História My butterfly - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Suga
Tags Bangtan, Bts, Jeon, Jungkook, Suga, Yoongi, Yoonkook
Exibições 47
Palavras 850
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura <3

Capítulo 7 - Work


Fanfic / Fanfiction My butterfly - Capítulo 7 - Work

 Abro os olhos e vejo tudo branco aperto meus olhos a claridade... a janela...

Jungkook deixou aberta de novo me viro minha cabeça pro lado para ver se ele estava dormindo, mas o que eu vejo e uma parede me levanto  ainda sonolento  coloco a mão na testa que sinto doer e arder.

-Hyung bom dia – fala jungkook sorrindo trazendo uma sopa.

-Bom dia, Minha cabeça dói – digo ainda com a mão na testa.

ele coloca o prato de sopa em cima da mesinha ao lado e senta na ponta da cama e tira minha mão da testa e ele mesmo coloca sua mão, fecho os olhos pois ainda estava um pouco tonto, me levanto sentando na cama encosto minhas costas na cabeceira passo a mão  no meu abdômen, vejo uma faixa

-Poxa achei que tinha me livrado – Digo sorrindo

Jungkook levanta e fecha um pouco a janela e diz :

-Achei que tinha te perdido quando te coloquei na caminhonete desmaiado.. sangrando...

Paro de mexer na faixa e o encaro.

-Ohhh jungkook, preocupado difícil de ver . Aiiii

-Ainda doi?

-Acho que não falamos “Ai à toa né “

jungkook sorrir pega a sopa coloca em cima da cama e diz :

-Bem vindo de volta

pego a colher e a encho colocando na minha boca .

-O que aconteceu? – pergunto

- Não lembra de nada?

Dou uma pausa na sopa e olho pro teto e acabo me lembrando do beijo que dei em jungkook .
Dou umas quatro piscada balançando a cabeça afastando aquela lembrança e respondo.

 -Não, não lembro de nadinha.

Jungkook se levanta diz :

-Hoje eu vou sem você

O encaro sem entender

-Como assim? Vai sem mim pra onde? – olho a expressão séria de jungkook.
​-Ajudar os outros afinal, temos que fazer alguma coisa se não quer morrer, menos você eles entendem sua situação

tento me levantar

-Achei que estávamos livres, você fica jeon eu vou.

Jungkook me empurra de volta na cama.

-Hyung pare com isso, você vai ficar.

empurro jungkook de volta tento me levantar, me seguro na mesinha e o encaro.

-Cala boca que eu sou mais velho que você.

Jungkook abre um sorriso, e me ajuda a sentar na cama de novo.

- Nós ficamos tudo bem para você?

Abro um meio sorriso aliviado e concordo com a cabeça.

Realmente tinha medo de perder aquele moleque, só de imaginar que  a cada viagem eu poderia perde-lo me doía o coração e  queria que apenas estivéssemos em casa com os meninos e vendo Jin mandar em todos.
Eu realmente ainda não consigo acreditar que cheguei a matar alguém para segurança de jungkook.

Passamos o dia conversando, ele trouxe uma TV para esse quarto abandonado realmente ninguém sabia que morávamos aqui tirando os garotos do nosso grupo que nos ajudaram.
 já dei até uma olhadinha na janela e percebi que era uma rua sem saída, um bom lugar
Já chegando a noite e eu aqui esperando jungkook, ele me disse que foi comprar sorvetes aquele idiota no fundo e uma criança gritando pela mãe.

-Cheguei - diz  jungkook entrando  com dois potes dentro de uma sacola

me levanto da cama e pego um pote o observo comer.

-Ahh- geme jungkook – Isso e muito bom hyung.
-Cuidado pra não se sujar. – Digo

ele continua a comer me levanto apesar de sentir uma pontada na minha ferida e faço uma careta. Jungkook para de comer e com a colher na boca pergunta :

-Quer ajuda hyung?

-Não, continue seu sorvete.

Vou Até o banheiro olho para o espelho e tento tirar a faixa que começa a ficar encharcada de sangue

-Merda.

Abaixo a tampa da privada e me sento puxo umas faixas que jungkook comprou, retiro e lavo a ferida e pego a faixa nova rapidamente me envolvendo nela mantenho minha mão segurando, mas sinto a faixa se encharcando novamente tento pegar mais  faixas mas devido a minha mão de merda as faixas escorregam caindo na pia que estava cheia de agua.
saio do banheiro, e me deito na cama respirando fundo.

-Jungkook, você tem que arranjar alguém para me levar para o hospital.

Jungkook olha a hora no relógio. Me olhando sério, pega sua jaqueta me veste nele

-O que está fazendo?

Ele me coloca em suas costas

Subi em cima já sonolento  fecho meus olhos e saímos daquele lugar

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

 

Abro os olhos novamente tudo está tão branco quanto a neve sinto um calor nas minhas mãos viro minha cabeça e vejo jungkook, segurando minha mão de cabeça baixa provavelmente dormindo.

-Jeon?
​Ele levanta a cabeça e sorrir para mim

-Sim, eu que trouxe você e dessa vez tiraram a bala que estava alojada em você.

Ele se aproxima e me abraça e sussurra em meus ouvidos “ Poderia ter te perdido novamente”

-Mas não perdeu- falo com uma voz rouca

-Tava em área de risco e eu nem me preocupei, me perdoe hyung.

levanto minha mão e passo na sua cabeça.

ele sorri, se levanta e diz:

-Volto já, tente dormir um pouco hyung
Concordo com a cabeça e o obedeço.


Notas Finais


Aquele momento em que achamos que perdemos a história.
não entendeu?
Então...
Eu achei que tinha perdido de vez meu pen drive e nele continha essa história todinha
Sorte que eu achei :v
Enfim estão gostando?
Uma coisa que tenho que compartilhar
Modeusu Begins e wings realmente são minhas preferidas
e a de vocês?
Ta bem
Parei até o próximo capitulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...