História My First Last Love - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Anjos, Ayakashi, Deuses, Drama, Kenn, Reencarnação, Romance, Satoshi Hino, Seiyuu, Shinigami, Sobrenatural, Tachibana Shinnosuke, Tragedia, Un:birthday Song, Visual Novel, Youkai, Youmu
Exibições 2
Palavras 4.413
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Hentai, Lírica, Luta, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Visual Novel
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Nesse capítulo recomendo que leia ouvindo músicas de batalhas ou ouça um bom rock ou screamo de sua preferência para sentir melhor a atmosfera da história.

Capítulo 6 - Verdades Reveladas


ー Hayasaka-senpai... O que é isso...? ー indagou Bella recuando alguns passos para trás do maior.
ー Esse não é o lugar nem hora de falarmos sobre isso! Apenas me siga! ー exclamei logo me virando para o lado contrário para fugirmos dali.

Infelizmente no mesmo instante em que Shizuru iria sair com a moça de lá o Youkai já estava a se mexer para ataca-lo certeiro em sua cabeça, Shizuru sabia que mais cedo ou mais tarde ele teria de revelar sua verdadeira natureza, porém desejava que isso fosse o mais tarde possível, mas o jovem Shinigami não tinha mais opções se ele não se mexesse Bella possivelmente morreria ali naquele instante. Shizuru conseguia ver os movimentos do Youkai como se o mesmo se mexesse em câmera lenta, conseguia ver a jovem moça gritando em câmera lenta, neste instante um grande símbolo surgiu por debaixo dos solados do rapaz que infelizmente não foi possível ser visto, pois uma grande ventania passava em volta dele e o relógio do parque que estava funcionando normalmente havia para indicando que todo o espaço-tempo devia ter sido congelado, Shinigamis podiam fazer isso no mundo dos mortais para que nenhum ser humano fosse ferido em batalhas como essa, porém algo saiu errado. Durante toda aquela ventania a menina acabou por soltar a mão do maior, quando tudo se acalmou e a forte ventania cessou Bella acabou por ver o rapaz trajado de uma longa capa preta com detalhes em branco na sua orla, usava também calça branca com sapatos pretos, usava por debaixo da capa uma camisa branca aberta com uma camiseta cor de vinho por trás da outra, em seu pescoço estava uma espécie de colar preto que ficava rente ao mesmo. Shizuru estava de cabeça baixa e segurava o suposto soco do gigante Youkai com sua mão esquerda, quando ele levantou sua cabeça tomou impulso com seu corpo e empurrou o ser o jogando contra um muro a alguns metros não muito longe da onde estavam, de repente ele ouve alguém chamar seu nome e ao se virar para ver quem era ele avista Bella que estava uma certa distância e vinha correndo em sua direção coisa que o deixou muito confuso.

ー Tachibana-san...? ー indaguei confuso.

"Como ela está se movimentando...? Todo ser mortal é atingido por este encanto... Isso não está certo... A menos que ela não seja simplesmente um ser humano comum...".

ー Senpai o que está acontecendo? E como mudou de roupas tão rápido? ー perguntou a jovem enquanto o observava.
ー Eu prometo que te conto assim que sairmos daqui. ー falei passando meu palmo destro sobre o rosto dela.

A jovem humana conseguia sentir que a atmosfera do local havia mudado e que uma aura pesada pairava sobre o jovem Shinigami, mesmo ele mostrando uma face tão gentil ainda era perceptível que algo havia mudado, Shizuru havia ficado mais alto também. O único erro de Shizuru foi ficar com sua guarda baixa enquanto estava ao lado da moça, o Youkai percebendo isso invocou um grande machado das profundezas da terra fazendo logo se pondo a correr em direção ao rapaz e rapidamente dando um golpe certeiro em Shizuru que acabou por ser arremessado a alguns metros deixando um longo rastro de sangue que acabou por se tornar uma poça de sangue um pouco grande ao redor do corpo do rapaz onde o mesmo parou caído no chão. A menina ficou sem reação, seu corpo não respondia e não cessava de estremecer com o tamanho terror que havia adentrado em seu corpo.

