História My dream... - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Army, Bangtan, Bts, Jikook, Lemon, Namjin, Vhope, Yaoi, Yoonseok
Exibições 238
Palavras 2.969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Yo! Sejam bem vindos ladys and gentlemans \0/

VOOLTEI, PESSOAS *----*

Adivinha quem tirou NOVE na recuperação??

Não fui eu, PORQUE EU TIREI 10, CARALHO! E eu queria agradecer muito vocês pelo apoio que me deram nos comentários do capítulo passado. Tenho certeza que não teria me esforçado tanto se não fosse o incentivo de vocês ❤❤❤

Enfim... tenho alguns avisos pra dar então LEIAM AS NOTAS FINAIS ^3^

~Escrevi com muito carinho, espero que gostem ;3

Capítulo 10 - Confusão.


Fanfic / Fanfiction My dream... - Capítulo 10 - Confusão.

{Park Jimin on}

[23:49]

A luz fraca da lua entrava pela janela recentemente aberta em uma tentativa falha de amenizar a agonia que eu sentia.

Já faz um bom tempo que eu tento dormir.

Meu quarto está em um absoluto silêncio, mas minha mente está ensurdecedoramente alta.

Já se passaram seis longos dias desde que eu fiz a pior descoberta da minha vida.
A agenda lotada faz com que eu não tenha muito tempo pra remoer toda a história durante o dia, mas quando a noite chega, traz consigo toda a solidão necessária pra fazer com que os pensamentos invadam minha mente em um misto de raiva, frustração, confusão e principalmente dor. A dor de ter sido enganado por tanto tempo.

E a pior parte é que mesmo sabendo de toda a verdade, sempre que me distraio acabo pensando no sorriso tão maravilhosamente perfeito que ela, ou ele, tem.
Sem querer acabo lembrando do momento em que nossos lábios se encontraram e da sensação boa que me invadiu ao sentir a maciez de sua boca e inconscientemente um sorriso brota em meus lábios, mas logo depois me recordo que ele é um garoto e uma confusão enorme domina meus sentimentos.

Me sinto tão estupidamente idiota!

Soquei o travesseiro com raiva de mim mesmo e concluí que essa vai ser uma noite bem longa.

{Suga on }
   
Me joguei na cama sorrindo, ainda com o celular no ouvido. A voz doce e animada de AiLee era algo agradável de se ouvir.

Acho que já faz mais de uma hora que estamos conversando...
Mas como desligar se os assuntos fluíam tão naturalmente entre nós? Virou um hábito nos falarmos toda noite.

- E você viu como a garçonete se atirou pra cima de você?  Ela jurava que éramos irmãos. -Comentou rindo.

Estávamos falando sobre a primeira vez que nos conhecemos, e fomos pra cafeteria em frente ao estúdio da Music Life.

- Acho que é por causa das cores dos nossos cabelos que são praticamente iguais. Sem contar que nossa pele também é quase da mesma cor.

- Claro que não, Yoongi. Você é quase um fantasma! Eu sou extremamente negra perto de você. - Ela sorriu mais ainda.

Meu Deus, como eu amo essa risada.

Não que eu estivesse apaixonado nem nada do tipo, mas é que é tão diferente conversar com ela.

AiLee é espontânea, divertida e linda.

- É uma pena que eu tenha saído daquele jeito no nosso primeiro encontro, mas eu realmente precisava contar pro Jimin sobre o que ouvimos ali.

- Desde quando aquilo foi nosso primeiro encontro? Ou melhor, desde quando tivemos um encontro? - Ela soltou, sorrindo. - Mas tudo bem, pelo que você me contou o Park Jimin deve estar muito abalado por ter sido enganado daquela forma pelo irmão do Rap Monster.

- Sim... Ele continua agindo normalmente em frente às câmeras, mas sempre que estamos sozinhos eu vejo o quanto ele está destruído.

- Eu entendo como ele se sente. - Ela falou baixinho. Sua voz agora parecia triste. - Passar tanto tempo gostando de uma pessoa e no fim descobrir que ela não é nada do que você idealizou. Não tem sensação mais destruidora que essa.

