História My Daily Life - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 20
Palavras 2.655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi
Eu percebi uma coisa: eu não sei escrever sinopses e sou ruim para fazer diálogos.
Me perdoem se tiver alguns erros, eu revisei, mas talvez eu tenha deixado escapar alguns erros.
Tenham uma boa leitura~

Capítulo 1 - Prologue


Fanfic / Fanfiction My Daily Life - Capítulo 1 - Prologue

 

Eu acordei com o barulho do despertador, hoje é Segunda-feira, para a minha não-felicidade. Eu não aguento mais acordar 6 horas da manha todos os dias para ir para um inferno chamado: Escola.

Tem coisa pior do que ter que acordar cedo para fazer uma rotina que você não gosta? Algo que você tem uma obrigação de fazer: estudar para ser alguém na vida, e escolher uma ótima profissão para ter bastante dinheiro. A vida é cheia de obrigações, e eu odeio isso. Eu apenas queria dormir o dia inteiro e sair com meus amigos... Opa, esqueci que eu não tenho amigos.

Logo de manhã já estou pensando sobre a vida. Eu penso tanto nessas coisas que eu me desanimo de fazer até coisas que eu gosto, eu não tenho mais ânimo para nada.

Levanto-me em direção a cozinha, abro a geladeira e vejo que não tem quase nada para comer, apenas uma fruta. É amigos, a vida de quem mora sozinho é complicada, principalmente um fodido como eu.

Eu dependo da mesada que a minha mãe me manda todo mês, eu moro sozinho desde que eu estava no segundo ano do Ensino Médio, e agora estou no terceiro ano. Eu sempre fui um vagabundo, eu nunca fazia minhas tarefas direito, e eu sempre matava aula na escola. Não sei como estou no meu último ano de escola

Estou pensando em tanta coisa que agora eu estou atrasado para a escola, eu tenho muito azar mesmo. Ainda nem tomei banho e me arrumei. Quer saber? Irei para a escola que nem um mendigo, ninguém me impede.

 

 

Bem... Neste momento eu estou na escola, mas adivinha quem se atrasou? Eu Estou feliz porque vou perder a primeira aula que é de História, sério, essa aula é muito chata. Além de o meu professor ser chato, a matéria me dá sono, eu não sei quantas vezes eu já dormi na aula de História. Mas minha felicidade vai acabar quando começar o segundo horário, provavelmente levarei uma bronca por eu ter me atrasado. O professor me odeia, ele sempre me dá bronca, até se eu respirar ele me dá uma bronca.

-- Ei viado! – Um garoto grita e eu me viro.

– Parece que eu não fui o único que se atrasou hoje. – Disse o garoto de cabelos loiros com um grande sorriso no rosto. Eu queria saber como algumas pessoas conseguem estar tão animada em plena manhã.

Esse garoto é meu melhor amigo, vulgo Kim Taehyung. Ele é uma das poucas pessoas que eu confio, e por mais que ele pareça ser de outro mundo, sério, ele é muito retardado, e sempre me mete em várias situações estranhas.

– Credo, Jungkook, tira essa expressão de bunda no rosto. Eu chego bem animado e você fica com essa expressão, eu mereço viu, não sei como eu te aguento.

– Oi Taehyung-hyung, você está bem? -- Falo em um tom mais alto e dou um sorriso forçado para o garoto.

– Kookie, você quer morrer? – O garoto fala ‘’Kookie’’ em um tom sarcástico.

– Me chamar de ‘’Kookie’’ não me deixa com raiva, eu acho um apelido fofo, mas é meio enjoativo. E isso não é a sua cara de me chamar de ‘’Kookie’’, eu prefiro ser chamado de filho da puta por você.

– Então, filho da puta, melhore essa expressão. E por que você se atrasou hoje? – O garoto pergunta – Se bem que não é novidade você se atrasar você faz isso todo dia.

– Eu sou um ótimo aluno, tá? Eu devo ser melhor do que você. – Eu realmente sou um aluno melhor que o Taehyung, ele passa mais tempo nos rolês, e eu fico preso em casa fazendo nada na minha vida. Cheguei na conclusão que nós dois somos vagabundos – E porque você se atrasou hoje? – Pergunto.

– Bem... – Taehyung está corado, isso é uma coisa rara...

