História My Ghost *Yoonmin* - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Block B
Personagens G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kyung, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, T.O.P, Taeil, V, Zico
Tags Bangtan Boys, Hot, Lemon, Yoonmin
Exibições 400
Palavras 757
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Acho q começo a escrever Innocence amanhã mas n sei se vai ser Jikook ou Yoonmin, me ajudem. Digam pra min.

Capítulo 35 - Namjin is namjin


Fanfic / Fanfiction My Ghost *Yoonmin* - Capítulo 35 - Namjin is namjin

Pov jin

   Namjoon estava sumido a 2 semanas, toda vez que eu ligava ele dizia "estou bem" "estou indo" e nada de Namjoon, ele não apareceu na minha formatura e isso ja estava me deixando puto. GD estava na sala, e eu tenho uma intuição de que ele sabe onde Namjoon se enfiou.

- GD, onde está Namjoon? - perguntei fazendo um boquinho.

- ele disse que chega hoje mas...

- JURA? - interrompi ele mas...foda-se eu tava feliz.

- mas ele terá que ir embora logo. - fiz uma carinha triste e ele percebeu. -  calma, jin... Supresas vem por aí.

(...)

Ja iam dá 00:00 e nada de Namjoon. Eu estava deitado na cama enorme e só havia uma fina camada de luz fraca que vinha das velas. Fechei meus olhos e me remexi na cama dando de cara, dessa vez, com o peito de alguém.

- caralhobucetacu, doeu.

- olha a boca, jin. - falou Namjoon. - e ai ja arrumou suas malas? 

- pra que? Ta me expulsando?

- não... GD não te contou? Você irá pra Paris comigo.

- pera, pera ai... O que?!

- anda logo, sem perguntas... Vai arrumar a mala. - ele deixou um beijo leve na minha testa e saiu.

Eu arrumei minhas malas com certa dificuldade, e Gd me ajudou a colocar no porta malas. Vey, eu vou pra Paris! Quando Namjoon quer me surpreender, ele consegue.
Já no aeroporto eu, que sinceramente ainda não acreditava nessa história, estava morrendo de frio.

- no que está pensando, jin? - Namjoon falou me abraçando por trás.

- nessa piada sem graça que você ta fazendo, ta legal... Cadê os meninos? E a câmera?

- o que ce ta dizendo, garoto... - não respondi apenas revirei os olhos.

Um avião pousou e Namjoon me puxou até uma fila para passar por uma tia lá. Ta bom, agora eu acreditava nele. Assim que passamos por ela, um frio adentrou meu corpo.

- sabe eu tenho um fetiche...

- nem precisa terminar de falar. Namjoon, me poupe.

(...)

  Séculos de viagem depois.

- eu to com fome, Namjoooooon - falei manhoso.

- so falta uma hora de viagem, amor - ele me abraçou e fez carinho na minha cabeça.

- eu te amo, Namjoon.

- Ah, também gosto de você.

O que? Gostar?! Eu sei o que você caro leitor e narrador está pensando.
GOSTAR NÃO É AMAR.

Eu vou matar ele? Provavelmente. Como assim? Gostar??? So pode ser brincadeira, esse viado de meia tigela vai levar uma tapa na cara, ainda. Quando eu tomar coragem.

" senhores passageiros, espero que estejam de cinto. Vamos pousar e a turbulência é Punk"

Me agarrei no banco, eu havia passado séculos naquele banco pareceram 2 dias. E agora eu me lembrei que detesto altura. Assim que saímos daquela máquina mortífera, pegamos um táxi e pensei que iríamos para um Hotel mas... Não, Namjoon me levou até o ponto turístico da cidade. Aquela Torre é simplesmente enorme.

- por que estamos aqui? - perguntei.

- é que eu queria te pedir uma coisa... Mas eu queria que fosse épico pra você... Fiquei preparando isso essas últimas semanas.

- não pode ser o que eu estou pensando....

- shiii - ele pós o dedo nós meus lábios. - cala a boca e olha.

As luzes da torre mudaram de cor, vermelho, azul e parou no rosa. Minha cor favorito, Namjoon balançou as mãos lançando um pequeno raio em um local qualquer na torre, fazendo uma lona gigantesca que eu sabia que era ilusão mas para os outros humanos era uma lona de verdade. Cobriu praticamente metade da torre, e nela estava escrito " jin, meu amor... Você aceita casar comigo? Seu viado chato."  mano eu só queria pular e gritar aceito feito uma criança e foi exatamente isso que eu fiz.

- eu aceito, aceito, ACEITO! - eu abracei forte ele. - meu idiota.

Namjoon me beijou e todos ao redor, maioria usou o Google tradutor pra entender e quando entenderam começaram a gritar e aplaudir, escondi meus rosto na curva do pescoço de Namjoon. Sou bem tímido. Ele me abraçou mais forte.

- caralho, eu aceito. -  sussurrei no ouvido dele. - eu te amo.

- eu amo você, jin...mesmo você não tendo deixado eu realizar meu fetiche... Teremos muitas oportunidades... Ah, e a gente vai morar aqui. Naquele prédio - ele apontou para um prédio azul ali perto. - pra você se lembrar sempre do dia mais foda da sua vida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...