A voz dela soa tão sôfrega.

- Você já passou por isso? - Perguntei com cuidado.

Um longo silêncio se fez.

- Digamos que era por isso que eu estava chorando quando nos esbarramos no corredor.

- Quer conversar sobre isso? - Perguntei carinhosamente.

Ela é a única pessoa, além do Jimin, que eu realmente quero que desabafe comigo.

Por quê?

Acho que é porque ela é mais nova que eu e somos realmente parecidos, então eu a vejo como uma irmã.
Deve ser isso mesmo!
Eu não vou me apaixonar por ela. O amor só machuca! Se eu olhar pro Jimin agora verei no que dá se apaixonar por alguém.

- Obrigada Yoongi, mas já está tudo bem. - Sua voz voltou ao tom animado. - Mas então, como o garoto reagiu quando você falou aquilo pro Jimin na frente dele?

- Ele não reagiu, na verdade.  Ele só ficou pálido encarando o nada, como se estivesse se lembrando de algo. O Jimin por outro lado...

- O que o Jimin fez?

- No começo ele me empurrou e disse pra parar de gracinha e ir embora que ele estava ocupado. Mas eu comecei a contar tudo que ouvimos o Rap Monster falando com aquele cara e aos poucos Jimin foi prestando atenção. Quando terminei houve um silêncio sepulcral.

Parei de falar me lembrando da cena...

O desconforto naquele corredor era quase palpável. O silêncio que reinava ali era um daqueles silêncios que estouram os tímpanos. O rosto incrédulo de Jimin encarava fixamente Jeon JungKook esperando que ele negasse.

- Mas até que entendo a relutância de Jimin em acreditar em mim. Afinal, até eu fiquei em dúvida quando olhei pra ele, realmente parecia uma garota. E muito bonita por sinal... Mas no fim ele só ficou parado com os olhos marejados. Até que Jimin perguntou se o que eu disse era verdade e  ele assentiu levemente com a cabeça. Jimin apenas se virou e saiu sem dizer uma palavra.

Eu ia atrás dele. Eu realmente queria o ajudar...
A única vez que o vi fazendo essa expressão foi no funeral dela...
Eu fiquei com medo do que ele poderia fazer... Mas algo me fez ficar exatamente onde eu estava e dar um tempo pra ele processar tudo aquilo sozinho.

- Nossa, que tenso.

A voz de AiLee me tirou dos meus devaneios.

-Pois é.

Será que está tudo bem eu contar isso pra ela? Afinal, Jimin é uma estrela e se isso vazar pode prejudicar a carreira dele...

Não. Está tudo bem! Sinto que posso confiar em AiLee, e se ela realmente quisesse já poderia ter contado pra mídia a história que ouviu Rap Monster falando.

- Meu Deus, como o tempo passa rápido! Já é quase uma da manhã. - Ela falou espantada. - Aigoo, Yoongi! Por que você me faz ter vontade de ficar conversando com você pra sempre?

Um pequeno sorriso brotou em meu lábios.

Caralho Min Yoongi. Pare de agir como se gostasse dela! É o contrário que deve acontecer. São as garotas que sempre se apaixonam por você.

{Park Jimin on}

Encarei meu reflexo no espelho e conclui que Mi En vai ter um longo trabalho tentando esconder minhas olheiras essa manhã.

Ela tem me ajudado tanto ultimamente...

Depois que vi Saya, ou melhor Jeon JungKook, confirmando tudo que Suga tinha dito foi como se o chão tivesse sido tirado de mim. Nunca senti tanta vontade de gritar, chorar, bater e brigar como naquele momento. Eram tantos pensamentos e emoções diferentes que eu senti que estava prestes a explodir.

Eu precisava sair dali e pensar um pouco sobre o que tinha acabado de acontecer, então apenas dei meia volta e peguei um táxi pro meu apartamento.