– Taehyung, você é o meu melhor amigo, não pense em guardar segredos para mim. – Falo em um tom sarcástico.

– Você quer saber? Tudo bem. Eu passei a noite com o Hoseok, o garoto da nossa sala, você deve conhecer ele por vista.

– Você é uma vadia mesmo, Taehyung – Dou uma risada. – Você sempre passa a noite com alguém, por que ficou corado?

– Quem é você para me chamar de vadia? – Ele diz, furioso.

– Sou seu melhor amigo. – Mostro a língua. – Você não se importa muito quando eu te chamo assim, me desculpe por ter te xingado. – Mas, rolou alguma coisa a mais?

– Jungkook... – Taehyung olha em direção aos meus olhos. – Não ache que eu irei ter relações sexuais rápido, nós estamos saindo a pouco tempo, nem somos namorados, apenas estamos no começo.

–  Mas você gosta dele, certo? – O garoto cora ao ouvir minha pergunta.

–  E-Eu não sei direito, são apenas encontros bobos, aposto que isso não vai ter um passo a mais.

–  Taehyung, PELO AMOR DE DEUS, quando você está com vergonha é muito estranho. – Me levanto e fico em frente à Taehyung e boto minhas mãos em seus ombros. – VOCÊ NÃO É MEU AMIGO, os alienígenas te absorveram?

–  Jungkook, você está assistindo filmes demais. – Ele ri. – Eu sou Kim Taehyung. Você acha que eu sou vagabundo e um safado que só pensa em outras coisas? Eu sou uma pessoa normal. – Ele tosse ao dizer ‘’pessoa normal. – Mentira, eu não sou uma pessoa normal, mas eu também tenho sentimentos, e tem coisas que me deixam constrangido também.

–  Então você tem sentimentos pelo Hoseok-hyung? – Pergunto, meio confuso.

–  Claro que não. – Ele dá um sorriso forçado.

–  Vou acreditar nessa. – Dou de ombros. – A campa tocou, temos que ir para a aula de história.

 

Eu não acreditei muito nessas palavras o Taehyung. Ele pode ser um filho da puta, mas ele se apaixona muito rápido, e pelo que dizem do Hoseok, ele é uma ótima pessoa, e ele também é bem retardado como o Taehyung. Eles vão acabar dando certo.

Enquanto meu melhor amigo talvez consiga um namoro qualquer dia desses, eu estou aqui, encalhado. Mas quem disse que não gosto de ser encalhado? Eu adoro. Eu gosto do sentimento de ser livre e fazer todas as merdas que eu quero.

Eu tenho um motivo para não namorar. Eu dificilmente confio nas pessoas, principalmente depois do meu último relacionamento. A Minha ex-namorada me traiu várias vezes. Pois é, fui corno. Por causa disso eu criei meio que um trauma por namoros, e um pouco de traumas por meninas(?). Isso  é meio estranho, eu sei.

E também, pra que namorar quando eu tenho meus ídolos do pop? Eu prefiro me iludir pensando que em um futuro vou ter um relacionamento com eles, do que ser trouxa com alguém próximo de mim. E eu preciso ter tempo para me atualizar sobre meus ídolos, eles fazem tanta coisa que é difícil acompanhar. A vida é complicada.

 

Eu e Taehyung levamos uma puta bronca do professor de história, ele também não gosta muito do Taehyung, então levamos uma bronca duas vezes pior só por causa do atraso. Percebi que vários alunos estavam segurando os risos, espero que morram.

 

A aula de História foi muito chata, sério, que matéria chata pra caralho. Nesse momento eu só queria um travesseiro para eu botar na carteira e colocar minha cabeça sobre.

Depois dessa aula chata, que acabou graças aos deuses, era a aula de Inglês. Por mais que eu odeie estudar, eu amo Inglês, uma das poucas matérias que eu gosto. Eu não sou de Exatas e nem de Humanas. Eu sou de Estrangeiras... Nem sei se o termo existe.

–  Good Morning, class. – Disse o professor, que tem cabelos verdes. Eu me pergunto como deixaram ele trabalhar aqui com essa cor de cabelo.

