História My everything - (Kim Taehyung) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Block B, Got7, Monsta X, NU'EST, Seventeen
Personagens Baekhyun, BamBam, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jr, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Kim Mingyu, Mark, Personagens Originais, Ren, Seungcheol "S.Coups", Suga, U-Kwon, V, Won Ho, Youngjae, Yugyeom
Exibições 38
Palavras 2.066
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


só queria dizer q eu amo o wonwoo
e ainda não superei a saída do taehyun do winner 😭 poxa

Capítulo 17 - Capítulo 17


Fanfic / Fanfiction My everything - (Kim Taehyung) - Capítulo 17 - Capítulo 17

As palavras de Taehyung foram o suficiente para que eu desabasse em lágrimas novamente, te odeio Tae. Te odeio por ser tão carinhoso e querido.

- Eu não consigo aceitar Tae. - me joguei em seus braços o apertando forte em um abraço.

- Eu sei, eu sei. 

- Eu prometi a ele que não choraria, mas como posso não chorar Tae? - falo soluçando.

- Lembre dos momentos bons que vocês tiveram, fique feliz porque aonteceu. Jeonghan morreu feliz, você o fez feliz, por favor, tudo o que ele menos queria era você desse jeito. 

- Obrigada por me apoiar Tae. - falo tentando cessar o choro.

- Não precisa agradecer.

[…]

Depois que me acalmei um pouco, eu e Tae ficamos olhando alguns filmes de comédia. Nas cenas engraçadas eu apenas sorria fraco, mas isso já era um avanço.

- Já está tarde, preciso ir, amanhã tem aula. Você vai ficar bem meu amor? - Tae fala se levantando da cama e deixa um demorado selar em minha testa. O olho triste e puxo ele fazendo com que o mesmo caia na cama ao meu lado novamente.

- Dorme comigo hoje, por favor. - entrelaço meus braços fortemente em sua cintura para que ele não se levante novamente.

- Não acho que o Vernon vá gostar disso. - Taehyung sorri fraco enquanto faz carinho em meus cabelos.

- Ele vai entender. - falei mas Tae não pareceu convencido. - Se você dormir aqui eu vou na aula amanhã. - ele sorriu.

- Sério? Você promete?

- Prometo. - eu tinha prometido para Jeonghan que ia ser forte, estava na hora de começar a cumprir essa promessa.

- Tudo bem, mas eu é que não vou falar com o Vernon. - ele fala e nós rimos.

- Seu medroso, então eu vou. - me levanto da cama e sinto uma leve tontura. 

Depois que Jeonghan se foi eu comecei a me alimentar mal, Vernon sempre me trazia comida e dava na minha boca para ter certeza de que eu comia mesmo, mas depois que ele saía do quarto eu ia até o banheiro e vomitava tudo. Está na hora de começar a se cuidar, vou fazer isso por Jeonghan.

- Você está bem? - Tae pergunta preocupado.

- Estou sim. Fique aí, eu já volto.

Saí do quarto e fui a procura de Vernon, eu gritava seu nome mas ele não respondia. Entrei em seu quarto e encontrei meu irmão deitado na cama enquanto escutava uma música em seus fones de ouvidos, estava tão alto que eu conseguia ouvir claramente da porta.

- Vernon! - arranquei o fone de seus ouvidos e ele me olhou assustado.

- Você está bem? - ele pergunta desesperado e eu dou risada.

- Não. - falo manhosa, resolvi me aproveitar que ele estava super preocupado.

- O que houve? Quer ir pro hospital? Tem algo que eu possa fazer? - estava engraçado ele fazendo tantas perguntas assim, deu até dó.

- Tem sim. Deixa o Tae posar comigo hoje, por favor. - falo com os olhos lacrimejados. Ele me olha meio emburrado mas logo muda sua expressão.

- Claro maninha, qualquer coisa é só me chamar. Amo muito você, por favor melhore. - Vernon me abraça.

- Obrigada! Também te amo, vou melhorar. - me despeço de meu irmão com um beijo em sua bochecha e volto para meu quarto.

- Ele deixou Tae! - falo animada e Tae abre um lindo sorriso quadrado.

- Estou começando a ficar orgulhoso de seu irmão. Bom, já que ele deixou vou colocar meu pijama. 

- Pijama? - pergunto confusa, ele não sabia que ia posar aqui, por que trouxe pijama?

- É-é, na verdade eu queria posar aqui, só estava esperando você pedir. - ele sorri envergonhado e vai até o banheiro trocar de roupa.

