História My Daddy Masochist (Imagine Taehyung) - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Abuso, Daddy, Escrava Sexual, Imagine Taehyung, J-hope, Jimin, Jungkook, Masoquismo, Mestre, Personagens Originais, Sadomasoquismo, Taehyung, Você
Visualizações 313
Palavras 1.343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorou, mas aqui está mais um capítulo fresquinho pra vocês.
Espero que gostem e perdoem-me se o capítulo ficou curto ou grande demais...

Capítulo 25 - Pregnant?


Fanfic / Fanfiction My Daddy Masochist (Imagine Taehyung) - Capítulo 25 - Pregnant?

My Daddy Masochit

Capítulo 22- Pregnant?

 

(S/N) On

Acordei com os raios de sol atingindo meu rosto, fazendo-me resmungar e cobrir minha cabeça com o lençol. Assustei-me ao sentir dois braços fortes apertando-me; sentei em cima do colchão em um pulo e direcionei meus olhos para a figura masculina que dormia tranquilamente do meu lado.

Acalmei-me ao ver que era Taeshin deitado de baixo dos lençóis com seus cabelos terrivelmente bagunçados, deixando-o com um ar sexy. Retirei seus braços de mim calmamente para não acorda-lo e me levantei; pegando uma muda de roupas e indo em direção ao banheiro.

Retirei minha lingerie e entrei dentro do box, abrindo o registro na água fria. Senti um forte arrepio percorrer meu corpo quando a água gélida entrou em contato com minha pele; causando um choque térmico. Peguei o frasco de shampoo que estava na prateleira embutida na parede e coloquei um pouco do líquido em minhas mãos, passando-o em meu cabelo logo em seguida.

Terminei de me banhar após se passarem quatro minutos; fechei o registro e sai do box, passando a secar meu corpo e cabelo com a toalha de cor branca que estava em cima da pia. Terminei de me secar e peguei o conjunto de lingerie amarela e vesti-a; peguei e vesti uma blusa branca de alcinha e um short jeans um pouco curto; fiz uma trança e sai do banheiro.

Taeshin ainda estava dormindo como uma pedra; apenas calcei uma sandália qualquer e sai do quarto, encostando a porta.

A casa estava silênciosa. Desci a escadaria e fui em direção a cozinha, encontrando um bilhete de minha mãe grudado na porta da geladeira.

(S/N),

Fui para a casa de sua tia e vou passar alguns dias lá, preciso esfriar minha cabeça e organizar meus pensamentos. Fiz algumas compras antes de sair. Espero que fique bem...

Ass: Mamãe.

Bom, parecia que minha mãe precisava ficar alguns dias longe de tudo isso para melhorar. 

Ela parecia estar muito apaixonada e amar Taehyung de uma maneira única... Pena que ele não sentia o mesmo por ela e só a via como um objeto sexual que ele podia usar quando bem entendesse.

Na mesma hora me lembrei que Taeshin havia me dito que Taehyung havia fugido e ninguém sabia onde ele estava. Será que ele sumiu de uma vez das nossas vidas ou iremos nos reencontrar novamente? E se ele estiver tramando alguma coisa contra todos nós?

Balancei minha cabeça para tirar aqueles pensamentos da mesma quando Taeshin apareceu na cozinha com os cabelos já penteados e vestindo apenas uma bermuda bege de tecido confortável.

-Bom dia...-o platinado diz, bocejando.

-Bom dia.-digo, roubando-lhe um selinho.

-Onde está sua mãe?-ele perguntou enquanto se sentava em uma das cadeiras.

-Ela saiu, disse que ira passar alguns dias na casa de minha tia para por os pensamentos em ordem.

Ele apenas assente, bocejando novamente.

Resolvi preparar o café da manhã para nós; optei por panquecas, torta de amora e suco de maçã. Em alguns minutos tudo estava pronto e já nos encontrávamos devorando a comida.

-Quer ir lá pra casa?-Taeshin me pergunta enquanto colocava um pouco de suco em seu copo.

-Pode ser...-respondo.-Tenho que entregar uma coisa a sua avó.

Eu tinha decidido entregar o diário de Taehyung à Sra. Kim, ela tinha todo o direito de saber o que acontecera com seu filho para ele ser daquela forma. 

O Jung assentiu e voltou ao seu suco.

[...]

Eu me encontrava andando pelas ruas ensolaradas ao lado de Taeshin; a sensação dos raios solares batendo contra minha pele e de ter seus dedos entrelaçados aos meus era a coisa mais relaxante que eu poderia sentir. Eu me sentia segura ao lado de meu namorado e adorava ter seus músculos braços ao redor de meu corpo; me sentia protegida - uma coisa que eu não sentia a dias -.

