História My Dear Villain - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Tags Shigaraki Tomura
Visualizações 42
Palavras 881
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Mutilação, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - 11


Mahina estava sentado no chão frio do quarto com a cabeça enterrada os joelhos, a porta do quarto da garota foi aberta e por ela entra Dabi, ele fecha a porta e se abaixa para ficar da altura da mesma que olhou para ele.

Mahina: Quem e você?

Dabi: Dabi - ele continuou a encarando.

Mahina: O que faz aqui?

Dabi: Vim ver quem era a queridinha do Shigaraki - ele se aproximou e colocou o cabelo atrás da orelha da mesma - Odeio admitir mas você realmente e bonita - Mahina corou com o comentário, a porta do quarto foi aberta bruscamente.

Shigaraki: Você - ele disse e Dabi ficou de pé - Você não pode entrar aqui.

Dabi: Não posso entrar aqui ou não posso chegar perto dela? - ele pegou a garota pelo braço e a forçou a ficar de pé e logo em seguida a abraçou pela cintura.

Shigaraki: Seu - ele se aproximou e pegou a garota pelo pulso e a puxou e depois a empurrou contra a parede e avançou em Dabi que desviou e se aproximou da garota novamente - Não se atreva - Dabi a segurou pelo queixou e juntou seus lábios, Mahina não soube como reagir e ficou imóvel, Shigaraki empurrou o garoto para fora do quarto e fechou a porta na cara do mesmo.

Mahina: Você está bem? - ela tocou seu ombro mas ele a empurrou contra a parede e apertou seu pescoço.

Shigaraki: Sua desgraçada - a garota começou a se debater.

Mahina: O que eu fiz? - disse com dificuldade, o grisalho não soube o que responder e a soltou a fazendo cair no chão e saiu do quarto batendo a porta.

Shigaraki se aproximou de Dabi que estava ao lado de Himiko, ele tentou socar o mesmo que segurou o seu punho e tentou devolver o soco mas Shigaraki desviou e chutou o estomago de Dabi, ele não percebeu quando o outro se recompôs e deu um soco o fazendo cair no chão.

Dabi: Já entendi, ninguém pode chegar perto dela mas saiba que ela nunca vai gostar de você se você a trata assim.

Shigaraki: Do que você tá falando? - perguntou se levantando.

Himiko: Você e grosseiro e enforca ela, se quer que ela goste de você tenta ser um pouco bem pouquinho  romântico.

Shigaraki: Eu não pedi sua opinião e não quero que ela goste de mim - ele se virou e se sentou em uma das cadeiras.

Dabi: Você mente muito mau

Mahina

Acordei com o pouco de luz que entrava na janela, me sentei e suspirei ao me lembrar da ´´briga`` que teve aqui ontem, a porta do quarto foi aberta por Kurogiri.

Kurogiri:  Você vai para outro quarto - eu estranhei mas segui ele até um andar que tinha lá para cima e eu nem desconfiava que existias - Esse vai ser seu novo quarto - ele abriu a porta e eu entrei, lá tinha uma cama de casal e um guarda roupa, uma porta que eu me aproximei e vi que era um banheiro.

- Por que isso de repente? - perguntei me virando para o mesmo.

Kurogiri: Shigaraki vai precisar daquele quarto e também não quer você lá embaixo.

- Como se eu quisesse ficar naquele bar com vocês - me sentei na cama.

Kurogiri: Suas roupas já estão no guarda roupa caso queira alguma coisa e só pedir para mim.

- Onde ele está?

Kurogiri: Lá embaixo...ocupado - ele fechou a porta mas eu não liguei, caminhei até o guarda roupa e abri o mesmo vendo minhas roupas e algumas novas, sorri e me joguei na cama, a porta foi aberta.

Dabi: Então agora você dorme aqui - disse entrando no quarto.

- Não deveria estar aqui, Tomura não vai gostar se descobrir - ele se aproximou.

Dabi: Eu não me importo se ele vai gostar ou não - ele me segurou pela cintura e me puxou fazendo nossos corpo se colarem.

- O que está fazendo?

Dabi: Nada de mais - ele segurou meu rosto e juntou nossos lábios, eu acabei correspondendo quando ele ia esquentar o beijo eu o empurrei e dei um tapa em seu rosto - Você e das difíceis, eu adoro um desafio - ele passou a mão por meu rosto e saiu do meu quarto me deixando sozinha.

Me sentei na cama e passei a mão pelos cabelos, entrei no banheiro e tomei um banho rápido, enrolei uma toalha em meu corpo e abri o guarda roupa, peguei uma roupa qualquer e vesti, comecei a secar meu cabelo com a toalha até que bateram na porta, me aproximei e abri a porta mas não tinha ninguém, olhei para baixo e vi um buque de rosas pretas, peguei o buque e olhei para os lados mas não havia ninguém, entrei no quarto e coloquei as rosas em cima da cama, comecei a pentear meu cabelo mas eu fiquei pensando em quem poderia ter deixado aquelas rosas ali, me aproximei e as cheirei, era aquele cheiro, o cheiro dele, sorri.

Ouvi você falar de outros amores
Eu vi o mundo então perder as cores
Quanto tempo esperei a frase certa
Pra te mostrar que eu era

Romântico anônimo!

Marcos e Belutti part. Fernando Zor


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...