História My Dear Nerd. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Girls' Generation, Sistar
Personagens Baekhyun, Bora, Chanyeol, Chen, D.O, Dasom, Hyoryn, Hyoyeon, Jessica, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Seohyun, Sooyoung, Soyou, Suho, Sunny, Taeyeon, Tao, Tiffany, Xiumin, Yoona, Yuri
Tags Chanbaek, Exo
Visualizações 11
Palavras 1.470
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Mistério, Orange, Romance e Novela, Sci-Fi, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Inferno Astral.


Fanfic / Fanfiction My Dear Nerd. - Capítulo 2 - Inferno Astral.

Os amigos de Taeyeon eram divertidos eu admito, eles me tratavam como criança mas eu realmente não me importava muito com aquilo.

O sinal bateu quando eu menos esperei , e então nós nos despedimos e cada um seguiu para um corredor diferente, eu subi as escadas e cocei meus olhos por conta do sono, por mais que ainda estivesse cedo eu estava com sono por ter dormido tarde na noite anterior, agora infelizmente tinha que arcar com as consequência.

Eu cheguei em frente a sala e verifiquei a pequena lista com os nomes dos alunos que estavam ali, até finalmente achar meu nome, então suspirei e abri a porta da sala, o professor ainda não havia chegado então como qualquer sala sem um professor, todos estavam conversando, eu procurei por carteiras vazias, eu me sentei logo a frente e coloquei minha mochila no chão e fui capaz de escutar coisas do tipo : "Ah, ele que é o prodígio?", "Tão fofo", " Ele é 4 anos mais novo que eu", "Ele realmente é tão inteligente assim?"

Eu nunca fui de gostar de ter uma certa "Fama" ou melhor, uma " Popularidade ",  aquilo deixava-me sem graça, eu era apenas um garoto normal diante de todos ali...Não era?

Fui acordado de meus pensamentos quando um garoto aproximou-se eu abaixou-se em frente e olhou-me:

— Prazer, Sehun! —Ele sorriu amigavelmente para mim e eu sorri.

— Baekhyun, mas pode me chamar de Baek, se quiser é óbvio — Eu olhei-o e ele afirmou olhando-me e logo apontou para o "Bonde do fundinho":

— Vem sentar com nós, não é bacana ficar aqui na frente, nem sequer da para bagunçar! — Ele riu e eu umideci meus lábios antes de pensar em alguma desculpa.

— Eu bem que gostaria... Mas tenho problema de visão aqui na frente fica mais fácil de enxergar! — Não era bem uma "desculpa", aquilo era verdade, mas eu nunca havia sentado com o pessoal do fundão, mas eu estava ciente da fama deles.

Não demorou muito para que o professor entrasse na sala e Sehun se afastasse mas antes bagunçou meus fios e tudo o que consegui pensar foi "Mas que audácia é essa dessas pessoas da faculdade".

O professor falou com a turma, explicando algumas coisas enquanto eu pegava meus óculos, dentro da minha bolsa e fiz a mesma coisa com meu material, enquanto ele explicava eu fazia alguns tópicos anotando coisas ligadas à matéria, e pelo o que percebi eu era o único fazendo aquilo... Eu procurava ser um tanto organizado em questão de anotações.

Quando chegou o intervalo eu ajeitei minhas coisas sob a minha mesa e antes que eu saísse da sala, o professor chamou-me, me elogiou e me parabenizou por ter entrado na faculdade e Blá, Blá, Blá coisas que eu já estava acostumado a escutar, aquilo era tão chato, o mais chato ainda era ser tratado como se eu fosse superior aos outros.

Eu sai da sala e me deparei com Sehun e seu suposto "bondinho" ali na porta.

— Hey, quer passar o intervalo com nós? — Ele perguntou-me e eu ajeitei meu óculos e sorri.

— Eu... Já vou passar o intervalo com algumas pessoas...Mas obrigado mesmo assim! — Eu sorri e ele fez um estralo com a boca.

— Tudo bem, se precisar de nós, estaremos na arquibancada,  Ok ?

— Certo! Obrigado... — Eu sorri o observando se afastar e então suspirei seguindo o corredor para ir para o pátio, até passar em frente a uma sala onde estava escrito "Club de música", Taeyeon tinha falado-me algo sobre este club, mas infelizmente eu não recordava-me.

Eu abri a porta e olhei para a sala escura e então acendi a luz, eu olhei para trilhões de instrumentos ali, e meus olhos brilharam, eu considerava-me um amante a música e aquela sala realmente era um sonho.

Eu encontrei a porta e umideci meus lábios, caminhando até um enorme piano q havia ali, olhei para os outros instrumentos na sala, mas aquele piano realmente chamou minha atenção, fazia mais de 11 anos que eu não encostava em um...havia perdido o contato com o piano quando meu professor mudou-se de cidade.

