História My daddy is my teacher - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Drama, Romance, Sadomasoquismo, Yaoi
Visualizações 59
Palavras 604
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oláaaaa!! Está é minha segunda história, espero que gostem! Bjs!

Capítulo 1 - Prólogo


“ As vezes temos que levantar sozinhos e seguir em frente...”

Foi o que sempre fiz...

Até conhece-lo.

Três estudantes me levaram para trás da Escola.

– Você se acha o tal, né? Só por ter um rostinho bonito?! – Perguntou um dos estudantes.

– ... – Fiquei em silencio.

– Estou falando com você! – Gritou me dando um soco no lado direito.

Após isso me dando uma joelhada na barriga me fazendo cair no chão, assim puxando meu cabelo me fazendo levantar, depois me dando outro soco no lado direto, em seguida me botando contra a parede com força.

Isso é um saco...

– Ei! Parem com isso! – Gritou uma voz.

– Droga! É um professor! Vamos embora! – Disse um deles em seguida fugindo.

– Francamente...! – Disse o professor.

– Que dor... – Falei.

– Nossa... Está tudo bem? – Perguntou.

– Sim! O Senhor chegou na hora antes que a coisa ficasse feia. Obrigado! – Agradeci.

– Vamos, eu lhe ajudo! – Disse esticando sua mão.

Hã...?

Agora, olhado bem, ele é lindo!

Seu cabelo loiro voava com o vento, e seu sorriso dava uma haura boa em volta dele.

Fiquei vermelho.

Peguei sua mão, assim me levantando.

– Está com algum ferimento serio? – Perguntou.

– Não! Estou bem! – Falei.

– Isso é bom! Ah, eu sou o professor de Biologia, Hiroki Shimizu. – Se apresentou.

– Sim! Eu sou Akira Nakamura, curso o segundo ano. – Falei.

– Bem, daqui a pouco vai acabar o intervalo. Sugiro que vá para a enfermaria para ver se não tem nada grave. – Sugeriu.

– Sim! Até! – Falei indo embora.

Incrível! Nunca vi uma pessoa tão gentil! Não é só a aparência que é perfeita. Ele é como um príncipe.

                                                                      ****

Estava dando uma volta, a procura de Koharu.

Koharu Yamada era uma velha amiga, ela era a representante de turma.

Depois de um tempo vi ela.

– Koharu! – Chamei indo em direção a ela.

– Ah, Akira! – Disse. – Hã? O que aconteceu com seu rosto?!

– Não importa, preciso de sua ajuda! Venha! – Falei a levando para uma sala vazia.

– Então o que ouve? – Perguntou.

– Preciso que você me ajude a invadir a sala dos professores e pegar uma fixa! – Fui logo ao assunto.

– O-O que?! Como assim? Você que invadir a sala dos professores?! Está doido?! – Disse Koharu.

– Por favor! Eu nunca te pedi nada! – Implorei.

– Primeiro, que fixa você que pegar? – Perguntou.

– A fixa de um professor. – Respondi.

– E por que você quer a fixa de um professor? – Perguntou.

– Para saber o número dele. – Respondi.

– Por que quer o numero dele? – Perguntou.

– Porque estou interessado nele. – Respondi.

– E como se interessou neste professor? – Perguntou cruzando os braços.

Depois de fazer está pergunta contei o que tinha acontecido.

– Entendi. – Disse depois de eu explicar.

– Então? Vai me ajudar? – Perguntei pegando nas mãos dela. – Por favor!

– ...Ai, ai, você é tão infantil... Certo, eu ajudo. – Após ouvir isso a abracei agradecendo. – Mas se acontecer algo a responsabilidade vai ser sua.

– Sim! Obrigado, Koharu! – Falei agradecido.

Assim decidimos que esperaríamos a Diretora ficar longe para entrarmos na sala, a Koharu iria ficar de cobertura.

Depois de andamos um pouco percebemos que a Diretora tinha ficado longe, assim fomos para a sala dos professores.

– Akira, seja rápido. Temos pouco tempo. – Avisou Koharu.

– Sim! – Falei entrando na sala.

Fui olhar na gaveta, as fixas estavam em ordem alfabética, após um tempo achei a que eu queria, a do P. Hiroki.

Abri. Dizia que ele tinha 25 anos e que seu aniversario era dia 05 de julho, e o mais importante tinha o número dele, o anotei em um papel, guardei a fixa, fechando a gaveta, assim saindo da sala.

Consegui! Agora que começaremos a nós divertir... Daddy... Eu tenho que fazer de você meu...


Notas Finais


E é isso, pessoal! Espero que tenham gostado! E até o próximo capitulo! Bjs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...