História My Feelings - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Doutor Estranho, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Homem-Formiga, O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Darcy Lewis, Dr. Bruce Banner (Hulk), Fandral, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Heimdall, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Jane Foster, Janet Van Dyne (Vespa), Lady Sif, Laura Barton, Loki, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Peter Parker, Phillip Coulson, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Sharon Carter (Agente 13), Stephen Vincent Strange / Doutor Estranho, Steve Rogers, Thor, Visão
Exibições 3
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Nossa Mãe Acreditava Que Havia Algo Bom Em Você


-Não achamos nada, Thor. - disse Fandrall assim que se aproximou de Thor e Loki. Atrás dele vinham Volstagg, Hogun e Sif.

Após procurar a base da S.H.I.E.L.D. nas redondezas - e não achar - Thor foi até a cidade de Hamburgo - que era a mais próxima - para telefonar para Fury. Após falar com o mesmo, Thor e Loki voltaram à floresta e começaram à procurar Kitara. Pararam em uma clareira e esperaram por Hogun, Volstagg, Fandrall e Sif.

-Nós não conseguimos achar nem a base da S.H.I.E.L.D. nem Kitara, mas consegui falar com Fury. - informou Thor aos amigos. - Acho que deviam voltar a Asgard, precisam mais de vocês lá.

-Tem certeza de que não precisam de mais ajuda? - perguntou Hogun.

-Não, meu amigo. - Thor colocou a mão no ombro do amigo. - A S.H.I.E.L.D. tem muitos Agentes espalhados por todo o mundo.

Os Guerreiros concordaram em partir, chamando Heimdall e sumindo quando a luz colorida os envolveram. Thor olhou para Loki, que estava encarando o nada. Parecia pensar.

-O que estava pensando? - perguntou Thor. - Terminou de perder todo seu juízo?

-Não o tenho já faz muito tempo. - murmurou o outro, impaciente. Thor o encarou com pena.

Loki pensava em algo que havia dito à Thor uma vez...

#Flashback ON

"-Será repentino. Você nunca estará preparado. A única mulher cujo o amor você valoriza será arrancada de você."

#Flashback OFF

Ele estava certo em dizer que Thor nunca estaria preparado para a morte de sua amada, afinal, ele mesmo não estava quando Lia foi tirada dele por uma infelicidade de estar ligada à Thanos. Loki se deu o luxo de dar um sorriso desgostoso. A vida dele estava cheia de infelicidades. Uma delas, era a mania que o destino tinha de dar-lhe o troco na mesma moeda, seja em ações, situações ou frases amargas.

-Você se martiriza até hoje, não? - perguntou Thor, fazendo com que Loki o olhasse. - Se martiriza por não conseguir impedir que ela... - o loiro procurava a palavra.

-Que ela morresse. - terminou o moreno, olhando novamente para o nada.

-Loki...

-Ah, por favor Thor. - Loki se levantou, deu uma risada e abriu os braços, ainda com seu sorriso irônico no rosto. - É muito gentil de sua parte querer me poupar da dor de ouvir a verdade. - disse teatralmente e fez uma pausa dramática. - Só se esquece que já dói, pois eu já sei a verdade. E essa verdade ronda minha mente 24 horas por dia! - disse, com seu rosto contorcido em uma mistura de raiva e tristeza. - Então, pare de tentar me poupar! Pare de fingir que se importa!! - rosnou.

-Não sou eu o que costuma fingir aqui! - rosnou o loiro de volta. Loki se calou. - E eu, querendo ou não, me preocupo com você. Podemos não ser irmãos de sangue, mas fomos criados juntos, brincamos juntos e lutamos juntos durante muito tempo, Loki. Nossa mãe acreditava que havia algo bom em você, algo que só ela compreendia... E que até hoje eu tento fazer o mesmo. - confessou Thor, mais calmo. - Achei que talvez estivesse perto de saber o que era, mas então Lia faleceu e você recaiu sem que eu pudesse ter certeza absoluta de que nossa mãe não havia morrido em vão. - Thor deu as costas para Loki.

