História My enemy is my Daddy - Jikook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook Daddy
Exibições 34
Palavras 750
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Chegay
Omma volto

Capítulo 1 - Ei princesinha


Fanfic / Fanfiction My enemy is my Daddy - Jikook - Capítulo 1 - Ei princesinha

Autora POV's

O despertador toca fazendo aquele som típico, som irritante. Jimin se espreguiça um pouco e se levanta de sua cama. Vai em direção ao banheiro, faz suas higienes e toma seu banho quentinho. Saí do banheiro que tinha no seu quarto, abre seu quarda-roupa, pega seu uniforme o vestindo, vai em frente ao seu espelho e passa seu típico deliniador, pentea seus cabelos tingidos e lisos, seus anéis não podia faltar.

Jimin POV's

Meu nome? Park Jimin, 17 anos. Estudande, moro com meus pais e com meu hyung.

Saio do meu quarto, e desço as escadas, paço pela sala e vou até a cozinha.

- Bom dia - digo adentrando na cozinha e me sentando a uma grande mesa cheia de comidas que tinha ali.

- Bom dia - Meu querido appa responde seco, digamos que meu appa não é uma pessoa muito gentil.

- Bom dia filho - Omma me responde com um de seus sorrisos, minha mãe sim é uma pessoa gentil.

- Onde está seu irmão - Pergunta meu appa tomando um gole de seu café amargo.

- Ahm... Não sei appa, deve estar dormindo ainda - Digo

- Mi-Cha vá chamar o ChanYeol - Minha omma diz, Mi-Cha é uma senhora empregada que trabalha aqui na casa da minha família.

- Sim senhora - Mi-Cha diz e se retira da cozinha.

Minutos se passam e mais o meu appa fica irritado por meu irmão ainda não ter chegado, meu appa não tem uma relação muito boa com meu hyung.

- Aish... eu já estou indo - Meu appa se levanta da mesa - Jimin não volte tarde do Colégio novamente -

- Sim senhor - Reviro meu olho discretamente. E meu appa sai da cozinha, nem se despede de minha omma, que educação.

Termino de tomar meu café e me levanto da mesa indo até minha omma e dou um beijo em sua testa.

- Tchau omma -

- Tchau filho, boa aula - Diz e da um beijo na minha bochecha. Sorrio e saio da cozinha, quando minha omma grita.

- E CHAME SEU IRMÃO - Grita e dou uma risadinha, subo as escada e bato na porta do quarto de meu irmão. Nada responde. Adentro no quarto sem permissão e vejo o mesmo arrumando sua bolsa.

- Vai demorar muito bonito - Pergunto e o mesmo se vira dando uma risadinha .

- To pronto, vamos - Ele passa sobre mim e puxa meu braço descendo as escadas e saindo de casa, indo até a garagem.

- Ei - Solto meu braço de sua mão em um movimento rápido - Você não vai comer nada? - Pergunto e ChanYeol apenas nega com a cabeça e entra no carro, como ele já é maior de idade ele tem carteira de motorista, não vou negar, ele dirige bem. Apenas deixo de lado e dou a volta no carro e entro.

O cominho foi silencioso, ChanYeol é esquisito, as vezes ele é tão queto e outras vezes é tão falante que até irrita, alguns minutos se passam e logo chegamos ao meu colégio. ChanYeol encosta o carro em frente ao colégio.

- Tchau hyung - Dou um beijo em sua bochecha.

- Tchau Jimin - Ele sorri, nossa, milagre? Quando estou preste a sair do carro, lembro do que meu appa disse.

- Ah vê se não enrola como você fez na semana passada tá?

- Aish ta bom bebê - Da um sorriso ladinho, mostro a língua pra ele e saio de dentro do carro.

《》

Ando pelos corredores e para em frente a porta da minha sala, eu posso sair correndo e ir pra minha casa e fingir que nada aconteceu? Não, infelizmente. Era tudo oque eu mais queria, ir embora. Abro a porta e vejo os alunos me olharem e darem risadinhas e começar a falar coisas desagradáveis uns paras os outros. Povo chato credo, eu em. Apenas os ignoro e vou para minha carteira e o professor logo começa a dar a aula. Matemática, que maravilha.

Matemática, Filosofia, Ciências, aulas que graças aos céus passaram rápidas, o sinal toca e os alunos logo saiam da sala. Guardo meus matérias na mochila e saío da sala. Ando pelos corredores vazios, o colégio era grande, o refeitório era grande então a maioria dos alunos ficavam no refeitório.

Jimin andando distraído de cabeça baixa, sem perceber, alguém esbarra nele de propósito, derramando algo gelado no peito e abdômen do Park, líquido gelado, roxo, suco de uva mancha uniformes.

- Ei olha por onde anda princesinha - Essa voz lhe era familiar.

Esse idiota!


Continua


Notas Finais


Tchau
Omma agradece


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...