História My Dead Love - JenSoo - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink
Personagens Jennie, Jisoo
Tags Blackpink, Chaelisa, Jensoo
Visualizações 119
Palavras 1.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Seis.


Hoje já é sexta-feira.

Último dia de aula.

Se eu estou feliz? Não.

Não estou feliz.

Jennie não olhou na minha cara essa semana.

Mas... O que eu fiz?

Talvez seja por isso que Jennie não fala mais comigo.

Exatamente por isso, eu não fiz nada.

Talvez, só talvez, Jennie esteja gostando de mim e esteja esperando ser recíproco.

Mas é isso.

Eu vou hoje mesmo falar com Jennie. Vou na casa dela e dizer tudo que está preso durante esse tempo.

Sana me perguntou o que eu iria fazer depois das aulas e eu respondi que minha mãe precisava da minha ajuda.

Não queria dizer que iria atrás de Jennie.

Ainda não era o momento pra isso.

O pessoal estava combinando de ir para a praia ficar até de noite lá para curtir o início das férias.

Se tudo der certo e eu conseguir falar com a Jennie, nós ainda conseguiremos curtir um pouco.

Passou um tempo que pra mim, parecia uma eternidade, até acabar a aula.

Peguei minha mochila e saí correndo da sala, ignorando os gritos dos meus amigos pelo meu nome.

Não peguei ônibus, nem liguei para minha mãe me buscar, fui correndo pelas ruas de Seul até o condomínio.

Toquei a campainha de sua casa mas quem atendeu foi a sr.Kim.

Já era de se esperar não é?! Ela provavelmente já imaginava que eu fosse procurá-la.

Não pensei duas vezes antes de ir até o 'parque' que fica no próprio condomínio.

Lá era escondido, então ninguém passava por ali.

Eu avistei ela de longe.

Sentada, chorando, com a mão no rosto.

Ela estava assim por minha causa?

Eu não posso ficar apenas a observando.

Fui andando em passos lentos, tentando evitar que ela notasse minha presença.

- Quando você chegou aqui, de primeira eu já percebi que eu fui destinada à ficar ao seu lado... - Comecei a falar e vejo ela levantar a cabeça assustada - E eu percebi isso, só não queria aceitar que eu me apaixonei por uma menina... Meus pais sempre foram ligados à esse negócio de igreja, depois que meu pai se foi, minha mãe ficou mais ligada ainda. Nunca aceitariam uma pessoa homossexual quanto mais uma filha - Ri, mas sem graça - eu sempre insisti em cuidar de você, Jennie, tudo que eu fiz por você foi por amor... você me fez sentir o famoso amor que eu nunca senti antes... Frio na barriga, nervosismo, aquela vontade de cuidar... - Me aproximei dela e sentei ao seu lado - De abraçar... de beijar - Ela me encara - Eu te amo, Jennie Kim, como nunca amei ninguém!

Pronto, disse tudo o que estava entalado na garganta.

Fiquei a olhando esperando uma reação mas ela nada disse.

Quando eu penso em me levantar, ela puxa meu rosto e me beija.

Seus lábios nos meus... É a melhor sensação do mundo.

Continuamos a selar nossos lábios até que decido aprofundar o beijo, ela cede.

Seu gosto... Seu cheiro... Seus lábios... Ah Jennie, como eu te amo.

O ar se faz necessário e nos separamos -por mais que seja contra nossa vontade-

- Eu também te amo Kim Jisoo~

Ela me dá vários selinhos pelo rosto.

- Eu não poderia estar mais feliz - Falo dando um abraço nela - 

Depois de horas conversando, eu estou sentada encostada na árvore e Jennie está deitada em meu colo entre as pernas.

- O que acha de irmos até a praia onde o pessoal está? - Falo -

- Acho uma boa... Mas tá tão bom ficar assim com você - Ela responde abraçando minha cintura -

- Eu também estou amando ficar aqui, mas é bom se divertir um pouco baby

Vejo ela sorrir e se levantar me puxando para mais um beijo.

Eu já perdi as contas de quantos beijos nós demos só hoje

Se eu pudesse, ficaria a beijando todos os dias da minha vida.

- Vem - Falei me levantando e estendendo a mão para a mesma se levantar - 

Chegamos até a porta de sua casa e ela olha para os lados e me dá um beijo rápido.

- Até daqui a pouco unnie - Ela vai se afastando de costas e joga um beijo no ar -

Faço o mesmo.

Entro em casa e vejo minha mãe no sofá.

- Oi omma - Falo um pouco nervosa -

- Jisoo, onde estava? - Pergunta brava -

- Eu... estava...

- Estava com a Jennie? - Pergunta alto, quase gritando - Responde! - Assenti - Sabia! - riu - Eu não quero você andando com essa garota, Jisoo! Ela vai te fazer mal.

Argh, ninguém fala assim da minha Jennie.

- Desculpa mãe, mas você está passando dos limites!