ー Sen... Pai... ー disse a jovem com a voz trêmula e com as pupilas levemente arregaladas ao ver o rastro de sangue.
ー Então é você? Que ser mais inútil, quem diria que alguém como você carregaria algo tão importante. ー falou o Youkai apontando o imenso machado para a menor. ー Mas não importa de uma forma ou de outra sua alma será minha! ー gritou seguido de uma risada horrenda se preparando para estraçalhar o corpo frágil da jovem.

A garota continuava sem reação com tudo aquilo que estava acontecendo, sua mente mandava os comandos para seu corpo porém o mesmo continuava a não corresponder, em sua mente a visão do corpo de Shizuru insistiam em aparecer que em termos humanos estaria morto, mas este não era o caso afinal ele não era humano. Quando o Youkai estava a atacar a menina ela incrivelmente conseguiu escapar ao se jogar no chão na direção oposta, o mais rápido possível ela se rastejou pelo chão e se ergueu correndo até o corpo de Shizuru que se encontrava a alguns metros da li, chegando ao lado dele começou a chorar e bater no mesmo com a esperança de que ele voltasse.

ー Senpai! Senpai se levante! Senpai você não pode morrer assim! ー falou a jovem chorando enquanto batia nas costas dele.
ー Como os seres humanos são burros, ele não levantará tão cedo e assim você já estará morta! ー disse o Youkai se preparando para atacar novamente.

No momento em que o grande Youkai estava prestes a atingir a moça uma barreira invisível apareceu e repeliu o ataque do mesmo, desta forma a menina se levantou e olhou para trás vendo que três pessoas com roupas parecidas com a de Shizuru estava se aproximando, porém neste instante o Youkai atacou novamente fazendo assim a barreira se quebrar e o próximo ataque acertaria a jovem em cheio, mas para a infelicidade do Youkai o rapaz se levantou e com sua mão esquerda segurou a garota contra si e com sua mão direita estendeu-a contra o Youkai repelindo o ataque do mesmo ao criar uma nova barreira. Shizuru ainda não estava cem por cento bem, mas a vontade dele de proteger a garota foi maior que a dor de seus ferimentos, o sangue do ferimento em sua cabeça escorria pelo lado esquerdo de seu rosto e pingava sobre o ombro esquerdo da menina deixando-a extremamente assustada e preocupada.

ー Senpai você est-- ー antes que ela terminasse sua sentença o rapaz a cortou.
ー Tachibana-san, pode fazer um favor para mim? Feche seus olhos, eu prometo que tudo ficará bem. ー falei enquanto colocava toda a minha atenção e vigor espiritual em manter a barreira intacta entre nós e o Youkai.
ー Mas...
ー Confie em mim.

A jovem ficou em silêncio por alguns segundos antes de responder enquanto observava a situação, ela na verdade não acreditava que um garoto do colegial pudesse vencer um monstro ou muito menos protegê-la, mas não tinha muitas escolhas.

ー Claro... Se diz que ficará tudo bem então não tenho muitas escolhas se não acreditar em você... ー terminou de dizer fechando seus olhos.

"Desculpe por te fazer passar por uma coisa tão assustadora como está, mas prometo que esse ser imundo irá pagar por tudo que lhe fez passar!".

