História My Dear Brother - Shawn Mendes - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Christian Collins, Crawford Collins, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Amor, Drama, Família, Helena Foster, Irmão, Irmão-postiço, Shawn Mendes
Visualizações 94
Palavras 1.436
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Orange, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoal!
Eu sei estou atrasadinha, mas tenho uma justificativa plausível para isso, o show maravilhoso do Mendes.
Eu não fui no RIR porque moro no Rio grande do sul, bem longe né! Graças a Deus pude ver pela tv no canal multishow espero que eles reprisem pq foi um tiro, o bolinho estava incrível. Ele é incrível!
Sem mais delongas está aí o capítulo. Até sábado que vem meus amores.

Obg pelos 16 favoritos e os comentários do capítulo anterior 💖💗😁😍😉😎

Capítulo 2 - UM


Fanfic / Fanfiction My Dear Brother - Shawn Mendes - Capítulo 2 - UM

“A raiva é um veneno que bebemos esperando que os outros morram.” – William Shakespeare

                             (...)

Desliguei o chuveiro e peguei minha toalha, a enrolando no corpo. Sequei meus cabelos com outra toalha em seguida usando o secador, escovei minhas madeixas deixando os fios lisos soltos  e alinhados. Comecei a maquiagem, tentando não abusar muito dos produtos, um olhar marcante e nos lábios um batom de cor nude e textura matte.

Saio do banheiro ainda enrolada na toalha, entrei no closet pegando um vestido e um par de sapatos, vesti e voltei para o quarto, terminei colocando alguns acessórios e por último passando perfume.

Escutei batidas na porta.

– Entra! – exclamei.

– Querida você vai sair com Alessia? – era minha mãe, ela estava arrumada, cabelos presos em um coque, maquiagem perfeita e um vestido vermelho longo.

– Sim mãe, vamos a uma festa. – disse enquanto retocava minha maquiagem no espelho do quarto.

– Manuel e eu vamos ao baile do clube e Shawn vai sair com os amigos dele. – mamãe se direcionou até mim, depositando um beijo em minha bochecha. – Se cuide e não volte muito tarde.

– Tudo bem mãe. – disse sorrindo de lado. – Não se preocupe!

Peguei meu celular colocando dinheiro na capinha, calcei meu salto e sai do quarto. Minha mãe e Manuel estavam na sala prontos para sair.

– Boa festa querida, se cuide. – disse meu padrasto depositando um beijo em minha testaa e sorrindo carinhosamente.

– Divirtam-se. – sorri me despedindo deles.

Escutei uma buzina significando que Alessia havia chegado, sai de casa e caminhei até seu carro entrando no acento do carona.

– Oi vadia. – falei sorrindo.

– Oi cadela. – disse Alessia me olhando, em seguida dando partida.

– Hoje a noite promete amor. – disse com uma expressão maliciosa.

Liguei o bluetooth do meu celular no carro colocando uma música em alto volume, começamos a cantar que nem duas retardadas. O caminho entre minha casa e a de Derek não era tão longo, então não demorou muito para que chegássemos.

Era possível escutar a música alta da esquina, Alessia estacionou seu carro um pouco afastado da mansão por conta da falta de espaço na rua que estava cheia de carros. Caminhamos até a casa de Derek que estava consideravelmente cheia por conta do horário. Fomos recebidas pelo garoto com uma tatuagem no pescoço e olhos vermelhos por conta da maconha, na sua mão direita estava o copo de whisky e na esquerda seu bauro perfeitamente enrolado.

– Minhas meninas chegaram. – disse beijando nossas bochechas.

– Vai com calma Luh, a noite é uma criança. – peguei seu copo dando um gole na bebida fazendo com que minha garganta ficasse levemente ardente devolvendo o copo, mas ele negou.

– Pode ficar gata, eu pego outro depois. – sorri em agradecimento dando mais um gole na bebida.

Em um piscar de olhos Derek e Alessia sumiram de meu campo de visão, ignorei o fato caminhando em direção ao meio da grande sala aonde tinha uma pista de dança improvisada. Estava tocando Mi Gente do J.Balvin, comecei a dançar sem vergonha, mexia meu corpo no ritmo da música sem deixar de observar as pessoas a minha volta.

– Está sozinha? – perguntou uma voz grossa, a qual eu conhecia muito bem, falando perto do meu ouvido, a pessoa colocou suas mãos em minha cintura juntando nossos corpos.

Virei de frente para ele sorrindo, Nathan sabia o efeito que tinha sobre mim e tirava proveito disso. Assim que encarei ele fui surpreendida com um selinho que se transformou em um beijo, sentia o gosto da vodca com fumo, partimos o beijo por falta de ar.

– Ganhei minha noite. – disse Nathan sorrindo.

– Vamos sair daqui Maloley. – falei mexendo nos cachos soltos de seu cabelo, ele concordou sem hesitar, caminhamos em direção as escadas subindo em direção aos quartos, entramos em um quarto de hóspedes.

Mesmo com a porta fechada era possível escutar o som lá de baixo, Nate sorriu para mim se aproximando, o beijei acariciando sua nuca e seus cabelos, suas mãos estavam em minha cintura apertando, com certeza ficaria marcado.

