História My Dear Nerd. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Girls' Generation, Sistar
Personagens Baekhyun, Bora, Chanyeol, Chen, D.O, Dasom, Hyoryn, Hyoyeon, Jessica, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Seohyun, Sooyoung, Soyou, Suho, Sunny, Taeyeon, Tao, Tiffany, Xiumin, Yoona, Yuri
Tags Chanbaek, Exo
Visualizações 11
Palavras 1.280
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Mistério, Orange, Romance e Novela, Sci-Fi, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - O prodígio!!


Fanfic / Fanfiction My Dear Nerd. - Capítulo 1 - O prodígio!!

 Por mais que eu não quisesse passar minhas férias no Japão,eu não tinha opção de escolha,fui obrigado pelos meus pais a ficar 99% as minhas férias em uma cidade pequena aonde não conhecia ninguém além da minha mãe, meu pai e meu irmão que tinha apenas três anos de idade...Resumindo , enquanto meus pais trabalhavam eu ficava com meu irmão... Eu não estava aproveitando minhas férias daquele jeito, estava mais trabalhando como uma babá! Mas eu realmente estava feliz em reencontrar minha família.

 Atualmente eu estava morando na Coréia por conta de uma bolsa de estudos que havia ganhado, as aulas ainda não haviam começado, mas para me familiarizar com o lugar, eu viajei para estudar o coreano, afinal eu sabia extremamente pouco da língua coreana, mas agora pode-se dizer que eu estava "fluente", poucas vezes esquecia algumas palavras, mas era irrelevante.

 Passei um ano na Coréia e admito que foi bom, pelo simples fato de ter conhecido pessoas que fariam a mesma faculdade que eu, além disso nesse curto período, meu pai havia conseguido-me um emprego, através de um amigo! Agora eu Baekhyun estava infiltrado em uma das maiores empresas Sul - Coreana.

Eu tive que voltar para Seul com uma semana de antecedência pois precisava organizar minhas coisas para o início das aulas, e sem contar que eu precisava resolver algumas coisas da empresa antes de voltar a trabalhar também... Pois é, sou um adolescente de 18 anos vivendo a vida de um adulto.... É isso particulamente é horrível.

 Passou-se uma semana e eu fiz tudo o que eu havia de fazer, inclusive, repor minhas horas de sono. No final de semana, eu recebi Taeyeon em minha casa: Taeyeon foi a primeira pessoa que eu conheci na Coréia, em um evento Japonês, desde então ficamos extremamente grudados.

—Baek, pelo amor de Deus, o que aconteceu com seu celular nessas férias? Sabe quantas vezes eu tentei te ligar?...Fiquei tão alone, quase procurei alguém para te substituir... — Ela começou a falar assim que eu abri a porta, logo senti seu abraço enquanto ela falava sem dar uma pausa para respirar, eu ri com sua reação e antes que eu pudesse falar qualquer falar qualquer coisa ela me interrompeu.

— Me conte tudo, como foi? Ficou com alguma garota? Como estão seus pais? E seu irmão...? 

— Taeyeon, calma, você não quer entrar primeiro? — Eu ri olhando para a maior que estava em minha frente e ela sorriu afirmando a cabeça, e adentrou a sala falando sobre eu não atender o celular, mais uma vez e enfim procurei não responde-la, ela fazia trilhões de perguntas e eu não sabia quais responder, porém ela tocou em um assunto que chamou-me a atenção, sobre a sala em que eu havia caído.

— Se eu não me engano sua sala é a 449, só tem pessoas de 22 anos para cima, está pronto para começar a sofrer bulling? — Ela brincou e aquilo me fez rir e a observei sentar no sofá e eu me deitei no puff e olhei-a.

— Para falar a verdade não me preocupo muito com essas coisas, provavelmente são pessoas maduras que entenderão o motivo de eu ser o mais novo da turma e mesmo que venham com piadinhas sem graça, eu procuro ignorar! — Disse abraçando uma de minhas almofadas e ela olhou-me com os olhos brilhando, parece que não havia entendido nada do que eu havia dito.

— Por que está olhando-me assim?

— Você é tão fofo...Nem parece que tem 18 anos, tem cara de 15, as meninas vão tudo cair matando para cima de você! Se eu não te conhecesse obviamente tentaria algo com você! — Aquilo me fez rir alto e ela acompanhou minha risada e logo parou sentando-se animada no sofá e antes que eu perguntasse qualquer coisa ela começou a falar. (Como de costume!)