Eu me sentei em frente ao enorme instrumento antes de olhar para as teclas ali, alonguei-me por míseros segundos antes de pensar em uma música para que eu pudesse tocar, eu fiz a introdução da música antes de começar a cantar em baixo tom.

"Talk to the moon, trying to get you, In hopes you're on the other side talk to me too..."

Eu fui interrompido e assustei-me ao ouvir um tanto mais grave que a minha,eu logo virei-me e deparei-me com um homem parado de braços cruzados, ele estava encarando-me e era óbvio o motivo, eu não tinha permissão para estar ali, eu engoli seco.

— Você não tem permissão para estar aqui! — Ele foi um tanto quanto grosso e admito que assustei-me com aquilo:

Ele aparentemente era um aluno, porque estava tão bravo?...

— Sim eu...Eu sei, é que eu passei pela porta e vi o piano, então pensei que eu...

— Você não tem que pensar nada, é óbvio que você não pode entrar...É o Club de música, você só pode entrar com o representante do Club! — antes de reverenciar-me como pedido de desculpas ele analisou-me e suspirou.

—Você é filho de que professor?... — Eu não o entendi e ergui a sobrancelha.

— Hum?... — Eu disse baixo e ele aparentava irritar-se.

— Você é um pirralho, aparentemente 15 anos, então obviamente é filho de um professor! — Eu admito que fiquei indignado com aquilo e ri ironicamente.

— Inicialmente, não procurei deduzir as coisas, isso é...Inaceitável, eu não sou filho de nenhum professor, muito pelo contrário, sou estudante de medicina, não tenho 15 anos, tenho 18... — Disse o mais normal possível.

— Blah, Blah, Blah...Espere...Você é o tal do "Baek" não é mesmo? O "queridinho da faculdade"

— Não sou o queridinho da faculdade!

— Então é o mascote! — Ele sorriu ao fazer aquela afirmação desnecessária e eu bufei.

— Bom, estou de saída, não irei ficar conversando com um ser que...Não compreende certas coisas, e não se preocupe, procurarei o representante do club para pedir "Desculpas"! — Disse normalmente dando as costas para o maior.

— O pirralho... - Ele provocou-me e eu me virei um tanto revoltado e ele cruzou os braços.  — Eu sou o representante! — Ele disse normalmente e sorriu obviamente para me provocar.

— ...Você não é digno de minhas desculpas! — Disse assim que ele havia dito que era o representante, eu admito que não havia acreditado, mas então lembrei-me que Taeyeon havia dito-me que Chaneyeol era o dono do club, então, aquele era o tal do Chanyeol?... Porque todos falavam tão bem dele? Ele não passava de um grosso, medíocre, eu realmente não havia gostado daquele garoto.

— Que pirralho sem educação você! Na verdade eu não insisto muito que um pirralho como você me peça desculpa! — Ele sorriu e eu bufei dando as costas para o mesmo,eu obviamente não iria me rebaixar a alguém como ele, porém sai dali frustrado pelo fato de que cada frase do maior fosse um insulto para mim.

Eu fui para o pátio onde todos já estavam e procurei por Taeyeon mas não foi difícil de acha-la ali, eu me aproximei da mesma e logo escutei.

— Baek, porque demorou tanto? Bom, eu comprei algumas coisas para você comer, é melhor do que enfrentar a fila mais de uma vez — Ela sorriu e procurei disfarçar que estava superficialmente bravo. Eu agradeci e por fim me sentei ao lado da menor, eu fitei meus Hashis antes de começar a comer enquanto escutava ela conversar com seus amigos e por fim Xiumin olhou-me e puxou assunto.

— Como foi sua aula? — Eu demorei até responde-lo.

— Hum...Foi ótima, gostei bastante do conteúdo e dos professores, eles foram um tanto gentis, realmente superou minhas expectativas. — Eu não pude deixar de sorrir, mas automaticamente meu sorriso desapareceu ao ver o tal de "Chaneyeol" de longe, eu não pude deixar de bufar e voltar minha atenção para o prato; Xiumin não deixou de perceber minha frustração e disfarçadamente olhou para trás e logo olhou para mim.

— Você tem antipatia com Chaneyeol?... — Ele riu, realmente ele era um tanto esperto de ter percebido aquilo, pois os demais á mesa não haviam notado.

— Ele foi super grosso comigo hoje, não passa de uma pessoa mimada! — Eu olhei-o e ele acabou por rir do que havia dito.

— Ele é chatinho sim, mas quando você o conhece, ele é mais amigável... Ele sempre teve esse jeito, desde quando entrou na faculdade, não se preocupe com isso! - Ele sorriu e eu disfarçadamente olhei para Chaneyeol que estava a conversar com algumas pessoas.

Tenho que ser realista e admitir que não havia acreditado em Xiumin, talvez pelo fato de estar um tanto bravo com ele.

"A primeira impressão é a que fica"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...