História My Cat - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Tags Bottom!yoongi, Hybrid!au, Jikook, Sugakookie, Sugar Cookies, Top!jeon, Vkook, Vmin, Yooncat, Yoongi!cat, Yoonkook
Visualizações 584
Palavras 1.949
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu ia escrever algo fluffy? Ia escrever algo fluffy.
Mas saiu fluffy? .... DEXCULPA

Vida que segue.
Enfim (eu digo "enfim" sempre que tenho vários nadas pra dizer) esse capitulo é o ultimo, eu juro juradinho, juro mesmo, sem mais capítulos ou minha presença, depois desse dou adeus.
Vou deixar a choradeira pras notas finais, perdoem erros e a escrita lixo shaushau boa leitura ~I.M face

Capítulo 3 - Hey bitch, keep your distance of my boyfriend


Hey bitch, keep your distance of my boyfriend

 

O felino acinzentado andava pisando forte no chão, agora esbranquiçado pela neve do inverno, e com um enorme bico de irritação no rosto pequeno. Estava com raiva do dono, agora namorado, que pedia para que andasse mais devagar ao lado do atual ruivo.

Que Yoongi nunca gostou de Kim Taehyung todos sabiam, assim como sabiam que nunca gostou do atual rosado, Park Jimin. O motivo era simples e consideravelmente idiota: ciúmes. No começo não sabia o que era, o porque de ficar irritado com toda a atenção que o moreno dava aos namorados e não a si, nem porque ficar desconfortável perto dos dois ex's do mais velho. Jimin tinha uma voz fina e irritante, mesmo tentando ser legal com o híbrido felino, Yoongi nunca gostou dele; já Taehyung nem tentava conversar consigo, tinha uma voz grossa e imbecil (de acordo com o felino) e um sorriso quadrado irritantemente fofo, a vontade do felino era apenas de arrancar aquela pele moreninha dali. Descobriu que aquilo que sentia se chamava “ciúmes” enquanto fofocava o quão idiotas eram os ex's do mais velho com os Byun's, a senhora Byun sempre confirmava e falava que nunca fora com a cara deles, já o Byun filho falava que não tinha motivos pra se sentir enciumado e que aquilo passaria. Pobre Byun que não era ouvido.

O motivo de sua irritação, além da cara do ruivo alto, vinha da noite anterior, quando o Jeon recusou a única coisa que mais amava fazer, além de dormir e tomar seu leite em caixa: sexo.

 

Estava entediado, não havia saído pra conversar com os Byun's, estava frio e eles haviam viajado, não tinha mais nada pra fazer além de ficar jogado no sofá com uma blusa moletom enorme e um edredom grosso. O dia havia sido chato, Jeongguk estava ocupado com o trabalho e o TCC da faculdade, não havia chegado até o momento, o leite havia acabado, sobrevivia de salgadinhos e sardinha enlatadas e o pior, estava sem sono, tanto era o tédio que sentia.

As orelhas felpudas remexeram com o barulho da tranca da porta sendo aberta, a primeira coisa que fez foi pular do sofá se jogando nos braços do moreno maior, sendo afastado logo em seguida. Fechou a cara sentindo vontade de arranhar a cara do mais velho, fechou os olhos, contou até dez e voltou a sorrir.

–Hyung, senti saudades. – voltou a abraçar o maior que só lhe afagou um pouco os cabelos, soltando-se novamente do híbrido, que fez um bico manhoso.

–Agora não, Suga. – e isso foi a gota d'água para que batesse no moreno.

 

Já haviam se passado das onze, a cauda cinza balançava de um lado para o outro enquanto o mais velho escrevia algo no notebook, se antes estava entediado agora estava quase se afogando no chuveiro, queria atenção e um pouco de carinho, não ficar assistindo o mais velho fazer algo chato. E foi com esse pensamento que saiu da cama lentamente abraçando o moreno que estava sentado na cadeira de rodinhas, tentando chamar a atenção do mesmo. Ronronava próximo a orelha do maior deixando mordidinhas e recebendo uma risadinha em resposta, passeava as mãos quase cobertas pelo moletom por baixo da blusa do maior arranhando um pouco, estava quase conseguindo despertar uma ereção no mais velho se o som irritante do celular não se fizesse presente fazendo-o morder com certa força a orelha. Foi a segunda vez naquela mesma noite que bateu no maior.

 

 

Agora estava com raiva, por não conseguir o que queria e pelo ruivo ter sido o culpado, estava quase fazendo o ruivo comer as próprias mãos por atrapalhar-lho. Também por ter sido enganado pelo maior achando que comprariam roupas de inverno.

Odiava Park Jimin e Kim Taehyung e diria isso em alto e bom som na frente de ambos.

