História My Dear BabyBoy - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags A/o/b, Abo, Alfa Beta Ômega, Baby, Babyboy, Bts, Daddy, Jikook, Lemon, Romance, Yaoi
Exibições 674
Palavras 1.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, tudo bem?
Eu espero que sim ♥ Porque se você esta lendo isso, pode ter certeza que você é uma pessoa especial para mim, que lê a minha obra ♥
São 107 pessoas
107 pessoas que estão no meu coração ♥
E eu peço desculpas desde já por ter atrasado, por ter dito que postaria antes de ontem e só postei agora...
Desculpa ♥ Mas a minha irmã pegou o notebook (veada) e eu fiquei sem escrever. ♥ Mas realmente eu tentei tirar o cadeado que prendia minha criatividade, mas não deu...
Podem tacar pedras, eu deixo ♥ Eu realmente pretendo fazer um capitulo com mais de 2000 palavras em comemoração aos mais de 100 favoritos
BEIJOCAS
~ BOA LEITURA ~

Capítulo 4 - 4 Capítulo - Adorável


(Leiam as notas do autor, beijocas <3).

Os garotos se afastaram um pouco das outras pessoas, mas, sem ainda chegar ao local desejado.

— Sem incomodar, ou até mesmo te irritar, mas... — O Ômega parou o percurso dele e se virou para o alfa, o maior estava com a cabeça baixa e brincava com as pontas de seus sapatos. Simplesmente, adorável. — Por que me trouxe aqui? Eu estou no cio e esta chamando a atenção dos outros alfas.

O alfa aproximou o rosto da curva do pescoço de JungKook, e novamente cheirou. O ômega corou com a ação repentina, mas, era bom.

— Seu cheiro não esta tão forte. — O alfa disse retirando a cabeça do local, mas ainda ficando bem próximo do maior. — E outra você irá conviver com um alfa em casa. Daqui em diante, eu quero que saiba que meu instinto vai ser proteger você...

“É apenas o instinto dele JungKook, apenas isso.” JungKook pensou, enquanto ao mesmo tempo ficava completamente corado.

— Huum, ok. — O Ômega disse dando um passo para trás, se afastando do menor. — Vamos continuar o caminho! —Ele completou e pode sentir uma mão do alfa segurar gentilmente um de seus ombros e o guiar.

Depois de um pequeno tempo andando sobre a montanha onde havia pessoas, lojinhas comemorativas do local, pequenos restaurantes e algumas mesas, o alfa deduziu que já estavam ficando próximos da ponta da montanha.

— Ótimo! — O mais velho disse parando, o que fez o mais novo parar também. — Feche os olhos!

O Ômega hesitou um pouco e depois lentamente fechou os olhos. O Alfa colocou as duas mãos nos olhos do Ômega, o que fez o mesmo sentir as famosas borboletas em seu estômago e seu cérebro virar apenas rabiscos em confusão.

“Para de graça JungKook, é apenas um cio, mas que merda.” O menino pensou.

O Alfa foi guiando gentilmente o Ômega até a parte onde havia uma cerca — para pessoas não cair na ponta da montanha — onde indicava o fim do percurso, caso quiserem continuar, seria preciso asas. O Alfa retirou suas mãos do rosto do maior e o mesmo abriu os olhos, o que abriu também foi sua boca, que ficou deslumbrado com a vista da enorme cidade com as pequenas luzes que de perto se tornariam enorme.

— UAU! — O Ômega disse se escorando na cerca e sorrindo.

— É legal, não é? — O Alfa ficou ao lado do menino sorridente — Vinha aqui com a minha família para acampar quando era bem pequeno, e depois disso eu venho aqui com meus amigos, para passar o tempo. É meio que o nosso lugar.

— É tão linda! — JungKook disse e olhou para Jimin. — Obrigado por me trazer aqui, ‘Hyung’ — O menino disse vermelho por ter falado Hyung em um tom arrastado, semelhante a um “gemido”. — Acho que eu nunca iria achar esse lugar sozinho. Ele completou causando pequenos risos em ambos. — E obrigado por ter comprado o remédio, minhas dores pararam por enquanto. E a “vontade” esta, diminuindo.

