História My Favorite Teacher ~ Rap Monster (BTS) - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bias, Bts, Escola, Kim Namjoon, Long Imagine, Rap Monster, Ultimate, Você
Exibições 342
Palavras 1.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 40 - Why?


[ Namjoon On ]

  ~ Anteriormente ~

  S/n corria naquela chuva, com os braços sangrando, com lágrimas nos olhos e com um coração partido... Eu sou um trouxa, um idiota que traiu a minha garota mais uma vez!! Como é que eu posso fazer isso?! Como eu tenho coragem?!! Por que?!! Por que!??!

  Eu gritava por seu nome mas já era tarde, depois dessa eu tenho certeza que ela não irá me perdoar... Sinto meus olhos começarem a marejar e quando percebo já estou chorando... Mary estava atrás de mim vendo tudo que estava acontecendo.

– Joonie... – Ela me chama.

– Não se atreva a me chamar de Joonie. – Falei com uma voz forte.

– Joonie me escuta... – Ela toca em meu braço.

– Não toque em mim! Muito menos nem me chame de Joonie! Sua vadia! Você não faz ideia do quanto eu estou com raiva de você, eu estou com tanto ódio que se pudesse eu lhe matava! Você sempre arruinou minha vida, desde quando éramos crianças, você tirou todas as minhas amigas de mim e não restou pelo menos uma!! UMA MARY!! Elas me abandonaram por sua grande culpa! Assim como s/n me abandonou... – dei uma pausa – Ah... Eu apenas quero agora que você arrume suas coisas e saia da minha casa agora!! 

– Eu não!! Está chovendo demais! Vou muito sair nessa chuva! – Ela se exibiu.

– Pra começar, CALA A BOCA, em segundo, feche as pernas e não saia dando pra qualquer um! E em terceiro, não importa se está chovendo ou não! Eu apenas quero que você saia da minha casa, ou melhor, da minha vida!!

– Tudo bem, acho que meu serviço acabou! – Ela foi pro quarto e começou a arrumar as coisas.

  Me sentei no sofá e coloquei as mãos no rosto, pensando no quanto idiota eu fui de ter feito uma coisa dessas com s/n mais uma vez...

  Estou percebendo o quando eu sou idiota, o quando babaca e trouxa eu fui... Eu mais uma vez traí s/n por conta dessa Mary! Essa desgraçada...

– Pronto, estou indo embora e vê se não me chama de volta neném! – Diz Mary, na porta.

– Deus me livre lhe chamar novamente, seu demônio de quatro patas. – Falei.

Ela soltou um “hum!” e saiu de casa, pelo menos estou sem um demônio em minha casa mas eu estou sem meu anjo...

S/n.

  Ah como eu quero ela em meus braços... Cuidando dela, a beijando, a abraçando fazendo qualquer coisa!! Eu a quero de volta, eu não consigo ficar longe dela e nunca vou conseguir.

  Ela pode ter ido na casa da Sara ou qualquer outra pessoa... Falando na Sara, decidi ligar pra ela. Peguei meu celular e disquei os números e sem demora ela atendeu.

Namjoon?!

Oi Sara...

Aconteceu alguma coisa? Está desanimado.

 Sim...

– O que houve?

Foi com a s/n... Minha prima Mary veio passar alguns dias aqui mas na verdade ela veio foi pra dar em cima de mim! E em um momento nós dois acabamos se beijando e s/n saiu de casa... Ela foi pra qualquer lugar, e então decidi te ligar pra perguntar se ela está ai.

Nossa Namjoon... Traiu a s/n de novo? Olha eu entendo isso e infelizmente eu não sei onde s/n está... Eu não a vejo faz dias... Quer que eu ligue pra ela?

Sim, por favor. 

Okay, até depois...

Desliguei o celular e comecei a chorar mais ainda, me deitei no sofá e tudo que eu queria agora era s/n...

~ Horas se passaram ~

  Eu acabei adormecendo no sofá de tanto chorar e acordei com o meu celular tocando ao som da música “Caroline” do Aminé, peguei o mesmo e coloquei em meu ouvido.

Namjoon??! 

Ah, oi Sara.

– Eu liguei pra s/n.

Sabe onde ela está?

Ela me falou tudo que aconteceu, só que ela não me disse onde está localizada...

Oh meu deus! Obrigado pelas informações Sara.

Não há de quê Namjoon. 

  Novamente desliguei o celular e fiquei mais preocupado, eu não sabia onde s/n estava muito menos se ela está viva por agora... Decidi mandar algumas mensagens pra ela, mas fiquei sem resposta.

  O que eu apenas soube fazer, foi ir tomar um banho bem demorado e depois ir dormir, pois eu não sabia o que fazer agora...

~ Atualmente ~

  Nesse momento eu conversava com Jin, falando tudo que aconteceu e claro que eu não pude deixar de chorar.

– ...Ai ela saiu daqui, ou melhor, correu, chorando com os braços sangrando e com os olhos cheios de lágrimas. – Falei com as mãos na cabeça.

– Meu deus... E, sabe onde ela está pelo menos? – Jin falou.

– Não... – Respondi balançando a cabeça em modo negativo.

– Ai senhor do céu... Eu vou tentar manter contato com ela, depois conto tudo pra você. – Ele coloca uma das mãos em minhas costas.

– Obrigado Jin... – Dei um abraço nele.

– De nada, bem, vou indo. – Ele se levanta.

– Até depois Jin. – o acompanhei até a porta.

– Até. 

  Em seguida ele saiu, fechei a porta e me deitei no sofá. Eu estava bastante no tédio sem s/n aqui... Sem dúvidas se ela estivesse aqui, estaríamos assistindo um filme ou comendo alguma coisa. 

[ Namjoon Off ]

[ S/N On ]

– Chegamos! – Falei e paguei o táxi. – Obrigada. – Agradeci ao motorista.

  Saímos do carro e peguei a chave, coloquei no cilindro da fechadura e rodei a chave algumas vezes, em instantes a porta se abriu.

– Que saudades da minha casa. – Falei olhando ao redor. – Entra.

  Suga entrou e colocou sua mala no sofá, fiz o mesmo com minha bolsa e comecei a analisar mais a casa, ela estava bastante suja.

– Me ajuda a limpar a casa? – Falei me virando pra Suga.

– Ah... Claro!! – Ele sorri.

– Eba! – Sorri empolgada e puxei a mão dele.

  Começamos a limpar o quarto e depois a sala, debaixo do sofá eu não acredito no que eu vi.

– Que nojo!!! – Falei me assustando com um rato morto.

– Calma é só um rato! – Suga me abraça e em instantes me solta.

– Tira essa coisa daqui! – Falei.

– Tá, medrosa! 

  Suga riu e eu dei um leve tapa em seu braço, em seguida ele pegou o rato e jogou fora e depois fomos terminar de arrumar a casa.

× ∆ Quebra de Tempo ∆ ×

  Depois de várias horas de trabalho terminamos de limpar a casa.

– Finalmente terminamos! – Suga exclama e se senta no sofá ou melhor, se joga.

– Sim, vamos descansar agora...  Vamos descansar na minha cama, é mais confortável. – Falei.

– Okay. – Ele se levantou e começou a me seguir, em direção ao quarto.

  Chegamos no mesmo e se jogamos na cama, fiz um coque em meu cabelo e me deitei.

– Descanse bem. – Passei a mão no rosto sensível de Suga que já estava quase dormindo.

– Você também. – Ele fala como resposta.

  Mudei minha posição e em instantes acabei dormindo.

[ S/N Off ]


Notas Finais


Espero que tenham gostado amores!! ♡ ^.^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...