História My Enemy is my daddy ( Imagine Kim Taehyung) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), K.A.R.D
Personagens B.M, J.Seph, J-hope, Jimin, Jin, Jiwoo, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Somin, Suga, V
Tags Taehyung Kard Bangtan
Visualizações 43
Palavras 1.554
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei pq não sei
Desculpa
O capítulo não tá grande, eu acho.
EEEEEEEEEEEEEE JIMIN'S DAY ❤

Capítulo 11 - Perdoe ele.


Fanfic / Fanfiction My Enemy is my daddy ( Imagine Kim Taehyung) - Capítulo 11 - Perdoe ele.

[...]

Acabei de fazer minha mala, e saí de lá, eles tentaram me impedir mas eu já sabia muito bem o que fazer com minha vida.

Eu não fazia ideia de como andar por ali, então apenas saí andando já que não encontrava nenhum táxi. 

Estava andando tranqüila, mas de repente fiquei com uma vontade de chorar, por mais que eu me mostrava forte, perder meu filho deixou um buraco enorme no meu coração. Me esbarrei em alguém, e era justamente Kim Seokjin, talvez a pessoa que mais daria importância para meus sentimentos aqui.

-_____?! laia em sua casa agora. -o mesmo olhou pra minhas malas. -Onde você vai com isso?

Não aguentei, estava doendo tanto, eu precisava chorar, não queria mais me mostrar forte. Deixei minhas malas caírem no chão e abracei ele, já chorando.

-Pode chorar, se alivie. -O mesmo apertou o abraço. 

[...]

Jin me levou para o apartamento dele, e achei bom eu ficar por lá um tempo já que em poucos dias ele também iria para a Coreia. Era bem legal a companhia dele, ele sempre cozinha e sempre conversa comigo sobre minha mãe, Taehyung e do meu filho, ele me ajudou bem a aliviar um pouco da dor.

[..]

5 dias depois 

Finalmente voltarei para Coreia, queria tanto abraçar meus amigos, a saudade de Yoongi estava me matando e ainda voltarei com um novo amigo, eu estava feliz de mais.

Entramos no avião e como de costume eu dormi a viagem inteira, os ombros do Jin era ótimo pra ficar.

Algumas horas depois

Jin me acordou, já que já sabia que estávamos na Coreia, mas falta um pouco para chegar no aeroporto.

-Onde você vai ficar aqui Jin? Se quiser pode ficar no meu apartamento. 

-Eu adoraria aceitar, mas eu vim pra cá pra resolver os problemas da empresa com meu pai, ele já me deixou um lugar e né...

-Poxa, você não vai ficar?

-Não. -O mesmo faz uma expressão triste. -_____. -parecia intimidado só por dizer meu nome.

-O que? -sorrio por ver o quanto ele estava envergonhado.

-E... -senti Jin se aproximando do meu rosto, e quando me virei novamente senti o lábio do mesmo no meu.

Não senti nenhuma comoção, nenhum sentimento mesmo sabe, então parei.

-Desculpa, eu queria saber se sinto algo por você. 

-Você sempre faz isso? -Pergunto rindo. 

-É o mais fácil. 

[...]

Minutos depois chegamos ao aeroporto, mostramos toda a nossa saudade à capital da Coreia, era tão bom estar aqui de novo.

Entramos num táxi e Jin fez questão de me levar em casa, ele queria me deixar na porta, mas estava exposto seu cansaço em sua cara então disse que ele podia ir.

Desci do carro e o mesmo deu partida, quando estava prestes a dar um passo, escuto alguém me chamar, e quando me virei fui surpreendida com um abraço. 

-Eu senti tanto sua falta. -O garoto me apertava como se não quisesse que eu saísse dali.

Não sei como agiria, eu me acho uma idiota por gostar dele depois das coisas que me disse, mas também sentia uma saudade imensa desse canalha. Quando levantei os braços para abraça-lo, logo desisti empurrando o mesmo.

[...]

TAEHYUNG ON

Estava indo com Jimin até a casa dele, eu tinha me mudado, meu pai achou melhor que eu morasse sozinho, mas me mudei exatamente para a mesma rua que ______ morava.

Passava ali todos os dias esperançoso de que ela voltasse, e isso aconteceu. Não me aguentei e dei um abraço nela, mas logo a mesma me empurrou.

-Como você está? -Pergunto, mas ela apenas ficava olhando em meus olhos, com os olhos marejados e uma expressão de que olhar pra mim doía muito. -Você está bem? -Dou um passo para ficar próximo dela, mas ela acaba dando dois passos para trás. 

Me desculpe, por favor, me desculpe. 

Ela parecia a todo momento segurar algo, principalmente o choro. Em nenhum momento ela disse algo, eu não escutei sua voz e aquilo doeu mais do que o normal.

Logo vejo um homem mais alto chegar e abraça-la, e foi totalmente recíproco além dela começar a chorar. 

-Vamos entrar. -O mesmo pega a chave da mão dela e abre a porta.

Depois de deixá-la lá dentro ele voltou e disse.

-Espera ela querer falar com você, ela ainda está muito mal.

-Pelo o que? E quem é você? -Pergunto preocupado.

-Ela vai te contar, espero. -O mesmo sai .

JIMIN ON 

Tae ficou bem mal, ele até quis voltar para casa pra ficar sozinho. Ultimamente ele estava bem depressivo depois que ____ foi embora.

Fui para casa sozinho, mas Jungkook acabou mudando meu caminho com a seguinte mensagem. 

-Hyung, me ajuda em algo.

-Com o que?

-Você vai ter que vir aqui pra saber. -O mesmo desliga.

