História My Dear - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Jared Leto, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Johnny Depp, Joseph Morgan, Justin Bieber, Kaya Scodelario, Kylie Jenner, Lana Parrilla, Ryan Butler
Personagens Barbara Palvin, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Jared Leto, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Johnny Depp, Joseph Morgan, Justin Bieber, Kaya Scodelario, Kylie Jenner, Lana Parrilla, Ryan Butler
Exibições 5
Palavras 1.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey Peoples! Demorei mas voltei! E cheeia de ideias!

Link do trailer nas notas finais!

Boa leitura!
Ps. Comentem e favoritem! É muito importante

Capítulo 3 - Chapter Two- Because?


POV's Bárbara Palvin


Los Angeles 00.26A.M


Outubro, 31 de 2014

Chapter Two- Because?

-Seu sorriso estará sempre em minha mente e memória-

Assenti sorrindo fraco e peguei em sua mão me levantando do pequeno banco que estava sentada, Justin me guiou até a pista de dança, o som que antes era estridente por conta de alguma música eletronica, agora havia se modificado para os casais da noite, todoa eram embalados ao som de Ed. Sheeran, Kiss me.


Justin passou um de seus braços em minha cintura fina, com a palma de sua mão esquerda aberta apoiada delicadamente em minhas costas enquanto a direita apertava com uma delicadeza incalculável minha cintura. Levei minha pequena mão esquerda até seu ombro e depositei a direta sobre seu antebraço, sorri fraco e vi que ele me olhava nos olhos, transparecendo um certo medo. Começamos a nos embalar no ritmo da musica e eu depositei a cabeça em seu ombro olhando ao redor. Só ai vi Zayn dançar do mesmo jeito com a garota loira, mas seus olhos estavam depositados em nós e transpareciam certa furia.

De acordo com a batida da musica me afastei de justin e girei meu corpo segurando em sua mão. Olhei para o lado e vi que Zayn beijava a garota, mas logo esqueci disso quando as mãos de Justin apertaram minha cintura, automaticamente levei minha mão até sua nuca e a outra a suas costas.


Me aproximei lentamente dele colando ainda mais nossos corpos, sorri. Ele abaixou sua nuca delicadamente ficando a alguns míseros sentimetros de minha boca, eu logo selei nossos labios e quando isso aconteceu senti tudo na volta parar, seus lábios macios e carnudos se abriram lentamente dando início ao beijo mais calmo de todos lentamente ele pediu passagem para lingua, sedi calmamente e explorei todos os cantos de sua boca. Fomos nos separando lentamente por conta da falta de ar.

-Desculpe eu... -Começei a falar e ele levou o polegar a minha boca.

-Eu retribuí, Bárbara! Não se desculpe! -Ele se apressou e eu sorri fraco.

-Como sabe meu nome? -O olhei e o vi ocilar.

-Sei muita coisa Bay! -Ele sorriu fraco e nós andamos até o bar.

Sentamos em algumas banquetas e nos olhamos, olhei em volta procurando Kylie mas não a vi.

-Justin... Eu vou indo! -O olhei e o mesmo assentiu fraco.

-Não quer que eu vá com você? - Ele olhou e eu neguei -Boa Noite, Justin!

-Boa noite Baby! -Ele sorriu e eu me afastei.

Andei por entre as pessoas e sai pela porta do ginásio, e peguei meu celular para chamar um táxi mas meu celular estava sem bateria, então começei a andar pela rua deserta até a minha casa, que não ficava longe. Do outro lado da rua, um grupo de quatro homens vinha na direção contraria, senti meu corpo tremer quando eles direcionaram o olhar pra mim. Andei apressadamente de cabeça baixa mas eles atravessaram a rua gritando algumas coisas sem sentido pra mim.

-Ei gatinha! Espera ai! -Um deles falou e me pegou pelo braço.