Neste momento Shizuru ficou com uma expressão completamente amedrontadora, os outros Shinigamis ainda estavam se aproximando no que levaria um espaço de tempo sendo aproximadamente sessenta segundos até ele e o Youkai. O rapaz mesmo estando um pouco fraco por causa de seus ferimentos ainda fez um último esforço invocando sua foice e fazendo uma barreira mais forte para que segurasse os inúmeros ataques seguidos do ser, quando a barreira espiritual de Shizuru começava a ficar fraca Zen apareceu e colocou ambas as mãos sobre o chão, em seguida Kimi e Rikka chegaram. Rikka tentava mostrava ser uma pessoa bondosa e gentil, mas na verdade era o oposto disso, o mesmo que estava com uma longa capa preta com capuz da mesma cobrindo quase seu rosto inteiro pulou por cima da barreira de Shizuru na qual Zen havia ajudado em reforça-la. Enquanto Rikka tentava segurar a situação com o Youkai, Kimi correu até Shizuru para certificar que ambos os dois estavam bem.

ー Vocês estão bem?! ー exclamou Kimi ao ver a quantidade de sangue que havia no chão.
ー Está tudo bem. Kimi fique com a Tachibana-san, eu vou ir ajudá-los.
ー Você não pode! Está machucado e além do mais o que vocês podem fazer contra uma coisa dessas! ー exclamou a menina gesticulando com o corpo.
ー Tachibana-san! Está tudo bem, eu te fiz uma promessa não? Vou me certificar de cumpri-la. Agora vá com a Kimi, por favor.

A jovem ficou parada em choque por alguns instantes, o ferimento na cabeça de Shizuru estava cicatrizando, mas ver aquele sangue escorrendo pelo o rosto do mesmo enquanto mostrava um sorriso tão gentil como aquele só lhe fazia sentir mais medo e ficar mais apreensiva com a situação, mas aquele momento foi quebrado pelo grito repentino de Zen.

ー Até quando vão ficar conversando! Não aguento mais segurar essa barreira não! ー bravejou a alguns metros de distância do trio.
ー Kimi. ー falei direcionando meu olhar sério para a ruiva para que entendesse que deveria tirar Bella daqui o quanto antes.
ー Sim. ー respondeu a ruiva juntamente assentindo com a cabeça logo puxando a a morena com sigo para longe. ー Venha comigo Tachibana-san.

Logo que o loiro termina sua sentença o mesmo corre até Zen que estava dando o melhor de si para segurar a barreira mesmo não sendo bom nisso, o moreno brigou dizendo algo sobre a demora de seu amigo, mas logo em seguida desfez a barreira onde Rikka estava lutando sozinho com o Youkai para que os outros ganhassem tempo, neste meio tempo Kimi se afastou em uma distância segura o bastante.

ー Espera! E quanto a eles?!
ー Não se preocupe com isso eles são homens muito fortes. Por que não observa torcendo por eles? Isso é o máximo que pode fazer né?

Mesmo preocupada com os rapazes e principalmente com Shizuru que estava ferido, a moça junto suas mãos e ficou pedindo incansavelmente para Deus que tudo acabasse bem. Enquanto isso os dois outros Shinigamis chegavam perto de Rikka que ainda estava sendo usado como distração. Ao ver seus dois amigos se aproximarem o albino rapidamente chega ao lado da dupla com uma expressão de poucos amigos por ter sido quase esquecido com um problema chato como este.

ー Achei que teria de resolver tudo sozinho se não aparecessem. ー falou Rikka se posicionando com sua enorme foice negra.
ー Desculpe a demora, tinha que deixar a Tachibana-san em um lugar seguro.
ー Que seja! O que vamos fazer com esse problema aí? Logo o Youkai vai voltar a nos atacar. ー disse Zen apontado sua foice vermelha em direção ao Youkai que começava a se levantar do chão depois de um ataque de Rikka.
ー O que não consigo entender é por que esse Youkai está tão decidido em nós atacar... ー falou Rikka enquanto pensava no porque desse comportamento estranho.
ー De qualquer forma não quero perder mais tempo com esse fardo, vamos simplesmente purificar a cidade e assim os problemas serão resolvidos. ー falei me colocando em posição.
ー E você consegue suportar isso Shizuru-kun? Você ainda não se recuperou por completo. ー alertou Rikka observando o estado do loiro.
ー Claro que aguento, até porque precisamos de pelo menos três Shinigamis para fazer está limpeza e Kimi não tem poder espiritual o bastante para isso.
ー Se você diz então tudo bem. Vamos logo! ー exclamou Zen que saiu correndo em direção ao Youkai.