Enquanto andávamos pela calçada de ladrilhos pretos e brancos, Taeshin parecia olhar a todo instante para os lados; era como se ele estivesse a procura de alguma coisa ou alguém. Bem, talvez eu saiba quem ele esteja procurando...

Paramos em  frente a residência dos Kim. Respirei fundo e apertei ainda mais a mão de Taeshin antes de andarmos a passos lentos até a porta de entrada.

Todos se encontravam na sala de estar; um silêncio incomodo rondava pela casa enquanto todos os moradores daquele lugar mantinha uma expressão triste e vazia.

-Oh, (S/N)!-a Sra. Kim levantou-se do sofá e andou até mim, envolvendo-me em seu braços.

Retribui seu abraço caloroso, apreciando aquele momento. Senti suas delicadas mãos acariciarem delicadamente minhas costas.

-Oi, (S/N).-Hoseok andou até mim juntamente de Jungkook após a matriarca se afastar de mim.

-Oi...-abracei os dois antes de todos se sentarem no sofá.

-Sra. Kim.-chamei-a, tendo a atenção da mesma.-Acho que a senhora gostaria de ficar com isto.

Entreguei-a o diário.

-O que é isso?-ela perguntou.

-É ai que o Taehyung desabafava sobre sua vida.-respondi.-É ai onde estão guardadas todos os seus segredos e sofrimentos. Achei que a senhora deveria saber sobre o que seu filho passou.

A mulher de meia idade me olhou com os olhos marejados e acariciou a capa felpuda do caderno.

-Obrigada, (S/N).

Taeshin estava sentado ao meu lado com seus braços ao redor de meus ombros.

-Já almoçaram?-Hoseok perguntou olhando para mim e o filho.

Negamos com a cabeça.

-Então, hoje vocês terão a honra de provar a comida de Kim Jung Hoseok.

Rimos fraco. É isso que eu mais gostava no Sr. Hoseok; mesmo com todo aquele clima pesado, o Jung fazia de tudo para nos fazer rir.

Todos nós fomos para a sala de jantar, sentando à mesa.

-Onde estão a Yuri e o Seunjun?-Taeshin perguntou ao pai após se sentar em uma das cadeiras.

-Eles estão na casa de sua tia avó.-Jungkook respondeu ao sobrinho.-Achei melhor eles ficarem fora disso tudo.

Hoseok nos serviu o que ele chamava de A Irresistível Torta de Maça de JHope; rimos muito do nome e concordamos que a torta era deliciosa após provarmos a mesma. Mas alguma coisa estava errada... Comigo.

Comecei a sentir enjoos terríveis e leves tonturas; por um momento acabei não aguentando e corri para o banheiro, vomitando tudo o que eu havia comido desde manhã. Sentei-me ao lado do vaso sanitário e fiquei ali tentando normalizar minha respiração.

-Está tudo bem?-Taeshin me perguntou após entrar no banheiro.

Assenti com a cabeça, encostando-a na parede azulejada.

O platinado ajudou-me a levantar do chão.

-Vem.-disse.-Vou te levar ao hospital.

-Foi só um enjoo, Taeshin. Eu estou bem...

-Você não sabe o que isso pode significar?-ele me arrastou para fora do banheiro.

O que ele queria dizer com isso?

Taeshin pediu para que Hoseok nos levasse até o hospital; o mesmo pegou as chaves de seu carro juntamente com sua habilitação e partimos em direção ao hospital particular mais próximo.

-x-x-x-

Nos encontravamos no consultório a espera do médico após eu ter feito vários exames. Taeshin estava sentado ao meu lado com seus dedos entrelaçados aos meus fortemente; ele parecia com medo e perdido em seus pensamentos.

-Boa tarde.-um homem de cabelos negros e olhos da mesma cor adentrou o local.-Bem, após verificarmos os exames, descobrimos o que está acontecendo.

-E então?-Hoseok perguntou.

-(S/N) está grávida.

(S/N) Off

Taehyung On

Eu andava por aquele aeroporto lotado enquanto tentava desviar-me das pessoas a minha volta. Eu estava decidido a fugir dali para um lugar bem longe onde ninguém poderia me encontrar ou pensaria em me procurar.

Bom, é claro que eu já vinha planejando isso a algum tempo. Sabia que uma hora ou outra todos descobririam sobre o meu outro lado e que eu teria que dar um jeito em toda a merda depois.

Nem fodendo eu iria para um hospital psiquiátrico...

Eu acabei elaborando um plano. Eu iria viajar para o Japão e compraria uma casa com o dinheiro que estou levando comigo, depois arranjaria um bom emprego.

Eu iria me estabilizar em minha nova vida, em um novo país. E depois... Iria atrás de (S/N).

Iria atrás do que é meu...

 


Notas Finais


O que acharam??? Até o próximo capítulo...
Beijos<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...