História My Fairy Angel. - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Nuxa

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags My Fairy Angel
Exibições 13
Palavras 1.637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ecchi, Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Na imagem, Aya o ruivo e Yoji do anime Weiss Kreuz.

Capítulo 5 - Dia dos namorados parte 1.


Fanfic / Fanfiction My Fairy Angel. - Capítulo 5 - Dia dos namorados parte 1.

My Fairy Angel

Cap.5: Dia dos namorados parte 1.

Enquanto os jovens se concentravam em seus estudos de magia, Trunks e Erza partiram para um treino nas montanhas. Há dois anos o garoto desenvolveu a magia de equipamentos e, após sua irmã se tornar membro da guilda, ele se tornou aprendiz da Titânia. Pode-se dizer que Erza ficou extasiada por se tornar uma mestra, ela dedicava-se ao máximo e, cada vez que o aprendiz atingia um novo nível de poder, a professora se enchia de orgulho.

- Muito bom. – Diz Erza após um ataque. – Trunks, tem algo lhe incomodando? – Erza repara na súbita distração do garoto.

-Estou bem! Não há nada de errado... – Trunks larga a espada e senta-se numa rocha.

-Como sua mestra deveria apenas me preocupar com seu desenvolvimento, mas como amiga quero saber o que te incomoda!

-Que coisa...- Resmunga o garoto. – Lila! Tem uma garota na minha sala chamada Lila e, no outro dia, ela ficou irritada e toda ciumenta, só por que estava falando da Wendy...

- OH! Então é isso! – Os olhos de Erza enchem de lágrimas. – Meu aprendiz chegou na idade do amor!

- Erza-sensei? Está tudo bem?

- O dia dos namorados! – Diz Titânia com entusiasmo. – Logo será o dia dos namorados, é a sua chance de provar para essa garota que a ama e que não existe ninguém além dela!

- O quê? – Trunks sente-se confuso com a reação da mestra.

- Vamos para a guilda, você fará chocolates para ela! – Pelo tom que sua mestra usava ele entendeu: não foi um pedido ou um conselho. Foi uma ordem!

Trunks não teve escolha, foi arrastado para a guilda pelo braço. Enquanto isso, nas planícies ao norte de Magnólia, Erik enfrentava sua primeira missão oficial. Havia certa cidade naquela região que estava passando por sérios problemas; com a data do romance se aproximando era comum na cidade de Opala realizar um grande festival do amor, no entanto, parecia que a comemoração tinha sido antecipada três dias mais cedo. Os mais velhos da cidade  estavam sofrendo com o excesso de “amor” que os jovens estavam demonstrando. Não era nada de estranho, aparentemente, no entanto, podia-se ver que não era uma situação normal!

- Estou apaixonada por você! – Mal os magos entraram na cidade e uma garota se atirou para cima de Sky. – Amo você até o infinito! Case-se comigo!

- Desculpe, mas não estou interessado... – Olha para a companheira em busca de auxilio – Esmeralda me ajuda!

- Que estranho! – Esmeralda ignora o pedido e apenas observava a situação. – Parece um tipo de poção do amor.

- Parece ruim! – Fumi sai dentre os cabelos da moça. – Nada de bom pode vir de um feitiço desse tipo.

- Por isso é proibido. – Conclui Esmerada. – Alguém está bem animado pelo dia do amor...

- Não vai ajudá-lo? – Fumi se refere ao momento indelicado de Sky.

- Ele se vira! Só quero saber para onde aquela cobra venenosa foi?

Algumas ruas para baixo, Erik caminhava despreocupadamente. Para ele ainda era desconfortável ir para alguma missão como membro da Fairy Tail, ainda mantinha certa resistência à essa questão, então, resolveu terminar aquele trabalho por conta própria. Com o cartaz do trabalho em mãos, foi para a casa do contratante, um senhor de meia idade que ocupava a posição de prefeito de Opala.

- Então você é da Fairy Tail? Achei que iria ter mais membros com você!

- Eles se perderam no caminho para cá. Uma garota agarrou um deles e, para ser franco, não estava com paciência para esperar... O que devo fazer?

- Bem, a questão já tem mais de duas semanas. Sabemos que um feitiço do amor vem se espalhando por toda cidade, e ele tem afetado muitas pessoas de diversas idades. – Explica o preocupado líder. – Não sabemos bem qual a causa, mas precisamos de ajuda para acabar com essa situação... Outro dia, um jovem foi esfaqueado por outro...

- Tudo por causa de uma garota apaixonada! – Erik interrompe a explicação. – Que chatice, vou acabar logo com isso, esteja com a recompensa quando retornar!

Seguindo para praça, o Dragon Slayer se encontra com Esmeralda, ao lado da moça havia um senhor de idade que chorava muito, a maga tentava consolar o pobre homem. Erik se aproxima com um olhar antipático, e permanece quieto apenas observando a situação, até que Esmeralda vira os olhos dourados para ele.

- Ele é o avô de um garoto. – Diz ela – O rapaz foi esfaqueado a três dias, e está à beira da morte...

- O que tem isso? – Erik pergunta sem dar a mínima.

- Sky pode curar seu neto. – Esmeralda volta a atenção para o senhor - Não se preocupe, meu amigo irá salva-lo!

- Obrigado senhorita! – O senhor agradece ainda aos prantos.