Os outros dois logo seguiram Zen em sua maratona se separando uns dos outros para que pudessem ficar em volta do Youkai. O Youkai não estava muito longe e o mesmo corria para o encontro dos rapazes com sede de matar um por um por atrapalharem seus planos, porém logo que o trio chegou perto do ser eles ficaram em volta do mesmo e assim abriram ambos os braços formando uma espécie de círculo ao redor do Youkai, com isso as pupilas dos rapazes se dilatam e seus olhos ficaram pretos como o breu. De repente como de surpresa era como se um enorme alçapão negro se abrisse e raios começassem a atingir o Youkai, grandes correntes negras amarravam o mesmo e o forçava a entrar para dentro deste alçapão que saia de dentro da terra. Quando o Youkai finalmente desapareceu o trio tomou impulso em seus solados e pularam em direção ao céu ficando a uma grade altura onde podiam ver perfeitamente a cidade inteira, neste instante os rapazes apontaram suas foices em direção ao chão e então seus corpos reluziram uma luz tão brilhante que chegava doer na visão de quem os olhasse, os mesmo proferiram algumas palavras que não puderam ser ouvidas devido à distância que estavam do chão, mas assim que terminaram de proferir estas supostas palavras um grande feixe de luz branco envolveu a cidade de Niigata por completo destruindo qualquer vestígio de espíritos malignos e miasmas que pairavam pela atmosfera da cidade. Assim que a luz se dissipou os rapazes desceram e voltaram para o chão, no mesmo instante em que seus pés encostaram o solo o tempo que estava congelado retornou ao normal e os lugares que estavam quebrados por conta da batalha que havia acontecido estavam concertados como se nada tivesse acontecido ali, todos os quatro Shinigamis que estavam ali presentes voltaram a estar com suas roupas normais também assim que o tempo voltou a correr normalmente. Ao ver que todos haviam voltado Bella sai de perto de Kimi e corre para o local onde os rapazes estavam, mesmo que tudo estivesse acabado Shizuru ainda estava com alguns ferimentos em processo de regeneração.

ー Hayasaka-senpai! ー gritou a menina de longe vindo correndo ao encontro do trio logo sendo seguida por Kimi.
ー Ah, Tachibana-san. ー digo deixando um leve sorriso surgir em meus lábios ao ver a mesma correndo minha direção. ー Viu só eu disse que tudo ficaria bem. ー falo logo que a mesma chega em minha frente.
ー I-Isso não muda o fato de que você se machucou muito! E... Como trocou de roupas de novo...? ー indagou a jovem começando a sentir seu corpo tremer de medo, a mesma não sabia de quem havia ficado com medo de era do monstro ou dos rapazes a sua frente. ー Alguém, por favor, me explique o que está acontecendo aqui...

Os quatro se entre olharam pensando no que poderiam dizer para a menina humana de modo que ela não soubesse o real motivo de estarem ali, se bem que Shizuru tinha quase certeza de que seus amigos também estavam escondendo algo dele, afinal mesmo que tivesse desacordado ele conseguiu ouvir que o Youkai estava atrás da alma de Bella. Certamente eles estavam escondendo algo muito sério dele e o que mais detestava era quando faziam isso com ele.