Tirei minha blusa e minha calça, ficando apenas com minhas roupas íntimas e fui até o guarda roupa procurar um pijama. Estava meio que bem impossível achar no meio daquela bagunça, já fazia uns 10 minutos que eu estava ali procurando uma roupa para dormir. Escutei a trava da porta do banheiro e antes que Taehyung pudesse sair, gritei.

- FECHA OS OLHOS. - isso só fez com que ele abrisse os olhos ainda mais. Você é muito inteligente hein Taehyung.

- Desculpa. Mas bem que você podia dormir assim, está calor demais e eu sei que você não sabe dormir sem um lençol para se tapar. - o olhei apreensiva mas logo depois concordei, estava calor demais e eu não estava achando roupa mesmo.

- Deita logo. - falo e apago a luz do quarto, logo deito ao lado de Taehyung e me tapo com o lençol. 

- Boa noite. - ele fala e eu não respondo.

- BOA NOITE. - ele fala mais alto e eu não respondi novamente, senti Taehyung bufar e se virar de costas para mim.

- Desculpa Tae, eu ainda não estou bem. - abraço sua cintura e logo sinto a mão dele sobre a minha.

- Você vai ficar bem. - ele se vira para mim e me da um selinho demorado.

Dormimos abraçados, aquilo foi o suficiente para que eu não tivesse um pesadelo essa noite.

[…]

Com muito desânimo, cheguei no colégio junto com Vernon e Taehyung. Eu andava de mão com o meu irmão, aquilo me deixava mais calma. Passamos por Seungcheol e ele deu seu típico sorriso maldoso, eu não daria mais bola pra isso, não vale a pena me incomodar com ele.

Me despedi de Tae e de meu irmão e entrei em minha sala. Isabella, Joshua e Yukwon me receberam com um enorme sorriso em seus rostos e vieram correndo me abraçar. Falaram o quanto estavam preocupados e comigo e que estavam muito felizes que eu voltei, logo o sinal bate e o professor entra na sala.

Tinha prova hoje, mas como eu era muito boa naquela matéria foi fácil mesmo com o desânimo que eu estava. Fui a primeira a terminar, então fui até o professor entregar a avaliação.

- Naiah, fico feliz que voltou. Não tive a oportunidade de dizer pra você que eu sinto muito pela sua perda, todos sentimos, Jeonghan era uma pessoa maravilhosa. Espero que esteja bem, pode contar comigo pra qualquer coisa, além de professor sou seu amigo. - Kiji beijou a minha testa e pude sentir o olhar invejoso de algumas meninas da sala. Não dei bola e apenas saí, pois quem ia terminando ja estava liberado para o intervalo.

Fiquei sentada em uma mesa do refeitório esperando os outros. Pude perceber que a turma de meu irmão estava ali também, logo avisto Taehyung vindo em minha direção.

- Naiah, o que faz aqui? - ele senta ao meu lado.

- Terminei a prova e o professor me deixou sair. E vocês?

- Também. - ele sorri.

- O que voc... - interrompo Taehyung.

- Peraí Tae. Escuta. - ficamos em silêncio para poder ouvir uma menina que estava conversando com meu irmão, na verdade ela estava se atirando para ele, e ele não parecia estar gostando nada daquilo. Com um pouco de esforço consegui ouvir a conversa.

- Vernon Oppa, vamos lá, eu sei que você me quer. - a menina falava enquanto mexia na blusa de meu irmão.

- Não me enche, não quero nada com você. - Vernon fala seco.

- Então eu posso inventar que você me tocou contra a minha vontade, isso não ficaria legal pra você, não é? - ela fala e Vernon a olha incrédulo. Meu sangue ferveu nessa hora, ela não faria isso com meu irmão.

Me levantei e caminhei até eles, Taehyung apenas me observava meio apavorado.

- Oi querida. - falo chamando a atenção da menina, quando ela se vira para mim, dou na cara dela o tapa mais forte que já dei em minha vida.

- Pensae duas vezes antes de incomodar o meu irmão novamente. - ela me devora com os olhos e sai dali.

- Vadia. - falo indignada.

- Você é a melhor irmã do mundo. - Vernon me abraça rindo.

- Eu sei. - falo convencida.

- Acho melhor você sair daqui antes que leve uma detenção. - Taehyung fala e sai correndo me puxando até a quadra vazia do colégio.

- O que foi aquilo? Você foi demais! - ele fala sorrindo enquanto segura meu rosto com suas mãos.

- Eu sei! Nunca me senti tão bem. - continuamos na mesma posição, apenas sorrindo um para o outro.

Por um impulso, o beijei. Tae pediu passagem com a língua e eu automaticamente cedi, leve minha mão até sua nuca e fiquei brincando com os fios de seus cabelos. 

