História My Death Inside - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 15
Palavras 1.231
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - My Death Inside Cap 21


Fanfic / Fanfiction My Death Inside - Capítulo 22 - My Death Inside Cap 21

●My Death Inside●

Capítulo 21°

Dia que vai, dia que vem e as coisas ainda estão no mesmo ritmo.Meus dias se tornaram cinzas e como uma flor quando está prestes a morrer.As pétalas...vão caindo até não haver vida nenhuma ali, sem insistir."Sinto correntes me prendendo, me forçando a fazer coisas que não quero fazer.Tenho medo de minha mente."

Sempre saia cedo do hotel, para terminar os assuntos da empresa, enquanto Yoongi ficava o dia inteiro, sem dar notícias.Como eu queria que ele ligasse para mim todos os dias, perguntando se estou bem, ou ao menos se preocupasse comigo.Ou quem sabe poderíamos sair juntos por aí, sem rumo, sem preocupação, sem ninguém, apenas nós!

As coisas mudaram depois que perdi minha virgindade.Isso mesmo, eu era virgem sim.Mas perder com Yoongi foi algo inesperado e prazeroso ao mesmo tempo, por um momento, disse que ele seria a pessoa certa para mim, mas será mesmo? Depois disso, nos afastamos muito e nem nos falamos como antes.Bom dia e Boa noite.A mesma frase todos os dias, mas o meu orgulho vencia a cada dia mais e me impedia de fazer o que queria fazer, dizer tudo que sentia, tudo que estava guardado, porque é tão difícil?

Um outro dia estava voltando do mercadinho ali do lado, e me deparei com a Vivian em minha frente, mais atrás, suas amigas também estavam ali.Algo não estava certo, como sabiam que eu estava no Brasil e que estava nesse hospedada aqui? Realmente não sabia.

E como sempre, ela não me deixaram simplesmente virar as costas e ir embora.Fizeram o que sempre fizeram, já me sentia um nada mesmo, que diferença faria?

Se eu me defendi? Ah...Alguns anjos caídos, às vezes, não conseguem se reerguer.

As vezes quando saía da empresa, eu ia fazer umas "besteiras" pelos becos e vielas.Chamava umas pessoas que nem conhecia para se juntar ali comigo , para me fazer companhia.

Se tornou um vício, é Yoongi mal sabia o quanto estava encrencada.Peguei um dinheiro da empresa que estava no cofre, e paguei tudo o que devia.Se era bom? Me sentia uma vadia louca e sem rumo.

Yoongi percebeu que estava fora de mim, e me forçou a explicar o que tinha acontecido, e como sempre, me tranquei no quarto e esqueci o mundo lá fora.Fiz errado?

Tive que ir também ao Leilão, para leiloar a casa e os carros da minha família.Com esse dinheiro, pagaria toda minha faculdade tranqüilo e sem preocupações.Comprarei também um carro, quando voltar para Coréia.

Talvez até sair daquela casa.

Hoje o dia passou rápido e finalmente, consegui resolver tudo e amanhã mesmo já voltaria para casa, na Coréia.Quando cheguei em casa, vi o Yoongi no fogão, apesar de pensar que ele estaria dormindo.

S/n - Boa noite. - disse sem olhar para seu rosto.Ele fez que "sim" com a cabeça.

Fui para o quarto, larguei a bolsa na cama, arrumei uma roupa e fui para o banho.

~~Suga off~~

Ela está tomando banho, deve estar cansada.

Meu celular começou a tocar, e estava no quarto, então fui busca-lo.É o Namjoon, mas quando fui atender, a ligação caiu.

Na cama, vi a bolsa da S/n semi-aberta e de relance, vi alguns cigarros e saquinhos com algo dentro.Acabei por abrir e ver o que não queria ver.

Suga - E-ela está f-fazendo isso mesmo!?

Começo a andar em circulo pelo quarto.

S/n - O QUE TÁ FAZENDO?

Ela ainda estava de toalha.

~~Suga on~~

Minha bolsa estava aberta e ele mexeu em minhas coisas, e viu o que eu não queria que ele visse.Estou perdida, olhava indignada.

Suga - Não levou a roupa para o banheiro? - perguntou baixo e discretamente, entrando sair do assunto.

