História My GirlFRIEND's Daddy - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Girls' Generation
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Taeyeon
Tags Baekyeon, Chanbaek, Liberteiminhaimaginação
Exibições 283
Palavras 1.442
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeeeee...
Então, esse é um epílogozinho bem curtinho... só pra vocês terem um gostinho de que fim levou os personagens. Espero que gostem ;*

Capítulo 12 - Epílogo.


                                                                             *3 anos depois.*

 

 

-Porra, cadê aqueles dois imbecis? Eu vou fazer picadinho deles se alguma coisa der errado!

Kyungsoo andava de um lado pro outro, impaciente, ansioso e irritado. Ele ainda estava de roupão e bobs' na franja, há menos de uma hora de seu casamento e seus padrinhos sumiram. 

-Calma Soo, nada vai dar errado.

-Calma Kim Jongin? Calma meu pau. Eu não quero nem saber, eu espero que aqueles idiotas não caguem tudo se não a gente vai passar nossa lua de mel na cadeia, eu tô falando!

Jongin só conseguia rir. Também estava nervoso, mas conhecendo seu noivo como conhecia teria de mantê-lo calmo caso não quisesse mesmo ter que se envolver em algum assassinato.

-A gente?

-É claro, nós somos um casal... fazemos tudo juntos!

-Vamos parando com os pensamentos homicidas, hoje é um dia muito especial, não vamos perder tempo com coisas negativas.

-Como você consegue? Eu não vejo aqueles dois desde que foram buscar as alianças... Eles devem ter perdido e estão com medo de contar...

A paranóia do baixinho tinha justificativa. Chanyeol e Baekhyun pareciam ter uma incrível pré-disposição a tornar as coisas mais simples em problema. Era perfeitos um para o outro, afinal.

-Relaxa amor, vamos rebetir o mantra que o teraupeta passou? Repete comigo. A vida é bela, a vida é bela...

Dyo massageou suas temporas enquanto contava até dez bem devagar. Desde que ficaram noivos, Jongin o convenceu a fazer terapia de controle da raiva. Ele só queria que quem inventou esse mantra fosse tomar no cu. Hoje era pra ser um dia sem estresse, ele iria se casar caralho, porque as coisas insistiam em fugir do seu controle?

Ele e Jongin ficaram noivos há exatos um ano e três meses e por serem um casal tão reservado não quiseram gastar muito com cerimônia. Seria uma coisa simbólica, já que casamento homossexual ainda não era permitido, e bem simples no quintal da nova casa deles. Só estariam presentes os noivos, os padrinhos, alguns familiares e a senhora Byun, que por um acaso tinha feito um curso expresso na internet e se considerava apta a realizar a cerimônia. Quem ousaria discutir com ela? Nem Kyungsoo teve chance contra a mulher, pra vocês sentirem o nível da coisa.

A maioria das pessoas já tinha chegado e estavam disfrutando de um coquetel que Baekhyun tinha inventado e organizado. Estava tudo indo bem, até Chanyeol lembrar que tinha esquecido as alianças em casa. O que tinha de grande tinha de palerma, foi o que Kyungsoo pensou, mas se esforçou para guardar a opinião. Não queria brigar por coisas pequenas áquela altura do campeonato. Baekhyun puxou o namorado para fora dizendo que iriam buscar as preciosas alianças e que não demorariam. Que mentira deslavada.

Jongin ainda repetia o tal mantra jurando que era de grande ajuda.

-Jongin se você disser isso mais uma vez esse bobs' do meu cabelo vai parar na sua guela. 

O moreno se encolheu, era melhor não desafiar seu amado nessas condições. Kyungsoo quando olhou no relógio e viu que falta só meia hora para o ínicio da cerimônia só faltou se contorcer de raiva. Pelo menos ele e jongin teriam direito a boas celas no presídio, ambos possuiam ensino superior. E quando tudo parecia perdido eis que surgem os padrinhos, com roupas amassadas, bocas inchadas e as caras mais limpas do mundo.

-Eu não acredito nisso!

Kyungsoo gritou com as mãos na cintura.

-Eu estou quase tendo um derrame e vocês estavam transando?

-Relaxa Soo, foi só uma rapidinha.

Era melhor Chanyeol ter ficado calado, porque seu simples comentário somado a um sorrisinho besta desencadearam a ira de satansoo. O menor foi em direção ao Park pronto pro ataque, mas foi impedido por Baekhyun que entrou em sua frente segurando seus braços.

-Não temos tempo pra isso Kyungsoo, temos que te arrumar... Os convidados já chegaram. Jongin cai fora daqui com o Chanyeol, vemos vocês no altar.

Os dois deixaram o quarto e Baekhyun começou a arrumar o amigo. Mesmo em meio a tanta reclamação e olhares mortais não demorou muito para que ambos estivessem prontos. Antes de saírem do quarto Baekhyun se lembrou de uma coisa muito importante.

-Espera Soo, tem uma coisa que eu quero te entregar antes de irmos. 

   Ele tirou do bolso uma caixinha muito bonita e entregou ao noivo. 

-É um presente da Tae e da caminhoneira. Sabe como elas gostariam de estar aqui, mas estão enroladas demais na faculdades. 