Enquanto o carro se movimentava meus sentidos foram voltando e eu fui ligando os fatos até que um choque de realidade me invadiu e uma dor nunca antes sentida se apossou do meu coração. 

Eu queria gritar. Queria chorar. Mas me mantive firme até chegar no apartamento.

Assim que entrei e fechei a porta simplesmente desabei no chão e coloquei a cabeça entre os joelhos  deixando as lágrimas rolarem livremente.

- Chim? É você?

Ouvi uma voz suave chamando e barulho de passos se aproximando.

Mi En.

Ela é a única que tem a chave do meu apartamento.

- Ah meu Deus, Jimin!  O que houve? - Ela exclamou correndo e me envolvendo em um abraço apertado.

Seu perfume tão familiar invadiu minhas narinas e eu relaxei um momento a apertando ainda mais naquele abraço.

- Ei, vai ficar tudo bem,meu anjo. Eu estou aqui pra você! Sempre estarei aqui, quer me contar o que aconteceu?

-Noona, só me abraça, por favor! - Falei entre soluços e lágrimas.

- Tudo bem. Eu vou respeitar seu espaço. Mas quando estiver preparado pra me contar eu estarei aqui, ok? - Ela falou carinhosamente enquanto afagava meus cabelos.

- Obrigado por me entender, noona.

Depois daquilo ela vem me visitar todas as noites, e mesmo com a preocupação estampada em seus olhos ela nunca faz nenhuma pergunta sobre o que houve e tenta me distrair.

Aish, mas hoje as olheiras estão mais profundas que antes. Talvez seja porque além de não ter conseguido dormir eu acabei chorando grande parte da madrugada...

Meu telefone apitou com uma mensagem.

"Hey Chim, antes de vir pra gravadora passe na casa do Yoongi e pegue a letra da nova música que ele compôs pro seu álbum de primavera.

Não se atrase ^^
Mi En ♡"

Merda... Ainda são oito da manhã de um domingo e Suga deve estar dormindo agora, muito provavelmente acompanhado de alguma mulher que conheceu em alguma festa ontem.

Aish! Ele vai me matar...

- Meu dia não podia ter começado melhor!

Bufei estressado e peguei a bolsa e as chaves do carro em cima do sofá e fui rumo ao apartamento do Suga.

Depois que cheguei, encarei a porta a minha frente e respirei fundo me preparando pros gritos que ele me daria por estar "o acordando aquela hora da madrugada".

Bati fortemente pra poder o acordar, ouvi um "já vou" e a porta foi aberta.

- Ah, é você ChimChim. Entra.

Fui surpreendido por um Yoongi bem arrumado e sorridente.

... Tem alguma coisa muito estranha acontecendo aqui.

Entrei meio receoso.

- Mi En pediu pra eu passar aqui e pegar a nova música com você.

Ele me encarou com um semblante sério.

- Porra Jimin, você está acabado. Olha essas olheiras! Dormir de vez em quando é bom,sabia?

- Eu estou bem. - Menti - Por quê você está todo arrumado a essa hora? Vai pra algum lugar?

Ele sorriu.

- Eu vou com você pro estúdio. - Ele foi andando pro seu quarto enquanto falava e eu o segui.
- Tenho que conversar com  Mi En sobre algumas ideias que tenho pro seu próximo álbum e depois preciso me encontrar com alguém ali por perto.

- Ok. Algo realmente muito estranho está acontecendo. Você nunca acorda cedo em um domingo e muito menos de bom humor. Sem contar que odeia me acompanhar nas gravações e essa de se encontrar com alguém todo arrumado assim. É uma garota, não é?

- Achei a música. 

Ele ignorou totalmente minha pergunta e me entregou uma pasta com vários papéis.

- Porra, Hyung. Estou falando com você.

- Se Mi En te visse chamando palavrão você ia tomar no cu - Ele falou sorrindo.

Desisto. Ele é sempre assim... Quando não quer me contar algo fica desviando do assunto.

- Vai se foder.

