História My Friend, My Love - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Anna, Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Elsa, Emma Swan, Fa Mulan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Evil Queen, Fanfic G!p, Homossexualidade, Jennifer Morrison, Khristtynna, Lana Parrilla, Lesbicas, Morrilla, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Swan Queen, Swanqueen, Swen
Visualizações 307
Palavras 2.598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*Boa leitura!📖📚📚❤️️😍😍❤️️


*Capítulo simples, sem grandes acontecimentos, somente preparando para os próximos rsrs

Capítulo 4 - Curiosidade


 

-O que está havendo Rub, por que está me puxando desse jeito? Preciso voltar, aquela cara vai querer agarrar a Gina.

 

-Emma, deixa a Regina, ela é afim do Graham a esqueça. O campus está cheio de meninas lindas que com certeza você pode ter chance. É inteligente e tem poste de modelo, apesar de andar com rabo de cavalo e óculos, isso não tirar sua beleza. Você continua linda e legal. -Emma estranhou, pensou em contar que estava tendo um lance com a melhor amiga, mas não podia, visto que havia prometido não comentar com ninguém a respeito. Com toda certeza manteria a palavra.

 

-Regina é minha melhor amiga, ela me conta tudo e eu da mesma forma, sou feliz apenas pelo fato dela existir, outra poderia atrapalhar nossa amizade.

 

-Isso é o bastante para você, somente amizade? E se ela se envolver com o cara mais galinha do campus, e se Graham a deflorar, como vai reagir quando ela te contar os detalhes? -Encheu um copo de bebida e entregou a loira. -Toma, e não precisa me responder, você vai ficar infeliz, magoada porque quer ser você a primeira dela e que ela seja a sua.

 

Emma bebeu o copo de cerveja de uma vez, respirou fundo, não sabia o que fazer se Graham a tocasse, ainda mais agora depois que a beijou, que a penetrou um dedo, que quase perderam a virgindade no banheiro.

 

Pov Regina

 

Depois que pedi para Emma ir lá com a Rub, fiquei conversando com Graham, que começou a flertar comigo, perguntando se eu tinha ciúmes dele com outras, se aproximou cada vez mais de mim, senti seu perfume incrivelmente agradável. Ele tocou meu rosto e disse o quanto sou linda. Sorri feito uma idiota, ele nem pediu permissão e foi logo me agarrando pela cintura e me puxando para um beijo, sua língua logo invadiu minha boca explorando cada centímetro, eu estava de olhos abertos, medo de Emma ver, não quero magoa-la. Mas diante do cara que sempre quis, o que fazer, apenas fechei os olhos e me entreguei ao beijo, a pegada firme, o beijo bom, estava indo bem até minha mente ser invadida pelos beijos da minha melhor amiga e o que havíamos feito no banheiro, o beijo dele pareceu perder a graça e me senti estranha. Sutilmente o empurrei parando o beijo.

 

-Nossa garota, você beija muito bem! -Ele disse sorrindo com seus lindos dentes de fora.

 

-Obrigada, você não é nada mal!

 

-Humm, posso melhorar, o que acha de ficar aqui, eu pegar aquele vinho 12 anos e subirmos para o quarto?

 

-Não, preciso ir, outro dia quem sabe. -Sorri maliciosa.

 

-Estou ansioso por esse dia. -Virei para olhar onde Emma estava e me deu um medo tão grande, quando não a vi, começou passar várias coisas pela minha cabeça, uma delas foi que Ems viu o beijo e foi embora magoada, isso não pode acontecer, soltei a respiração que nem notei que prendia.

 

- O que foi Regina?

 

-Preciso ir, tchau. -Beijei seu rosto e rapidamente me afastei, passei pela porta em disparada, para meu alivio vi Emma e Ruby sorrindo, cada uma com um copo grande vermelho de cerveja nas mãos.

 

-Emma! -Me aproximei rapidamente aliviada por vê-la sorrindo, sabia que estava bem.

 

-Gina, você demorou.

 

-Aí minha linda, desculpa, pensei que já tinha ido.

 

-Fui pegar bebidas com a Ruby, depois ela me chamou para vim te esperar aqui fora. -Rub me direcionou um olhar de repreensão, a agradeci mentalmente. Ela deve ter visto o beijo e tirou Emma de lá, agora qual seria o motivo sendo, que somos apenas amigas. Apesar de estar acontecendo o que não deve entre nós.

 

-Vamos?