S/n - Eu esqueci na prateleira...

Nos encaramos por alguns segundos.

S/n - Eu te fiz uma pergunta!

Suga - MEXI PORQUE EU QUIS ENTENDEU? Olha as coisas que você esta fazendo, olha seus pulsos, suas coxas...porque tá se machucando assim? Você se sente melhor quando machuca á si mesmo? - seus olhos enchem de lágrimas - eu não quero ver você assim entendeu.Porra! eu me preocupo tanto com você S/n!

Aquelas palavras, não sabia como reagir.Levo minha mão a sua face, secando suas lágrimas e lhe acariciando.

S/n - Não chore Yoongi, eu estou bem.Nao se preocupe tanto tudo bem?

Ele tira minha mão de seu rosto e me olha mordendo o labio inferior.

S/n - Eu vi isso! - disse tentando animar o clima

Como sempre deu as costas e saiu.

Me vesti e fui para a cozinha jantar.A mesa já estava pronta e o cheiro estava muito bom.

Jantamos e nos encaramos algumas vezes.

S/n - Eu era virgem... - disse discretamente.

Suga - Eu sei, e eu adorei tirar. - disse frio.

S/n - Como?

Suga - Digamos que eu tenha percebido.

Me subiu uns calafrios sim.

Voltei para o quarto, e fiquei sozinha lá por um tempo.Um bom tempo se passou, quando recebo uma mesangem de madrugada.Era o Yoongi.Ele tinha batido na porta mas eu fingi que estava dormindo, daí ele saiu mas, porque me mandar mensagem dizendo isso?

Apenas fui sincera e respondi com calmaa.

Ouço batidas de socos fortes na porta.

Desci da cama e acabei por tropeçar numa banquinha que tinha ali do lado.Minhas lâminas estavam lá, e todos se espalharam pelo chão.

Alguns comprimidos também e maços de cigarro.Ele batia cada vez mais forte, então não daria tempo de recolher aquilo tudo, seria capaz dele arrancar a porta fora.

Suga - S/N! ABRE ESSA PORTA!

Abri a porta lentamente, enquanto olhava os seus olhos.

S/n - Oi Yoongi, eu...

Ele pega em minha cintura e me puxa para um abraço apertado e caloroso.

Suga - Olha aqui - ele pega em meu rosto com suas duas mãos - o que está te fazendo ficar assim? só conversa um pouco comigo, você chega e se tranca nesse quarto todos os dias - ele solta meu rosto e faz uma expressão estranha - sério, eu estou enlouquecendo!

Alguns segundos se passaram...

Suga - Não vai dizer nada?

S/n - Quer que eu diga o que Yoongi?

Suga - Vou...arrumar as malas... - disse sem olhar para o meu rosto.

Me sentei na cama e observei ele arrumando as suas coisas, cruzei as pernas em borboleta e acendi um cigarro ali mesmo.

Ele me olhou com ar de fúria, tomou o cigarro da minha mão e o jogou pela janela.

S/n - Porque fez isso? - me levantei da cama.

Ele se mantém em silêncio, esses tempos de silêncio me deixava irritada e incomodada.

S/n - ME RESPONDE! - agarrei a abajur da banquinha e o joguei longe, tentando descontar toda minha raiva.

Suga - Entenda como quiser entender S/n!

Deu as costas e fechou a porta, carregando sua mala junto com ele.

S/n - Tá! Tchau então! V-vai lá... - me senti num vácuo eterno.

Já tinha pegado tudo de minha mãe da mansão, desde roupas até coisas mais íntimas.

Leiloei suas coisas de valor, como jóias e sapatos.Fotos e lembranças, coloquei em minha mala para levar comigo.No entanto, já havia vendido tudo da casa assim, todo dinheiros seria transferido para minha conta no banco da Coréia, que no caso, levaria alguns dias para tudo se transferir.

S/n - Pegaremos o vôo as 3h da manhã - disse enquanto Suga estava sentado no sofá, com uma xícara de café na mão e na outra o seu celular.

De novo aquele silêncio que me enlouquecia.

S/n - Vai continuar com esse silêncio?

Ele veio até a mim e disse...

#MyDeathInside

~Tia Lívia~❤



Notas Finais


Desculpem a demora, e algum erro, flw e é nois ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...