sua frente uma mesa também branca com uma tábua de vidro colada em cima. Por baixo da mesa tinha um tapete azul e preto com os rostos de uns modelos desconhecidos.  Do lado esquerdo tinha a cama envolvida por um vidro cinza e luzes azuis brilhantes. Na sua frente tinha uma mesa de trabalho branca e do seu lado uma parede com uma televisão e vários rádios daqueles dos anos 80. Faltava uma coisa, o armário. Onde eu vou colocar minhas roupas? Olhei atentamente em busca de algum lugar que se parecesse com o armário e apenas vi uma cortina branca balançando que parecia suspeita. Me dirigi a ela e a puxei para o lado com delicadeza e entrei. Nossa! Acabei de descobrir Nárnia! Era um closet enorme com mais que espaço suficiente para acolher 20 mendigos. Saí de lá sorrindo e decidi olhar pela grande e brilhante janela por onde entravam os raios de sol. A vista dava para o jardim grande e verde com uma bela piscina, imagino que Jungkook tenha dado festas legais aqui.

Meu pai tinha me falado que Kyuhe tinha muito dinheiro e era muito conhecida, mas nunca pensei que chegasse a esse ponto. Depois preciso perguntar para meu pai qual o trabalho dela.

Coloquei minha bagagem no closet e comecei a arrumar minhas roupas.  

Depois de duas cansativas horas arrumando minhas coisas decidi descansar então me deitei no chão mesmo. O closet era grande demais e ainda sobrou espaço para mais roupa, mas pelo menos assim não posso me queixar que não tenho espaço.

Fechei os olhos por um pouco e me estendi pelo chão igual uma idiota.

- SASHA! - ouvi alguém me chamar

- QUEM É? - gritei no mesmo tom  

- É O JUNGKOOK! DESCE AQUI! - ele gritou e eu ri me levantando

Saí do meu quarto calmamente e fui em direção às escadas vendo Jungkook de braços cruzados me esperando. Está parecendo meu pai quando eu faço alguma besteira.

- Pensei que tivesse saído. - falei descendo

- Seu pai me pediu para voltar para tomar conta de você. - ele falou e eu revirei os olhos – Eles vão chegar tarde hoje por isso não jantam.

- Onde eles foram?  

- Jantar de negócios. - ele riu – Para não jantarmos sozinhos convidei meus amigos.

Nesse momento meu corpo gelou e eu paralisei por completo. Amigos? Não estou preparada para conhecer os amigos dele! Que vontade de ser uma avestruz e enfiar minha cabeça na terra.

Apenas desci o último degrau e me aproximei de Jungkook.

- Quando eles chegam? - perguntei

- Já chegaram. - ele sorriu - Não se preocupe eles são legais.

- O-Ok.  

- Vamos, eles estão nos esperando na sala. - falou me puxando pela mão

Aqui vamos nós Sasha. Seja forte e guarda essa timidez para outra altura. Faça amigos e se divirta, com eles você poderá ser quem quer ser. Minha voz interior não parava de falar isto, mas minha timidez é incorrigível.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...