Aquilo havia atingido Loki como um soco no estômago. A lembrança de que sua mãe havia morrido por sua culpa não doía menos que o que Thor havia dito sobre o que ela pensava de si. A frase "nossa mãe acreditava que havia algo bom em você, algo que só ela compreendia..." ecoou em sua mente. "Deixei que as duas mulheres que acreditavam em mim se fossem", pensou angustiado. Um nó se formou em sua garganta, mas Loki não tinha tempo para sentimentalismo, muito menos na frente de Thor. "Sentimentos são uma fraqueza humana na qual estou caíndo", pensou.

Segundos depois, o jato dos Vingadores pousou na clareira, fazendo um certo vento que incomodou a visão de ambos os deuses. Após totalmente desligado, os passageiros desceram, indo em direção aos "irmãos". Alguns ali, Loki não se lembrava de ter visto da última vez que esteve com o grupo.

-Loki, antes de lhe perguntar o que você tem na cabeça, tenho que te apresentar algumas pessoas. - disse Fury. - Essa é Wanda Maximoff. - a mulher de cabelos escuros e olhos azuis meio cinzas, também escuros, acenou com a cabeça. - Esse é Sam. - o homem negro fez um pequeno gesto com a cabeça em forma de cumprimento. - E esse é Visão.

-Olá. - comprimentou de modo monótono. Algo lhe chamou a atenção.

-A Gem da Mente? - Loki se espantou.

-Sim. - respondeu Thor.

-É uma longa história. - completou Sam. Loki o mediu de cima a baixo e voltou a olhar para Thor.

-Aconteceram muitas coisas de um ano para cá. - Thor se limitou a falar.

-Ainda bem que disse que estava tudo bem com a Terra. - ironizou Loki.

-Estava. - respondeu Barton no lugar de Thor. - Agora temos que nos preocupar com novos problemas de seu mundo.

-Onde está a besta fera? - perguntou Loki com um sorriso sínico no rosto, ignorando parte do que Barton havia dito.

-Bruce não está aqui por motivos que não lhe diz respeito. - Natasha respondeu secamente. Loki ergueu uma sobrancelha.

Wanda e Visão olhavam para Loki tentando entender sua mente. Isso se conseguissem entrar na mesma.

-Você já foi mais amigável, Romanoff. - disse ele, sínico.

-Digo o mesmo. - respondeu. - Mas parece que no fundo sempre foi o mesmo.

-Ah, é tão bom saber que isso lhe incomoda. - sorriu irônico mais uma vez.

-Se pudessemos nos concentrar no nosso atual problema e discutirmos depois... - Nick disse sério olhando de Romanoff para Loki, fazendo com que ambos se calassem. - Pois bem, logo após seu sumiço, Loki... - olhou feio para o mesmo que ignorou completamente. - Nós mandamos as amostras do sangue dessa garota para os Agentes Fitz e Simmons que chegaram a conclusão de que não era o DNA de Lia, mas, assim como o de Lia, também era de origem alienígena.

-E digamos que a história de "estrela" não convenceu ninguém. - completou Tony.

-Acham que é Asgardian? - perguntou Loki, estranhando.

-Se é ou não, não sabemos... - respondeu Wanda com sotaque forte. - Mas sabemos que não é da Terra. - completou.

-E eu não costumo gostar de visitas inesperadas. - disse Fury, sério. Loki o observou e depois olhou em volta notando a falta de alguém.

-Onde está o capitão?

(...)

Não muito longe dalí, Keira andava em direção ao leste da Alemanha.

-Aquela ladra insignificante... - resmungava. - Desgraçada...

Sua mente trabalhava em maneiras de fazer Lince pagar por tê-la roubado quando chegou a uma estrada. Acenou, tentando uma carona.

-A que papel eu estou prestando-me... - suspirou e balançou a cabeça negativamente, acenando novamente. Um caminhão parou e Keira suspirou, dessa vez aliviada. - Para onde vai? - perguntou ao senhor já de cabelos brancos e óculos.

-Berlim. - respondeu. A moça sorriu.

-Me daria uma carona? - perguntou em tom suave. - Estou tentando chegar à Berlim também.

-Claro... - o homem arrumou os óculos. - Entra ai. - Keira não esperou o senhor falar duas vezes. - Qual seria o nome da moça perdida?

-Karnilla. - o homem estranhou o nome, mas nada disse. - É estranho, mas é o nome de uma rainha. - explicou. "Uma rainha que quer o que é seu por direito de volta...", completou em pensamento. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...