Falei pegando os papéis da mão dele de modo brusco e indo rumo a porta. Ele me seguiu rindo.

- Nossa, que másculo! Nem parece que chorou a noite toda por um cara.

Parei de andar antes de chegar a porta e ele parou atrás de mim.

- Como você sabe?

- Por favor né, Jimin. Não precisa ser um gênio pra notar o quanto você tá mal por causa daquele cara.

- Como você esperava que eu ficasse? Sorrindo por aí todo feliz depois de descobrir que a garota que eu amei por dez anos era um garoto?

Ainda estava de costas pra ele mas ouvi o barulho dele se jogando no sofá.

- É como eu sempre digo: A melhor parte de gostar de alguém é quando você para. Agora senta aqui que já passou da hora da gente ter uma conversa.

Me virei e o encarei.

- Não sei se você sabe, mas já são oito e meia e eu tenho que chegar naquele estúdio até as nove. Eu tenho um compromisso e não pretendo quebrá-lo aqui com você falando sobre coisas inúteis.

Ele me olhou surpreso e se levantou.

- Tudo bem. Não tá mais aqui quem falou, mas não adianta você ficar enrolando porque uma hora nós vamos conversar sobre isso.

{JungKook on}

- Filho acorda. Eei Kook.

Abri os olhos e pisquei várias vezes ainda sonolento e encarei a figura feminina e linda na minha frente.

- Eu queria te avisar que ligaram pro seu pai da filial que estamos construindo no Brasil e nos contaram sobre alguns problemas inesperados que aconteceram. Eu e seu pai vamos ter que viajar de última hora pra tentar resolver tudo pessoalmente... Mas não se preocupe que se tudo der certo estaremos de volta em no máximo três dias. O Tae vai chegar da América hoje a noite e eu já liguei pra ele e pedi pra ele ficar aqui com você. Hoseok vai ficar trabalhando na Jeon-Pro, mas dormirá aqui também.

- Mas e seu trabalho? Pensei que estivesse gravando aquele dorama. - Falei esfregando os olhos.

- Não, a gravação acabou ontem. De qualquer forma eu preciso ir agora... Volte a dormir Kookie, ainda é cedo. Eu te amo muito filho.

Ela me abraçou e me deu um demorado beijo na bochecha.

- Também te amo.

Ela sorriu e saiu do quarto.
Me aconcheguei mais na cama e fechei os olhos.

Três dias. Só eu, Hoseok e Tae nessa casa... Isso não vai dar certo.

{Jimin on}

- Vamos tentar de novo.

O dono da gravadora já estava visivelmente impaciente. Já era a oitava vez que tentávamos mas eu sempre errava alguma parte ou desafinava.

Abaixei a cabeça. Estava muito envergonhado...

Mi En me olhou do outro lado do vidro do estúdio e disse um "fighting" silencioso enquanto sorria. Suga dormia inocentemente ao seu lado.

Filho da puta. Aposto que ele fez de propósito!

Eu não estava conseguindo cantar a droga da música que ele escreveu porque falava sobre o quanto um cara amava o sorriso de uma garota e como fazia de tudo pra ver seu sorriso inocente e sua risada tímida. Toda vez que eu começava a cantar , a imagem daquele sorriso maravilhoso invadia minha mente e eu sentia vontade de chorar e socar a cara de Yoongi.

A música começou. Fechei os olhos e tentei me concentrar começando a cantar.

- "Minha princesa,
se o seu sorriso é tão bom assim imagina entre os beijos..."

Parei de cantar sentindo o coração doer.

Puta que pariu. Não posso cantar esse outro verso.

- Me desculpe.

Sai do estúdio sem nem olhar pra trás e fui rumo ao elevador.

Ouvi Mi En pedindo desculpas ao produtor e falando que eu não estava me sentindo bem hoje.

Ela está certa. Não estou me sentindo nada bem! Mas hoje pretendo ficar.

Peguei meu carro e saí rumo ao lugar onde eu tiraria todas as minhas dúvidas.

A casa dos Jeon.

