História My Change - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Jackson, JB, Joo Heon, JR, Ki Hyun, Mark, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho, Yugyeom
Tags Got7, Imagine, Kpop, Monsta X
Exibições 41
Palavras 1.492
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiiiiie meus amores, como vocês estão? Espero que bem. Bem queria pedir desculpas a vocês por minha demora e pelo tamanho do capitulo, acreditam que eu tive tempo para escrever só agora? Pois é.
Só queria dizer que estou fodida em química, mesmo morrendo estudando aquela caralha eu só acertei duas questões de dez -.-
Quase morri semana passada, teve muitas provas, hoje mesmo teve uma, de física, bem tava fácil.... Engraçado que eu sempre que digo que a prova está fácil eu tiro nota baixa -.-
Vou deixar vocês lerem o capitulo <3 Está quentinho, acabei de escrever, não revisei, então se tiver erros me avisem ^^
Boa leitura <3

Capítulo 3 - Mysterious Writing


Assim que entro na sala percebo que quase ninguém entrou na sala ainda, não ligo muito para isso e vou até a mesa que sentei ontem. Como eu não tinha nada para fazer eu apenas fiquei olhando para sala, meus olhos passaram por todo local, até chegar a minha classe, vendo uma escrita... “Como pode odiar tudo? Se você tem tanto ódio assim no coração deveria morrer então”.

 

Após ler aquela escrita na mesa uma tristeza invadiu meu peito, como alguém que nem ao menos me conhece pode falar para mim acabar com a minha vida de uma vez por todas? Eu não odeio a todos, eu odeio apenas quem eu deveria realmente amar.

Rapidamente largo minha mochila ao lado da classe que fica do lado da minha e pego uma borracha e um lápis. Olhos minha escrita anterior e a apago na intenção de responder o tal sujeito “engraçadinho”.  Leio novamente a escrita da pessoa, era tão bonita a letra dele ou dela, pena que o usava para escrever coisas tão doloridas...

Seguro meu lápis com entre meus dedos com força, e então respondo o tal ser.

E você? Como pode falar algo para uma pessoa, eu posso até ter um pouco de ódio no meu coração, mas tenho meus motivos, bem, se eu tenho coração com puro ódio, segundo você, você nem coração teria, pois aquele que fala para tal pessoa que está triste ou até com raiva com que acontece em seu dia-dia se matar... Só pode ser alguém que não tem compaixão, ou seja, pensa em si próprio, que raiva que me da de pessoas igual a você”.

Ao olhar tudo que escrevi senti renovada, foi como um leve desabafo, embora eu não sei o autor da resposta eu senti-me um pouco curiosa com isso, mesmo o ser que respondeu seja um completo idiota e ignorante... Por uns segundos eu fiquei pensando quem poderia ser, então cheguei a conclusão que poderia ser alguém da minha turma.

Com está “ideia” em meu pensamento, olho para os lados da procurando um possível autor desta bendita escrita, mas não adiantou muita coisa, pois na sala havia apenas uma menina, ela estava com a cabeça encostada na classe, ela parecia estar chorando, acho que ela nem tinha percebido minha presença ali naquele local.

 

— Olá menina - Falo me aproximando daquela garota que parecia estar tão solitária naquele canto. Ela é tão quieta nas aulas, bem, eu sei que só tive um único dia de aula neste Colégio, mas foi o bastante para que eu visse e conhecesse pelo menos um pouco dos meus novos “colegas”. A garota ao ouvir minha voz levanta a cabeça no mesmo segundo, fazendo com que eu olhasse seus olhos levemente inchados, parecia que ela não dormia a um bom tempo e eu havia acabado de incomodar seu momento soneca. — Oh, me desculpe, você estava dormindo? - Lhe perguntei não tendo uma resposta falada, mas sim com um pequeno gesto, ou seja, ela apenas balançou a cabeça positivamente, ela parecia estar um pouco brava comigo por ter atrapalhado sua soneca antes da aula. — Eh... Você sabe me dizer se alguém entrou na sala antes de você e foi na minha classe? É que escreveram algo nela sa... - Vendo que ela não ia falar nada eu fui direto ao ponto que eu estava interessada em saber, mas antes que eu terminasse minha inocente frase, ela por fim me interrompe.

— Por um acaso você não sabe que tem uma turma que estuda à tarde nesta mesma sala? E respondendo sua pergunta, ninguém entrou, eles sempre chegam atrasados, você é a única tola aqui em chegar tão atrasada, se você chegou tão tarde ontem para que madrugar na sala em?  Agora se me der licença quero dormir. - A voz dela sai num tom leve e calmo, como se não estivesse falando coisas talvez “negativas”, ela soltava aquelas palavras com tanta sinceridade, aquilo a deixou boquiaberta, isso lhe fez pensar se ela soubesse quem eu realmente sou ela teria falado tudo com as mesmas palavras e entonações?

 

A vi abaixar sua cabeça novamente encostando-se à classe, então presumir que ela realmente não queria uma resposta minha, se bem que, eu não queria mexer com ela, quem diria que um rosto tão fofo e bonito poderia esconder uma pessoa num entanto fria?

