História My Friend, My Love - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Anna, Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Elsa, Emma Swan, Fa Mulan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Evil Queen, Fanfic G!p, Homossexualidade, Jennifer Morrison, Khristtynna, Lana Parrilla, Lesbicas, Morrilla, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Swan Queen, Swanqueen, Swen
Visualizações 349
Palavras 1.766
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*Boa leitura!📚📖💻📱📃😍😘❤️️

Capítulo 8 - Conversa Sensata


Fanfic / Fanfiction My Friend, My Love - Capítulo 8 - Conversa Sensata

 

Ruby após sair do quarto andou pelo campus em busca de encontrar Emma, depois de passar cerca de meia hora procurando-a, foi até a estufa de flores, o cheiro era forte, porém agradável. Emma estava sentada ainda no mesmo lugar que se escondeu, sua cabeça encostada no joelho, queria morrer só de lembrar que viu sua amada aos beijos com outro. Ruby vasculhou o local e viu um cantinho, onde tinha uma entrada, caminhou até lá e se deparou com a loira de cabeça baixa sentada.

 

-Ei! -Emma se assustou.

 

-Au, que susto! -Ruby notou os olhos dela inchados de tanto que chorou.

 

-Eu nem vou perguntar o motivo desse choro, sei o que aconteceu. Levanta. -Esticou a mão para loira, que mesmo relutante aceitou levantando. -Vamos tomar café, pois sei que você ainda não tomou devido o ocorrido, Regina disse que iam para cafeteria. -Caminharam para saída da estufa conversando.

 

-Íamos, mas aí o babaca apareceu e ela cedeu aos encantos dele. -Disse amargurada.

 

-Entendo o que deve está sentindo, mas te digo como amiga, também sou experiente nesses lances de namoro e indecisões. Regina é confusão, mas pelo estado que ela chegou lá no quarto, tenho certeza que te ama, muito além de que como amiga.

 

-Você acha? -Perguntou esperançosa.

 

-Tenho certeza, mas não fica com essa cara de idiota.

 

-O que quer que eu faça, se sou louca por ela desde de criança.

 

-Eu sei e, toda Storybrooke sabe, acho que até a New York inteira. -Sorriu.

 

-Para, também não é tão óbvio assim.

 

-Claro que é... falando sério, tenho algo a te contar, acho que já devia ter dito. -Parou de caminhar fazendo a loira parar também.

 

-O quê? -Emma a olhou atentamente.

 

-Não tem aquele dia que teve a festa da fraternidade do babaca e você foi com a Regina? -Emma sorriu lembrando do que fizeram no banheiro. -Por que esse sorrisinho idiota?

 

-Lembrei de algo que eu e a Gina fizemos aquele dia.

 

-O que por exemplo?

 

-Intimo, e não vou te contar. -Sorriu. - O que vai me falar?

 

-Emma, naquela festa você foi até mim conversar e Regina ficou com Graham. -Ruby a analisou, para poder contar de uma vez.

 

-Sim, por quê?

 

-Regina se beijou com Graham atrás da sua costa praticamente. -Emma mudou de cor e voltou a chorar, doeu ouvir aquilo.

 

-Não pode ser, depois do que fizemos... por isso você me tirou de lá, devia ter deixado eu ver.

 

-Para quê? Só ia ficar mal, como está agora. -Emma desabou num choro compulsivo, Ruby a abraçou e a levou para um banquinho que tinha perto da fonte, sentou consolando-a.

 

Meia hora depois...

 

Regina estava ansiosa, levaria o conselho de Zelena ao pé da letra, iria afastar os maus entendidos e queria tentar ir bem além da amizade com Emma, a queria para vida toda, apesar de ainda ser jovem, não se via mais longe dela.

 

Zelena a observou sentada no sofá pensativa, havia colocado um filme para assistirem depois da conversa que tiveram.

 

-O que está pensando em fazer?

 

-Ainda não sei, esperar Ruby chegar com ela para conversarmos.