- Erik, precisamos ajudar essa gente! – Ela se levanta, virando o rosto para ele. – Feitiços que mexem com o emocional humano é proibido a séculos!

- Que emotiva! – Diz debochadamente. – Viemos apenas trabalhar, não salvar o mundo!

- Claro! Você acha que isso não é nada? Escute, um trabalho não é apenas para ganhar dinheiro, é para fazer a diferença. Uso minha magia para trazer ordem, não pela gloria!

A conversa é interrompida por uma voz conhecida, dois rapazes aparecem diante dos magos. Um possuía cabelos rubros, segurava uma katana na mão direita e expressão séria; o outro tinha um sorriso gentil e um tanto malicioso, cabelos ondulados cor de mel. Esmeralda os reconheceu no mesmo instante, os amigos floristas que agora também trabalhavam como caçadores do novo conselho: Yoji e Aya.

- Olá minha flor! – Cumprimenta Yoji. – Que alegria te ver!

- Se comporte! – Aya põe a katana na frente de Yoji. – Esmeralda-nee, o que faz aqui?

- Viemos a trabalho, esse é o Erik um novo membro da guilda. – Ela apresenta o amigo sempre antipático. – Por estarem aqui presumo que vieram fazer o mesmo.

- Como sempre. – Yoji se aproxima da moça. – Minha flor está certa, viemos a mandado do conselho, vamos tentar ajuda-los no caso da loucura de amor... E, quando isso acabar, o festival poderá seguir...

- E você vai tentar dar em cima dela? – Erik interrompe bruscamente a fala de Yoji, deixando o caçador desconfortável.

- Ok! Já basta! – Esmeralda diz para evitar uma confusão. – Vou encontrar o Sky, podem começar a investigação.

A maga se dirige para casa onde encontraria o amigo, enquanto isso Aya e Yoji começaram a investigar as causas que levaram a loucura do amor. Erik, por outro lado, solitariamente subiu no auto da torre da catedral, sentou-se no telhado de olhos fechados, concentrando-se apenas em sua poderosa audição, a fim de encontrar o causador de tudo. Momentos depois, Aya conversava com uma senhora cujo filho havia sido a última vítima a ser contaminado pelo feitiço do amor; após alguns minutos de conversa, o caçador ficou ainda mais perdido. Não havia nada nos relatos da mulher que pudesse ajudar.

- Isso é ridículo! – Aya continuou a caminhada por uma rua de pedras. – Não é possível achar uma pista apenas perguntando. Tem que ter algo... – Os pensamentos de Aya são interrompidos por um cheiro estranho chama sua atenção. – É um perfume familiar..., no entanto, ...

Os pensamentos do caçador ficam confusos, ele permanece paralisado consumido por aquele perfume. Do outro lado da cidade, Sky termina o trabalho de cura do rapaz, as feridas foram totalmente fechadas e agora o paciente não corria mais nenhum tipo de risco. O dragon slayer valoriza muito a vida e odeia pessoas que fazem pouco dela, aquela missão já estava mexendo com seus nervos. Após deixar a casa, o mago azul se encontra com sua companheira, então, sente um frio percorrer toda a sua espinha.

- Sky? Está tudo bem? - Esmeralda percebe a súbita mudança no amigo, seu rosto fica pálido, expressando um medo horrível.

- Desculpe, tive um pressentimento ruim... – Justifica-se ainda parentando desconforto – Onde está o Erik?

- Procurando pistas, Yoji e Aya estão aqui, vieram ajudar. – Explica a maga sem tirar os olhos do amigo ainda atormentado. – Senti isso também! Alguém quer mesmo mexer com o proibido aqui.

- Sentiu? Às vezes eu esqueço que pode sentir o coração das pessoas... Aya?

A conversa é interrompida com a chegada do caçador, no entanto, Esmeralda logo percebe a diferença na atitude do amigo. Com cautela, aproxima-se do rapaz e se mantém à frente dele, em silencio. Desconfiada, tenta tocar no rosto de Aya, mas eis que sua mão é segurada com força. Ele passa a mão na cintura da moça, puxando-a para perto de si, e lhe aplica um beijo forçado. A maga o afasta, assustada, ela nota que os olhos do caçador estavam com uma coloração diferente, antes azuis agora possuíam um tom misto de lilás e rosa.

- Esmeralda? - Sky tenta se aproximar da amiga, mas Aya lhe aponta a espada. – Aya? O que foi?

- Para trás! Fique longe dela!

- Isso não é bom! – Diz Esmeralda para Sky. – Ele foi enfeitiçado!

- Como e por quem? –Sky pergunta num tom desesperado. – Não sei você percebeu, mas ele te vê como uma amante! E ao que parece eu virei um rival!

-Aya, me escuta! – Esmeralda se aproxima do caçador. – Esse não é você, é o feitiço do amor!

- Diga que me ama! – Diz Aya irritado. – Diga que me ama e vai ficar comigo!

- Isso está parecendo novela mexicana! – Esmeralda começa a perder a paciência. – Certo, você tem razão, te amo, apaixonadamente, vamos deixar esse idiota e vamos fazer um passeio!

-O que é isso? – Sky se sente perdido, Esmeralda lhe lança um olhar que dizia para confiar nela.

Sky começa se afastar, vira as costas e vai embora. Aquela missão estava começando a ficar perigosa, no entanto, não duraria muito tempo. Erik finalmente havia conseguido a informação que precisava...

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...