Quando virei-me para ir para minha classe vi uma menina encostada na porta olhando para mim, quando ela percebeu que eu havia percebido sua presença ela solta um sorriso pequeno e caminha até mim. No primeiro momento eu estranhei muito isso, eu não a conhecia como ela podia dar aquele sorriso tão gentil para mim?

 

— Ei, não se preocupe com a Missy a sério não, ela sempre é assim quando a acordam, mas quando ela já esta acordada é um amor de pessoa - A garota fala ao chegar à minha frente, ela tinha o cabelo castanho, a pele bem branca, tinha umas leves sardas em suas bochechas, que em minha opinião a deixou tão fofa — Bem, você pode me chamar de Leah, você é a _____ (S/N) não é? - Ela fala dando um sorriso singelo, ela me trouxe tanta calma e confiança, essa menina parecia ser tão feliz...

— Sim sou, muito prazer em te conhecer Leah - Eu falo dando um sorriso tentando retribuir o sorriso que ela estava dando. — Você é amiga da Missy - Eu falo baixo para que a mesma não acordasse, não queria ser ataca por aquelas palavras dela, embora as palavras saíssem calmas elas eram grandes “tiros”, eles machucam de certo modo.

— Sim, eu e ela somos amigas a um tempo,  a algum tempo atrás umas meninas também se tornaram nossas amigas, então viramos um “grupo” sabe? - As palavras dela saem com um grande tom de alegria, isso de certo modo me incomodava me fazia pensar cada vez mais, por que eu não posso ser feliz também como qualquer pessoa normal com uma família que me ame e amigos que nunca irão me deixar?

— Ah... Sim, sim - Após o termino de minhas pequenas palavras o sinal toca indicando que a aula começará em poucos minutos, Leah no mesmo momento acenou para mim e sentou em seu lugar, ou seja, ao lado de Missy.  Bem e eu fui para o meu pensar em minha vida que era uma merda literalmente.

 

Em poucos minutos o professor entrou na sala sendo acompanhado de todos os alunos que estavam “atrasados”. Como eu não tinha nada para mim fazer eu apenas fiquei olhando todos os alunos amontoados entrando um por um. Quando o último aluno entrou na sala pude perceber que ela lançou um olhar estranho para mim, eu o conhecia, era nada mais nada menos que Park.

Com aquela cena eu apenas revirei meus olhos e passei a olhar para grande janela de vidro ao meu lado, que dava a visão completa do pátio do Colégio. Fiquei tão fascinada com a paisagem daqui de cima que até me desliguei do mundo, estava apenas prestando atenção no balançar das cerejeiras do pátio, vendo cada folha rosa cair no chão.

Uns segundos depois eu volto de novo para o mundo vendo que, todos estavam a me olhar, principalmente o professor, quando eu percebi minha situação eu corei e abaixei meu rosto para que ninguém visse que eu estava morrendo de vergonha.

 

— Senhora _____ (S/N) eu sei que o conteúdo de História agora está chato, mas não é motivo para você ignorar totalmente minha aula, não quero gastar minhas salivas em vão com aluno que não quer nada com nada, se não está satisfeita em minha aula, retire-se. - O professor fala segurando uma régua em mãos, embora ele tenha começado sua frase sendo gentil no começo ao desenrolar de sua frase começou a se tornar um pouco agressiva, fazendo com que eu passasse mais vergonha ainda.

— Desculpe-me - Falo me levantando de minha classe e caminho até a porta me retirando da sala de aula. Sim eu sai da sala de aula, mas não foi por causa da aula, mas sim da vergonha que eu estou sentindo. Para falar a verdade eu não tinha ouvido uma palavra sequer que ele teria falado antes de me dar um “Xixi”.

 

Olho para os lados vendo o corredor vazio, isso fez com que eu me sentisse um pouco aliviada, pois se eu fosse vista fora da aula à diretora iria ficar sabendo e chamaria meus pais, bem eu não me importo com este fato, me importo com o fato de que eu apanharia lindamente de meus pais...

 

[...]

 

Eu estava a correr do colégio, não acreditava que aquilo havia me acontecido, meu coração estava a bater rápido, parecia que a qualquer momento ele sairia de meu peito. Em meio a exaltação e um certo desespero eu pego o meu celular e disco para um número, só essa pessoa poderia me ajudar neste momento, só ela pode me tirar daqui. 


Notas Finais


Foi muito mal eu acabar assim? Sim, ainda mais que eu vou postar um capitulo só semana que vem quando tiver tempo para escrever, então orem, rezem para que eu passe de ano (Dia 5 vão dizer quem passou ou não), por que se eu passar de ano, talvez tenha mais capítulos por semana <3
Bem, o que vocês acham que aconteceu? Para quem a S/N vai ligar? Quem vocês acham que está respondendo a S/N?
Gente, o que vocês estão achando da fic? Tenho que melhorar algo? Se sim o que?
Me desculpem se eu demorar para responder os comentários, essa semana eu ainda vou estar ocupada em função das aulas ;-; Mas eu respondo vocês assim que der <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...