História My Demon - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaehyun, Johnny, Taeyong, Ten
Tags Johnny, Johnten, Ten
Exibições 45
Palavras 1.206
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cheguei >\\\<

Boa leitura e desculpem os erros.

Capítulo 4 - Quatro


— Como nós vamos? — Johnny perguntou para si mesmo.

— A pé — Rsspondeu Ten

— Você está doido de querer ir a pé — Johnny respondeu

— Andar faz bem — Respondeu Ten que se encontrava frente a Johnny esperando ele sair logo de casa para irem comprar as roupas — Eu não preciso de roupas —

— Precisa sim. Você não vai sair de casa com aquele negócio — Disse Johnny referindo-se a roupa com que Ten veio. — Agora vamos, vou chamar um táxi.

— Ainda acho que deveriamos ir andando — Ten disse.

— É longe demais — Johnny disse já ligando para o táxi e Ten só revirou os olhos.

Johnny chamou o táxi e poucos minutos depois ele já havia chegado. Os dois então finalmente foram.

Não falaram nada durante o percursso, na verdade Ten estava mais concentrado em olhar as ruas da cidade do que conversar com Johnny.

Ten já havia visto a cidade mas tudo muito superficialmente, não andando por ai como as pessoas costumam fazer.

Não demorou muito e eles chegaram em seu destino.

— Vamos logo para terminar logo — Johnny disse enquanto os dois saiam do carro e se direcionavam a entrada do lugar.

— Que pressa é essa — Disse Ten

— Não gosto de comprar roupas, é tudo muito estressante — Johnny disse já procurando alguma loja que ele pudesse comprar as roupas.

— Então vamos começar isso logo — Falou Ten indo na frente olhando tudo admirado.

— Vamos naquela loja — Falou Johnny chamando Ten para irem em uma loja que Johnny costumava ir.

Assim que entraram, Ten já saiu correndo para olhar as roupas.

— Você parece uma criança — Johnny disse se aproximando de Ten — Agora vamos ser rápidos, escolha uma roupa que te agrade.

— Okay, rápidos — Ten confirmou e começou a olhar as roupas.

_________

— Ten…

— O que? — Falou Ten levando seu olhar para Johnny

— Você já está olhando essas roupas faz uma hora… uma… hora — Disse Johnny

Johnny no momento estava completamente jogado em um sofá que havia na loja para os clientes sentarem.

Depois dos primeiros 30 minutos com o Ten olhando as roupas ele desistiu de tudo e se jogou.

Depois de uma hora ele começou a se perguntar "Por que, Deus?"

— É difícil — Falou Ten fazendo bico

— Não é não, só pega a primeira roupa que você ver e vamos logo

— hmmm, okay. — Disse Ten pegando roupas em sua frente — Já peguei, vamos?

— O que? você realmente fez o que eu disse? — Johnny disse incrédulo se levantando de onde estava jogado.

— Sim — Ten respondeu simples com várias roupas em seus braços.

— Por que eu não falei isso a uma hora atrás? — Johnny disse para si mesmo.

— Pegue logo essas roupas — Ten disse entregando as roupas para Johnny

— Ótimo. Eu vou ir lá pagar — Johnny disse

— Enquanto isso eu posso continuar olhando? — Ten perguntou como uma criança educada.

— Pode — Johnny respondeu e foi em direção ao caixa.

Depois de alguns minutos na fila Johnny conseguiu comprar as roupas que Ten havia escolhido.

Eles estariam prontos para ir embora se quando Johnny tivesse chamado o Ten ele tivesse respondido.

— Ten? TEN. Cadê você criatura? — Johnny disse procurando o ser pela loja inteira — Onde é que ele foi se meter?

Johnny procurou pela loja inteira achando que Ten estivesse olhando roupas em uma parte mais afastada, mas ele olhou tudo e não achou nada.

— Com licença — Disse Johnny se aproximando de uma funcionária qur ficava perto da porta — Você viu um garoto passando por aqui?