 

Enquanto o felino praticamente pisoteava o chão branco criando buracos pequenos devido aos sapatos, Jeongguk se perguntava que bicho havia o mordido pra estar tão irritado. Claro que sabia que parte disso foi culpa da atenção que não dera, mas estava realmente cansado. Suspirou ouvindo Taehyung falar animadamente sobre como achará o Jimin lindo, e todo aquele blablabla que não queria escutar, estava ajudando o ruivo por serem amigos, quer dizer, depois de quase ter apanhado terem se tornado amigos. Estava ajudando o atual ruivo por não querer ver a cara de Jimin o metralhando com o olhar ao lembrar do incidente mais conhecido por “Hibrido filho da puta comendo meus animais”. E como sabia do que o rosado gostava, decidiu se livrar de dois coelho com uma única cajadada.

 

–Será que ele vai gostar de chocolates? – voltou a prestar atenção no ruivo ao seu lado.

–Ele vive de dieta. – foi direto vendo um bico enorme no ruivo.

–Peixinhos dou…

–Não termine essa frase. – doía lembrar dos tapas do rosado – Tenta algo mais fofo, ele é super-romântico – fez uma careta com a lembrança do rosado sempre grudado a si, naquele tempo achava incomodo mas bom, talvez por viver sendo ignorado por um certo híbrido cinzento que dominava a casa.

 

Entravam em todas as lojas que viam pela frente, Jungkook sentia que faliria com a quantidade de coisas que o híbrido jogava nele pedindo para que comprasse, claro que simplesmente pagava calado, conviver com Yoongi durante anos significava: fazer o que ele quer, sem resmungar, ou apanhar. Na última loja da tarde, o Jeon se encontrava com várias sacolas e o Kim com um urso grande e uma bolsa pequena. Yoongi conseguia ser uma peste sempre que queria. Voltaram para a casa do moreno, onde Taehyung escutava e anotava todas as dicas dadas. Quando finalmente saiu agradecendo a ajuda do moreno, Yoongi o puxou pelos fios escuros o fazendo sentar no sofá e choramingar, cruzou os braços em frente ao peito e o olhou com ódio, a pelagem da cauda e das orelhas estavam arrepiadas, que juntos ao rosnar e os olhos quase sumindo de tão espremidos, significavam alerta vermelho.

Desviou o olhar uma, duas, sete vezes, voltando a encarar o felino com um sorriso amarelo que se desfaziam aos poucos se tornando uma careta de medo, engoliu em seco.

 

–Sabe o que eu quero agora, Jeon? – sua voz estava grave e raivosa. Jeongguk engoliu seco novamente negando com a cabeça, vendo uma sobrancelha se arquear – Um salmão mal passado, sem legumes chatos e com molho de maracujá; também quero uma polaroide do kumamon da edição limitada, aquela que acabou semana passada, dê um jeito de comprá-la pra mim e é bom estar novinha, ou não terei perdão da sua cara; e compre mais leite de caixinha, sabor morango e sabor uva. Quero meu salmão em 20 minutos junto ao leite e tem quatro dias pra comprar minha polaroide. – ditou tudo saindo para o quarto, batendo a porta com força.

 

Aquilo não era um terço do que viria nos próximos dias.

 

 

 

Por um milagre conseguiu um revendedor (que vendeu pelo dobro do preço) e comprou a polaroide no prazo limite, voltou a ser ignorado pelo felino e a receber a visita do ruivo. Tudo normal, como antigamente. Exceto por um detalhe. Um Yoongi calmo demais, silencioso demais. Se Jungkook tinha medo do híbrido falante e agressivo, vê-lo calmo e silencioso dava o dobro de medo.

Já Yoongi pensava em diversas formas diferentes de torturar psicologicamente o moreno mais velho, mas preferiu o silêncio, parecia mais eficaz. Sempre mantinha os olhos e orelhas atentas a cada coisa que o moreno dizia e fazia, baixar a guarda estava totalmente fora de cogitação. Queria poder lançar raios pelos olhos igualzinho ao Clark ou o Scott do X-Men. Balançava a cauda pacientemente deitado de barriga no sofá ignorando a tevê acessa, apenas para escutar a conversa do mais velho no celular, fingia dormir com a cabeça apoiada ao braço do sofá, mas estava tão acordado quanto uma coruja. Mesmo já passando das onze da noite.

 

 

Não podia ter acordado mais irritado que naquela manhã, e o motivo vinha com nomes e sobrenomes, além de um gatinho de pelagem castanha e olhos esverdeados o encarando enquanto degustava o conteúdo de uma caixinha de leite sabor banana. Seu nome, Junghwan, sua idade, sete anos e meio, pessoas que decidiram presentear o seu Jeon com o pivetinho, Kim Taehyung e Park Jimin. Rosnava baixinho para o pirralho que retribuía com o rosnar mais alto. Podiam ser parte humanos, mas, ainda assim, agiam como os pets que foram criados para ser.

 

–Eu acho que não vai dar muito certo essa sua ideia, Jimin. – Jungkook comentou olhando os dois felinos trocando um ódio recíproco.