 

Meu professor se chama Kim Namjoon, eu amo ele. Não no sentindo de amar, mas ele é uma inspiração para mim. Nunca conheci alguém que tem mente aberta como ele. Não sei se somos amigos, a gente mantem contato por mensagem, não temos apenas uma relação de aluno e professor, mas eu não tenho ideia se somos amigos ou não.

Por mais que eu adore Inglês, eu não aguento mais estudar Verb to be. Ninguém aguenta mais estudar isso, a gente estuda Verb to be desde que nascemos, que coisa chata. Namjoon sempre fica sem expressão quando tem que dar essa aula, ele normalmente passa filmes em inglês, mas sem legenda para nós entendermos, mas a escola não gosta muito disso, provavelmente devem obrigar ele a dar essas aulas chatas. Sinto pena do meu professor, e de mim também.

Estou escutando risadas atrás de mim, e eu reconheço essa risada. É a risada de Kim Taehyung. Me virei para trás e vi que ele está trabalho com o nosso colega de classe, ou também, futuro namorado de Taehyung, Jung Hoseok.

Hoseok parece ser uma pessoa legal, por mais que ele tenha repetido de ano, pois é, ele deveria estar na faculdade. Ele tem um rosto de ser uma pessoa que é de boa com a vida e só se importar em curtir. Eu sigo ele no instagram, ele posta várias fotos em festas, ele até postou uma foto com o Taehyung recentemente em um festa. Ele curte a vida de forma certa. E sério, ele e Taehyung combinam um pouco, por mais que eu não conheça muito ele, e eu só falei com ele algumas vezes por causa de uns trabalhos, que eu sempre não fazia, odeio trabalho em grupo.

– Jungkook, sente aqui com a gente. – Taehyung percebeu que eu estava olhando, e eu não tive motivos para recusar o pedido.

 

– Olá, Hoseok-hyung...e Taehyung – Faço uma cara de bunda, na verdade não, essa é a minha cara todos os dias.

– Não me chame de Hoseok-hyung, me chame de Hobi, ou J-Hope. Você é o melhor amigo do TaeTae, não precisa ser formal comigo. – O garoto de cabelos ruivos estava com um grande sorriso no rosto, ele se parece com um sol.

TaeTae? Nem eu chamo o Taehyung assim. – Então, irei te chamar de J-Hope, tudo bem? E já que você é o namorado do Ta- Amigo do Taehyung, vamos ser amigos também, tudo bem? – Dou um sorriso.

– Tudo bem! – Ele sorriu para mim. – Na verdade, eu sempre tive interesse em fazer amizade com você, eu também não tenho tantos amigos aqui na escola, e você tem rosto que é alguém isolado. Eu só vejo você andando com o TaeTae na escola, e as vezes fala com o nosso professor de Inglês.

– Sim, eu não tenho tantos amigos também. Do que adiantar ter vários amigos, mas não ter confiança neles? Eu só consigo confiar no Taehyung, somos amigos faz anos. Ele é meu melhor amigo.

– Kook, você está me deixando com uma vontade de chorar de felicidade. – Diz o garoto de cabelos loiros fingindo choro. – Você raramente fala essas coisas sobre mim.

– Somos melhores amigos, e você é um filho da puta, certo? Além que você deve saber muito bem disso, pare de drama. – Eu abro um sorriso que mostra meus dentinhos de coelho. Muitas pessoas dizem que quando eu sorrio, eu pareço um coelho por causa dos meus dentes. Eu chego até a concordar com isso.

– Qualquer dia podemos sair juntos para comer. – Disse Hoseok... J-Hope. Tenho que me acostumar a chama-lo de J-Hope.

– EU TOPO! – Taehyung falou em um tom muito alto, e muitas pessoas olharam para ele. – Desculpa...

– Kim Taehyung, fale mais baixo. Não atrapalhe a minha aula. – Disse o professor

– Desculpa, professor Namjoon. – Disse com a cabeça baixa.

Namjoon é uma ótima pessoa, por mais que eu não conheça tanto ele. Mas as vezes ele me dá medo, já que ele precisa dar aula, as vezes ele tem que ser um pouco grosso com quem atrapalha a aula.

– Então, Jungkook, você topa? – Disse o garoto de cabelos ruivos.

