História My Destiny - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Jon Snow
Tags Got, Jon Snow, King In The North
Exibições 76
Palavras 577
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo Único


A noite chega, e agora começa a minha vigia. Não terminará até a minha morte. Não tomarei esposa, não possuirei terras, não gerarei filhos. Não usarei coroas e não conquistarei glórias. Viverei e morrerei no meu posto. Sou a espada na escuridão. Sou o vigilante nas muralhas. Sou o fogo que arde contra o frio, a luz que traz consigo a alvorada, a trombeta que acorda os que dormem, o escudo que defende os reinos dos homens. Dou a minha vida e a minha honra à Patrulha da Noite, por esta noite e por todas as noites que estão para vir.”

O que é a honra comparado ao amor de uma mulher? O que é o dever com a sensação de carregar um filho recém-nascido nos braços? Somos apenas humanos... Mate o garoto Jon Snow, e deixe o homem nascer. – Meistre Aemon.

Sentia o aço transpassar meu corpo  repetidas vezes,  meus próprios irmãos, os homens em quem confiei me traíram. Olly enfiou uma faca no meu coração, olhando em meus olhos. Tentei fazer o que era certo, tomei decisões difíceis, nas quais atrai o ódio de alguns deles, lutei e perdi. Minhas forças já cediam e meu fôlego ia embora. Estava deitado na neve e tudo começava a ficar frio e escuro. Meu pai dizia que o importante era fazer o correto, não importando as conseqüências, mesmo que isso significasse perder pessoas que amamos. Ele viveu pela honra e morreu por ela. Pai, Robb, Catenly, Bran, Rickon, Sansa e Arya eram minha família... Nunca fui perfeito, mas me esforçava apesar de  ser apenas o bastardo de Ned Stark e mesmo assim ele me criou junto com seus filhos, tinha afinidade com uns, e outros nem tanto, Sansa sequer falava comigo. Tudo que eu queria era crescer e ser visto pelos outros como mais que um Snow, provar meu valor indo para a Patrulha da Noite e me tornar um Stark, mas a vida nos ensina ás vezes do pior jeito possível que não temos controle sobre nosso destino. Nossas escolhas definem quem somos, mas a morte acaba com todas as ações. Simplesmente é o fim de tudo, onde não há honra, trabalho ou coisa alguma além de nada. Muitos temem pelo que serão lembrados quando morrerem, outros não tem esse privilégio e mesmo assim, sejam nobres ou bastardos, princesas ou prostitutas... Todos pagam esta mesma pena e não possuem uma segunda chance. Então foi isso que os deuses prepararam para mim desde o início ? Esse é o meu destino?

Sinto o ar voltar aos mesmos pulmões e abro os olhos, estou deitado e ofegante dentro do meu alojamento.

“ Estou vivo... Não deveria estar aqui...”

E depois de tudo, estou de volta a Winterfell com lordes das casas nortenhas a minha frente no Grande Salão, e Sansa ao meu lado.

A casa Mormont se lembra. O Norte se lembra. Nós não temos um rei que não seja o rei do norte, cujo nome é Stark. Eu não me importo de ele ser um bastardo. O sangue de Ned Stark corre em suas veias. Ele é meu rei. Deste dia até seu último dia! – Disse Lyanna Mormont.

- Jon Snow vingou o Casamento Vermelho. Ele é o Lobo Branco. O Rei do Norte!

- O Rei do Norte! O Rei do Norte! – O brado dos homens ressoa e espadas são empunhadas. 

Olho para eles, e só consigo pensar:

- Esse é o meu destino?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...