ー A casa da Branquinha é por aqui não é mesmo? Vamos ir para lá e já explicamos a situação para ela. E estou com fome também.
ー Zen! Não seja sem educação! Não é certo se convidar para ir a casa de alguém que acaba de conhecer! ー exclamou Kimi ficando com suas bochechas bem vermelhas.
ー Branquinha...? Bem que seja, não vejo o porque não irem em minha casa. Também temos que cuidar dos ferimentos do senpai. ー disse Bella apontando o dedo indicador de sua mão direita para o maior.
ー Quanto a isso não precisa se preocupar, logo estará tudo curado.
ー Hahahaha. Vamos indo Tachibana-san! ー disse Kimi cortando Shizuru para que Bella também não viesse fazer mil perguntas sobre a questão de ele se curar tão rapidamente.

A ruiva foi empurrando a morena levemente fazendo a mesma começar a andar para que assim esquecesse o assunto, felizmente isso realmente deu certo e dessa forma todos começaram uma breve caminhada até o apartamento da jovem que não ficava tão longe dali. Todos caminharam em silêncio sem proferirem se quer uma palavra, o quarteto tinha de pensar em algo para dizer para a menina não contar uma mentira, mas também não podiam contar toda a verdade sobre a vinda deles, talvez ela até não acredite na história deles ou talvez acredite não tinha como saber. Depois de aproximadamente uns quinze minutos caminhando e ter parado em um mercadinho perto do apartamento da mesma para comprar alguns pacotes de massa de macarrão eles finalmente chegaram ao apartamento dela, assim que a garota abriu a porta seus convidados entraram e retiraram seus sapatos deixando-os ao lado da porta e andaram de meia até o sofá da sala, quando todos entraram e se acomodaram Bella fecha a porta do apartamento e se dirige diretamente a seu quarto para pegar sua caixa de remédios e primeiros socorros, afinal estava muito preocupada com Shizuru. Assim que voltou a menina o puxou para perto da mesa para ver como estavam seus ferimentos.

ー Eu estou falando que está tudo bem, não precisa disso tudo. ー falei ao observar ela mexer em alguns algodões.
ー Fique quieto e me deixe ver! ー exclamou a menor.

Bella fez com que Shizuru se sentasse na cadeira e foi rapidamente a cozinha deixar o macarrão cozinhando em uma panela para depois fazer algo para comerem, assim que retornou foi diretamente para onde havia deixado o loiro e com sua mão direita levantou um pouco a parte do cabelo do rapaz que ficava sobre seu rosto para ver o ferimento, quando viu que o local estava perfeitamente igual ao resto do rosto ficou extremamente assustada, ela tinha o visto quase morrer em frete a seus olhos.

ー Por isso eu disse para não se preocupar comigo, está tudo bem. ー disse retirando a mão dela de minha cabeça. ー Tachibana-san? ー indaguei ao ver que a mesma não se mexia de forma alguma.
ー... O que... Raios é você...? ー perguntou a moça sentindo seu corpo estremecer novamente ao lembrar do que havia visto.
ー Acho que isso é algo que todos nós deveríamos esclarecer para você. Não precisa ter medo, não vamos te fazer nenhum mal...

A menor o viu se levantar e acariciar a cabeça da mesma de um jeito até bem infantil, mas aquilo a fez se acalmar um pouco. Sendo assim os dois voltaram para a sala, quer dizer Shizuru voltou a sala, pois a garota voltou para a cozinha para terminar de preparar a comida para seus convidados, assim que terminou retornou para a sala levantou uma grande badeja com tigelas de diferentes coisas para comerem.

ー Aqui. Comam, por favor. ー disse a dona da casa ao colocar a bandeja na mesa de centro da sala.
ー Itadakimasu! ー falou o quarteto em uníssono após cada um pegar sua tigela e se preparar para comer.
ー Ah~ Está uma delícia Tachibana-san! ー elogiou Kimi.
ー Muito obrigada, apesar de ser um prato tão simples. ー disse a moça se sentando no outro sofá menor. ー Sem querer ser chata, mas gostaria de ouvir uma explicação agora.