 

-Falar na Rub, ela está demorando, vou mandar uma mensagem.

 

-Pergunta se ela encontrou minha loira.

**

Ruby percebeu que Swan havia se acalmado, mas mesmo assim permanecia com a cabeça encostada em seu ombro, o celular vibrou em seu bolso fazendo Emma se afastar, se ajeitando no assento. A morena leu a mensagem da namorada.

 

-Onde você está? Encontrou minha dotadinha, futura cunhada? Vem logo!

 

Ruby respondeu: Amor, encontrei e não a chame assim perto da Regina rsrs... Emma está mal, vou ver se convenço ela ir conversar com a sua irmã. -Guardou o celular no bolso e virou para a amiga.

 

-Emma, vamos lá para o quarto, você come alguma coisa e conversa com a sua amada.

 

-Não quero, eu vou para o dormitório, diz para Regi se ela quiser conversar comigo que vá para nosso quarto. -Levantou e seguiu para o local que dividia com a melhor amiga.

 

Ruby ficou olhando-a ir por alguns segundos, Emma não estava bem, poderia falar alguma coisa para Regina e depois se arrepender. Decidiu voltar para seu dormitório. Levantou e seguiu para o local, andou cerca de cinco minutos e entrou no elevador subindo para o quarto, em frente a porta respirou fundo e abriu-a adentrando, chamando a atenção das irmãs Mills. Regina levantou do sofá procurando a Swan e não a vendo.

 

-Cadê ela? Não a encontrou? Ai eu não acredito!

 

-Relaxa cunhada, Emma está bem e foi para o dormitório de vocês, disse que se quiser conversar, tem que ir para lá.

 

-Ok, vou agora mesmo. -Regina seguiu para saída, antes de passar pela porta ouviu Ruby dizer:

 

-Regina, Emma está muito magoada, e eu piorei um pouco a situação ao contar que aquele dia você estava aos beijos com Graham, atrás da costa dela. -A morena mais baixa se virou para mais alta.

 

-Você não devia ter cotado, poxa!

 

-Devia sim, Emma é boa e te ama, não merece que a faça sofrer. -Zelena apenas observava. Regina sabia que estava agindo errado e aquele beijo com Graham naquela festa depois que quase fez amor com a loira pesava em sua consciência. Saiu do dormitório apressada sem mais conversa, precisava apenas esclarecer as coisas para Swan, desceu as escadas rapidamente, logo saindo do prédio e indo a passos largos para seu quarto.

 

Emma já havia chegado, estava deitada na cama, com a mão sobre o peito, estava magoada demais, para não terminar a amizade só tinha uma opção, mesmo que fosse doer. Ouviu a porta se abrir e logo Regina apressada adentrar o local chamando seu nome, não respondeu e a morena apareceu na parte que ficava suas camas, se aproximou.

 

-Emma, eu posso te explicar tudo. -Seus olhos estavam marejados.

 

-Não pode! -Disse sentando e se encostando na cabeceira da cama, Mills sentou na beira da mesma a olhando, viu o quanto Emma estava abatida.

 

-Não quero te ver triste, amo você e tenho agido feito uma idiota, você é minha vida! -Se aproximou mais tentando tocar no rosto da loira que se virou evitando o toque. -Não me evita, olha para mim? -Disse em lágrimas.

 

-Você só brinca com meus sentimentos, eu daria minha vida por você, sabe disso, mas não posso suportar ver você beijando outro.

 

-Eu não tive culpa Ems, por favor acredita em mim? Ele me beijou de surpresa!

 

-Como posso acreditar se você se derrete toda para o lado dele, me ignora, me desrespeita, não posso lidar com isso.

 

-Desde que começamos a ficar, tudo mudou, eu passei só pensar em você, só te querer, mas tenho medo, entende?

 

-Como pode ter medo, nos conhecemos desde criança, minha vida gira em torno de você. Se penso no futuro eu te vejo nele, não só como amiga, mas sim como minha mulher! -Confessou.