Que menino abusado 

Peguei um táxi já que a casa de Jungkook era um pouco distante daquele lugar.

Uns 20 min depois cheguei na casa do mesmo, bati na porta e ninguém abriu então tentei abrir e a porta estava aberta.

Olhei para os lados e pelo silêncio no andar de baixo, o pai do garoto não estava em casa.

-Jungkook?! -Começo subir ás escadas e automaticamente ouço alguns gemidos. Entrei no quarto e o mesmo estava se masturbando. -Omg Jungkook! 

-Oh Hyung. -ele sorriu e guardou seu membro. -Eu estava esperando por você. 

-Porque? -Pergunto curioso.

-Quero testar algo. -O mesmo vem em minha direção, me puxa para entrar no quarto e fecha a porta, trancando a mesma.

-O.o.oque Jungkook?! -E pela primeira vez o mais novo me deixa intimidado. -O que deu em você? -Pergunto já que ele costumava ser muito tímido e quieto. 

-Eu estou excitado Hyung. 

Jungkook me sentou na cama e subiu em cima do meu colo, começando a se movimentar em cima do meu membro.

-Jungkook! O que você... -Tarde de mais, eu acabei me envolvendo, ele me deixou excitado também. 

-Se quiser parar, tudo bem. -Diz ele me afrontando. 

-Eu não sabia desse seu lado.

-Nem eu. -O mais novo começou a me beijar enquanto seus movimentos ficavam mais rápidos .

-Ooow, isso doi. -Digo por ele ter me deixado excitado de mais.

-Eu sei. -O mesmo sai de cima de mim e abaixa se ajoelhando no chão, ele tirou minha bermuda e minha peça íntima. 

-Você vai me... ONNNW. -gemi quando ele abocanhou meu membro.

Não era surpresa, Jungkook acaba sendo bom em tudo que faz, o garoto me fez excitar muito mais quando eu estou com uma garota.

Seus movimentos eram lentos e maldosos comigo, mas logo ele acelerou me fazendo gemer tanto que.

Uau eu estou realmente surpreso.

-Agora você Hyung. -O mesmo se senta na cama.

-Quê?! -Arregalei os olhos. -M-mas eu nunca fiz isso Jungkook. 

-Vem logo. -O mesmo tirou seu membro e me puxou, fazendo eu deitar na cama e abocanhar por inteiro seu membro.

Era um pouco estranho, mas os gemidos de Jungkook era tão excitante que senti como SE fizesse isso todos os dias e não liguei, apressei meus movimentos enquanto o mais novo gemia e arfava, Jungkook pegou em meu cabelo e começou a ditar totalmente os movimentos de vai e vem, até que sinto seu líquido em minha boca.

Não sei o que me deu, mas ele não precisou pedir para que eu subisse em cima dele, fiz isso por conta própria, acho que nem ele esperava por isso.

Comecei a beija-lo, enquanto seu membro ficava encostando em minha bunda, ele estava gostando, eu sentia. Seu membro voltou a ficar animadinho e quando menos esperei Jungkook penetra o mesmo em mim.

-Aaaaaaaaai. -Gritei de dor mesmo, aquilo doía de mais, além de arder. Mas ia ficando prazeroso a cada estocada que o mais novo novo.

Na verdade eu estava com mais vergonha que Jungkook, não me sentia confiante para dizer aquelas frases de sexo.

-aaaah Hyung isso é tão bom. -Jungkook me deixava surpreso a todo momento, será que ele estava bêbado?

Não evitei meus gemidos, mas não dizia nada.

Trocamos de posição e agora eu estava no comando, pensei em perder totalmente a vergonha, e Jungkook acabou me dando coragem para isso.

-Aaaai Hyung, mais rápido, vaai. -O mesmo mexia sua bunda em movimentos circulares. 

Comecei a dar tapas na bunda dele, e o tento que esse menino gemia, meu Deus. Seu suor estava escorrendo e ambos estavam ofegantes.

Meus movimentos ficaram mais rápidos e ele chegou a gritar meu nome, aquilo era totalmente prazeroso.

Jungkook se desfaz junto a mim, nos deitamos na cama e novamente ele me surpreende. 

-Podemos repetir isso várias vezes? -Apenas sorri, porque realmente não sabia o que responder.

[...]

Saí da casa do Jungkook muito satisfeito, mas agora eu realmente tinha que enfrentar algo difícil. 

Voltei para o bairro de Taehyung, mas não fui para a casa dele e sim para a de ______.

Bati na porta e o homem de mais cedo ainda estava lá.

-Posso falar com _____? -Ele olha para trás olhando pra ela, ela acabou aceitando sabendo que teria que falar com um de nós de qualquer jeito.

Jin saiu e nós ficamos na sala mesmo.

-Diga Jimin. 

-_____ eu sei que Taehyung fez muito mal a você.

-Jimi..

-Espera! -Digo tentando fazer com que ela não me interrompesse. -Desde que você foi embora ele ficou muito mal _____. Ele mal saí com a gente por sentir tamanha culpa, esses dias vi ele chorando e daí eu tive certeza que tinha que dizer a você, ele não estava preparado mas se arrependeu, até mesmo Jungkook se afastou dele por saber disso, Taehyung sofreu muito quando você não estava.

A mesma ficou me olhando de um jeito triste, ela também não parecia muito feliz.

-_____ perdoe ele, apenas dessa vez.







Notas Finais


Caso vocês queiram saber quando eu não vou postar (pq é mais fácil né ) me sigam no tt AMÉM @Goyoloyolo
Minhas ideias tinham sumido gente, preciso de músicas novas pra escutar enquanto escrevo(se quiserem indicar ficarei agradecida :v)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...