História My Ghost - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Yoonseok
Exibições 87
Palavras 1.067
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NUNCA POSTEI TÃO RÁPIDO ;U;
Alan tá dormindo, n aguentou
bora lá meu povo :D

Capítulo 2 - La Casa Blanca


Fanfic / Fanfiction My Ghost - Capítulo 2 - La Casa Blanca

Jungkook P.O.V


 

Finalmente havíamos chegado.

 

_Então gente, eu amo vocês mas tá passando Rebelde e não posso perder nenhum capítulo, tchauzinho!_ Falei me virando para sair dali, mas Yoongi me puxa pelo braço.

 

_Ah para Jungkook, é só uma casa! Vai me dizer que está com medo?_ Sorriu divertido.

 

_Tá bom caralho, vamos logo com isso._ Me soltei de seu pequeno aperto em meu braço e fui observar o casarão com mais detalhes.

Ele era enorme, uma estrutura de uma casa antiga, havia um enorme quintal com as plantas rasteiras enormes e ao meio daquilo havia uma placa escrito “La Casa Blanca 1320’’._La Casa Blanca?_

 

_Sim, é o nome dela ué._ Respondeu Tae. _Vamos ter que pular essa grade né?_

 

_Não! Vamos voar! claro que vamos pular, seu idiota!_

 

_PARA COM ESSA PORRA OS DOIS! Eu quero logo entrar!_ Gritou Jin, deixando eu,Yoongi e Tae assustados pelo comportamento repentino.

 

A casa era cercada por uma grade verde degastada alta, iríamos pular aquilo para ver seus arredores com mais clareza. Primeiro foi Taehyung, que graças as plantas altas sua queda foi amortecida.

 

_Podem vir! É tranquilo!_ Acenou para nós, logo Yoongi começou a “escalar’’ pelas linhas horizontais das grades, logo já estava dentro do local ao lado de Tae.

 

_Vai Jin, eu vou depois._

 

_Esses seus chiliques me dizem que é melhor você ir primeiro, pode muito bem se aproveitar e sair correndo para casa!_ Riu batendo nas minhas costas, tsc.

 

Dei de ombros e copiei a Tae e Yoongi, mas ao atravessar minha perna acabei me desequilibrando, caindo com tudo no matagal do lugar.

 

_KOOKIE! Você se machucou?_ Disse Tae me levantando e estapeando minhas roupas que acabaram sujas pelo tombo.

 

_Nã… AI!_ Gemi pela dor que senti em meu braço, ele tinha um corte profundo e saia um pouco de sangue.

 

_Ai meu Deus do céu, vai ficar tudo bem ok? Coloca isso em cima pra parar o sangramento._ Retirou seu casaco e deu em minhas mãos, onde logo amarrei o casaco em meu braço.

 

_Yah! Pronto._ Disse Jin ao cair em pé em nossa frente._Vamos?_


 

Movemos a cabeça positivamente e nos viramos para o casarão. As paredes brancas haviam manchas pretas de mofo e sujeira, as janelas estavam todas encostadas e pareciam terem sido arrombadas, algumas rachaduras nas paredes eram notáveis.

 

_Ok, admito que atmosfera daqui é um pouco... densa._ Disse Yoongi, concordo plenamente.

 

_Começou a viadagem?_ Tae retruca rindo.

 

_Só tô falando o que estou sentindo, oras! Não sou de ter medo, mas aqui tá sinistro sim._Olhou pra mim assentindo, dei de ombros sorrindo de lado.

 

_Gente, olha!_ Havia uma placa enferrujada na frente do lugar enorme, então comecei a ler em voz alta:


 

“Edifício La Casa Blanca, construído por San Jinnuo em 1954.’’


 

_CARALHO, ISSO É MUITO VELHO!_ Disse Yoongi, fazendo todos rirem.

 

_Pelo menos eu posso perguntar ao meu bisavô e ele saberá me dizer sobre._ Informei.

 

_Tá, vamos entrar logo?_ Disse Tae, indo em direção da porta alta do lugar. Então nós o seguimos em passos lentos, analisando os vários detalhes que aquele lugar havia.


