História My Favorite Teacher ~ Rap Monster (BTS) - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bias, Bts, Escola, Kim Namjoon, Long Imagine, Rap Monster, Ultimate, Você
Exibições 337
Palavras 1.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 39 - Back to my House


[ S/N On ]

  Depois de um bom tempo andando, cheguei na casa de Suga e bati na porta várias vezes em instantes ele abre, não demorei muito pra entrar e abraçá-lo bem forte, ele fechou a porta e começou a retribuir o abraço.

– S/n aconteceu alguma coisa? – Ele questiona preocupado.

– O Namjoon, Suga! Ele me traiu de novo! – Minha voz estava mais rouca do que o normal.

– Calma... Deita aqui... – Ele solta o abraço e se senta no sofá, em seguida eu sentei em seu colo e coloquei minha cabeça em seu ombro. – Me fala tudo.

  Expliquei tudo e ele ficou surpreso a cada palavra ou frase que eu dizia.

– E... Quando eu cheguei na sala ela estava no colo dele, se beijando... – Falei e parei mais de chorar.

– Eu ainda não entendo como é que o Namjoon tem coragem de te trair, você é tão linda não merece isso... – Ele diz fazendo carinho em meus cabelos.

– Eu sei... E o pior, eu ainda me cortei... – Mostrei meus braços pra ele e o mesmo abriu mais os olhos.

– Por favor não se corte, pode acabar morrendo... E eu não viveria sem você. – Ele beija minha testa.

– Suga pelo amor de deus deixa eu ficar com você por um longo tempo! Eu não quero ver mais a cara daquele idiota! – Mais lágrimas começaram a cair pelo meu rosto.

– Claro que eu cuido mas, a casa do meu pai ela não é tão boa e eu queria um lugar mais seguro para te proteger. – Ele diz acariciando meu rosto.

– Pera... Minha casa! – Falei.

– Oi?

– A minha casa! Eu não vou lá faz muito tempo! Nós podemos ir pra lá, eu ainda tenho a chave. 

– E nós vamos pra lá quando? – Suga questiona.

– Amanhã... Pois acho que essa chuva não vai parar tão cedo. – Falei olhando para a janela.

– Já que é assim... Tudo bem. – Ele dá um sorriso.

  Continuei em seu colo e ele ficou dando carinho pra mim, me dava beijos na testa e na bochecha. Suga realmente mudou muito, ele não era mais bravo e safado ele está mais fofo e amoroso agora. 

  O dia foi passando e finalmente a noite chegou, nesse momento eu estava sentada no sofá esperando o Suga terminar o banho para irmos dormir, depois de alguns minutos ele terminou e chegou na sala.

– Vai colocar o colchão aqui de novo? – Questionei com uma voz baixa.

– Quer que eu coloque? – Ele pergunta se aproximando mais a mim.

– Coloca. – Falei.

  Ele ri sacana e me dá um beijo na bochecha em seguida ele vai em direção ao quarto e pega o colchão, depois de alguns minutos ele vem com o mesmo em seus braços. Ele coloca no chão e sem demora deitei.

– Calma, não quer um travesseiro ou cobertor primeiro? – Ele pergunta ainda de pé.

– Vai lá pegar porque hoje eu já passei por muita coisa. 

– Boba.

Ele voltou para o quarto e em instantes saiu do mesmo, trazendo em suas mãos dois travesseiros e um cobertor super grosso. Sinto ele jogar o cobertor pelo meu corpo e depois jogar os travesseiros no colchão; peguei um deles e coloquei atrás da minha cabeça, me deixando mais relaxada.

  Suga fez o mesmo e puxou um pouco o cobertor, cobrindo a metade do seu corpo. 

– Boa noite. – Ele me dá um beijo na bochecha e me abraça.

– Boa noite pra você também. – Virei e retribui o abraço.

Sem demora, nós dois acabamos caindo no sono.

(...) 

  Acordei, olhei no meu celular as horas e já eram nove horas... Nossa como o tempo passa rápido. Suga ainda dormia então decidi não acordá-lo; me levantei e fui ao banheiro fazer minhas higienes matinais e bocais, em seguida troquei de roupa. Coloquei um suéter cinza, uma calça preta e meu calçado foi a bota de ontem... Volto pra sala e acordo Suga dando um beijo em sua bochecha e o balançando devagar.

– Ei Oppa, acorda! – Falei com minhas mãos em seu braço.

– Desde quando você me chama de Oppa?

– Ué não posso chamar? 

– Pode. – Ele me puxa e me abraça.

– Tá bom! Agora vai trocar de roupa e prepara uma mala sua porque nós vamos para minha casa. – Soltei o abraço e me levantei.

– Okay. – Ele se levantou e foi em direção ao banheiro.

Enquanto isso decidi olhar meu celular e tinha várias mensagens do Namjoon...

21:36 P.M (2016/11/28)

- S/N me desculpa sério...

- Sei que sou um idiota babaca que te traiu mais uma vez.

- Eu não deveria ter feito aquilo, eu deveria era ter te ouvido e acreditado em você.

- Mas como eu sou um trouxa, um lixo... Fiz ao contrário. 

- Pelo amor de deus volta pra mim... 

- A Mary ela já saiu daqui e disse que nunca mais vai voltar! 

- Só de ver os seus braços sangrando, você chorando, gritando e correndo pela aquelas ruas cheias de água, meu coração se partiu.

- Me deu uma imensa vontade de ter você em meus braços, te abraçando e cuidando de você.

- Seja lá onde você esteja... Apenas me dá uma resposta.

- EU TE AMO S/N!!! Sabe que eu te quero comigo pra sempre.

- E eu espero que você volte pra mim antes de mesmo de nosso filho ou filha nascer.

- Tenha uma boa noite s/n... Eu te amo muito.

21:45 P.M (2016/11/28)

  Após ler essas mensagens senti um aperto muito grande em meu peito, me deu uma vontade imensa de correr até o Namjoon e abraçá-lo com todas as minhas forças... Eu sentia meu rosto molhado, com lágrimas descendo pelo os meus olhos. Eu não respondi a mensagem, eu não estava tendo palavras para descrever o quanto eu queria o Namjoon de volta.

– S/n, você tá bem? – Suga surge ao meu lado.

– Hãm? Ah sim... Estou. – Menti.

– Tem certeza? Você está chorando! – Ele passa as mãos pelo meu rosto.

– Sim eu estou... Só estou com saudade da minha família. – Dei um sorriso falso.

– Okay... Podemos ir pra sua casa? Já tenho tudo arrumado. – Ele envolve um dos braços em meu pescoço.

– Podemos sim... Vamos pegar um táxi, minha casa é um pouco longe dessa rua.

– Tudo bem, sem problemas. – Ele dá um selar em minha testa.

  Nos levantamos e se abraçamos bem forte. Suga era o único que estava me ajudando nesse momento e espero que Sara, Hobi, Kookie, Jimin ou Tae me ajudem também... 

[ S/N Off ] 


Notas Finais


Agora que estou de férias vou tentar atualizar a cada dois dias!!
Espero que tenham gostado e me desculpem pelos erros ortográficos! ^^ ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...