História "My dear teacher" - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Personagens Originais
Visualizações 104
Palavras 1.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Nada a dizer sobre a pervertida da S/N

Capítulo 2 - "Gostoso"


- Dizem que ele é um gato.- Disse Alexy com sua boca cheia de salgadinho. 

- Nem deve ser isso tudo.

Rosa- Diz isso porque nunca o viu.

- Acalma o cú Rosa, tu já tem o Leigh. Não traia meu maninho.

Rosa- Eu sei disso, mas eu não sou cega.

Alexy- Já eu só tenho olhos para o Kentinho.

Sorri sem mostrar os dentes e tomei um gole do meu refrigerante o mesmo já estava adocicado por ter perdido parte do gás. 

Rosa- E ai? Qual o tamanho? Como foi a noite?

Rosa me olhava com brilhos nos olhos assim como Alexy,o mesmo estava com sua boca cheia de salgadinho de churrasco. Revirei os olhos e bufei me lembrando da noite anterior.

- Horrível.

Alexy- Detalhes querida detalhes.

- O cara me fez broxar legal, perdi o tesão assim que coloquei os olhos naquela especie de amendoim molhado.

Meus dois melhores amigos caíram na gargalhada, não me contive e comecei a rir também.

Rosalya limpou as lágrimas e Alexy segurou sua barriga.

Rosa- Sério?- Assenti tristemente- Deve ter sido horrível.

- Já faz um bom tempo que não sinto prazer, todos são iguais, não sabem ao minimo me chupar direito.

Alexy- Quem sabe o novo professor te faça prazer, ouvi boatos que ele já pegou quase todas as suas alunas. Já que não quer algo sério poderias tentar.

- Mas..ele e  professor Alexy! Nosso professor!

Alexy- Qual é (S/N)! Sei muito bem que ficaria até com teu irmão só 'pra sentir prazer.

- Também o Lys não colabora, ele e um baita de um gostoso!

Alexy- Sim, realmente, mas sério..se fosse eu tentaria.

- Alexy eu não vou ser mais uma das alunas que ele já comeu como dizem,eu sou difícil.

Rosa- É tem razão, levou um ano 'pro Wiliian transar contigo.

- É foi uma decepção, na vida eu só fiquei com dois caras diferentes,é nem um deles me fez ter prazer.

Rosa- É tu e uma baita de uma pervertida.

- Vocês me fizeram ficar assim.

"Trimmmm"

O maldito sinal tocou quase me fazendo ficar surda, aquele som horrendo estará avisando que e para pegarmos nossas coisas e voltarmos para a casa-finalmente- não aguentava mais isso aqui. Apesar de odiar esse lugar sempre tiro notas altas, sou boa nos esportes e os garotos me acham a mais bonita da escola - oque eu não concordo- e é por isso que a maioria das garotas me odeiam. Principalmente um ser chamado: Melody, aquela guria me odeia desde que entrei nessa escola, o motivo? Nathaniel disse que gostava de mim e não dela, chupa trouxa. Mas eu nunca senti nada pelo Nath, nossa amizade e muito boa e eu não quero passar disso. Não que o Nathaniel seja feio, pelo contrario ele e muito bonito e está entre os mais desejados dessa escola, sim as vadias fizeram uma lista 'pra isso e os meninos também, por sorte- ou não- eu estou em primeiro e a Rosalya em segundo. Como a Rosa tem namorado eu que me fodo 'pra dar fora todo dia em garotos diferentes, quebrando seus pequenos e pulsantes corações, mas eu não me importo muito.  Terminei meu refrigerante e o deixei sobre a mesa, arrumei minha mochila nas costas e joguei a latinha do refri na lata de lixo que estava  alguns metros ao meu lado. Rosalya e Alexy foram na frente pois iriam aos shopping já que era sexta-feira, de acordo com eles toda sexta-feira eles tem que ao menos pisar no chão daquele grandioso e bonito estabelecimento chamado shopping. Já eu vou ficar em casa comendo besteiras e vendo algum filme ou série na Netflix. Fui em direção a saída da escola mas sinto uma mão em meu ombro, olho para cima por conta da minha altura- sou baixinha mesmo- e vejo o Dake- vulgo babacão da escola- me encarando com a língua entre os dentes. Revirei os olhos meus olhos e tirei sua mão com força.

Dake- Como vai minha  gatinha dos olhos azuis?

Eu odeio esse apelido que os garotos decidiram colocar. 

- Vai arrumar o que fazer seu embuste, nunca cansa de levar fora não?

Dake- Não seja assim gatinha.

- Quanto mais você fala mais meu ódio cresce. Quero mais e que você se foda. 

Sai dali em passos rápidos, eu odeio esse cara. Vi a Bmw M2 preta do meu irmão estacionada em frente a escola e dei um sorriso.Andei até a mesma e abri a porta do passageiro.

Lysandre- Como foi a escola pequena?

Lys depositou um selar em minha bochecha e deu partida.

- Foi um tédio como sempre, acho que essa e a única resposta de um adolescente sobre a escola. 

Lys riu e me encarou por um segundo mas logo deu atenção as ruas.

- Como foi o trabalho?

Lysandre era uns dos médicos mais importantes da cidade, quero me formar em medicina igual a ele, tenho muito orgulho do meu maninho. Lysandre é oito anos mais velho que eu e praticamente me criou, nossos pais estão sempre viajando por conta do trabalho. Leigh tem uma loja super famosa na região e até em outros países. Tenho muito orgulho dos dois, Lysandre e um pouco mais velho que ele, Leigh mora atualmente com a minha cunha Rosalya.

Lysandre- Cansativo como sempre, aliás vai ter que ficar sozinha hoje. Tenho que fazer plantão para assim ter uma folga no sábado e no domingo.

Fiz bico e o encarei.

- Poxa vida, queria ficar com você hoje.

Lysandre- Não fica assim princesa, vou lhe recompensar.

- Eu espero mesmo, aquela vagabunda da Debrah ainda dá encima de você?

Lysandre assentiu e eu fechei a cara, sim, que tinha muito ciúme dele assim como ele tem de mim.

- Ela  e uma vagabunda, soube que ela e mais rodada que catraca de ônibus.

Lysandre riu e disse;

Lysandre-Não podemos julgar as pessoas mas está completamente certa, sempre tem chupões em seu pescoço.

- Eu sempre estou certa.

Lysandre- Convencida.

Apertou minhas bochechas.

***

Sempre ao seu lado e realmente uns dos filmes mais tristes que já vi, desliguei a televisão enquanto secava as minhas lágrimas, Alexy vai me pagar por ter feito eu ver isso. Meu celular aptou e eu peguei o mesmo ainda com lágrimas nos olhos, maldito e maravilhoso filme. Abri minhas mensagens e abri a conversa do nosso grupo "As vadias" qual nome foi dado por Alexy.

Rosa vadia- Vimos o novo professor hoje no shopping.

Alexy purpurina-ele e mais gostoso pessoalmente!

- Sério?

Rosa vadia - Tiramos várias fotos.

Rosa vadia enviou uma foto.

Na foto estava um cara de cabelos vermelhos distraído  enquanto mexia em seu celular.

Puta merda meu novo professor e um baita de um gostoso!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


S/N sua safada!

(Desculpe qualquer erro)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...