História My galaxy all star - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Dimitry, Iris, Kentin, Kim, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor Doce
Exibições 58
Palavras 716
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Inferno particular? Eu acho que não


Fanfic / Fanfiction My galaxy all star - Capítulo 1 - Inferno particular? Eu acho que não

Que barulhinho infernal

-LAX!- ouvi alguém me chamar

Rosalya, a meia irmã mais carinhosa desse mundo.

Ambas somos filhas do mesmo pai, mas nossas mães eram opostas tanto na aparência quanto na criação das filhas. Enquanto Rosa tinha cabelos brancos, olhos dourados, 1,70 de altura, etiqueta esplêndida e estilo impecável. Eu tenho cabelos pretos com mechas coloridas, olhos azuis, 1,65 de altura, falo oque vem na mente e meu armário é quase que repleto de coisas com estampa de galáxia.

Olhei no relógio... 06h35min

-JÁ VOU!

Levantei num pulo. Corri para o banheiro e tomei o banho mais rápido da minha vida. Sai do banheiro e tive que escolher entre as poucas roupas que permaneceram no meu armário depois que fiz a mala.

 Escolhi um short jeans, uma camiseta cinza e uma blusa xadrez de manga e capuz por cima. Peguei minha bolsa, ajeitei meus óculos e coloquei meu all star de galáxia.

Pus meu skate em baixo do braço e desci as escadas

Rosa me esperava na porta do elevador do prédio com uma blusa social branca e uma minissaia preta, ela usava um colete aberto e um coturno preto, seus cabelos estavam presos em uma trança complicada e de maquiagem notava-se apenas um gloss na boca.

-Bom dia- falei sorridente

-Bom dia o caramba, a gente tá atrasada- ela me puxou pelo braço e me jogou dentro do elevador

Chegamos na portaria e ela praticamente me atirou pela porta, saímos correndo como duas desesperadas.

-A gente não vai pegar o carro?- questionei vendo que havíamos passado alguns metros da caminhonete preta.

-Tá sem gasolina- começamos a andar em vez de correr, mas mesmo assim estávamos indo muito rápido. Tentei pegar o skate, mas Rosa segurou meu braço novamente- quem acabou com a gasolina foi você, então se eu vou andar você também vai- bufei e ajeitei a bolsa no ombro.

-As malas já estão lá?- perguntei tentando acompanhar Rosa, que andava cada vez mais rápido.

-Já, eu levei tudo ontem- respondeu desacelerando o passo tornando possível acompanha-la.

Houve um curto silencio

 -Tem alguma noticia sobre... Sobre- engoli em seco e ela olhou pra mim com ternura

-Não nada- respondeu me poupando de terminar a frase

-Então ainda estamos fora do radar deles?!- encarei meus tênis

-Por enquanto sim- voltei meu olhar pra Rosa

Paramos em frente ao grande portão preto da Sweet Amoris

-Estamos de volta- ela falou encarando o portão atônita.

-É! Estamos de volta- confirmei com um suspiro antes de atravessar os muros de S.A.

Alunos corriam com livros e mochilas de um lado pro outro como formigas com pontinhos coloridos nas costas.

-Te vejo depois- falei antes de subir no skate e sair do campo de visão de Rosa

Saí em direção ao grêmio, mas acabei trombando com alguém e caí em cima do skate fazendo meus óculos e minha bolsa irem ao chão.

-Devia usar um óculos melhor- alguém falou em tom de deboche, provavelmente um garoto- porque pelo visto você é cega.

-Cala a boca- murmurei tentando localizar meus óculos

-Me obriga tabua

Finalmente encontrei os óculos e coloquei-os no rosto, olhei pra cima e vi um garoto de cabelos vermelhos e bem chamativos, seus olhos eram cinzas e mesmo caída no chão dava pra perceber que ele era bem auto. Levantei-me com o skate debaixo do braço

-Eu não sou tabua- fitei-o com raiva. Ele parecia rir de mim ate com os olhos

-Prova- sorriu de canto me encarando

-Serio?! É assim que consegue ficar com alguém?- questionei rindo fitando-o.

-Por que não cala a boca garota?!- retrucou alterando a voz e desviando o olhar

-Por que eu não quero- já ia me virar pra sair, mas girei nos calcanhares novamente e olhei para o garoto- Ah, e, me desculpa por ter esbarrado em você, mas, caso você não saiba quando alguém cai perto de você, você ri depois ajuda, e não fica parado dizendo que a pessoa é cega- ele mal se moveu enquanto eu falava

O garoto se aproximou

-Quer ganhar seu inferno particular?- as orbitas cinzas agora pareciam estar carregadas de ódio.

-Acho que não- respondi entediada tombando a cabeça pro lado- E não seria particular de qualquer forma- me aproximei do ouvido dele- eu faria questão de te arrastar comigo- minha voz saiu áspera


Notas Finais


espero que tenham gostado não se esqueçam de comentar

Kisses


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...