Por mais que fosse uma pergunta muito vaga, era o melhor que Johnny conseguia fazer.

— Eu vi muitos garotos passando por aqui senhor — Disse a funcionária rindo de leve.

— É um garoto baixo, de roupas grandes, cabelo preto. — Johnny tentava descrever o máximo possível Ten.

Mas ele não era muito bom descrevendo pessoas.

— hmm, eu vi um garoto saindo correndo daqui. Ele se parece com o que você disse — Ela falou

— Saiu… correndo? — Johnny perguntou para confirmar o que havia acabado de ouvir

— Sim, saiu bem rápido e sumiu no meio das pessoas — Disse a funcionária.

"Tinha que ser…"

— É ele mesmo. Obrigado — Falou Johnny e saiu as pressas da loja.

"Aish, o que esse garoto pensa que está fazendo? Como eu vou encontra-lo no meio de tanta gente?"

Johnny pensou que a essa altura Ten já estaria bem distante do ponto onde ele estava.

Ele não sabia se saía para procurar, mesmo sendo um lugar gigante e cheio de gente, ou se tentava achar outra solução para o problema.

O caso é que não havia outra solução para o problema. Não dava para se comunicar com Ten.

O que ele poderia falar?

"Droga, esse garoto só complica tudo"

Pensa Johnny antes de sair em busca de Ten. Ele resolve que o melhor é tentar procurar mesmo sendo como tentar achar agulha no palheiro.

________

— É nesses momentos que você pensa que tem algo de errado acontecendo com a sua vida — Resmungou Johnny depois de estar a uns 30 minutos procurando Ten.

Ele achou que iria demorar para cansar, mas depois de meia hora ele já estava cansado de procurar um demônio no meio das pessoas.

— Será que ele sabe o caminho para casa? — Johnny disse para si mesmo —Ah, quer saber, eu vou embora. É bom ter me perdido dele, quem sabe ele some logo — Disse Johnny resolvendo ir embora

"Se ele souber o caminho para casa, okay. Se não souber, não ligo"

Johnny falou chamando o táxi novamente e indo embora.

Assim que chegou em casa entrou no quarto que estava sendo ocupado por Ten e guardou as roupas que ele comprou no guarda-roupas.

— Será que eu deveria ter ido embora ou ter procurado mais? — Perguntou Johnny se encaminhando para a sala — Oras, ninguém mandou ele sair da loja — Disse se jogando no sofá.

Johnny ficou pensativo. Apesar de achar que a culpa era totalmente do Ten, achou também que deveria ter procurado mais.

"Eu me preocupo demais"

Pensou Johnny e resolveu ligar para JaeHyun

_____

Alô

Oi JaeHyun.

Oi. O que foi?

Se você perdesse alguém no shopping, o que você faria?

Perder alguém no shopping?

É.

Tipo, perder uma criança?

É, tipo isso.

Bom, eu procuraria por um tempo. Se eu não achasse eu conversaria com o pessoal que trabalha lá.

E se não for uma criança? Tipo, um adulto.

Que tipo de conversa é essa?

Eu perdi meu primo no shopping

O QUE?

Não grita

Onde você está?

Em casa

O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO EM CASA?

JÁ FALEI PARA NÃO GRITAR!

VOCÊ TAMBÉM ESTÁ GRITANDO!

Olha, o caso é o seguinte… perdi ele no shopping, mas vou confiar no instinto adulto dele para voltar para casa.

Ele conhece a cidade?

Não...

Ele sabe onde você mora?

Não…

JOHNNY, VOCÊ TEM PROBLEMA!

AI, TUDO BEM, MAS É DIFÍCIL.

Vai agora procurar ele!

Aish…

Tchau

Tchau!

_________

"Droga, por que eu não esqueço essa criatura para ele sumir da minha vida? Por que eu ainda me importo?"

Falou Johnny saindo de casa. 


Notas Finais


Haha foi isso :3

Espero que tenham gostado do capítulo de hoje ☆_☆

Até a próxima, tchau. ~♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...