– Vamos com calma. – alertei Nathan, nossa respiração estava acelerada.

– Acho que me animei um pouco cedo demais. – Nate suspirou fundo colocando a mão em cima de seu membro, ele estava completamente excitado.

– Skate desculpa! – exclamei envergonhada, era difícil acreditar que eu deixei ele daquele feito com apenas um beijo. – Não queria deixar você desse jeito.

– É difícil me conter, vamos pensar em outra coisa que não seja meu pau duro. – senti minhas bochechas queimarem, Nathan percebeu e soltou uma gargalhada.

Ele colocou a mão no bolso e tirou a caixinha verde com preto me entregando junto com o isqueiro peguei um e acendi dando a primeira tragada, devolvi o isqueiro para ele dando mais uma tragada e guardei os cigarros no sutiã, ele não se importaria se eu ficasse com eles.

Sentei na poltrona que havia no quarto junto com o cinzeiro, Nathan ascendeu seu bauro e deitou na cama. Terminei de fumar meu cigarro e levantei da poltronha, fui em direção a cama e me deitei ao seu lado. Nathan deu uma tragada na droga e soltou a fumaça para cima. Fiquei encarando o moreno fazer aqui li diversas vezes até seu beck terminar, deitei minha cabeça em seu peito e o mesmo ficou acariciando meus cabelos, ficamos naquela posição sem falar nada apenas nos encarando e sorrindo por um longo tempo.

– Vamos descer amor? – perguntou alisando uma mecha do meu cabelo com a mão, a outra acariciava minhas costas.

Concordei com ele, saímos do quarto e descemos as escadas voltando para o meio das pessoas, Alessia dançava com Derek, que fazia questão de estar com as mãos na bunda da minha amiga. Dei risada com a cena e fiquei esperando Nate que havia ido pegar bebidas.

Enquanto esperava fiquei observando as pessoas até meu olhar se encontrar com quem eu menos queria, só podia ser o destino querendo brincar comigo. Aquele ser alto de cabelos castanhos, lábios rosados pele branca e grandes músculos estava naquele lugar. Shawn Mendes!

Assim que ele me viu, seu olhar de animação mudou completamente, era aquele olhar ao qual ele sempre dirigia a mim vazio sem sentimentos. Shawn falou algo para seu amigo e veio em minha direção, seus passos não eram rápidos , mas eram fortes dando a impressão dele estar bravo, até parecia que a qualquer momento o chão poderia se rachar com a pisada dele.

Ficamos cara a cara, o olhar do Shawn estava começando a me intimidar, parecia que sua vontade era de me arrancar daquele lugar e me matar, com certeza o que ele queria naquele momento era que eu morresse pois seu olhar transmitia ódio, puro ódio.

– O que você está fazendo aqui Helena? – perguntou entredentes.

– O mesmo que você Mendes. – lancei um sorriso cínico a ele – Me divertindo!

– Você não deveria estar aqui, isso não é lugar para você. – disse segurando meu braço.

– Vamos em bora. – Shawn me puxou, tentei resistir, mas ele é mais forte o que me impediu de ficar parada.

– Você esta me machucando garoto. – disse brava. – Eu não vou com você seu brutamonte.

– Se você não vier por bem vai vir por mal. – naquele momento não passava nenhuma agulha no meu cu, estava definitivamente com medo de Shawn, mas meu anjo da guarda chegou para me salvar.

– Amor o que está acontecendo? – perguntou Nate aparecendo com um copo de bebida.

– Amor? – perguntou Shawn ironicamente. – sua mamãe não iria gostar de te ver aqui, vestida desse jeito ainda por cima com esse cara.

– Mendes você não sabe de nada seu otário. – disse Nathan se metendo no meio fazendo com que Shawn vacilasse e soltasse meu braço.

– Não se mete Maloley, o assunto é entre eu e minha irmãzinha. – pelo jeito os dois já se conhecia. – Vamos embora agora Helena.

- EU NÃO VOU CARALHO, VOCÊ NÃO MANDA EM MIM. – vociferei as palavras com ódio, estava cansada do show que ele estava dando.

Mendes tentou me puxar, mas Nathan não deixou, acertando um soco em seu rosto. Mesmo os dois sendo quase do mesmo tamanho, Shawn era mais forte, ele devolveu o soco fazendo com que Nathan cambaleasse para traz.

A música parou e a luzes foram acessas, John e Samuel se meteram para separar os dois, mais um pouco e eles se matariam, Nathan foi para um lado e Shawn para outro. A raiva me consumia, ele não tinha direito de fazer aquilo, eu não merecia aquela humilhação na frente de todos, Shawn não tem direito nenhum sobre mim para me tratar desse geito. 

Suspirei profundamente tentando não pirar naquele lugar caminhei até ele me pronunciando, curta e grossa:

– Vamos em bora, a festa acabou!


Notas Finais


Entao é isso pessoal, perdoem os erros.
Qualquer coisa mandem mensagem, divulgação de fanfic por mensagem se quiserem as notas finais estão em aberto para divulgação. Só falar por mensagem. Obg e até sábado que vem 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...