História My Friend's Cousin [Jikook ABO] - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Tao, V
Tags Abo, Chanbaek Abo, Jikook, Jikook Abo, Kaisoo, Namjin
Exibições 89
Palavras 1.066
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Slash, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


1- duvido que pelo menos duas pessoas não tenham lido "rola" no lugar de "rolha".
2- os erros nas falas do Jungkook são propositais, vão entender pelo contexto

VOLTEEEEI
Sentiram minha falta crianças?
(Naaaaaaum)
Enfim
Me senti inspirada pra escrever
Quando é filha da putagem a criatividade num acaba kkkkk
Espero que gostem ❤

Capítulo 18 - It's a Pitty


P.O.V's Autora

- Jungkook... - Jimin chamou por seu nome em um tom quase inaudível, sabia que Jungkook não iria responder. - acorda, por favor...

Jungkook permanecia desacordado, Taehyung não estava mais no cômodo e Jimin estava encolhido em um canto da jaula, o canto onde pairava a mínima luz que vinha da fresta do teto. Se estivessem em um lugar barulhento seria impossível de se ouvir seus soluços e grunhidos, mas o silêncio era tanto que esses pequenos sons vindos de Jimin ecoavam pelo porão. Ele se assustava a cada vez que abria os olhos e via nada mais do que a escuridão, sabia que Jungkook estava lá, a sua frente, mas não podia enxergá-lo, não podia ajudá-lo. Seu corpo estremeceu ao ouvir os cliques metálicos vindos do outro extremo do cômodo e uma luz fraca se fez presente no centro do lugar, vinha da pequena lâmpada desgastada pendurada ao teto por poucos fios coloridos:

- Voltei. - Taehyung disse com um sorriso irônico e cínico no rosto, com a iluminação Jimin podia ver tanto esse sorriso quanto o corpo de Jungkook desacordado e amarrado em uma cadeira, sua cabeça estava jogada para trás e a boca entreaberta, os cortes e hematomas em seu corpo assustariam qualquer um. - sentiram minha falta?

- Eu te odeio. - murmurou encarando o chão.

- Eu vou ignorar a sua falta de noção dessa vez e vou fingir que você não disse nada. - respondeu direcionando ao ômega um olhar mortífero. - você tem até que muita sorte, hoje não vou fazer nada com você, tenho outros planos. - sorriu malicioso indo na direção de Jungkook. - ei, Kookie... Acorda... - afagou os fios castanhos claros do alfa tocando propositalmente em um que havia em sua testa.

- Sai de perto dele! - Jimin agarrou as grades da jaula com força.

Taehyung ignorou os berros de Jimin e continuou com suas carícias sobre o mais novo, tirou do bolso interno de sua jaqueta de couro marrom um pequeno frasco com um líquido esbranquiçado como conteúdo. Apertou as bochechas de Jungkook com uma mão formando uma pequena abertura entre seus lábios e com a outra retirou a rolha do frasco a jogando para trás, despejou o líquido em sua boca, o mesmo tossiu um pouco por ter se engasgado e suas pálpebras levantaram um pouco, ainda estava com o frasco na boca:

- Isso... Bebe tudinho... - Taehyung virava mais o frasco à medida que o líquido acabava.

- Para com isso... Por favor... - Jimin choramingava ainda com as mãos grudadas na grade.


- Não, você vai querer saber o que vai acontecer depois. - deu um sorriso bobo ao ver o brilho negro dos olhos de Jungkook. - Kookie...

- Uh... Quem é?... - falou embolado com as pupilas levemente desordenadas devido ao efeito da bebida.

- Sou eu, Taehyung... - acariciou sua bochecha esquerda com um polegar. - o amor da sua vida.

- Não... - Jimin sussurrou para si mesmo. - não, não, não, não, não, não, não!

- O gue voi... meu amour... - Jungkook tropeçava nas palavras com os olhos semi cerrados, sua cabeça balançava lentamente.

- Eu quero brincar com você... - se ajoelhou na frente do mais novo e acariciou seu membro por cima da calça.

- Hmm... Tae... - gemeu o nome do moreno e posicionou sua mão em cima da dele, além de deixá-lo completamente irresponsável por qualquer ato que cometesse os poucos mililitros da dosagem que Tae havia lhe dado conseguiram o deixar bem excitado. - me zolta...

- Jungkook! - o garoto de cabelos rosas já estava desesperado em ver aquela cena. - o que você deu pra ele? - as lágrimas inundavam seus olhos, faltava pouco para escorrerem por seu rosto.

- Uma dosagem que um amigo meu fez. - falou como se fosse a coisa mais normal do mundo e deu de ombros, continuou massageando o membro rígido de Jungkook. - viu só como eu consigo deixar ele duro bem mais rápido que você? Já está até marcado.

- Cala a boca! - exclamou e se virou de costas, já estava aos prantos.

- Mesmo se você não ver, não vai conseguir deixar de ouvir, os gemidos vão estar bem altos. - voltou sua atenção novamente para o alfa mais novo, já abrindo o zíper de sua calça. - o que quer que eu faça, oppa? - disse em tom manhoso e inovente seguido de um bico. - provocou tocando a glande do alfa.

- G-guero gue... Me faza gemer... - se debateu na cadeira na tentativa de se soltar, sem sucesso.

Taehyung apenas concordou com a cabeça e abaixou por completo a calça de Jungkook, Jimin gritava e pressionava os ouvidos com força, não queria ver nem ouvir nada daquela cena repugnante e repulsiva, acima de tudo estava com raiva, uma raiva racional de Taehyung pornestar provocando toda essa desgraça, estava com raiva de Jungkook, não sabia o porquê, não estava em si e não reconhecia nada, mas ainda assim estava com raiva, também estava com raiva de si mesmo, se sentia péssimo e culpado por isso estar acontecendo, mas por que isso estava acontecendo? O membro de Jungkook ficava mais duro a cada toque que recebia do mais velho, sua cueca já estava suja de pré-gozo, era um incômodo. Sem cerimônias Taehyung abaixou a cueca de Jungkook e se admirou ao ver seu membro pular para fora, rapidamente o colocou na boca fazendo movimentos lentos e provocantes, estava amando vê-lo gemer seu nome e ver Jimin se torturando internamente por causa de tal ato. Seus movimentos foram ficando gradativamente mais rápidos e os gemidos de Jungkook, mais altos. Não é difícil entender o sofrimento de Jimin, afinal seria horrível se drogassem o amor de sua vida para servir as vontades sexuais de outro e não se poder fazer nada.

É uma pena.

É realmente uma pena.

Não demorou muito para Taehyung ter sua boca preenchida por sêmen, Jimin espiava-os de vez em quando pelo canto do olho, era inevitável por mais nojento que fosse ver a expressão de prazer grafada na face de Jungkook, queria vomitar ali mesmo, não conseguia gritar, protestar, falar, nenhuma palavra saía. Depois disso Taehyung vestiu o mais novo novamente e se levantou indo na direção da porta metálica, saiu do porão sem dizer uma única palavra. Largou ali um Jungkook sujo pelo próprio gozo e dopado, havia desmaiado novamente, e um Jimin descontrolado e psicologicamente destruído.

É uma pena.

É realmente uma pena.


Notas Finais


Não mereço morreeeeeer slskksskkd
Amo vcs 💚
(Menos vc Isaac, eu não gosto de ti)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...