 

Havia uma escadinha para chegar a entrada, onde havia uma varandinha com algumas poltronas rasgadas e mofadas, como o lugar.

Tae foi abrir a porta, porém obviamente, estava trancada.

 

_Você tava achando mesmo que conseguiria abrir a porta assim, sem mais nem menos?_ Disse rindo Jin.

 

_Realmente… Não quero arrombar essa porta por ser uma coisa antiga e devemos respeitar… Mas como abrirei isso?_ Perguntou Tae cruzando os braços pensativo.

 

_Vejamos..._ Disse Suga, ficando na frente da porta e parecia a analisar.

Olhou em todos os lugares daquela varandinha e um pedaço de papel lhe chamou a atenção no chão. Com curiosidade, leu o que estava escrito em letras femininas naquele sujo pelo tempo:

 

18/07/1982 - Domingo

 

Kawn tem andado estranho ultimamente, passou a ser um pessoa que cada vez mais me surpreendia com sua mudança de comportamento repentina, passou a ignorar tudo aqui em casa, a me tratar com um mau humor desnecessário… tenho medo dele ter se transformado no que ele era. Mas eu acho que esse pensamento é tolice de minha cabeça. Meu marido nunca me trataria mal,certo? Mas continuo desconfiada…


 

_Nossa… Que estranho, admito._ Disse Yoongi,ao terminar de ler enquanto todos os olhares dos meninos estavam voltados para si.

Mas do nada… A porta principal misteriosamente se abre sozinha num ranger arrastado e macabro.

 

_ai meu Deus do céu me leva senhor Jesus da glória sou jovem demais pra morrer me perdoe por xingar tanto Deus ai CARALHO, porra falei caralho PUTA QUE PARIU FALEI PORRA_

 

_PARA JUNGKOOK, QUE MERDA! Tá tudo bem!_

Todos riam de minha feição assustada, como se uma porta abrindo sozinha fosse uma coisa do cotidiano.

 

_POR ACASO VOCÊS ACHAM ISSO NORMAL?_

 

_Claro que não! Mas v-veja pelo lado positivo: A porta tá abert-ta!_ Gaguejou Jin, rindo de um jeito desesperado.

 

A casa estava aberta.

 

Fudeu!

 

_Vamos logo!_ Entrou Tae dentro do lugar, que rangeu com seus passos firmes no chão feito de tábuas já podres.

 

Entramos na “La Casa Blanca”, a mesma havia uma enorme sala, com uma lareira, sofás extremamente empoeirados, mas o que mais me chamou a atenção foram os quadros que havia em cima das estantes.

 

Eram fotografias em monocromático, parecia retratar membros de uma família de 3 pessoas: Mãe, Pai e Filho(a). Uma mulher com cabelos lisos e sedosos com uma feição séria, o homem também não era diferente com seu cabelo partido do lado com um bigode grosso. Mas quando olhei o terceiro quadro…


Que menino lindo. Puta que me pariu.

 

_Gente… Que arraso esse menino desse quadro. Preciso saber quem é esse rápido!_ Falei, ainda hipnotizado com a beleza do rapaz no quadro.

_Começou o fogo no cu!_ Disse Tae rindo. _Duvido que tu descobre o nome dele, cagão como tu é só vai até aquela lareira e já sai correndo pra casa!_ Riram todos.

 

_Vou descobrir sim, ah se vou._ Comecei a mexer nas papeladas em cima da estante, achei muitos documentos de processos da justiça, acho que o tal Kwan era advogado.

 

COLÉGIO SAN-SIKAH

CERTIFICADO DE CONCLUSÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL II

 

Certificamos com muito orgulho aos responsáveis Park Kwan e Sahyu que o aluno Park Jimin concluiu a oitava série do Ensino Fundamental II no ano letivo de 1983 na forma das Leis Vigentes e do Regimento Escolar.


 

Dezembro de 1983.


Park Kwan… Sahyu… Park Jimin… Muito interessante.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...