-Me solta! -Exclamei sem levantar o rosto

-Nós vamos... Depois que te comermos inteirinha! -Ele disse com deboche e passou a mão por meu corpo e fez sinal para os outros se aproximarem, assim eles fizeram, um deles passou a lingua em meu pescoço, o outro ainda passava as maos pelo meu corpo, faltavam os outros dois e eu ja sentia algumas lagrimas molharem meu rosto.

-Por favor, me deixem ir! -Falei baixo e eles riram em resposta.

-Você é uma delicinha! To louco pra te experimentar! -O mesmo de antes disse levando a mão até minha intimidade mas foi bruscamente afastado por um soco.


-Tirem suas mãos sujas dela seus babacas! -Uma voz extremamente rouca soou, logo vi os braços de um rapaz coberto por tatuagens acertar o cara que estava atras de mim, o mesmo caiu desmaiado no chão.

O garoto que vestia uma camisa polo preta subiu em cima do outro que havia tentado me tocar e começou a socar seu rosto, seu nariz jorrava sangue e eu so fazia chorar.

Logo ele saiu de cima do homem ja desacordado e me olhou, seus olhos caramelados pousaram sobre mim, estavam em um tom escuro sua pele perfeitamente branca parecia brilhar sobre a penumbra da noite, seu cabelo loiro escuro em um topete desgrenhado, ele avaliou meu corpo com cuidado.

-Jus...Justin? -Perguntei em um fio de voz e ele assentiu, praticamente me joguei em seus braços o apertando forte. -Obrigada!

-Eles fizeram algo com você? -E disse preocupado passando os braços por minha cintura, eu neguei.

-Por favor, não me deixa sozinha! -Pedi em suplica e o olhei.

-Vem, vou te levar pra casa! -Ele me guiou ate seu carro, uma ferrari vermelho sangue, juro que ja havia visto ela antes mas não dei bola. Ele abriu a porta pra mim e eu sentei no carro, o loiro fez a volta e entrou no lado do motorista e me alcançou a capa que ele vestia na festa a depositando com cuidado sobre meu corpo. Idiquei o endereço a ele e o mesmo deu partida no carro.

Algum tempo depois ele estacionou e deu a volta no carro abrindo a porta e me ajudando a descer e me guiando até a porta, após eu abrir a mesma ainda tremendo e ele me olhou.

-Tem alguém na sua casa? - Eu apenas suspirei negando -Então eu fico com você, Tudo bem?

-Não precisa se encomodar Justin, mas eu adoraria!- Adentramos a casa e eu suspirei- Cozinha- apontei- E o meu quarto è o ultimo do corredor, eu vou tomar um banho... Fique a vontade!- Subi as escadas e fui até o banheiro.

Após um longo tempo, sai do banho com os olhos vermelhos de tanto chorar, adentrei meu closet e vesti um moletom largo dos Lakers e um short Jeans. Prendi meu cabelo em um coque froxo e deixei minha maquiagem meia borrada mesmo. Sai do quarto e desci as escadas vendo um justin atirado no sofá, o mesmo logo sentiu minha presença e girou seu olhar para mim.

-Como se sente? Er... Pedi uma pizza, espero que não se importe! E tem chá de hortelã!- Ele disse apressado e eu apenas assenti e andei até o sofá me sentando no mesmo.

-Eu estou bem... Sempre estou! -Falei baixo e o olhei, o mesmo tinha o olhar atento em mim.

-Então, que hora seus pais chegam? - Ele disse tão baixo quanto eu e suspirou.

-Minha mãe amanhã, e meu pai... Ele morreu! -Falei tristonha e pude ouvir um riso nasal de Justin, o mesmo passou os braços em torno de meu corpo e deu um beijo em minha testa.

-Te garanto, Sunshine! Ele está muito bem! -O garoto disse e eu me aconcheguei em seus braços sentindo o mesmo ocilar.

-E, se tudo que vivemos até hoje,


Foi uma farça?-


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...