História My fallen angel - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 18
Palavras 795
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom gente, essa é minha primeira fic (aqui). Espero que gostem!

Beijos de luz!

Capítulo 1 - Âmbar


Fanfic / Fanfiction My fallen angel - Capítulo 1 - Âmbar

               .  Ryong Miyu

-Seokjin!

Minha felicidade era evidente quando Seokjin entrou em meu quarto. Corri e pulei no colo dele, o derrubando sem querer.

-Aish Miyu - ele disse, levantando e esfregando as costas - assim a omma vai achar que estamos destruindo a casa dela.

Sim.

Seokjin chamava minha omma de omma.

-Oh Seokjin! Não exagere! Omma não pensaria assim!

-MIYU MENINA, ESTÁ DESTRUINDO MINHA CASA? - omma gritou do primeiro andar.

Revirei os olhos e Jin riu da minha cara.

-Bem que eu avisei!

-OK Jin! - disse, tentando mudar de assunto - O que faremos essa tarde?

-Podemos assistir um filme. O que você acha? - Seokjin sugeriu.

-Seria ótimo! Só preciso me arrumar!

-Ok - Seokjin disse, me dando um beijo na testa - Só não demore.

Seokjin saiu do quarto para eu me arrumar.

Entrei no banheiro do meu quarto para escovar os cabelos, e ao me encarar no espelho, senti um toque gelado em meu ombro.

- És linda...

O sussurro invadiu minha audição, e, com medo, virei para trás, em busca de encontrar algo.

Mas era óbvio que não havia nada lá.

- Omma? - olhei para fora do banheiro e não havia ninguém. Não era a Omma, pois aquela voz era rouca, simplesmente... - Seokjin? Pare de graça Seokjin! Apareça! - aquela voz não podia ser do Seokjin também.

Aquilo não podia ser real. Era coisa da minha cabeça, só poderia ser.

Saí do meu quarto, já pronta.

No andar debaixo, encontrei minha omma e Seokjin, os dois na cozinha, rindo e tomando chá.

-Vamos Miyu - Seokijin disse, alegremente.

- Vão aonde? - omma perguntou, bem humorada.

Sem perceber, ignorei omma, tendo de perguntar algo a Jin.

- Foi você?

- Eu? O que?- Seokjin perguntou, confuso.

-Foi você quem sussurrou no banheiro, tentando me assustar?

- Claro que não, Miyu.

- Seokjin, você sabe...

- Mas é claro que eu sei, você não precisa lembrar. Eu nunca faria isso - Seokjin falou, parecendo ofendido.

- Miyu, ele estava aqui, o tempo todo conversando comigo. - omma disse, se levantando da cadeira e vindo em minha direção - Você está se sentindo bem, meu amor?

-Estou, omma...- falei, passando a mão nos cabelos - Eu acho que estou...

-Vamos, Miyu. - Seokjin falou, me abraçando carinhoso - Vamos passear, você vai melhorar.

Seokjin me convenceu a sair.

                               

O filme era ótimo, e, apesar de ser de terror, eu ri bastante, pois Seokjin não parava de agarrar meu braço e tomar vários sustos, me fazendo cair na gargalhada e fazendo o pessoal do cinema reclamar.

Só Seokjin conseguia me divertir daquele jeito.

Seokjin era meu amigo de infância, que cresceu ao meu lado.

Morávamos na mesma rua, mas, por problemas na casa deles, Seokjin teve de se mudar para rua de trás. Mesmo não sendo longe, aquilo me deixou mal demais, pois nossas visitas e brincadeiras eram controladas a partir daquele momento.

Algum tempo depois, meu appa - a pessoa que eu mais amava na vida - veio a falecer, e essa mistura resultou em 3 anos de depressão vividos por mim. Isso aconteceu quando eu tinha 9 anos.

Uma criança linda...

Uma criança linda e depressiva.

És linda...

O que aconteceu quando eu estava no banheiro, não acontecia desde que havia me curado da depressão.

Aquilo seria uma recaída chegando?

Estava preocupada. Isso, antes de sair com Seokjin.

Seokjin era meu ponto fraco, meu abrigo.

Era o homem da minha vida.

Queria estar em todos os momentos especiais da vida dele: desde seu casamento, até o momento dele contando histórias para seus netos.

E queria que ele estivesse nos meus momentos felizes.

Saindo do cinema, fomos tomar sorvete.

Na sorveteria, a curiosidade me bateu.

-Seokjin? Você acha que sou louca?

-Meu Deus, Miyu! Que pergunta é essa? - Seokjin perguntou, aflito.

-Lembra? Eu ouvia vozes! Elas conversavam comigo. - falei, lembrando da época de minha depressão.

-Miyu, você estava doente...

-Eu sei! Mas...

- Mas...? - Seokjin perguntou, nervosamente.

- Seokjin, você promete que não vai ficar preocupado se eu te contar?

-Miyu, você sabe que isso é quase impossível!

- Promete?

- Como sei que não vai me falar se eu não prometer - Seokjin disse, bagunçando meu cabelo - porque é uma teimosa, eu prometo.

- Eu ouvi aquela voz hoje, Seokjin. Ouvi aquela voz! Eu achava que era você, mas você estava conversando com a omma!

-Oh Miyu! Eu estou aqui! E não vou deixar que nada, nem ninguém faça mal à você. - Seokjin disse, me abraçando.

Depois, ficamos mais algum tempo na sorveteria, jogando conversa fora.

Saímos de mãos dadas, e sempre conversando, e eu nunca conseguia tirar os meus olhos de Seokjin, mas algo naquele dia foi diferente.

Pude sentir algo dentro de mim, me chamando, me atraindo.

Deixei meus olhos seguirem aquela direção, e os mesmo encontraram olhos cor de âmbar, queimantes. Vivos.

Aquele ser estava distante de mim - fisicamente falando - porém, aquela distância não era suficiente.

Depois de ver aquele olhar, tudo escureceu.


Notas Finais


Primeiro capítulo concluído!
Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...