–Também acho, você é um péssimo dono – o rosado fez uma careta – Nem soube educar aquele monstrinho. – se referia ao Yoongi que ignorava sua presença junto a presença do ruivo. Jungkook não sabia se concordava ou se ofendia, apenas balançou a cabeça – Mas com quem o Hwannie ficaria? – pegou o pequeno no colo mantendo distância do felino cinzento.

–Porque não cuida dele? – recebeu um aceno positivo do ruivo.

–Foi o que eu disse. – o ruivo se pronunciou.

–Mas… – olhou pro pequeno depois pro felino mais velho que o fuzilava com o olhar – vai que ele acaba igual a esse monstrinho ai. – apontou pro felino mais velho que lambia a cauda voltando a ignorar sua presença.

–Você é um segundo Jungkook? – o Jeon perguntou.

–Deus me livre. – apesar de ofendido prosseguiu.

–Então duvido que ele vire um Yoongi. – o prateado fez bico.

–Jiminie, eu posso cuidar dele na minha casa. – Taehyung disse e, pela primeira vez na vida, Yoongi concordou, antes de puxar o Jeon até a cozinha deixando o rosado e o ruivo discutindo sobre quem ficaria com o filhotinho.

–Se aquela peste – empurrou o maior contra a parede próxima a geladeira e o olhou fumegante – não for embora agora – pôs o joelho perigosamente próxima do precioso Jr. do Jeon – vou brincar de jogar suas bolas pros cachorros imbecis. – o soltou para pegar uma caixinha de leite sabor morango na geladeira e voltou para a sala, deixando um Jungkook choroso para trás.

 

Jungkook estava se sentindo amado naquele final de tarde, (mesmo depois uma ameaça e de um casalzinho falando mal de si) sentia que seu criador havia resolvido dar uma trégua. Jimin decidiu que cuidaria do filhotinho e revezaria com Taehyung, já que agora eram “pais”, e Jungkook permaneceu com suas genitais intactas. O único problema resistente era um Yoongi o olhando de canto, com toda certeza convicta que tinha, o felino ainda estava com raiva. Descobriu que sua certeza era verídica quando foi empurrado (pela segunda vez no dia) mas, dessa vez, para que sentasse no sofá. Yoongi não tardou em sentar em seu colo e atacar seus lábios com voracidade, afinal dois anos serviram para alguma coisa, além de foder a vida do moreno, separou as bocas para dar mordidas não muito fortes no pescoço bronzeado e se remexer lentamente em seu colo sentindo algo duro ali. Deixou um último selar se distanciando do moreno para tomar seu leite. Ah, Jungkook sabia que aquele híbrido era uma peste, só não esperava ser deixado de pau duro enquanto encarava o nada.

 

–Greve de seis meses, agora faz minha comida, escravo. – a cauda cinza balançando de um lado pro outro e o sorriso diabólico faziam parecer um dos personagens psicopatas dos animes. Mas quem era Jungkook pra reclamar? Se levantou suspirando frustrado para fazer a comida de sua pestinha.

 

Mas como já diziam os filosos: Eu sou cagado, vejam só como é que é: Se der uma chuva de Xuxa no meu colo cai Pelé.

É como aquele ditado que já dizia: Pau que nasce torto mija fora da bacia.  


Notas Finais


:') e sou terrível não acham? Eu sei
Seguraram a referência a musiquinha do Mamonas? Não? É pq sou idosa msm.
Eu até pensei "Ah, vou escrever um lemonzinho pra esse final" mas teve? Não, porque ou ruim memu

Sou ruim com despedidas tbm.

My Cat foi uma das minhas xodozinhas, eu raramente gosto do que escrevo e sempre acho que tá uma porcaria, mas My Cat e Suga de Neve foram, e sempre serão, minhas filhas, mesmo SN6P não existindo mais (pra quem não manja das siglas "SN6P" é como comecei a chamar "Suga de Neve e as 6 Passivas" que foi excluída umas três vezes do site, msm sem motivos claros, mas ngm é obrigado a saber disso), na minha opinião My Cat ficou bem descontraída e legível, mas minha opinião é igual lixo hospitalar: Serve pra nada.
Eu realmente não tenho vontade de colocar como "terminada" ali pq me apeguei a essa porcariazinha TT droga

Agora vamos aos agradecimentos.

Primeiro: TEMER, SEU TROUXA, FORA;
Segundamente: TOY, MOZONA, VALEU POR SER MINHA COBAIA E LER ESSA JOÇA ME ILUDINDO DIZENDO Q TÁ BOM <3;
Terceiramente: Agradeço a todas as pessoas que acompanharam e não desistiram dessa merdinha, aos que comentaram e pediram esse extra, ou fechamente, tanto faz, e aos +180 favoritos. Brigadinha meus bombomzinhos.
Não vou enrolar mais, adeus minhas crias, B-Joos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...