Mentira.

— Verdade, o seu cheiro também não esta forte.

Mentira.

O cheiro do Ômega estava forte, o que estava mexendo com a mente do alfa.

Depois de um tempo observando a cidade e o alfa mostrando ao garoto cada canto e lugar dela, eles decidiram se sentar em umas mesinhas que tinha por ali.

— Espere aqui, vou ali pedir um hot dog. Você quer? — O alfa disse se levantando da cadeira.

— Sim! — O moreno disse pegando a carteira e tirando de lá o dinheiro. — Por favor...

O Alfa apenas ignorou o dinheiro e começou a andar até uma barraquinha — entre muitas — de hot dog. Antes que chegasse, sentiu sua cintura ser puxada e se virou dando de cara com um rosto angelical.

— Pague o meu... Com o meu dinheiro. — O Ômega disse sem tirar as mãos da cintura do garoto de cabelos ruivos.

— Nã... — Ele não pode terminar a frase, apenas ouviu o Ômega sussurrar um “apenas pague...” — Ok. — O alfa pegou o dinheiro da mão do moreno e continuou a andar em direção a barraca de comida.

Viu com sua visão periférica uma silhueta alta se juntar ao seu caminho. JungKook.

[...]

— A não, estou todo sujo! — O ômega disse colocando o hot dog em cima da mesa e puxando diversos guardanapos de uma caixinha, o alfa apenas o observava rindo minimamente.

O Ômega havia se juntado com a mostarda e o ketchup, seu rosto e um pouco de sua camisa estava em uma junção de cores entre vermelho e amarelo. Seu rosto — Principalmente sua boca — Estava coberto pelas substancias, o que aconteceu? JungKook simplesmente (em uma ação um tanto infantil) quis abrir a tampinha das pequenas garrafas onde estava os dois “líquidos” de uma vez só com a própria boca, o que claro, não deu certo.

JungKook limpou sua blusa e seu rosto, menos a boca, onde poderia limpar a pequena sujeirinha que ainda restava no local com sua língua. E foi o que ele fez, passou a língua no lábio inferior, deixando um Park Jimin, completamente “duro”.

— Você já entrou no cio? — O alfa perguntou.

— J-já, por quê? — O moreno disse ficando mais vermelho que a própria substancia que minutos antes estava sobre seu rosto.

— Porque... Você sabe ser um tanto “provocante” para alguém que não quer ser “incomodado” durante o cio. — O ruivo disse dando um sorrisinho, sexy.

— O-o que?! — O moreno disse perplexo. — Não sou provocante! Sou apenas eu.

— Então o seu “eu” é provocante! — Ele disse rindo.

— É coisa da sua cabeça... — O ômega disse se encolhendo na cadeira onde sentava.

— Não, não é.

— É sim! — O menino continuou agora suas bochechas tomaram um tom, rosado.

— Você é um garoto muito fofo, mas sabe ser bem “sexy” quando quer... Isso me excita! O que eu posso fazer sou um ser humano, eu sou normal, fico ‘duro’ quando vejo corpos como o seu, fiquei duro quando te vi... — O alfa continuou.

— O que? Pare de falar assim, esta me assustando... — O Ômega disse com uma feição triste, no fundo... No fundo ele estava ficando com o seu pequeno “amigo” alegre, só com apenas aquelas palavras ele podia sentir sua lubrificação natural sair por sua entrada.

— Oh, me desculpe. Falei mais do que o meu cérebro mandou! — O alfa disse preocupado.

JungKook era lindo. Mas conseguia ganhar a atenção de Jimin por ser tão, adorável.


Notas Finais


Ain
eai? O que acham, devo fazer o especial ou eu divido ele?
~ Comenta ai ♥ ~
Vejo vocês no próximo!
Seus lindos, tesudos, delicias, amores do meu coração ♥
ehehehe
TCHAU!
*Jimin, "cuidado" com esse cérebro suhahs*
BYE ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...