Eu sabia que a tão famosa Jeon-Pro ficava no norte de Seul, conclui que muito provavelmente a casa deles ficava por ali por perto também. Como eu estava na outra extremidade da cidade, aquilo iria demorar um pouco e eu sabia que tinha muitos compromissos essa tarde.

Foda-se. Tenho certeza que não conseguirei fazer nada direito enquanto não tirar essa história a limpo. Eu preciso fazer isso e tirá-lo da minha mente. Eu sou hetero! E estou apaixonado por uma garota que não existe

Eu ainda me sentia atraído e ainda ficava me lembrando do seu sorriso. Meu coração ainda batia forte toda vez que me lembrava do que tinha acontecido entre nós.

Mas isso só acontece porque meu coração idiota não quer aceitar que ele é um homem, eu nunca o vi normalmente. Tenho certeza que se eu o ver e ver toda sua masculinidade toda essa confusão vai embora e e eu poderei finalmente seguir em frente com minha vida. Poderei conhecer alguma garota e me interessar por ela.

Hoje eu vou conhecer Jeon JungKook e dar adeus de vez a Saya...

Depois de três horas e meia no trânsito engarrafado de Seul eu finalmente cheguei na Jeon-Pro.

Já eram duas e quarenta da tarde e me senti mal porque Mi En provavelmente já estava surtando de tanto me ligar e o celular estar desligado.
Peguei o aparelho do bolso e o liguei vendo que eu estava certo. Além de trinta e nove chamadas dela ainda tinha mais doze do Suga Hyung. Sem contar as inúmeras mensagens...

Resolvi apenas tranquilizar Mi En, já que eu estava com raiva do Suga Hyung ainda.

"Me desculpa, eu sinto muito por ter saído assim. Eu realmente preciso resolver algo, isso tem ligação com o meu choro daquele dia e as olheiras de hoje. Prometo que te conto tudo quando chegar! E com certeza voltarei sendo o mesmo de antes :D
Cancele todos meus compromissos pra hoje, diga que estou muito doente. Eu te amo noona  <3 Obrigado por tudo. "
  
Pronto!

Desliguei novamente o celular e fui caminhando rumo o enorme prédio da agência.

Uma recepcionista bem maquiada e bonita sorriu assim que eu entrei.

- Em que posso ajudá-lo, Senhor Park?

- Você me conhece? - Perguntei sorrindo.

- Claro! Quem não conhece Park Jimin?

Ela sorriu ainda mais e jogou o cabelo pra trás.

Ótimo!  Será bem mais fácil do que imaginei.

Depois de muita conversa e flerte, ela acabou me passando o seu número de telefone junto com o endereço dos Jeon.
Pisquei pra ela, disse que ligaria e saí sorrindo.

Assim que estava longe do campo de visão dela, apenas amassei o papel com seu número e voltei pro meu carro.

Que mulher mais atirada...

Assim que liguei o carro peguei o cartão com o endereço da casa.

Eu não acredito!

Eu me enganei muito a deduzir que que a casa dele era perto da empresa.

Ele mora exatamente do outro lado da cidade, mais especificamente na mesma rua que o Yoongi.


Notas Finais


Desculpem os erros... Não deu tempo de revisar ;-;

Enfim... QUE COMEBACK MARAVILHOSO FOI ESSE??? Me desculpem mas eu nunca vou conseguir me recuperar completamente da minha quase morte.

TENHO UM RECADO PRA DAR:

No capítulo anterior eu perguntei sobre a sexualidade do Suga e a grande maioria preferiu que ele fosse gay, então ele será \0/

SÓ ME AGUARDEM 😏

Peço desculpas pra quem quis que ele continuasse hetero.. Eu realmente queria poder satisfazer (no bom sentido) todos vocês!

E CARALHO, MAIS DE 100 FUCKINGS FAVORITOS?! Mano, eu amo vocês. Sério *--------*

Prometo me esforçar cada dia mais ❤

Comentem o que acharam e até o próximo capítulo ^3^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...