Neste momento os quatro Shinigamis se entre olharam e suspiraram por alguns instantes, não adiantava tentarem adiar essa explicação então o albino Rikka resolveu começar as explicações, o mesmo explicou um pouco sobre a existência de Shinigamis e inúmeros seres de corpos espirituais que seres humanos não conseguem ver, em seguida Kimi de um jeito bem tímido começou a explicar que tinham uma missão para cumprir e por isso haviam vindo para esta cidade, Zen explicou um pouco sobre o porquê haviam mudado de roupas tão rápido e explicou também sobre os tipos de habilidades que os Shinigamis poderiam ter dependendo de seu nível. Bella se manteu em silêncio prestando atenção em tudo que eles falavam, Shizuru também estava calado e apenas observava seus amigos explicando as coisas para a jovem, ele estava um pouco preocupado de qual seria a reação da mesma depois de saber a suposta verdade que os trazia a ficar ali naquela cidade.

ー Então vocês estão me dizendo que são entidades que vieram para esta cidade a ponto de caçar esse espíritos malignos e depois esperar para recolherem a alma de uma pessoa? Isso realmente é meio impossível de acreditar... ー falou Bella deixando um sorriso confuso surgir em seus lábios. ー Mas sabe, eu vi tanta coisa hoje que seria impossível de não acreditar no que me disseram.
ー Acredita em nós? ー perguntou Kimi um pouco surpresa.
ー Sim. Não é como se vocês fossem como aquele Youkai que nos atacou... E se vocês forem como o Hayasaka-senpai creio que são boas pessoas. ー respondeu Bella sorrindo para a ruiva de forma gentil. ー Eu não sou boa de desconfiar das pessoas então né. ー terminou de dizer rindo enquanto coçava sua nuca com a sua mão direita.

Shizuru acabou por se impressionar com a resposta da garota, ele esperava tudo menos que ela os aceitasse como se fossem seres humanos comuns, o rapaz se sentiu muito contente por saber que o pensamento de Bella sobre eles era esse e que ela não havia mudado seu modo de agir com ele mesmo sabendo que ele não era um ser humano.

ー Muito obrigado por entender a situação. ー falou Rikka fazendo uma breve reverência para a menina.
ー Não foi nada de mais, não se preocupe com isso. ー disse a menina balançando suas mãos em uma negação.
ー Heeeee~ O Rikka-san é mesmo muito educado né? Até parece aqueles homens antigos japoneses. ー falou Kimi enquanto balançava seus pés levanto seu olhar para o albino.
ー Em minha vida humana eu era um samurai... Algumas costumes nunca mudam mesmo que eu não seja mais um ser humano. ー explicou Rikka ao se levantar do sofá e logo recolheu todas as tigelas que os quatro haviam utilizado. ー Não devíamos ficar incomodando a Tachibana-san mais, vamos indo até porque já está tarde e amanhã temos aula.
ー Não precisava lembrar dessa parte senhor certinho. ー falou Zen se jogando no sofá de modo bem largado com preguiça só de pensar em ir para a escola.

Kimi e Zen ficaram reclamando enquanto Rikka ajudava Bella a lavar as tigelas usadas e as guardava no armário da cozinha, quando finalizaram a limpeza todos se despediram de seus jeitos e a menina foi abrir a porta para que seus convidados pudessem ir embora. Mesmo tudo tendo acabado dando certo no final Shizuru estava com um péssimo pressentimento coisa que odiava, pois normalmente sempre estava certo. Assim que o quarteto saiu dos arredores do apartamento da jovem Shizuru resolveu romper o silêncio que se fazia entre eles para perguntar o porquê do ocorrido de hoje, ele necessitava ouvir as explicações deles, queria saber a causa desses ataques tão repentinos e o porquê de aquele Youkai estar atrás da alma de Bella. Quando os quatro adentraram uma longa rua deserta que levava ao local onde eles estava alojados Shizuru rompeu o silêncio deixando sua voz que antes era suave e agora estava extremamente seria surgir de repente ecoando um pouco pela rua deserta.

