História My English Teacher - Imagine Rap Monster/ Kim Namjoon {BTS} - Capítulo 75


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Kim Nam-joon / Rap Monster
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Ação, Bangtan Boys, Bias, Bts, Drama, Hot, Imagine, Kim Namjoon, K-pop, Longfic, Park Jimin, Rap Monster, Romance, Suspense, Violencia
Visualizações 445
Palavras 891
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eae bichas da internet, eu ia falar piranhas, mas caso vocês não gostem akjaksjkasjksj então princesas como vocês estão? Estão sentindo frio no pé e tocando violão nessa tarde de quinta-feira ou estão no inferno da escola ou no trabalho... Enfim não importa onde ou o que estejam fazendo só vamo que vamo


BOA LEITURA 🦄

Capítulo 75 - O desafio


Fanfic / Fanfiction My English Teacher - Imagine Rap Monster/ Kim Namjoon {BTS} - Capítulo 75 - O desafio

— Você sabe por que ele fazia essas coisas?

— Nós nunca fomos amigos, só nos aproximamos quando Fckboy o desafiou a fazer algo, um desafio para Namjoon era uma brincadeira.

— Jin certo? O que ele propôs?

— Sim, ele mesmo. Ele desafiou Namjoon a comprar drogas comigo, mas não só isso, disse que ele deveria usar e não se viciar. Namjoon riu com esse desafio imbecil e o pior foi que ele aceitou. Então nos conhecemos, eu o vendi a mais fraca que tinha... Após isso tudo começou, ele ficou pior e mais bagunçado da cabeça depois do desafio do Fckboy, foi assim que ele tornou-se o líder.

— O Jin? Ele fez mesmo isso com o Namjoon? – eu estava perplexa com o que eu havia ouvido dele.

— Sim, e o idiota aceitou! Babaca mesmo! – ele balançou a cabeça negativamente.

— Não pode ser, algo estava acontecendo com ele. Namjoon não iria aceitar algo assim dessa maneira só por ser um desafio.

— Você realmente não o conhece princesa. Depois disso ele comprou mais e mais, começamos a sair juntos, eu e eles. V conheceu uma amiga minha...

— Yang Mi? – o interrompi 

— Conhece ela?

— Essa vagabunda? Claro.

— A garota vivia drogada, era minha melhor cliente na época... Vendeu até coisas de casa, sua família não era tão pobre, eu a considerava uma patricinha, mas ela se acabou entrando nesse mundo. Eu como vendedor provei, mas nunca que iria me viciar em algo que eu comercializo.

— Ela levou o V junto...

— Ele era perdidamente apaixonado por ela, não sei o que ele viu. – deu de ombros.

— Ele ainda é.

— Conhece todos eles?

— Sim, todos eles e mais um empecilho que é a Hyuna.

— Hyuna é uma longa história...

— Bota longa nisso.

— Quer dizer então que conhece todos eles, ainda estão juntos?

— Infelizmente Jin destruiu tudo.

— Nunca achei que ele fosse amigo deles de verdade, sempre o via como um interesseiro porque Hobi era filho da coordenadora, V morava sozinho em uma casa que seu avô lhe deixou e Namjoon era filho do professor.

— Eu passei por maus bocados com Jin e Hyuna, mas felizmente tudo acabou e agora meu maior desafio será ajudar Namjoon. – lamentei.

— Boa sorte com isso princesa. – ele deu uma piscadela.

— Depois de tudo ele virou professor, o que o levou a estudar inglês.

— Além de já querer ser professor para seguir os passos do pai, acho que foi por causa de uma estrangeira que também era uma delinquente como ele e o ajudava nas loucuras que ele fazia... Não sei se esse é o real motivo, mas depois que ele a conheceu aprendeu a ficar um pouco mais sóbrio.

— Está me dizendo que uma delinquente o deixou sóbrio? – perguntei incrédula com que acabara de ouvir.

— Olha eu não sei bem sobre essa história, mas apesar de ser muito agressiva ela não usava drogas e nem se misturava com gente barra pesada, ela apenas liberava a raiva que tinha do mundo junto a Namjoon como se estivesse brincando de ser valentona. Um dia ela mudou-se e semanas depois Namjoon decidiu ingressar na faculdade de letras/inglês.

— Que reviravolta mais surreal, que passado mais atípico para alguém como ele.

Taeyong assentiu com a cabeça e suspirou.

— Meu Wolf está vivo, ele está muito vivo.

Fiquei sem entender o que ele queria dizer com aquela frase e depois de longos segundos de silêncio decidi terminar de vez com aquela desgastante conversa.

— Pode chamar a Rosé, estou faminta. – me dirigi até a porta.

— Come aqui, logo Ten chega com nossa comida. – ele levantou impedindo- me de sair.

Almoçar com um bandido? Com um cara procurado pela polícia? Não sei se é uma boa ideia, porém se eu negar o pedido dele possa ser que ele fique agressivo de novo, coisa que prefiro evitar.

— Tudo bem. – sorri forçado.

Sentei-me novamente naquele sofá de couro velho e alguns minutos depois sendo secada por aquele cara Rosé apareceu, suspirei aliviada por vê-la entrar na sala, mas seu semblante estava diferente, ela parecia dopada.

— Gostou de ficar aqui s/N? – deitou a cabeça em meu colo.

— Sim... – menti acariciando seus fios ruivos.

— Uta-oppa é maravilhoso, eu namoraria ele. – falou meio grogue, embolando as palavras.

Certeza de que ela estava drogada.

Será que ela ao menos sabe que seu oppa é famoso, porém não é um idol? Talvez seja porque ele está diferente das fotos que a polícia costuma mostrar, de perto ele é bem mais bonito e a cor do cabelo já não é a mesma.

Rosé adormeceu em meu colo recebendo meu cafuné, Taeyong tinha deixado o cômodo para fazer uma ligação e eu estava entediada com uma vontade imensa de ir para casa, porém não queria encontrar aquele nojento do Yoongi.

— Finalmente Ten! – ouvi Taeyong gritar do lado de fora da sala.

Ele abriu a porta com três quentinhas em mãos.

Estendeu-me uma junto aos talheres e deixou a outra na mesa

— Ela não vai acordar tão cedo, venha comigo... – ele estendeu-me sua mão vazia.

Assenti com a cabeça e o segui até o final do corredor, na última porta havia uma cozinha praticamente abandonada e mal cuidada.

Sentamos a mesa e comemos.


Notas Finais


Minha nova fic do Nam: https://spiritfanfics.com/historia/mil-e-uma-utilidades--imagine-kim-namjoon-rap-monster-9894012

Fique por dentro de todas as minhas atualizações, receba as notificações seguindo meu perfil @yoonjiprincess


ME DIGAM O QUE ACHARAM E ATÉ A PRÓXIMA PRINCESAS <33 🐰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...