História My Everything - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), Emma Swan, Henry Mills, Regina Mills (Rainha Malvada), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Age Play Não-sexual, Emma Baby, Infantilismo
Visualizações 365
Palavras 1.006
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


🙌 allyluia? 😉🤔

*relevem erros, depois acerto

Capítulo 46 - 46


Fanfic / Fanfiction My Everything - Capítulo 46 - 46

Depois de limpar toda a lavanderia com a ajuda de Zel, subimos para nos limpar pois estávamos com cheiro de canil. 

- Porque só o seu quarto tem banheira? Zel disse entrando no meu banheiro com tudo e dando um baita susto em Emma, que brincava com um potinho sentada aos meus pés.

- Porque as melhores acomodações são da rainha! Eu disse fechando os olhos novamente.

- Pois saiba que eu também sou da realeza e mereço um banho de banheira. Ela disse ajeitando o cabelo ruivo num coque para não molhar.

- Hihihi ta pelada! Emma falou, apontando assim que Zel começou a tirar a roupa. 

Minha irmã entrou na banheira e se acomodou. 

- Confortável Sis? Perguntei a ela.

- Muito. Piscou em minha direção.

- Emma, esfrega as costas da titia. Chamou a menina. 

Folgada quase nada! Não é.

- Não bebê. Deixa ela ai e vem aqui com a mã. Falei e ela veio até onde eu estava.

- Você não vai ajudar a titia mais linda do mundo? Zel falou fazendo ceninha e meu bebê me olhou, puxando meu rosto para bem pertinho do dela.

- Vai azuda flôzinha mã. Tá bom?Me perguntou esperançosa.

- Está bem. Eu falei e beijei a testa dela e falei no ouvido dela "a titia quer lavar o cabelo, pode ajudar ela com isso também?".

-Uhum. Sorriu e foi para perto de Zelena.

Minha menina se postou atrás de Zel e começou a esfregar as costas dela com ima esponja fofinha e quando ela me olhou eu eu fiz sinal com o dedão pra ela.

Emma pegou o potinho que eayava brincando e encheu de água, despejando tudo sobre o cabelo da minha irmã.

- Oooooouch! Zel disse e eu comecei a rir.

- Muito bem bebê. Bati palmas.

- Agora lava o tabelo titia. Emma falou e passou shampoo de camomila na cabeça dela.

- Hummm, obrigada bebê. A titia termina agora.

- Naaaah, Emma vai joga água. Falou despejando mais água na cabeça dela.

- Acabô. Lavô tudo titia.

- Ficou ótimo querida. Zel disse beijando a bochecha da minha menina e me olhando com os olhos cerrados.

- Agora sua vez bebê. Vem banhar. Eu chamei e puxei Emma para as minhas pernas. Dei banho nela e depois banhei. Nos enxugamos e vesti um shortinho e blusinha pink nela, depois da fralda claro; e me vesti de jeans e camiseta já que não sairia de casa. Zel optou por um vestido verde.

Descemos, mamãe e papai estavam conversando entre si.

- Que bom que chegaram. Estava falando com seu pai queridas. O que acham de ir para a praia no final de semana? Mamãe disse.

- Tem tempo que não vamos para lá. Papai falou.

- Eu topo. Zel disse.

- Eu tamb... não terminei de falar e a ouvimos o barulho da campainha.

Fui atender e para minha surpresa, era a assistente social.

- Olá Srta Mills.

- Olá. Posso ajuda-la? 

- Espero que sim. Ela me respondeu e sorriu.

- Gostaria de entrar? Perguntei.

- Claro. Trouxe alguns papéis que precisam de sua assinatura e tenho um outro assunto para tratar com a senhorita. Ela disse entrando na sala e cumprimentando todos.

 Emma assim que a viu, veio correndo para mim.

- Mã. Colinho. Falou puxando a minha blusa.

- Ei bebê, calminha. A mã tá aqui. Falei apertando ela em meus braços.

- Em que posso ajudar. Falei a assistente social, me sentando na cadeira da mesa de jantar.

- Primeiro, aqui está a guarda provisória da menor Emma Swan. Ela disse me entregando uma folha com uma guia para assinar o recebimento. Coloquei Emma no chão ao meu lado e senti ela agarrando a minha blusa num aperto nervoso - ela estava com medo.

- Ok. Entreguei a guia assinada e passei a mão no cabelinho loiro da minha menina.

- E. Olhei para a assistente social.

- Bem, os pais dela tem que cumprir um alguns dias de TRF.

- O que seria TRF? Zel questionou e só ai reparei nela ao lado da porta, observando tudo.

- Terapia de Reeducação Familiar. 

- Eu não sabia que essa era a punição por maus tratos a menores. Eu disse encarando a assistente. Ela pigarreou sem graça.

- Bem Srta Mills. Estamos numa cidade pequena, onde  se conhecem. Ela disse, deixando o resto subentendido.

Então os Swans eram conhecidos na comunidade de Storybrooke e por isso conseguiram uma "pena" branda. Pensei.

- E o que acontece agora? Eu perguntei mas já sabendo.

- Eles serão avaliados por psicólogos e pelo conselho tutelar, do qual eunsou a responsável e também passarão por acompanhamento com uma terapeuta familiar designada pelo juiz.

- Certo. 

-Mas isso não afeta a guarda que a srta detém sobre a menor. Acenei para ela continuar.

- Como a senhorita se propôs a ficar com a menor, preciso saber se pode estender esse abrigo à irmã dela. 

Meu queixo caiu  ela disse isso.

- Veja bem Srta Mills, é o mesmo lar. Elas são irmãs e tem um vínculo; que eu gostaria de manter unido. A assistente disse me olhando com expectativa.

- A Srta conhece a irmã? Eu perguntei.

- Sim. E sei que não são iguais Srta Mills mas a senhorita também não é parecida com a sua irmã - apontou Zel - e mesmo assim vejo cumplicidade entre ambas.

- Eu...

- Pense assim, talvez longe da influência dos pais elas possam se aproximar. Ela disse e eu fechei os olhos, sentindo Emma respirar no meu ombro. Olhei para Zel, que deu de ros.

- Uma tentativa Srta Mills. A assistente disse.

E eu acenei, aceitando. Eu tentaria. 

Por Emma.

Afinal, elas eram gêmeas. Deve ter alguma coisa parecida nelas. Pensei.

- Um momento que irei busca-la. Ela disse saindo e eu suspirei me levantando.

A assistente retornou com uma mala roxa e preta nas mãos e com Anna caminhando atrás de si. Usava óculos escuros que puxou até o nariz, olhando tudo por cima.

Ela era uma versão rebelde de Emma, tão bonita quanto a minha menina mas o olhar era muito diferente - Emma era inocente, já Anna era debochada. 

A jovem Anna me olhou com ar de enfado e desceu o olhar, no mesmo instante senti Emma se agarrar a minha perna e esconder o rostinho.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...