História My daddy is my teacher - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Drama, Romance, Sadomasoquismo, Yaoi
Visualizações 34
Palavras 663
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oláaaa! Trago mais um capitulo para vocês! Espero que aproveitem a leitura!

AVISO: Leiam as Notas finais.

Capítulo 3 - Amanhã...


[09/03 06:40 AM] Daddy: Isso mesmo. Eu adoro. Te amarrar para não se mover, colocar uma mordaça nessa sua boca irritante. Quer tentar?

Fiquei vermelho.

[09/03 06:40 AM] Eu: ...Sim...

Que vergonha...!

Ele fala isso tão naturalmente...

                                                                            ****

Estava na Escola.

Estava na hora de começar a aula do Daddy.

– Certo pessoal, sentem. – Disse entrando na sala.

Está com sua haura de príncipe. Nem parece a mesma pessoa que eu falava antes de sair de casa. Ele está com um sorriso, parece tão real. Mas, no que ele está pensando?

Ele passou um exercício para a sala.

“Isso mesmo. Eu adoro. Te amarrar para não se mover, colocar uma mordaça nessa sua boca irritante. Quer tentar?”

Fiquei vermelho ao pensar nisso. Só preciso esquecer...

Foi quando vi meu celular vibrar. Olhei para o Daddy, ele estava com o celular em mãos.

Droga! Por que justo agora?! Por que neste lugar?! Se eu responder ele pode me ver com o celular e sabe quem sou! Não! Não posso responder!

Hã? Espera, mas eu não quero que ele me encontre ou não? Será que não está cedo demais?

Comecei a me concentrar no exercício. Já tinha feito algumas questões, mas não sabia uma.

Fui em direção ao Daddy.

– Pode me explicar essa? – Perguntei mostrando a questão.

– Ah, está? Claro! – Disse com um sorriso.

Ele está dando uma de santo. Ele me explicou do começo até o fim com um sorriso.

– Entendeu? – Perguntou me olhando.

– Sim, obrigado. – Agradeci.

– Já está melhor do incidente de ontem? – Perguntou.

– Ah, sim. Obrigado por se preocupar. – Falei.

– Que bom! – Disse me olhando.

Estava indo para minha carteira, mas percebi que o Daddy me olhava.

Me sentei, comecei a fazer o resto do exercício.

Ele é tão diferente. Ele tem um ar de príncipe que coloca para máscara o fato dele ser um sádico.

                                                                       ****

- No Intervalo -

– Todo mundo está sendo enganado pela sua aparência. Ele pode parecer um príncipe mais por dentro ele é negro. Um enganador. – Falei para Koharu.

– Olha quem fala, pessoa que mais mente na sala. – Lembrou. – Mais apesar disso, você segue suas ordens e ainda fala com ele, não? Você é um masoquista, porque uma pessoa normal não aceitaria isso. Você é daquele tipo, Akira.

– Hahaha, tem ração. Mas não posso fazer nada, é minha natureza. – Falei.

– Bem, isso é verdade. Mas o que você vai fazer depois que se encontrarem pessoalmente? – Perguntou Koharu.

– Hum, ir pro Motel-

Antes de terminar Koharu bateu na minha cabeça.

– Idiota! Você devia pensar no que está falando! Não podem ao se encontrarem ir logo para a cama. Você não gosta dele? – Disse Koharu.

– Eu só acho ele gato, e quero que ele seja meu, mas não deste jeito. Digamos que só ir para a cama? – Falei.

– Mas mesmo assim. O que eu vi você fazer para conseguir seu número foi bastante arriscado. Até parece que você está perdidamente apaixonado. – Disse Koharu. – Sugiro você pensar nisso.

                                                                          ****

- Na minha casa -

Então seria bom se você ficasse ainda mais apaixonado por mim o mais rápido possível.”

“Até parece que está perdidamente apaixonado.”

Pensei no que Koharu e no que Daddy falou.

Eu nunca me apaixonei por ninguém. Havias algumas pessoas que eu tinha uma queda e tudo mais, mas era diferente de ser todo amoroso com elas. É mais para gostar do que amar, acho.

Eu quero me apaixonar de verdade! Mas, como faço isso?

Hum... Isso é muito complicado!

Vi que tinha chegado uma nova mensagem.

[10/03 16:05 PM] Daddy: Por quê não me respondeu?

Droga! Esqueci de responder.

[10/03 16:06 PM] Eu: Estava na Escola.

[10/03 16:06 PM] Daddy: Não quero saber, como eu disse antes: “Um cachorro vem quando é chamado”.

[10/03 16:06 PM] Eu: Certo, desculpe. Não vou fazer mais isso.

[10/03 16:07 PM] Daddy: Amanhã...

[10/03 16:06 PM] Eu: Hã?

Amanhã o que?

[10/03 16:07 PM] Daddy: ...quero mas uma foto. As 07:45 da manhã. Rápido. 

[10/03 16:07 PM] Eu: Certo.


Notas Finais


Bem pessoal é isso por hoje. Espero que tenham gostado. bjs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...