História My Demons, My Nightmares And Voices In My Head(interativa) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Demonios, Espíritos, Mortos, Terror, Vozes
Exibições 40
Palavras 999
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa leitura seus lindos e lindas ^-^

Capítulo 2 - Capítulo 2- Apresentaçoes


Fanfic / Fanfiction My Demons, My Nightmares And Voices In My Head(interativa) - Capítulo 2 - Capítulo 2- Apresentaçoes

Alasca:

Meu nome é Alasca Kennedy Heartfillia, tenho dezessete anos, tenho cabelos longos e negros, minha raça é vampira. Gosto de pesadelos, sempre me sinto bem tendo eles. Eu me sinto como se eu estivesse fugindo da realidade. Agora neste exato momento eu estou indo preparar o café da manhã. Bom de dia fico em casa mesmo, pois o sol me incomoda e não gosto muito de sair de casa, já a noite, eu saio de casa para matar pessoas, por que? Pois há várias vozes me dizendo que o tempo passa rápido, me perguntando quantas mortes irei causar e etc. Acho que só isso que vocês devem saber.

 

Sans:

Oiiieeeeeeee, sou Sans Dragneel, tenho dezoito anos e sou vampiro, bom deixe me contar minha história minha família era bem pobre, e sempre os mimava muito, mesmo eu não querendo eu apenas queria ajudar minha família e não levá-la a falência e a ponto de vendermos a casa, a cena que me traumatizou foi quando vi minha mãe vendendo o seu próprio rim para poder comprar o meu presente, eu juro que tentei disfarçar mais não consegui. O comprador do rim mordeu meu pescoço e eu quase morri de dor. Eu consegui fugir de casa, no outro dia, quando todos estavam dormindo matei minha mãe com uma tesoura, minha mãe morreu gritando, meu pai acordou desesperado, eu peguei minha tesoura e finquei em sua cabeça. Bom hoje eu moro em uma casa sozinho, é muito bom pois aí posso ficar conversando sozinho com as vozes em minha cabeça. De dia fico em casa de noite eu meto o caos.

 

Fernanda:

Olá, sou Fernanda Miller Lee Lopez, tenho dezoito e sou vampira. Vou contar um pouco sobre mim, primeiramente eu sou vingativa, não suporto ser a errada, sou bipolar, não demonstro muito sentimentos, sou falsa nas horas precisas e as vezes uso minha beleza e minha "inocência" para matar as pessoas. Perdi minha mãe aos nove anos, quando completei dez anos perdi meu pai, depois fiquei com meu irmão mais velho, depois de eu ter completado treze anos meu irmão foi assassinado, me deixando sozinha já que eu não havia nenhum parente vivo. Fui para um orfanato que ao completar meus dezesseis anos uma moça não muito jovem me adotou, depois de alguns meses comecei a namorar um cara, que para mim parecia muito gentil e bonito, mais as aparências enganam não é mesmo? Ele e mais dois amigos idiotas tentaram fazer coisas comigo. Como estava muito triste e sozinha eu comecei a andar pelas as ruas da cidade de baixo de chuva, eu me deparei com um homem muito bonito mais porem pálido, ele veio em minha direção e me mordeu e assim me transformando em vampira, agradeço muito ele, pois eu finalmente consegui me vingar daqueles amigos babacas do meu “namorado” e também consegui me vingar do meu ex também. Amo pesadelos, pois eles me dão forças para eu continuar a matar e a torturar. Bom acho que só isso que vocês devem fazer.

 

Ráiza:

Oi, meu nome é Ráiza Morata, tenho vinte anos, sou pálida, tenho olhos puxados um pouco do estilo asiático e tenho cabelos curtos da cor preta. Minha história é assim eu cresci em uma família que ninguém ligava para mim, eu sofria bullying e apanhava na escola, minha mãe morreu quando eu tinha onze anos. Minha madrasta me maltratava dentro de casa, por isso eu cresci com dor e sanguinária, o que me fez ter sociopatia. Sou vampira, eu tenho vários pesadelos e vozes em minha cabeça, de manhã sou uma menina doce que fica em casa jogando e assistindo TV, a noite sou o terror e o demônio da cidade, pois mato todos, TODOS...

 

Manuela:

Oi, sou Manuela D’na Mendes, tenho cabelos longos e loiros, sou bonita e sou da raça demoníaca, resumindo sou Manu, prazer sou um demônio. Tenho dezenove anos e amo pesadelos, minha história é assim em  minha família havia apenas meu  pai e minha  irmã mais nova, que eu havia a começar a cuidar durante quase todo o tempo já que meu pai não era bem um exemplo de pai perfeito, ele apenas fornecia o dinheiro, sempre vivi vendo meu pai trazer mulheres -E homens- pra casa, todos completamente drogados, e ouvia gemidos, a maioria de dor, que ecoavam pelo corredor todo, eu fiz de tudo pra proteger a irmã mais nova dele e em algum momento entre os meus quatorze e quinze anos eu lembro de ter perdido completamente a sanidade ao ouvir vozes dizendo-lhe que meu pai poderia fazer algo, que eu deveria elimina-lo antes que algo acontecesse, porém eu não sabia que o que eu mesma era, somente ouviu gritos e mais gritos então quando viu era tudo completamente vermelho, vermelho e mais vermelho, até a minha irmã havia sido morta, por mim. (Começo a chorar) tudo o que eu queria fazer era cuidar de minha irmã SOMENTE ISSO (Ela bate na mesa a sua frente e enxuga as lagrimas) isso é tudo o que vocês devem saber de mim e mais uma coisa sou bonita e fofa de dia mais a noite eu sou completamente o Lúcifer!

 

Angellina:

Oi, sou Angellina “Angel” Kenner Holland, tenho vinte anos e sou uma vampira, minha história é assim eu nasci em um lugar bastante difícil, com minha mãe e meu pai, mais minha irmã mais nova que era considerada a preferida da família. Minha mãe, Melanie, e meu pai, Jonathan. Costumavam maltratar bastante a filha mais velha, me tratavam com um verdadeiro escárnio. O que me causou um certo problema psicológico. Quando completei seus 16 anos, eu me transformei em uma vampira pelo meu progenitor, Adam Reuhn. Aproveitando seu novo poder, eu acabei por torturar meus pais e minha irmã até a morte que durou quase 3 semanas seguidas apenas de gritos e dor. E em seguida mudou-se de cidade. E assim acaba minha história hihihihhii, de dia fico em casa escutando música e vendo séries.

 

Continua...


Notas Finais


Desculpe se ficou curto. é que esse capítulo foi só para falar dos personagens ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...