 

-Claro, estou cansada. -Falou Emma enlaçando sua mão na minha, sorri, ela sempre faz isso desde que éramos pequenas, sempre de mãos dadas. Rub nada disse e fomos o trajeto apenas eu e Emma conversando, coisas aleatórias.

 

-Meninas boa noite, já vou indo ver como a Zel está, e Regina amanhã apareça para conversar com ela, está chateada, por não ter ido cumprimentá-la na festa.

 

-Nem vi vocês, desculpa amanhã vou lá. -Depois que ela se foi continuei a andar com Emma, estava frio, chegamos no nosso dormitório. Emma abriu a porta e entramos, ela jogou o copo de cerveja no lixo. Eu fui direito para o banheiro, estava me sentindo melada, não pelo beijo do Graham e sim pelo que rolou entre eu e minha amiga. Ultimamente, tudo está muito intenso, os desejos a flor da pele. Me livrei das minhas roupas e tomei uma rápida ducha, escovei meus dentes e sai do banheiro enrolada em uma toalha, meu robe estava meio molhado, Emma estava de pé com a toalha dela na mão, apenas de box branca e sutiã da mesma cor, meus olhos me traíram, parei nos seus seios e desci para o meio de suas pernas, me senti melada em instantes, percebi que seu rosto estava vermelho.

 

-Gina, posso passar, estou um pouco suada. -Notei que ainda estava parada na porta do banheiro. O que está acontecendo comigo.

 

-Ah, desculpa.

 

-Tudo bem, pode olhar eu não me importo. -Passou por mim e entrou no banheiro deixando a porta entreaberta. A vi pela fresta da porta, tirar a box e o sutiã, sua bunda branquinha durinha. Respirei fundo e rapidamente fui para o closet vestir uma roupa, antes que eu entrasse no banheiro e pedisse para Emma me foder. Peguei meu pijama lilás e vesti a calça sem calcinha e minha blusa, não gosto de calcinha para dormir, incomoda e não deixa meu PH equilibrado. Fui para minha cama e deitei, Emma ainda não havia saído do banheiro.

 

Pov Emma

 

Fiquei embaixo do chuveiro, sei que esse horário não é bom molhar os cabelos, ainda mais que é longo e precisa de um tempo para seca-lo, quem sabe eu corte ele futuramente.

 

Regina me deseja, vi seu olhar de luxuria sobre mim, estava louca para agarrá-la e leva-la para cama e fazer amor o resto da madrugada. Tão sexy com aquela toalha em volta do seu corpo, a desejo tanto, só tenho medo de me precipitar a agarrando, nem pensar, prefiro manter o respeito e esperar ela dá o próximo passo. Desliguei o chuveiro e sequei meu corpo, liguei o secado e fiquei secando meu cabelo em frente ao espelho. Uns minutos depois sai e fui no closet, vesti uma calça moletom sem cueca, normalmente nunca uso peça intima em casa, mesmo porque desde pequena mamãe não deixava, dizia que poderia deixar meu amiguinho meio curvado para o lado, devido viver apertando, então só uso quando tenho que sair, Regina sabe disso, ela também não usa calcinha em casa para mantê-la com PH vaginal equilibrado, é bom para a fertilidade. Vesti uma blusa grande de ursinhos na frente. Penteei meu cabelo, olhei para a cama da Regina, ela estava de lado, talvez dormindo, fui para a minha insegura, queria dormir com ela em meus braços. Deitei e me cobri deixando apenas minha cabeça pelo lado de fora, fiquei a olhando de costa na direção que estava. Enfim o sono começou me vencer, apaguei o abajur. Antes de adormecer, lembrei dos nossos momentos íntimos e das palavras de Ruby. Sacudi a cabeça e nem notei quando dormi.

***

Acordei ao meio dia, logo meu olhar foi em direção a cama do meu amor e ela não estava lá. Pulei da cama, calçando minha pantufa. Andei até a varanda e nada, olhei pela sala, banheiro, nossa mini cozinha e não a encontrei. Em cima da mesa, tinha torradas, bacon, ovos mexidos e meu chocolate coberto em uma xícara. Sorri e sentei para tomar café. Já estava tudo frio mesmo, assim continuei a comer. Depois de saciada fui fazer necessidades e a higiene matinal. Sai do banheiro ainda com o pijama e peguei meu óculos, livros e notebook e fui estudar na mesinha de centro da sala, antes mandei uma mensagem para Regina.

