História My Guardian - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, Jimin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rosé
Visualizações 90
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi quero agradecer a todos que estão acompanhando a fic e claro agradecer pelos 104 favoritos, muito obrigado a todos e pelos comentários que me animam a continua

Boa leitura.

Capítulo 4 - Confronto


Ficamos conversando a beira do lago por um longo tempo, ele me contando das novidades o quanto gostava da sua carreira de cantor e como amava dançar, ele sempre foi assim desde pequeno.

Enquanto conversávamos minha irmã não se aproximo um minuto se quer apenas nos observava de longe e não precisaria ser um gênio para saber que ela estava muito irritada.

– E você? O que andou fazendo nesses anos todos?

– Estudando, meus pais abriram uma empresa que acabou crescendo bastante então a pedido deles fui pra um colégio interno estudar para assumir um cargo e ajudar administrar ela.

– Entendo, eles queriam muito isso fico feliz por saber que deu tudo certo pra vocês – Ele olha para o lago pensativo por um instante até que faz aquela pergunta – E sua irmã como está?Ela veio com você?

– Não ela não veio está estudando ainda, mas está bem até arrumou um namorado – Dou uma disfarçada pra olhar onde ela estava e podia jurar que ela estava vermelha de raiva, por um momento achei que ela fosse vir até onde estávamos, mas ela deu meia volta e saiu pisando fundo.

 – Jimin eu sinto muito, mas tenho que ir agora – me levanto a fim de sair o mais rápido possível, precisava falar com ela.

– Espera – Ele segura minha mão – acabamos de nos encontrar depois de anos.

 – Eu sei Jimin e estou feliz com isso, mas realmente preciso ir, podemos marcar pra sairmos, olha – aponto pro hotel – estou hospedada ali e... Poderia me emprestar seu celular? – Ele me entrega o celular onde eu gravo meu numero e então o devolvo.

– Pronto meu numero está salvo quando tiver um tempo me ligue assim podemos marcar para sairmos juntos.

– Irei ligar hoje mesmo – Ele se aproxima de e coloca sua mão em meu rosto em uma leve caricia e dá aquele seu famoso sorriso – Eu realmente senti muito sua falta, que bom que voltou.

 Senti algo mudando dentro de mim e isso não era bom, estava prestes a lhe responder quando eu vejo atrás dele um pouco longe nos observando um ser que eu reconheceria em qualquer lugar, ele parecia ter notado que eu olhava e deu um sorriso sínico e fez um sinal negativo com a cabeça em seguida levantou o braço e apontou pro seu relógio.

 – Eu...desculpa Jimin eu tenho que ir nos vemos depois – Sai dali o mais rápido possível sem olhar pra trás quando dei por mim já estava na porta do quarto.

 – Respire você não fez nada de errado vai ficar tudo bem.

Foi o que disse a mim mesma, mas as coisas estavam longe disso, minha irmã abriu a porta e sua cara não era nada boa.

– VOCE! Qual o seu problema!

 – Posso entrar primeiro?

Ela sai da frente da porta então eu entro e vou direto pra cama onde me jogo, precisava me acalmar para assim por todas as coisas no lugar. As cenas de agora pouco no parque voltam a mim mente, Jimin sua mão tão quente.

– Isso não está certo.

– Não está mesmo. Jennie?Porque usou o meu nome Jisoo? Porque foi falar com ele? Porque me enganou?

– Me desculpa por isso mais foi preciso contar uma pequena mentira.

– Uma pequena mentira Jura? Então me diz quem é meu namorado porque eu preciso conhecer ele já que estamos juntos não é mesmo?

– Mas que inferno – me levanto da cama e vou até ela – o que você queria que eu fizesse?

– Não me enganasse e falasse a verdade.

 –A verdade Jennie acha mesmo que contar pra ele toda a verdade ajudaria? O que ele iria pensar se soubesse?

– Nisso devo concordar com ela.

Aquela voz....

Rapidamente nos viramos e lá estava ela sentada perto da janela nos observando como se fosse a coisa mais normal do mundo. Por instinto me coloco na frente de Jennie, não queria ela perto daquele ser.

 – O que faz aqui?

– Que mal humor Jisoo isso lá é jeito de se tratar as visitas e alem disso – bastou um piscar de olhos pra ela aparecer atrás de Jennie e segurar uma mecha de seu cabelo – Não fui eu quem quebro as regras.

– Não toque nela! – Eu a puxo novamente enquanto olho para aquele ser ameaçadoramente – Fique longe dela a regra não foi totalmente quebrada, tudo continua como antes, nenhum dano foi feito.

– Nervosinha como sempre Jisoo, mas sinto lhe informar que totalmente ou não a regra foi quebrada – ela começa a dar passo em nossa direção – mas você também tem razão ao dizer que nenhum dano foi feito – ela para na minha frente e olha nos meus olhos – por enquanto não é mesmo?

– Se esse era seu aviso já pode ir embora.

Ela novamente sorri e em um piscar de olhos não está mais ali e assim que ela some posso em fim sentir certo alivio, não esperava que ela fosse agir tão rápido, teria que mudar meus planos.

– Feliz agora Jisoo?

– O que? – isso só podia ser brincadeira – Você acha que eu pedi por isso?

– Sim você pediu, caso não quisesse isso teria ficado quieta.

– Agora eu que sou a culpada desse historia? Talvez irmãzinha devesse refrescar sua memória e lembrar-se de quem é a culpa disso tudo não é mesmo.

– Eu... Pensei que tivesse mudado e aprendido com o que aconteceu, mas nem isso foi capaz de abrir seus olhos.

Jennie então sai me deixando sozinha no quarto, eu sei que não devia ter dito aquilo, sei que a culpa não é totalmente dela, mas acabei falando no calor da emoção e agora teria que dar um jeito de arrumar aquilo.

Sabia que cedo ou tarde eu e ela acabaríamos brigando só não esperava que fosse tão cedo e muito menos que aquela visita iria aparecer, eu teria que agir e rápido.

 

----------------------------------------------

 

Longe dali em uma sala repleta de espelho a mulher misteriosa conversava com um homem.

–Falou ela? – Ele diz assim que a garota entra

– Bom digamos que ela está avisada então não se preocupe.

– Como não devo me preocupar? Isso não estava nos planos.

– Na verdade estava, eu suspeitei que ela faria algo desse tipo.

–E não me avisou nada? Achei que devia ser informado de tudo que acontece.

– Relaxe no final tudo sairá conforme o planejado.

–Espero que não me esconda mais nada a partir de agora.

Ele se retira deixando a garota sozinha que aproveita para pegar uma taça de vinho para relaxar.

– Homens são tão problemáticos, por isso prefiro garotas – Ela saborear lentamente seu vinho antes de ter uma ideia – Talvez deva fazer uma visita a minha garota to precisando me animar um pouco.

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...