Talvez fosse muito cedo, mas sei que tudo que Hannie queria era que eu fosse feliz.

- Senti sua falta. - ele falou ao nos separarmos.

- Tae... posso te beijar de novo? 

- Não. - ele fala sério e eu coro.

- Não pode, deve. - ele me prensa na parede da quadra e inicia um beijo calmo, mas ao mesmo tempo desesperado e cheio de saudade.

- Vamos voltar para o refeitório? - ele perguntou e eu assenti.

Ao chegar no refeitório, apenas vi Isabella sair correndo de lá, seus olhos pareciam marejados. Eu e Taehyung sentamos ao lado de Joshua, Yukwon e Jae.

- O que aconteceu? - sussurrei no ouvido de Yukwon.

- Seungcheol. - não foi necessário mais explicações.

P.o.v Isabella on

Eu, Joshua, Yukwon e Jae terminamos a prova praticamente ao mesmo tempo e saímos para o intervalo. Ao chegar lá não encontrei Naiah, mas sim seu irmão.

- Vernon, cadê a Naiah?

- Ela deu um tapa numa menina chata e saiu correndo com o Tae. - Vernon fala sorrindo.

- Nossa, então tá. - ri e sentei na mesa com os meninos.

Seungcheol se aproxima de nós sorrindo.

- Pelo menos o cabeludo se livrou dele mesmo sozinho, menos um pra eu me incomodar. - ele fala sem compaixão alguma.

- Como pode falar isso Seungcheol? - pergunto irritada.

- Você nem percebeu que ele estava morrendo mesmo, que amiga hein. - ele dá uma gargalhada e sai de perto. Me senti muito mal com aquilo, lágrimas já escorriam pelo meu rosto, saí correndo dali.

Entrei no banheiro e comecei a chorar mais ainda, escutei alguém abrir a porta e logo trancar, mas não estava nem aí.

- Isabella? - não respondi.

- Por favor. - a pessoa levantou meu queixo fazendo com que eu olhasse para ele, reconheci ser Wonho, o amigo lindo de Seungcheol.

- O que você quer? - perguntei meio estupidamente.

- Quero saber se você está bem, Seungcheol exagerou dessa vez.

- Ele sempre exagera. - respondi seca e ele sorriu.

- Eu não sou como ele, não precisa ser assim comigo.

- Como posso ter certeza disso? 

- Um dia você vai saber. - ele falou e me abraçou. Fiquei surpresa mas logo retribuí, precisava de um abraço agora.

- Sabe, a Naiah falou que você me acha... - o interrompi.

- Por favor não termine a frase. - falei meio desesperada e já corando, juro que mato a Naiah mais tarde.

- Mas é verdade? - ele fala sorrindo, e meu Deus, que sorriso.

- Sim. - falei com não sei qual coragem.

- Também acho você muito linda. - ele sorri sem vergonha alguma.

Podemos dizer que Wonho era tudo ao mesmo tempo. Fofo, sexy, delicado, forte, simplesmente tudo.

- Oi. - falo e ele me olha confuso. MEU DEUS QUAL É O MEU PROBLEMA? "Oi", do nada. Ele deve me achar louca, mas esse é o efeito que ele tem sobre mim. 

- Oi? - ele fala rindo. Não sei onde enfiar minha cara.

- É... - penso rápido e o puxo pela nuca iniciando um beijo nada calmo, Wonho ficou surpreso mas logo retribuiu. O beijo ficava cada vez mais quente, até que Wonho me colocou sentada na pia e se posicionou no meio de minhas pernas. Eu passava a mão em suas costas por baixo de sua blusa, arranhando de leve ali enquanto Wonho segurava forte em minha cintura.

- Acho melhor irmos. Seungcheol pode notar minha ausência. - ele fala e eu bufo.

- Por que você anda com ele Wonho? Você não é como ele.

- Eu tenho meus motivos. - ele me desce da pia.

- Vamos? - ele pergunta.

- Vamos. - falo e vamos até a porta do banheiro.

- Ei, espera! - falo e o puxo para um último beijo. Ele sorri e logo depois destranca a porta.

- Isabella, vocês precisam tomar cuidado com ele. Sinto que Seungcheol está aprontando alguma coisa, e ele não está brincando. Prometa que você e a Naiah vão tomar cuidado.

- Prometo. - dou um selinho em Wonho e ele sai do banheiro. Confesso que fiquei assustada com o que Wonho falou, aliás, ele falou isso para Naiah também.






Notas Finais


Espero que estejam gostando, não esqueçam de favoritar e comentar 😘💜💜💜
Diz agora que nao gostou Isabella, DIZ. Eu sei q vc adora (ama).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...