– Tudo bem, eu odeio sair de casa, mas eu quero conhecer você melhor. E faz algum tempo que não saio com amigos. – Dou um sorriso meio forçado, eu realmente não queria sair, claro que o J-Hope parece ser uma ótima pessoa, mas eu ODEIO sair de casa. Eu prefiro ficar deitado no sofá jogando vídeo-game e comento batatas chips.

– Então vamos sair amanha á noite, tudo bem?

– Amanhã? Mas amanhã é terça-feira.

– E daí? Podemos muito bem faltar quarta-feira, isso não será um problema. Não finja que você é um ótimo aluno, está estampado na sua cara que você não queria estar aqui nesse momento, Jeon Jungkook.

Isso é verdade, eu apenas queria inventar uma desculpa para não ir para esse ‘’jantar’’, e eu sei que eu vou ficar de vela entre eles dois.

– Tá, eu vou para esse jantar. Feliz agora?

– UHU! – Ambos os garotos pularam de felicidade, principalmente o Taehyung, ele sabe muito bem que é muito difícil eu sair de casa, mesmo quando ele me convida, eu recuso.

– Então está fechado. Amanhã vamos nos encontrar em um bar, as 20:30, tudo bem? – Disse o garoto de cabelos ruivos, alegre.

– Tudo bem. – Forço um sorriso novamente, por que eu tive que me mete nisso?

A campa toca, é a hora do recreio. Sim, recreio. Eu posso chamar do que quiser, para mim é hora do recreio.

– Taehyung, acho que irei para casa, não estou afim de ficar mais 3 horas na escola.

– Tudo bem, qualquer coisa eu te passo a matéria... se eu anotar.

Eu conheço o Taehyung faz anos, então eu duvido que ele anote a matéria. E mesmo se ele anota-se, eu não ia copiar a matéria para o meu caderno.

Pego a minha mochila e fico andando pelos corredores. Eu odeio lugares agitados, e quando é a hora do recreio e a hora da saída, é horrível. Vários alunos se batendo e se empurrando.

Mas hoje está estranho, está mais agitado que o normal, estão falando sobre um assunto que eu não tenho ideia. Pelo que eu entendi, vai entrar um aluno novo? No segundo bimestre? Que estranho. Mas os alunos não deviam ficar agitados com isso.

Vi que tem várias pessoas rodeando o mural da escola, provavelmente deve ter alguma coisa sobre o aluno novo, então fui para lá, não que eu esteja interessado, eu apenas quero saber quem é o futuro aluno novo que todos falam.

Tenho uma dúvida, não sei como as pessoas que fazem os jornais da escola conseguem tantas informações, eles são stalkers? Enfim, vou ler o que está escrito.

‘’ Vai entrar um aluno novo em nossa escola, e entrar um aluno novo no meio do segundo bimestre é meio raro. Conseguimos algumas informações e fotos sobre esse novo aluno.

Park Jimin, nascido em Busan no dia 13 de Outubro. Aos 14 anos de idade, ele se mudou para o Japão com a sua família por causa de um trabalho de seu pai.’’

Não são tantas informações, mas, como eles conseguiram as informações dele? e como conseguiram fotos deles? Eles realmente são uns stalkers.

Já entendi o motivo de estarem falando desse Park Jimin, principalmente as meninas. Ele é bonito, sim, eu chamei ele de bonito, mas isso não é um problema, certo?

Ele tem lábios carnudos e tem cabelos pretos. E ele tem um rosto de... safado? Espero que ele não seja um garoto que só pega as meninas e joga no lixo. E tem um motivo que está me incomodando... Ele ainda nem chegou na escola, e já está mais popular do que eu, que estudo nessa escola a uns 3 anos.

A vida realmente tem um problema comigo, além de eu não ser bonito, eu, que estudo nessa escola faz anos, não tenho nem amigos direitos, e as pessoas fingem que eu não existo. O que será que eu fiz de errado?

Não que eu ligue em ser popular, mas ele nem chegou na ecola direito e já tem várias pessoas comentando sobre ele, principalmente pela beleza dele. Será que sou tão feio assim, que as pessoas não olham na minha cara?

Park Jimin pode ter bastante beleza, mas dessa beleza, será que ele é uma ótima pessoa?

 


Notas Finais


o texto repetiu duas vezes, e eu já ajeitei o erro. NINGUÉM VIU
tchau~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...