ー Por que aquele Youkai estava atrás da alma da Tachibana-san? ー perguntei parando de andar. ー Kimi basicamente me fez ir atrás dela porque ela estava sozinha, se for levar isso em conta significa que todos os outros também estavam a procura dela. O que estão escondendo de mim?

Os três acabaram por parar de andar assim que ouviram Shizuru começar a falar, ele havia demorado para perguntar sobre isso. Quando o loiro terminou de falar os outro viraram para ele e então a ruiva Kimi começou a falar.

ー Não sabemos ao certo, mas o que parece é que ela não é uma simples humana. ー disse Kimi cruzando seus braços abaixo de seus seios.
ー Exato. Provavelmente ela deve ser a reencarnação de alguma divindade do passado ou coisa do tipo. Youkais não iriam atrás de um humano qualquer apenas por causa de uma alma. ー supôs Rikka.
ー Divindade? ー indaguei sem acreditar.
ー Eu também não acreditei quando Rikka veio com essas ideias, mas quando fomos analisar tem uma grande possibilidade dela ser mesmo... ー falou Zen abaixando sua cabeça levando suas mãos aos bolsos de sua calça escolar.
ー Não estamos dizendo que ela tem poderes de uma divindade, mas que herdou as virtudes dela... ー continuou Kimi.
ー Como podem ter tanta certeza disso? ー perguntei ainda não crendo no que estava ouvindo.
ー Eu já havia sentido isto antes, mas nunca quis pesquisar a fundo. ー disse Rikka. ー Na minha vida passada antes de renascer como um Shinigami fui o guardião de uma divindade e a Tachibana-san tem a mesma aura que a divindade. ー explicou. ー Há uma grande possibilidade dela ter a alma dessa divindade. ー completou o albino.
ー Então suponhamos que ela seja a reencarnação humana dessa suposta divindade, os Youkais conseguiram a encontrar por causa de mim? Um Shinigami só não chama atenção de ninguém.
ー Parece que não somos os únicos Shinigamis nesta cidade Shizuru. De qualquer forma nos despedimos aqui. Até amanhã. ー respondeu o albino em seguida acenando para o loiro.
ー Até mais. ー despediu-se Kimi.
ー Nos vemos amanhã. ー falou Zen logo dando de costas começando a andar.

Assim que os três Shinigamis se despediram de Shizuru o mesmo ficou refletindo durante alguns instantes, porém antes que seus amigos desaparecessem o rapaz segurou no pulso esquerdo de Rikka com força o fazendo olhar para o loiro com uma expressão um tanto confusa. Shizuru não queria que os outros ouvissem então apenas se comunicou telepaticamente com o albino dizendo que depois eles teriam que conversar para que seu amigo pudesse explicar a situação direito e em detalhes, Rikka apenas assentiu com sua cabeça e então Shizuru soltou sua mão do pulso do rapaz o permitindo ir embora e se pondo a caminhar em direção a seu apartamento que estava a duas ruas dali.

"Mesmo que isso seja possível só significa que um Shinigami esta quebrando as regras em deixar seu posto e vir morar nesta cidade sem permissão de seu supervisor. Isso só significa uma única coisa...".

O rapaz parou em frente à uma caixa de correio que ficava perto de seu apartamento e levantou sua face para ficar por um tempo observando o estrelado céu noturno da cidade de Niigata. Seus belos cabelos loiros bailavam com a brisa da noite enquanto uma lâmpada de um poste um pouco longe do mesmo piscava incansavelmente.

ーEstamos perto de uma Nagi. ー falei enquanto observava o céu negro.


Notas Finais


Desculpem a demora, tive alguns problemas com meu PC então agora vou apenas escrever pelo celular ;-; Obrigada a todos que esperaram para ler esse capítulo (que francamente me esforcei muito para fazer), espero que gostem! Beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...