 

Onde você está? Já sinto sua falta”. -Não demorou e tive a resposta.

 

Estou no quarto da Zel, ela está de ressaca, não quis te acordar estava tão fofa dormindo, espero que seu café não tenha ficado muito frio”.

 

Que horas você volta”?

 

“Não sei, acho que vou almoçar aqui”.

Dá um beijo na Zel e outro na Rub por mim”.

 

Vem para cá”!

 

Não, preciso estudar para prova de amanhã”.

 

Poxa Ems, tudo bem, bons estudos e come alguma dessas besteiras que tem no armário, sem exageros, não quero perder minha melhor amiga, para uma doença cardíaca feia”.

 

Você nunca vai me perder”!

 

“Beijos a noite nos vemos”. -Sorri e deixei meu celular de lado e comecei a estudar.

 

Pov Regina

 

Acordei as 9 da manhã, levantei e fui na cama dela, a admirei por um instante, se não tivesse acontecido tantas coisas entre nós nesses últimos dias, eu teria pulado em cima dela e a acordado, mas depois dos beijos do pré-sexo parece que as coisas mudaram, me sinto estranha. Me afastei, e peguei meu diário debaixo da cama, onde tem as 10 coisas que preciso fazer para ter experiência sexual, sentei na beira da cama e li cada coisa idiota que ali escrevi. Pensei em rasgar, mas logo a lembrança do beijo do Graham me veio em mente, depois de explodir de desejos por Emma, preciso mais do que nunca ficar com ele, assim posso descobrir que meus sentimentos pela Ems não mudou. Quem devo usar? Com ela é muito arriscado, moramos juntas, se continuamos vou acabar me entregando, aí que virá o problema. Pode ser que só me ame como amiga e só está fazendo isso porque é virgem e sente desejos, como qualquer pessoa. Que droga, melhor ir passar o dia com a Zel e a Ruby. Rapidamente fui tomar banho, depois me arrumei, deixei o café da Emma pronto, peguei meu celular e me mandei para o quarto da minha irmã. Bati na porta e Ruby abriu.

 

-Cadê a Emma?

-Dormindo.

 

-Entra, e que palhaçada foi aquela de você está se beijando com o galinha do Graham?

 

-Ah aconteceu Rub, sou solteira!

 

-Você devia abri os olhos e enxergar quem realmente ama você e te quer, bem além do que uma transa.

 

-De quem está falando, não enxergo? -Confesso que não entendi direito onde ela quer chegar.

 

-De nada, venha tomar café conosco, sua irmã está de ressaca.

 

-Fomos até a mesa e Zelena estava de cabeça abaixada.

 

-Zel o que você tem? -Perguntei preocupada.

 

-Olá maninha, estou destruída!

-Não devia ter bebido tanto.

 

-Ah, só já tem esse resto de ano e a metade do outro e me mando daqui. Estarei formada e casada. -Sorriu para Ruby. -Cadê a loirinha?

 

-Dormindo!

 

-Hum, gosto muito dela, vocês devem casar, Emma é nerd e todo nerd no futuro será o rico de amanhã, amarre logo ela. -Sorriu.

 

-Você é doida, somos amigas!

 

-Quem se envolve com inimigo maninha? -Fiquei pensativa.

 

-Ah Zel, tome seu café amargo, sua maninha ontem estava aos beijos com Graham. -Disse Ruby me deixando apreensiva, minha irmã não precisava saber.

 

-Que droga Regina! O que tem na cabeça? Aquele cara só quer colecionar mulheres, é um filho da puta!! -Percebi que minha irmã se chateou.

 

Nada disse, apenas me servi e comecei a tomar meu café. Quando acabamos fomos assistir filmes. O clima estava calmo entre nós, o primeiro filme acabou, Zel estava escolhendo o segundo quando meu celular avisou mensagem, olhei e era da Emma. Sorri involuntário. Conversamos um pouco, quando deixei meu celular de lado Ruby perguntou.

 

-É o Graham, para estar com esse sorrisinho?

 

-Não, é a Emma.

 

-Humm, ainda bem. – Começou o próximo filme. De comédia “a espiã que sabia de menos”. Demos boas gargalhadas, quando terminou passava das 14 horas. Ruby foi comprar nosso almoço e ficou só eu e Zel. Estava doida para perguntar algo que estou curiosa, Zel estava no sofá e eu no tapete, me virei para ela.

 

-Mana, posso te fazer uma pergunta?