Tudo o que tinha acontecido ficou para trás e agora eles eram todos uma grande família feliz. Mas nada impediu Tiffany e Baekhyun de continuarem se implicando, ele sempre seria uma bicha escandalosa e ela uma sapatão caminhoneira. Não me perguntem como, mas isso era tido como apelido carinhoso.

-Taeyeon disse que é pra vocês usar na cerimônia e tirar foto pra ela ter certeza que eu não fui imcopetente em dar o recado, vê se pode? Aquela pirralha abusada.

     Taeyeon e Tiffany depois de todo o auê, tinham se mudado para a França. Taeyeon queria expandir seus horizontes e sua atual namorada não poderia deixar de ir... Afinal, a França é a terra das baguetes né? Ela amava pão. E amava Taeyeon também, então não mediu esforços para acompanhá-la. As duas ainda mantinham contato com todos, mas as coisas na faculdade estavam corridas e não puderam comparecer.

Dyo sorriu e abriu a caixinha. Nela tinha o relógio mais lindo que já tinha visto em toda sua vida, prateado e com uns detalhes cromados. Parecia caro e de bom gosto, tipico de uma Park. Ele sorriu agradecido e colocou o relógio no pulso.

-Vamos?

Baekhyun o segurou pelo braço e ambos deixaram o quarto sorrindo ansiosos.

 

                                         ...

 

A cerimônia tinha sido linda, Baekhyun até chorou. No final todos festejaram muito a felicidade dos pombinhos e eles deixaram a festa num daqueles conversivéis antigos que tinham alugado, com direito até à latinhas amarradas no parachoque e decoração de batom. Tudo no nível Byun de discrição. Eles iriam a Escóscia, passar a semana mais romântica de suas vidas.

Enquanto ascenavam para o carro dos recém-casados, numa cena típica de filme da sessão da tarde, Chanyeol reparou o namorado suspirar meio pra baixo. 

-O que foi meu amor? 

Abraço seu baixinho por trás.

-Todo mundo se casando... Meus amigos, seus amigos, agora o Kyungsoo e o Jongin...

E foi aí que o maior percebeu. Todas as vezes que ele iam resolver algo do casamento dos amigos, ou eram convidados para algum casamento, ou casualmente tocavam no assunto, Baekhyun mudava de atitude e ficava meio distante, pensativo. Ele queria se casar também.

-Você também quer não é?

-É claro amor, é o que eu mais quero... Já imaginou, nós dois na nossa casa... envelhencendo juntos?

-Mas a gente já mora junto e eu já planejo envelhecer com você.

-Não é a mesma coisa Chanyeol.

-Tudo bem amor, se é isso que você quer nós fazemos...

-Assim eu não quero...

-Assim como?

-Assim, parece que você está sendo obrigado...

   O menor se emburrou e cruzou os braços.

-E eu não estou?

O tom foi brincalhão, mas vendo que Baekhyun continuava com sua posse emburrada, Chanyeol voltou até atrás.

-Claro que não bebê, eu quero... quero muito. Vamos fazer isso, do jeito que você quiser. 

-Isso é um pedido? 

Baek o olhou desconfiado e encarou aqueles olhos enormes que lhe sorriam gentis.

-Claro meu amor, vamos nos casar!

Chanyeol era um lerdo da porra. Baekhyun queria ouvir isso há tempos, mas ele não era qualquer um... Queria as coisas direito.

-Não.

Chanyeol que sorria animado parou no mesmo instante e olhou para baixo encontrando seu pequeno de braços cruzados e um bico ainda maior nos lábios.

-Que? 

-Isso mesmo que você ouviu, poste. Eu não vou casar com você á menos que você me peça do jeito que eu mereço... 

Chanyeol revirou os olhos. Lá vinha coisa.

-E eu não vou querer um casamento simples que nem esse não... Quero com toda pompa... Tudo muito chique e sofisticado, que nem eu. Quero que o Girls Generation venha cantar no nosso casamento e que seja tudo branco e dourado, quero que saia até no jornal...

Chanyeol olhou para Baekhyun, que tagarelava sem parar sobre o casamento perfeito e sorriu. Ele tinha feito a coisa certa e no final o amor dos dois só ficava casa vez mais forte. Eles tinham uma familia linda e amigos maravilhosos. A vida com Baekhyun foi sua melhor escolha.

-Você já assistiu o vídeo em que o Kanye West perde a Kim Kardashian em casamento?

Pode não ter sido sua escolha mais barata, mas foi a melhor com certeza. 


Notas Finais


Então... esse é o último capítulo da fic!!! Primeiramente, eu quero me desculpar por ter demorado tanto para atualizar os capitulos, pelos erros de digitação, e por talvez fic não ter agradado a todos ou não ter sido bem o que esperavam. Essa é a primeira que eu posto e pretendo melhorar cada vez mais.
Segundamente... Quero muito agradecer a todos que leram, aos que favoritaram e aos que comentaram. Vocês fizeram o meu dia sempre que vinham aqui e deixavam sua opiniões. Muito obrigada, e verdade <3
Até a próxima pessoinhas, bjos de luz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...