História My Dear Neko - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 53
Palavras 638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Primeira vez que me aventuro em uma história desse tipo, encontrei em um velho caderno que eu costumava escrever histórias e achei uma ótima ideia transformar em um Yoonmin. Espero que gostem ;3 observação 1: o Yoongi tem 16 anos e o Jimin tem 18. Observação 2: essa capítulo é uma introdução, os outros vão ser maiores.

Capítulo 1 - Capítulo 1


No ano de 2017 é muito normal ver pessoas passeando com seus híbridos, sou um híbrido, mas não tenho um dono. Existem vários tipos de híbridos, mas os humanos só criaram aqueles que acham favoráveis ou fofos, ou seja, nada de híbridos de cobras, camaleões e nem outros animais que eles consideram estranhos, os mais comuns são híbridos de cães, tigres, gatos, lobos, alguns poucos pássaros, leões, peixes ( sereias), entre muitos outros. Eu sou um híbrido de gato. Sou um gato bem peculiar, tenho 1,60 de altura, sou pálido como porcelana, meus cabelos são curtos e negros, assim como a minha cauda, que é extremamente felpuda, minhas orelhinhas são maiores do que as da maioria, meus olhos tem duas cores, um é azul como o mar e o outro é dourado como o ouro.
Não consegui um dono porque sou um híbrido defeituoso, sou mais forte e inteligente que os outros, mesmo sendo só um híbrido de gato. No momento estou em um laboratório em uma gaiola minúscula. Fui criado aqui, e quando viram que eu era diferente me prenderam, vivi minha vida toda aqui.
Quero fugir logo, o único sol que eu conheço é o sol artificial do lugar onde eles me treinam. Não aguento mais, meu pequeno corpo está no limite, tantas agulhas, tantos testes, tratamentos de choque intermináveis.
Vou enlouquecer, estou sem comer a dias.
O outro híbrido que estava aqui comigo, foi morto cruelmente, por que humanos são tão malvados?
Eu só queria alguém para amar, alguém que cuidasse de mim, quero tanto ir embora.

Hoje é o dia da minha fuga, hoje eles vão me levar para um treinamento especial do lado de fora! Não posso acreditar, estou tão animado.
Estou dentro de minha gaiola, estão me  levando lá para fora, disseram que eu vou ter de lutar. Falaram que eu seria realmente valioso se conseguisse sair vivo. Estou com medo, mas essa é a minha única chance de fugir. Não sei o que vou fazer depois de sair daqui.
Sinto o sol queimar meus olhos, o verdadeiro sol, estou tão feliz!
Olhei em volta e toda a minha felicidade esvaiu-se. Presos por uma grossa corrente estavam dez tigres, pareciam muito ferozes.

-Vai lá gatinho, boa sorte, vai precisar- disse um dos homens abrindo a porta da pequena gaiola.
Fui puxado para fora com agressividade, os tigres foram soltos. Todos avançaram ao mesmo tempo em minha direção, os homens se esconderam atrás de uma proteção.
Um grande arranhão em minha barriga é dado por um dos tigres, uma parte da minha orelhinha é arrancada. Eu sou obrigado a lutar, eu não quero isso, só quero fugir. Começo a golpear os tigres, um deles avança para cima de mim, bato minha cabeça fortemente no chão, me sinto tonto, mas não posso desistir, minha vida depende disso. Reúno todas as minhas forças e derrubo cinco tigres, faço os outros quatro se atacarem, só falta um, o mais forte, ele avança em minha direção e eu arranho seu olho, aproveitei essa brexa para deferir um golpe em seu pescoço.
Sindo algo em meu pescoço... Uma coleira?
Tento a todo custo me soltar, parece impossível, mas, se eu quiser minha liberdade vou ter de superar os limites do meu corpo. Forço ao máximo a corrente e ela arrebenta. Corro o máximo possível, os homens estão gritando. Chego a uma grande cerca, uma cerca elétrica? Espero sair vivo daqui, começo a escalar, as correntes elétricas fazem todo o meu corpo tremer, tenho que resistir, tenho de ser forte.
Chego ao outro lado e corro, como nunca corri na vida. Fiquei correndo por três horas seguidas, meu corpo está falhando, estou sangrando, eu vou morrer.
Chego a uma estrada, uma luz me cega, sinto um impacto.

-Meus deuses você está bem?- uma voz distante diz, tudo fica escuro.


Notas Finais


E aí? Gostaram? Espero que sim, as atualizações vão ser semanais, talvez duas vezes por semana. :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...