 

-É sério?

-Sim, pelo menos era, mas agora já não sei...

-O que quer dizer com agora já não sei?

 

-Eu não quero mais ficar com você. -Disse em tom bem triste.

 

-Por quê? -Regina sentiu uma dorzinha no peito.

 

-Vamos acabar nos magoando, e talvez afastadas para sempre, você é indecisa, vai que enjoe de brincar comigo e queira outra pessoa, irei sofrer muito, então manter a amizade é o melhor.

 

-Para com isso, você me disse que me ver em seu futuro e me quer como esposa, então porquê terminar agora o que está apenas começando?

 

-Não consigo vê-la com ele, sei que seu sentimento ainda não mudou, afinal era o garoto que você tanto queria, como posso concorrer com um cara bonitão? Sou apenas uma nerd esquisitona querendo ficar com a garota mais bela do campus.

 

-Não fala assim, você é linda e não precisa concorrer com ninguém, já sou sua! -Sentou mais pertinho da loira tocando o rosto dela, fazendo-a fechar os olhos, dessa vez sem recuar, adorou ouvir Regina dizer que era dela, mas não podia ser fraca.

 

-Podemos continuar amigas como antes ou pelo menos tentar, mas nada de benefícios, como beijos, sexo oral entre outras coisas que andávamos fazendo.

 

-O que eu faço para você mudar de ideia? Se quiser posso transar com você, deixo me penetrar e tirar minha virgindade, assim como ficarei com a sua.

 

Emma a encarou incrédula, nem acreditava que sua amada estava lhe fazendo aquele tipo de proposta.

 

-Regina, eu disse que esperaria seu tempo, não quero mais ficar com você, não é devido nós ainda não ter feito amor dessa forma que disse, mas sim porque não quero acabar de ter um momento intimo com você e logo em seguida te ver beijando outro, ou então fazendo coisas pela minha costa!

 

-Emma, só me dá uma chance, me deixa provar o quanto eu te amo?

 

-Me prove com atitudes, enquanto eu não sentir que é verdadeiro seus sentimentos e que não sente nada pelo Graham, continuaremos agindo apenas como amigas, claro que não como antes, já que ultrapassamos a barreira da amizade.

 

-Vou provar a você, que realmente mereço que fique comigo, como namoradas ou como você quiser! -Disse determinada. -Posso te abraçar?

 

-Claro Regi, ainda somos amigas. -Regina puxou-a para seus braços, encostou a cabeça no ombro dela e começou a chorar e falar baixinho. -Me perdoa, irei fazer de tudo para não te fazer sofrer, é tudo para mim... -Emma também estava emocionada.

 

-Tudo bem minha vida, sabe que não consigo ficar muito tempo chateada, ainda mais com você. -Apertou a morena em seus braços, ficaram assim por um tempo, a barriga da loira reclamou, Regina se afastou sorrindo um pouco mais calma.

 

-Vamos comer alguma coisa? Já é meio dia, sabe que não pode ficar tanto tempo sem se alimentar. -Levantou da cama seguida pela loira. Decidiram ir comer no restaurante da universidade. Depois de lavarem o rosto e se recomporem saíram do quarto mais calmas, pelo menos o que demonstravam. Regina não estava bem em ter que ficar sem os beijos e carinhos íntimos da amiga. Emma estava péssima em dizer que não mas queria ficar com ela, sendo que era tudo que mais queria na vida. Caladas andaram pela praça do campus em direção ao restaurante, dessa vez sem ninguém para interromper seus trajetos. Chegaram no local, sentaram em uma mesa e fizeram seus pedidos, ficaram aguardando em silêncio, nada precisava ser dito, apenas conversavam com o olhar...o forte sentimento exalava entre elas. Mesmo com tudo que sentiam precisavam repensar se valeria a pena ou não, deixar uma linda amizade de anos e partir para um relacionamento incerto....

 

 

 


Notas Finais


Foi isso, não esqueçam de dizer o que acharam...😉😘😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...