 

-Sim, manda!

-Promete que não vai rir de mim?

 

-Prometo, sabe que te escuto sempre é, minha maninha do coração.

 

-O que acontece, quando a mulher transar com alguém com o pênis grande e grosso? -Ela arregalou os olhos, mas logo voltou ao normal.

 

-Grande o quanto?

 

-Assim. -Mostrei mais o menos o tamanho e a grossura.

 

-Caralho, puta merda!! Quem é esse cavalo?!

 

-Shiii, fala baixo o quarto ao lado pode ouvir ou de repente a Ruby já está voltando.

 

-Calma ela acabou de sair, mas me diz, quem é essa pessoa do pauzão, até eu quero experimentar, apesar de curtir uma bucetinha. -Sorriu. -Brincadeira.

 

-É bom que seja mesmo, porque essa já tem dona! -Falei enciumada.

 

-Oh não me diga que é Graham, porque sei que o pinto dele não é assim, é fino e tamanho normal.

 

-Você já viu?

 

-Não, foi uma gata que eu transei que havia dado para ele e me relatou. Agora diga quem é o cavalo?

 

-Promete que não contará para ninguém, nem vai me julgar?

 

-Deixa disso, apesar de puxar sua orelha de vez enquanto, sabe que pode confiar em mim.

 

-Emma! -Fechei os olhos esperando ela me bombardear de perguntas.

 

-Uau, puta merda, minha loirinha tem pauzão! Que danadinha. -Sorriu animada com a descoberta.

 

-Sim!

 

-Como viu, Regina? – Arqueou a sobrancelha esperando minha resposta.

 

-É, é..e...

-Desembucha garota!

 

-A vi com ereção, nua. -Estava atrapalhada em responder.

 

-Se masturbando?

 

-Não, esquece Zel. Só quero saber se dói muito e machuca pênis grande?

 

-Esse que você descreveu faz um estrago, lembrando que o tamanho não é importante, mas grande sabendo usar é bem melhor do que um mini. -Sorriu.

 

-Hum, doeu quando perdeu a virgindade?

 

-Sim bastante, foi horrível, o carinha não sabia o que fazia direito.

 

-Hum.

 

-Meu primeiro orgasmo foi com uma menina da escola, você ainda era bem criança e eu tinha 14 anos. É fui precoce, e te admiro por ainda ser virgem com 19 anos.

 

-É, as vezes parece que vou pegar fogo! -Confessei.

 

-É normal, quando começar vai querer quase toda hora. -Sorriu. -Se for dá para Emma use lubrificante, vai ajudar bastante, apesar de saber que ficará bem lubrificada naturalmente. -Deu uma gargalhada.

 

-Você é louca, ela é minha melhor amiga, Emma ainda é virgem também!

 

-Por pouco tempo, porque depois que eu espalhar que ela tem três pernas, vão cair matando em cima dela. -Sorriu, me deu medo disso acontecer.

 

-Não ouse espalhar isso pelo campus, a Emma é minha!!...

 

Pov Zelena

 

Regina e Emma desde que entraram na adolescência, existe uma tensão forte entre elas. Ruby me disse que Emma ama minha irmã. Faria muito gosto desse envolvimento, a loira é perfeita para ela. Depois que Ruby saiu lá veio Regina e suas curiosidades, o que é normal, já que ainda é virgem, porque se não fosse já teria corrido e me contado. Regina desde pequena, quando acontecia alguma coisa com ela, nunca ia e contava para nossos pais, mas sim para mim. Perguntou sobre “O que acontecia quando a mulher transar com alguém com o pênis grande e grosso” me assustei com a pergunta. A conversa se seguiu e eu comecei a ficar cada vez mais desconfiada e pelo tamanho que Regi descreveu o pinto da amiga, já viu bem duro, devem estar aprontando alguma, ela pensa que me engana. Continuamos a conversa e quando chegou na parte que vou espalhar, notei sua cicatriz acima do lábio superior evidente, ciúmes do mais puro, espero que ela enxergue e dê valor a menina maravilhosa, antes que venha outra e a ganhe...


Notas Finais


*Pessoal com já falei algumas vezes, estou meia sem tempo, por isso criei um grupo das minhas fanfics, quem quiser entrar e falar comigo sintam-se a vontade, só poderei responder a partir das 17 horas, e nos fins de semana... Link para entrar no meu grupo do WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/LNCuWCjxaIt7MBBrOwSoCy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...