História My Dear Diary - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescência, Colegial, Comedia, Cotidiano, Ecchi, Hentai
Exibições 18
Palavras 687
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Dias Estranhos


Fanfic / Fanfiction My Dear Diary - Capítulo 6 - Dias Estranhos

          "Querido Diário."

"Quarta eu comecei a 'cuidar' da biblioteca. Foi bem legal mas... em todo dia quando estou lá, eu tenho a sensação de estar sendo observada. Que medo. '-' "
 

     No final das aulas eu fui direto para a biblioteca. A bibliotecária que cuida de lá é super legal. E descobri que tem três bibliotecas em toda a escola. TRÊS! Ai meu Zeus, que sonho.
     Meu trabalho era bem fácil,  eu apenas tinha de ver se os livros estavam na ordem certa, se não havia nenhum faltando,  se não tinha livros nas mesas. E realmente,  sempre estava tudo em ordem.

    

     Não são muitos alunos que frequentam aquela biblioteca,  tipo, só dois sextos dos alunos do colégio. A biblioteca principal da escola era bem mais movimentada, com quatro sextos de alunos da escola toda frequentando sempre. Fico feliz de ter escolhido essa. Uma vez que não posso ajudar na biblioteca subterrânea que é usada pelos professores para eles fugirem um pouco do alunos e serem felizes com livros sobre psicologia, sociologia, mitologia,  filosofia e coisas assim. 
 

     Mas, alguns professores vem à biblioteca onde eu fico, quando ela está com poucas pessoas - só eu e a srta. Liliam (a moça bibliotecária).
       Eles vão para o meio das prateleiras e ficam se... bem, acho que já deu pra entender. Mas não são todos os professores, uns seis no máximo (Considerando que a escola tem 79 professores).
 

     Agora, o que está me assustando? O fato de que em todo lugar que eu vou, o Jason está lá. Lendo algo, tomando café... Já o olhei varias vezes no momento em que ele estava me olhando, isso era constrangedor porquê ele não desviava o olhar, ele continuava me olhando, nos olhos agora. Eu nunca fiquei tão envergonhada com um garoto desse jeito. Ah! Isso me lembra de uma coisa: eu nunca vi o Jason com o uniforme escolar. Ele usa roupas normais como os professores. (Talvez ele seja um... Não. Ele é muito novo pra isso. Deve ter no máximo 19.)
 

     Esses dias tem sido estranhos. E saindo um pouco desse assunto de escola, eu consegui fazer com que Derik me desse a senha do wi-fi dele. Agora posso falar com meus amigos! Nossa, eu tô morrendo de saudade. O que será que teve nesse tempo em que estive fora? (Em duas semanas e meia acontecem muitas coisas interessantes, não é mesmo?) Ah, lembrei de mais uma coisa! Preciso falar com a Mia e o Adam sobre o livro que eu ganhei da minha mãe. É de suspense e terror, eles vão pirar.
 

     E eu nem acredito que minha mãe acertou em cheio na escolha do livro. Estou andando sem rumo pelos corredores da escola, desejando ler meu livro no meu quarto, com apenas meu cobertor e a luz de uma lanterna. As pessoas me olham pelos corredores mas eu não ligo. Me veem como uma aberração por não ser loira, ruiva ou até mesmo albina como elas, mas eu não ligo. Estou feliz demais pra ligar para o incomodo alheio, estou anciosa demais para pensar em coisas que estão a minha volta. Só paro de andar quando Jason para bem na minha frente com os braços cruzados e um olhar... raivoso(?) - não consigo entender essa expressão séria. Parece que ele está bravo o tempo todo.

          - Ah! O-oi, Jason. - Sorri, mas acho que isso me fez parecer mais nervosa do que eu realmente estava.

          - Você vem comigo. - Ele pegou meu braço e começou a me levar pra algum lugar. Acho que era a diretoria.  O que foi que eu fiz??

     Chegamos a uma sala de reunião, onde estavam a diretora, um casal e o... garoto ruivo!?
     Quando vi ele meu estomago deu uma volta dentro de mim, pude sentir meu rosto perder a cor. Vendo minha reação,  Jason segurou minha mão e me levou a uma cadeira do lado esquerdo da diretora e se sentou do lado direito.

 

          - Por que estou aqui? - Eu quis saber. A direrora me olha com paciência.

          - Você é a testemunha. - Foi tudo o que ela disse.


 

 

    Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...