- É o quê?

- A Jennie só me faz bem, e eu não vou parar de andar com ela só por causa do seu preconceito, ok? Se falar assim dela novamente, não se lamente depois do que farei... - Falo subindo as escadas -

- Onde você vai? - Grita -

Entro no meu quarto, tomo um banho, me visto, penteio meu cabelo e desço.

- Vou sair - Vou até a cozinha e bebo um pouco de água - com a Jennie - Sorrio -

- Ah mas você não vai mesmo...

- Você vai me impedir?

Ela não responde e senta no sofá com as mãos na cabeça.

Estranho.

Me aproximo e ela me encara.

- Você... gosta de meninas?

Eu não respondo nada, nem mudo minha expressão.

- Kim Jisoo... apenas responda - Vejo uma lágrima escorrer - você é... homossexual?

- Eu...

Eu não posso dizer que não, estaria mentindo para minha mãe.

Se eu disser que sim, não sei o que ela poderia fazer comigo.

- Jisoo, você não está me respondendo, eu vou levar isso como um 'sim' - Diz decepcionada - Sabe, meu sonho era que você crescesse, casasse, tivesse filhos, uma família certa...

- M-mas eu posso ter tudo isso

- Mas não com uma mulher! - Gritou e eu me afastei -

- Por que mãe? Por que eu não posso ter uma família mesmo sendo homossexual?

Percebi que falei demais, desviei o olhar e vejo ela se levantar.

- Você... acabou de assumir Jisoo - Fala com um tom triste - Eu não aceito isso

- Se não me aceita, mãe, apenas não se comunique com uma pessoa como eu, já que não tenho idade o suficiente para morar só. - Falei me afastando - Agora se me permite, Jennie está me esperando...

Saio de casa batendo a porta fortemente e vejo Jennie sentada na calçada em frente minha casa.

Pigarreio até que ela percebe minha presença, se levantando e olhando no fundo dos meus olhos.

- Ela descobriu Jen - Dou um abraço nela e mesmo sem entender, ela retribui -

Jennie sai do abraço e eu seco minhas poucas lágrimas. 

Contei tudo o que ocorreu lá dentro para Jennie e ela fica surpresa, mas com raiva.

- O que é errado é ela dizer essas coisas pra própria filha! Eu vou lá falar com ela... - Disse ameaçando entrar na minha casa -

Mas eu impedi.

Puxando seu braço para mim.

Seu corpo colou no meu.

- Não, você não vai - Falei encarando seus lábios -

Seria muito afrontoso eu beijá-la em frente minha casa, mas assim que vi minha mãe nos observando escondida pela janela, a primeira coisa que eu fiz foi atacar os lábios de Jennie.

A mesma se surpreendeu.

Mas correspondeu na hora.

No momento que eu encostei meus lábios nos lábios alheios, eu esqueci o motivo de estar fazendo aquilo.

O mundo ao meu redor parou.

Só queria aproveitar o máximo no momento.

Mas infelizmente, o nosso momento foi interrompido por um 'soco'

Mas não em mim

Na Jennie.

- Ficou maluca???!! - Gritei quando vi minha mãe olhando Jennie com raiva -

- Quem ficou maluca foi você quando beijou essa garota na minha frente!

Olhei para o chão e vi Jennie com o canto da boca sangrando, me deu uma dor no coração de vê-la assim.

Preciso fazer algo.

Abaixei para ficar na sua altura e com meu dedo, limpei o canto de sua boca e tirei os fios de cabelo que estavam tampando seu rosto.

- Olha o que você fez com minha filha, Jennie! Foi por isso que ela sempre mudava de assunto quando eu perguntava se ela conheceu algum menino na escola? Você mudou a cabeça da minha filha, ela não era assim! Você... você é uma lésbica qualquer! Foi por isso que sua mãe te deixou sozinha aí, isso de trabalho foi um pretexto...

- Não senhora Kim, a senhora está enganada sobre mim... Você não me conhece pra dizer essas coisas sobre mim! Minha mãe sempre me apoiou e meu pai também. Agora não venha querer culpá-los pela minha sexualidade porque a senhora é preconceituosa ok? Eu amo a Jisoo e eu sempre vou amá-la - Olho para Jennie e dou um curto sorriso - e ninguém vai impedir nossa felicidade... Ninguém!

Vejo que minha mãe nada disse e dou um abraço em Jennie.

Minha mãe vai se distanciando de nós e eu fiquei surpresa dela não jogar nada mais na cara de Jennie.

- Hoje mesmo você vai morar comigo Jisoo, a SinWoo não vai se importar, só moramos nós duas lá! E não tem mais conversa, você vai pra lá sim!

Percebo sua preocupação em seus olhos e apenas assenti. 

A melhor coisa do mundo, Jennie Kim, foi te ter para sempre em meus braços.

Ou quase sempre.


Notas Finais


Até ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...