— Você não faz idéia de quem caiu em minha sala, eu quase morri ao ver o nome dele na lista...Chanyeol!— Ela soltou um suspiro apaixonado e eu ergui a sobrancelha, sem entende-la.

— Quem é ele? Alguém que você gosta?

— Que EU goste? Todas gostam dele, estamos falando de Chanyeol, do Chanyeol, quando você conhece-lo vai entender! — Ela falava como se realmente estivesse apaixonada, chegava a ser hilário.

No final daquela tarde nós assistimos um filme de romance enquanto comíamos chocolate, algo que fazíamos quase sempre que nos encontrávamos. Ela me obrigou a falar sobre minhas férias e antes de ir embora falou sem parar sobre o clube da faculdade, Taeyeon era o tipo de amiga perfeita para mim, tagarela, social, divertida e enfim... Sem sombra de dúvidas era o oposto de mim, mas como dizem "Os opostos se atraem".

Eu tomei um banho e antes das 22 já estava deitado, porém eu não estava conseguindo dormir, talvez pelo fato da ansiedade de começar a faculdade, justamente por isso eu levantei-me, desci até a cozinha e fiz um chocolate quente, subi para o quarto novamente, peguei meu violão e alguns papéis para compor, ou tirar alguma música no violão. Lembro-me perfeitamente de dormir exatamente as duas horas da madrugada, para acordar as seis...Acordei com o meu celular despertando de cinco em cinco minutos, eu demorei para me levantar,  mas infelizmente tive que  acordar, eu tomei um banho para que eu definitivamente pudesse acordar, coloquei um calça jeans apertada com alguns rasgos no joelho e uma blusa preta com listras brancas de mangas e extremamente larga, coloquei meu all star e peguei minhas coisas pra que eu pudesse ir ao trabalho.

Eu nunca me vestia socialmente para ir ao trabalho, somente em reuniões importantes e meu chefe estava ciente disso, afinal eu era considerado o "queridinho" do chefe, pelo fato dele ser um tanto "liberal" comigo.

Mas ele entendia perfeitamente que eu fazia faculdade e ir de terno e gravata para uma universidade não era nenhum pouco adequado. Aquela tarde tudo havia sido um tanto corrido por conta da minha mesa estar lotada de papéis  para ser resolvidos, sem contar que eu tinha que ajudar alguns estagiários com certos problemas, tirando isso minha segunda havia sido ótima. Quando finalmente meu horário do trampo havia acabado eu ajeitei minhas coisas em minha mochila e fui a faculdade, eu cheguei em cima da hora por conta do trânsito, mas não pude deixar de sorri ao ver Taeyeon me esperando na entrada, e logo adentramos a mesma conversando sobre algumas coisas aleatórias e ela me levou para uma rodinha de pessoas,  provavelmente seus amigos.

— Eu disse que ele não iria faltar, pessoal esse é o Baek, o Prodígio da faculdade! — Ela apresentou-me para algumas pessoas na mesa e eu sorri reverenciando-me para todos ali, era um tanto estranho ser apresentado como o prodígio da faculdade.

— Meu Deus, como ele é fofo, nem sequer parece ter 18 anos, parece uma criança...Sem ofensas! - Disse um dos garotos a mesa.— Eu acabei rindo com seu comentário.

— Sem problemas, não se preocupe com isso, estou acostumado a ser chamado assim! — Disse com um pequeno sorriso em meus lábios e todos na mesa riram com meu comentário.

— Gostei dele...Bom, eu sou Xiumin, e esses são Kai e Suho, ambos fazem medicina, mas infelizmente não são da mesma sala que você! — Ele disse normalmente e eu ajeitei as mangas de minha blusa, e antes de falar Taeyeon disse:

— Creio que ele vai se enturmar rápido, ele é uma ótima pessoa, é meio quietinho inicialmente, pelo fato dele ser tímido, mas quando vocês o conhecerem melhor vão ver como ele é um amorzinho — Ela me abraçou e eu apenas sorri sem graça com aquilo.

— Apenas estou um pouco cansado pelo dia exaustivo de trabalho, desculpem se estou muito quieto, costumo ser mais... "Social."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...