História My exciting boss – Imagine (Sehun) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Sehun
Tags Exo, Imagine Hot, Sehun, Você
Exibições 275
Palavras 983
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei 🌸

Sentiram saudades? Pois eu senti, pra caramba, ainda mais de postar capítulos nessa fanfic que vocês me enchem de orgulho a cada comentário ♥

Capítulo 5 - Ended up Pt.1


Fanfic / Fanfiction My exciting boss – Imagine (Sehun) - Capítulo 5 - Ended up Pt.1

                          [Kwan On] 

Acordei com uma enorme dor de cabeça, bati minhas mãos em cima do colchão e senti alguns objetos pontudos embaixo, levantei com um pouco de dificuldade me sentando na cama, passei a mão por minha testa que estava bastante dolorida, estava sangrando, mas como isso aconteceu? Franzi as sobrancelhas indo para o banheiro, me olhei no espelho e percebi que meu rosto estava completamente sujo, molhei minha face com a água da pia e desci as escadas indo para a cozinha. 

(Seu nome) não estava em casa, peguei algo para comer e voltei ao andar de cima, assim que terminei com o banho ouvi meu telefone tocar, atendi o mesmo e uma voz não muito familiar soou

Senhor Kwan? Por favor, venha a delegacia de polícia mais próxima, imediatamente. 

O que? Eu estava bem confuso, o que tinha feito ontem a noite para precisarem me chamar a delegacia? Normalmente eu teria bebido a mais e avançado os sinais de segurança com o carro? Seja lá o que for não deve ter sido grave o bastante. 

Me arrumei devidamente e fui para o carro seguindo direção até a delegacia mais próxima, ainda com um pouco de dor de cabeça e a visão turva, adentrei naquele lugar bastante movimento e nem um pouco quieto, a recepcionista me levou até a sala da delegada que me olhou como se eu fosse um ladrão, sentei-me em uma das cadeiras em frente a sua mesa e esperei 

– Park Kwan, não é mesmo? – Perguntou ainda mexendo em qualquer papelada que estava em cima de sua mesa.

– Sim. 

– Senhor Park, onde estava na noite de ontem? – Me olhou fixamente 

– Bebendo com alguns amigos, por que me chamaram aqui? – Acabei de chegar, mas já sinto que não deveria ter vindo 

– Temos uma denúncia anônima de que o senhor tentou estuprar sua esposa na manhã seguite. – Suas palavras saíram como tiros, do que ela estava falando? Eu nunca faria isso! 

– O QUE!? – Me levantei – Quem disse isso!? Quem foi o filho da puta que insinuou uma coisa dessas!? 

– Se acalme! Vamos resolver tudo com calma, como foi uma denúncia anônima, não poderíamos dizer quem fez isto, e também não temos provas de que o senhor possa mesmo ter cometido tal ato, ainda iremos investigar – Este assunto todo estava começando a me irritar, por que diabos alguém falaria isto de mim? Eu nunca se quer pensaria em fazer tal coisa – Mas, precisamos saber dos dois lados da história, quando sua esposa vier aqui, nós poderemos afim investigar toda esta situação. 

Aquele lugar estava me deixando ainda mais nervoso, onde estava (Seu nome)? Por que ela não estava aqui pra desmentir tudo isso? Eu não poderia ter feito uma coisa dessas, nem completamente bêbado, minha cabeça estava latejando, pus minha mão direita em minha testa e eu estava pegando fogo, febre? Agora? Aquela não foi uma noite tão agitada assim 

Assim que me liberaram de todas as perguntas que jogaram em cima de mim fui bem rápido para meu carro, antes passei em uma farmácia para comprar alguns remédios de dor de cabeça, fui para casa e chamei pelo nome de minha mulher, porém, ela ainda não estava em casa, me sentei no sofá e fiquei pensando

Ontem, eu talvez tenha bebido muito, talvez tenha perdido o controle, mas...mesmo assim, eu não teria coragem de machucar (Seu nome), apesar de trata-la a maioria das vezes mal, eu ainda tinha sentimentos por ela, de qualquer forma, não seria como fazê-la esquecer de mim? Em toda minha vida aprendi que não deveria tratar uma mulher como se ela fosse inferior, quando me casei as coisas eram diferentes, parecíamos dois adolescentes ainda descobrindo o que era ser feliz ao lado de alguém 

Ainda éramos ingênuos, mas as coisas foram mudando, eu fui mudando. Essa mudança foi o suficiente pra ela mudar seus sentimentos comparados a mim? 

Agora seria bem tarde para pensar assim, se eu tivesse mesmo tentado coisas ruins com ela, passei a mão pelo sofá e me levantei indo para o quarto, parei em frente a cama e analisei com cuidado, haviam cacos de vidros espalhados pelo chão, e ainda na cama, caminhei até os cacos abaixando em frente aos mesmos, tinham um pouco de sangue sobre eles e as flores que continham nele estavam na janela 

– Mas que porra aconteceu aqui? 

Peguei meu telefone e disquei o número de (Seu nome), liguei várias vezes mas ela não me atendia, não seria possível uma coisa dessas

Assim que desisti de chama-la, ouvi o toque de meu celular soar, corri para pega-lo e atendi a ligação

Kwan? – A doce voz de (Seu nome) soou pelo aparelho, sorri ao ouvir sua voz, mas ao mesmo tempo senti uma pontada em meu coração, não senti emoção nenhuma vinda de sua voz, ela não estava feliz com o meu contato. 

(Seu nome) onde você está? Por favor, volte pra casa, precisamos conversar – Seria idiotice pedir perdão sem saber o que aconteceu? Eu iria tentar. 

O que você quer Kwan? – A coisa realmente não estava muito boa

Apenas conversar, eu prometo. 

A ligação terminou, não obtive resposta alguma se ela viria ou não, mas eu estava ciente do que estava acontecendo, eu teria a machucado, me senti um completo babaca, por mais que eu me esforçasse eu não iria lembrar do motivo de ter feito isso, nem de ter saído pra beber, nem mesmo de ter mudado com ela, as vezes eu teria que saber os dois lados da história também pra conhecer ainda mais os motivos disso tudo 

Se (Seu nome) viesse, eu teria de ser bem sincero, e ainda mais verdadeiro com ela, eu iria encarar os problemas, seria vergonhoso seder tão facilmente para ela, mas agora nessa altura, eu teria de ser firme 

Isto já não era mais um de nossos joguinhos, tão pouco uma "aventura" como chamávamos, eu errei, e pela primeira vez eu enxerguei isto. 





Notas Finais


Enfim a versão do Kwan disso tudo, apesar de ser o "malzão" nisso, ele também tem sentimentos gente 😂
(Me desculpem pelo capítulo pequeno, o próximo será gigante, então... Fiquem com uma provinha do que esta por vir)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...