História My dear friend - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Jimin, Namjin, Suga, Vhope, Vkook, Yoonmin
Exibições 25
Palavras 1.044
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem qualquer erro

Capítulo 3 - 17 de outubro de 2004 - changes


17 de outubro de 2004
[00hrs10]

Então...

  Eu não deveria ter feito isso... Por que não me impediu? Por que não disse “não seja idiota”, “não vá”, “algo pode acontecer” ou qualquer coisa do tipo? Pensei que você iria me ajudar, me proteger.... Lembra dos meninos que eu disse que praticavam bullying comigo e com o Tae? Então, sabe aquilo que fiz na escola? Que eu corri e tal? Bem, eles vieram se vingar por isso. Eu sabia que não era uma boa ideia fazer isso. Afinal, eu não sou tão corajoso e maneiro quanto o Hoseok. Pra falar a verdade, às vezes eu sinto inveja dele.

Sim. Inveja

 Inveja por ele ser assim. Divertido, alegre, corajoso, inteligente alegre e todas essas coisas. Coisas que eu nunca serei.

 Por ser como eu sou, estou quase morrendo aqui no chão ao lado do sofá.

Os “valentões” me disseram que desta vez iam pegar leve comigo por eu ser apenas um “fracote idiota”, mas que da próxima eles não vão ter dó e vão praticamente me matar.

Eu estou totalmente mega frito com maionese

Me desculpe se minha letra sair cagada (assim como eu rsrsrs), é apenas porque eu não consigo escrever direito por conta da dor, meu caro amigo.

 Estava tentando gritar pro meu irmão, mas minha voz não saia e de jeito nenhum ele iria sair daquele videogame estúpido dele..

Ninguém se importa...

Só queria alguém que se importasse comigo, mas enquanto isso não for possível...

Enfim,

 Minha barriga dói, meus olhos também, meus lábios ardem, meus braços doem também por todo o canto... Eu estou muito preocupado comigo, em como meus pais vão reagir, se vão brigar  comigo ou até em morte...

Eu vou morrer? Eu não quero morrer

Eu fiz 10 anos agora. Se eu morrer agora nesta sala, eu nunca completarei 20 anos, eu nunca mais verei meus amigos, nunca me apaixonarei, nunca mais verei minha família e muito menos o wooz (minha girafinha)

Sim, eu tenho uma girafinha

E ela se chama wooz

Digo, ele

Eu queria conseguir me distrair escrevendo besteiras aqui, mas a dor é muita, mesmo assim eu não vou sair daqui à procura de ninguém. Eu vou ficar aqui. Talvez eu durma, não sei, mas apenas por enquanto eu ficarei aqui esperando minha mãe, meu pai ou até mesmo o meu queridinho irmão.

Fique aqui comigo. Por favor...

[01hrs34]

Olá,

Ele já te deu nome? Meu pequeno ChimChim da nome para todas as coisinhas dele. Até mesmo seu travesseiro.

Ele está bem, mas eu me sinto culpada, entretanto.

Eu acho que nunca deveria ter de dado ao meu filho.

NUNCA

Nunca deveria ter pensado nisso.

Eu não poderia imaginar que o meu bebê sofria bullying de chegar nesse ponto, mas depois de ler suas coisas aqui e até dos seus amigos... percebi como a coisa é séria.

Eu não sabia

A culpa é minha

Só minha

Totalmente minha

Eu piorei a situação do meu bebê, eu coloquei em risco o menino que alegra os meus dias e isso o machucou muito.

Ele está dormindo tranquilamente do meu lado agora. Fiz seus curativos e a sua sopa favorita.

Quando eu cheguei foi realmente a pior cena que eu já vi. Encontrei-o com os lindos olhinhos marcados, seu corpo estava em tons de roxo e vermelho, seus lábios estavam com pequenos cortes - ainda visíveis – e o meu bebê estava encolhido no chão.

Meu coração deu um tipo de aperto na hora

Não sei explicar oque eu senti

Oque sentimos

Ele chorava agarrado a você. Quando cheguei perto ele deu um pulo e se afastou, mas quando percebeu que se tratava de mim e do seu pai... Ele foi aos meus braços e afundou sua cabeça em meu pescoço – chorando pesadamente -.

Ouvir seu choro, vê-lo assim e senti-lo tremer de medo é uma das piores coisas que uma mãe pode sonhar.

Se não tivéssemos saído... Meu marido diz que a culpa não é minha. Que a culpa é dos pais dessas crianças e das próprias crianças por fazerem isso.

Eu digo que essas crianças descontam nos outros por terem problemas, serem inseguras ou até mesmo em um modo de se “proteger”.

É oque ele deveria ser

Não digo ser um “valentão” que pega no pé das outras crianças, que bate ou xinga, mas sim uma pessoa forte.

Ele deveria aprender a se virar, a se defender e até mesmo a atacar quando for preciso.

Sei que não é melhor coisa para uma criança de apenas dez anos de idade, mas eu não quero mais o ver machucado, não quero mais em qualquer dia chegar em casa e vê-lo no mesmo estava que estava ou até pior, quero poder sair de casa sem me preocupar que ele irá apanhar ou sofrer, quero poder manda-lo para a escola pra vê-lo chegar em casa me dizendo “mamãe, fiz novos amigos hoje”, “foi um ótimo dia” e não coisas do tipo “eles pegaram no meu pé de novo, mamãe. O que eu vou fazer?”, “eu estou com medo” ou outras coisas do tipo.

Nós nunca fomos de tomar providencias drásticas, mas acho que desta vez será necessário. Eu não creio que se eu chegar lá na escola dizendo que meu filho apanhou de alunos de lá, ou que ele sofre bullying, mudará algo.

Realmente não vai

Tentar seria besteira, não é?

Eu sinceramente não sei oque fazer para proteger meu bebê

Se eu fizer uma escolha, talvez ele se sentirá sozinho, me odeie ou até mesmo tente uma coisa bem pior.

Eu não gosto de pensar

Eu não queria pensar, eu não queria fazer,

É isso ou ver meu bebê sofrendo todos os dias até ser adolescente ou até mesmo completar a idade adulta.

Talvez ele entenda, não?

Afinal é por bem dele

Não é mesmo?

Por favor, me diga que eu não estou falando com pedaços de papel e esperando que eles me respondam.

É eu estou

[02hrs10]

Eu pensei muito e fiz minha escolha

Na verdade são duas

Me desculpa, mas Jimin ficará um tempo sem você

Talvez dias, semanas, meses, anos

Até que eu ver que se acostume

E amanhã cedo o meu bebê irá morar em Busan com os avós e sairá desse inferno.

Me desculpe, filho.


Notas Finais


POSTEI E SAI CORRENDO AMO VCS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...